Você está na página 1de 7

U N I V E R S I D A D E F E D E R A L R U R A L D O SEMI-ÁRIDO

PRÓ-REITORIA D E P E S Q U I S A E PÓS-GRADUAÇÃO
P R O G R A M A D E PÓS-GRADUAÇÃO E M M A N E J O D E S O L O E ÁGUA

P R O G R A M A ANALÍTICO D E D I S C I P L I N A

IDENTIFICAÇÃO D A D I S C I P L I N A

CÓDIGO NOME NATUREZA

PeM0024 MANEJO E CONSERVAÇÃO DO SOLO [ ] Obrigatória [ X ] Optativa

PROFESSOR(ES}:

Neyton d e Oliveira Miranda

C A R G A HORÁRIA S E M A N A L N2 D E
CRÉDITOS C A R G A HORÁRIA T O T A L
TEÓRICA PRÁTICA TEÓRICA-PRÁTICA TOTAL

2 2 - 4 4 60

PRÉ-REQUISrrO

OBJETIVOS

A o final da disciplina os estudantes terão informações que lhes possibilitem: analisar a importância do
manejo e da conservação de solos no contexto da agricultura sustentável compreender as
j consequências do uso e manejo inadequados do solo sobre a capacidade do m e s m o e m cumprir c o m suas
! funções agroecologicas; aplicar o sistema d e classificação de terras pela capacidade d e uso; conhecer
as limitações ao uso e manejo dos principais tipos d e solos encontrados na região; identificar
problemas de degradação física dos solos e suas causas, por meio da determinação das propriedades
jmais influenciadas e que mais influenciam o manejo do solo; avaliar a qualidade física dos solos;
i recomendar e supervisionar a aplicação d e práticas e sistemas d e manejo e conservação do solo que
possam evitar, diminuir ou corrigir os efeitos da degradação física do solo a fim d e obter u m a
produtividade agrícola sustentável, protegendo devidamente o solo. Conhecer a legislação brasileira
i referente ao uso e manejo d e solos.

EMENTA

i Classificação de Te.rras no Sistema de Capacidade d e Uso. Solos cultivados na região. Propriedades


! relevantes ao manejo dos solos. Qualidade física do solo. Fatores, processos e efeitos da degradação
i do solo. Sistemas e técnicas d e manejo dos solos.
U N I V E R S I D A D E F E D E R A L R U R A L D O SEMI-ÁRIDO
PRÓ-REITORIA D E P E S Q U I S A E PÓS-GRADUAÇÃO
P R O G R A M A D E PÓS-GRADUAÇAO E M M A N E J O D E S O L O E ÁGUA

CONTEÚDO PR06RAMÁTIC0

DA de H O R A S
CONTEÚDO
UNIDADE T P T-P
Introdução ao uso, manejo e conservação do solo.
- 0 solo c o m o u m recurso natural.
I - Definição d e manejo e conservação. 2
- Importância social, económica e ambiental da conservação
do Solo.

Qualidade física do solo.


- Qualidade do solo e sustentabilidade agrícola.
- Qualidade do solo e o desenvolvimento das culturas
n - Avaliação da qualidade do solo.
2
- Indicadores da qualidade do solo.
Indicadores de qualidade física do solo

Classificação d e Terras nos Sistemas d e Capacidade d e Uso


e Aptidão agrícola.
- Utilização do solo.
- Levantamento conservacionista.
- Classificação da aptidão agrícolas das berras.
- Classificação das terras no sistema d e capacidade d e uso.
Classificações taxonômicas e técnicas.
ConceituQção do sistema.
Categorias do sistema
&rupos de manejo.
Critériof"para determinação da capacidade d e uso.
Condições ambientais ideais para a maioria das culturas.
ni Considerações sobre a natureza das limitações.
8

Pressuposições para a classificação.


Enquadramento das classes.
Caracterização das classes e subclasses de capacidade d e
uso.
- Vantagens e desvantagens dos dois sistemas.
- Classificação d e terras para fins d e irrigação - Brasil e
USA.
- Levantamento utilitário dos solos cultivados na região.
- Planejamento do uso e manejo do solo.
- Adequação do uso do solo a sua aptidão agrícola e
capacidade de uso.
Solos cultivados na região: potencialidades e limitações ao 4
manejo.
IV
- Cambissolos; Latossolos; Argissolos; Luvissolos; Neossolos,
ctc.
U N I V E R S I D A D E F E D E R A L R U R A L D O SEMI-ÁRIDO
PRÓ-REITORIA D E P E S Q U I S A E PÓS-GRADUAÇÃO
P R O G R A M A D E PÓS-GRADUAÇÃO E M M A N E J O D E S O L O E ÁGUA

Propriedades relevantes ao manejo dos solos.


- Características físicas do solo e a produtividade das
espécies vegetais.
Textura
Estrutura e Agregação
Densidade do Solo
Resistência do Solo ò Penetração
V Porosidade do Solo 12
Consistência do Solo
Infiltração de Água no Solo
Retenção de Água no Solo
- Matéria Orgânica do Solo: tipos; dinâmica; modelagem;
reservatórios.
Influência da matéria orgânica nas propriedades e no
comportamento dos solos.
Fatores, processos e efeitos da degradação do solo.
- Tipos d e degradação do solo; química, física e biológica.
- Causas d e degradação do solo: uso intensivo do solo -
preparo do solo; perda d e nutrientes; transformações
químicas, físicas e biológicas; decomposição acelerada da
matéria orgânico; queimadas.
- Encrostamento e Pulverização Superficial
- Compactação do solo e adensamento
Conceitos d e compactação e adensamento
Causas de compactação e adensamento
Previsão d e susceptibilidade d e compactação e adensamento
dos solo?
Avaliação da compactação do solo e suas consequências,
controle e recuperação d e áreas compactadas
- Erosão do solo
VI 16
Definição Conceito e importância da erosão;
Consequências da erosão; prejuízos económicos, sociais e
ambientais.
Classificação da erosão quanto a tipos e agentes erosivos:
geológica, hídrica, eólica
- Erosão eólica:
Ocorrência, importância e consequências.
Princípios, mecanismos e fases,
Fatores que influência na erosão eólica
Controle de erosão eólica
Equação de perdas por erosão eólica
- Erosão hídrica
Ocorrência e importância
Causas da erosão hídrica
Agentes de erosão hídrica: pluvial, fluvial, lacustre e
U N I V E R S I D A D E F E D E R A L R U R A L D O SEMI-ÁRIDO
PRÓ-REITORIA D E P E S Q U I S A E PÓS-GRADUAÇÃO
P R O G R A M A D E PÓS-GRADUAÇAO E M M A N E J O D E S O L O E ÁGUA

marítima, pela irrigação.


Mecanismos d e erosão hídrica.
Fases d e processo erosivo: erosão por impacto e e m lençol;
impacto das gotas d e chuvas, desagregação e transporte.
Formas d e erosão hídrica: laminar, e m sulcos, e m voçorocas.
Fatores que influem e erosão: clima; relevo; cobertura
vegetal; características do solo; manejo.
Modelos d e predição d e perdas d e solo por erosão hídrica;
precipitação, intensidade, período d e retorno.
Erosão e sedimentação.
Tolerância d e perdas de solos.
M o d e l a g e m d e perdas d e solos.
Equação universal da perda d e solo:
Componentes da equação e fatores que influenciam na perda
d e solo: energia da chuva; erosividade da chuva;
erodibilidade do solo; inclinação e extensão da encosta;
cobertura e manejo; práticas conservacionistas.
M é t o d o s de pesquisa da erosão.
M é t o d o s c o m chuva natural.
M é t o d o s c o m chuva simulada.
Déficit hídrico e excesso d e umidade.
Salmização.
Desertificação / arenização.
Sistemas e técnicas de manejo dos solos.
Práticas conservacionistas.
- Práticas mecânicas: definição, tipos.
- Sistem» de preparo e cultivo e m nível.
- Sistema de terraços; conceituação, importância e
descrição geral.
Classificação tipos d e terraços.
Cálculo da enxurrada e de vazão de canais d e terraços.
Dimensionamento d e terraços e canais escoadores.
Planejamento, demarcação e locação do sistema d e terraços;

vn Construção dos terraços.


AAanutenção e revisão do sisten^ de terraços.
12

Preparo de solo entre terraços plantio e manejo da cultura


e m órp/is terraceada.
Integração do sistema de terraços c o m o sistema d e
estradas.
Estradas rurais: locação. Manejo e conservação.
Sistema de bacia d e retenção d e água: dimensionamento,
construção.
Controle e estabilização d e v o ç c o c a s .
Técnicas e sistemas d e manejo do solo.
Pousio.
U N I V E R S I D A D E F E D E R A L R U R A L D O SEMI-ÁRIDO
PRÓ-REITORIA D E P E S Q U I S A E PÓS-GRADUAÇÃO
P R O G R A M A D E PÓS-GRADUAÇAO E M M A N E J O D E S O L O E ÁGUA

Cobertura morta / Manejo d e Resíduos Vegetais.


Manejo da cobertura vegetal em sistemas
conservacionistas: métodos mecânicos e químicos.
Culturas e m faixas.
Formação d e Pastagens e ref lorestamento e m áreas
degradadas.
Sistemas d e Preparo do solo condições para o preparo e
implementos utilizados.
Preparo convencional Preparo primário e secundário.
Sistemas Conservacionistas: Preparo reduzido e Cultivo
mínimo.
Plantio direto.
Sistemas agrosilvopastoris
Integração lavoura-pecuária
Integração silvo-pastoril
Tráfego Controlado
Rotação de culturas:
Histórico.
Conceitos: rotação e sucessão d e culturas.
Planejamento da rotação.
Princípios básicos da rotação.
Objetivos da rotação.
Efeitos da rotação sobre a fertilidade do solo e crescimento
das culturas.
Principais espécies utilizadas para rotação.
Plantas d e Cobertura do Solo e Adubação verde.
Conceitos-, benefícios, época d e corte e incorporação.
Característicos e limitações d e espécies leguminosas e d e
outras espécies.
- Adubação orgânica e compostogem.
- Biorremediação.
- Legislação vigente para preservação e conservação
ambiental.
Viii A informática no uso, manejo e conservação do solo. 4
TOTAL 60

MÉTODOS
INSTftU/i^NTOS DE
TÉCNICAS HECUÍISOS 5IDATICOS
AVALIAÇÃO
Aulas expositivas; Aulas Q u a d r o branco; Retroprojetor; A avaliação deve ser constituída
praticas em campo e Datashow; Internet; T V . d e várias tipos d e verificações
laboratório; Resolução de como: Provas; Trabalhos sobre
exercício; Discussão d e artigos dados obtidos e m aulas práticas ou
científicos. de trabalho aplicado;
Apresentação d e seminários.
U N I V E R S I D A D E F E D E R A L R U R A L D O SEMI-ÁRIDO
PRÓ-REITORIA D E P E S Q U I S A E PÓS-GRADUAÇÃO
P R O G R A M A D E PÓS-GRADUAÇAO E M M A N E J O D E S O L O E ÁGUA

R E F E R E N C I A S BIBLIOGRÁFICAS
Livros:

B E R T O N I , J.; L O M B A R D I N E T O , F. Conservação do solo. 7 e d . S ã o Paulo: ícone, 2010. 3 5 5 p .


B L A N C O , H; L A L , R. Principies of Soil Conservation and M a n a g e m e n t . Springer, 2 0 0 8 . 601p.
B R A N D Ã O , V.S.; C E C Í L I O , R.A.; P R U S K I , F.F.;. S I L V A , D.D. Infiltração d e água no solo. Viçosa: E d .
U F V . 2 0 0 6 .120p.
E M B R A P A . Centro Nacional d e Pesquisa d e Solos. Sistema brasileiro d e classificação d e solos. Brasília:
E m b r a p a . Produção d e informação. Rio d e Janeiro: E m b r a p a Solos, 2 0 0 6 . 412p.
F A N S M E I E R , D.D.;ELLIOT, W . J . ; W O R K M A N , S.R.; H U F F M A N , R.L. Soil and W a t e r Conservation
Engineering, 2 0 0 5 .
F O L L E T T , R.F.; H A T F I E L D , J.L. Nitrogen in the environment: Sources, Problems and M a n a g e m e n t .
Elsevier, 2 0 0 8 , 5 0 9 p .
G U E R R A , A . J. T . Erosão e Conservação dos Solos. 2 ° Edição. B E R T O A N D D O B R A S I L . 2 0 0 7 3 4 0 p.
H I L L E L , D . Environmental soil physics. S a n Diego: Academic Press, 1998. 6 7 5 p .
H U N S E R , P. Soil and W a t e r Conservation H a n d B o o k . H a w o r t h Press, 2 0 0 6 . 2 3 3 p .
K I M B L E , J.M.; R E E D , D.; M O O N E Y , S.; R I C E , C . W . F O L L E T T . Soil carbon m a n a g e m e n t : economic,
environmental and societal benef its, 2 0 0 7 .
L E P S C H , I. F. For-mação e Conservação dos Solos. 1. ed. São Paulo: Oficina d e Textos, 2 0 0 2 . v. 1.178 p.
L I M A , M.R. et al.(ed) Diagnóstico ^ recoinendações d e manejo do solo: aspectos teóricos e
metodológicos. Curitiba: U F P R , 2 0 0 6 . 3 4 1 p.
M O R A E S , M.H.; M U L L E R , M.M.L.; F O L O N I , J.S.S. Qualidade física do solo: m é t o d o s d e preparo e
manejo do solo. Jaboticabal: F U N E P , 2 0 0 2 . 2 2 5 p .
M O R S A N , R.P.C. Soil Erosion and Conservation. BlackWell, 2CX)5. 3 0 0 p .
O L I V E I R A , T.S. (Coord.) et al. Soto e água; aspectos d e uso e manejo c o m ênfase no semi-órido
nordestino. Fortaleza; D C S , U F C , 2004.458p.
P R I M A V E S I , A . Manejo ecológico do solo. Editora Nobel. 2 0 0 2 . 5 4 9 p.
P R U S K I , F.F.; S I L V A , A M O R I M , R.S.; D A V I D D A S I L V A , D.; & R I E B E L E R , N.P.; A L V E S D A S I L V A ;
J.M. Conservação d e Solo e Agua - Práticas Mecânicas para o Controle da Erosão Hídrica. Ia, Ed. Ed.
UFV, 2006.
U N I V E R S I D A D E F E D E R A L R U R A L D O SEMI-ÁRIDO
PRÓ-REITORIA D E P E S Q U I S A E PÓS-GRADUAÇÃO
P R O G R A M A D E PÓS-GRADUAÇAO E M M A N E J O D E S O L O E ÁGUA

APROVAÇÃO ^
COLEGIADO D O P R O G R A M A D E POS-GRADUAÇÃO E M M A N E J O D E S O L O E A G U A
(PPGMSA):

DATA Coordenador do PPGMSA


CONSELHO S U P E R I O R D E E N S I N O , P E S Q U I S A E EXTENSÃO D A U F E R S A (CONSEPE)

Anaraluana,Nuhes Gomes
Secretária dos Órgãos Colegíados
Port. UFSRSA/GAB N» 0 4 3 2 / 2 0 0 8

DATA Presidente d o CONSEPE

MOSSORÓ-RN, ^SJP d e KX^-tÃ?- de 2012.

Você também pode gostar