Você está na página 1de 6

Plano de desenvolvimento

Números reais, potenciação, notação científica e arcos, ângulos


centrais e ângulos inscritos na circunferência
Neste bimestre, serão ampliadas as representações numéricas, por meio do reconhecimento e
localização de alguns números irracionais na reta numérica, além dos cálculos envolvendo
potências com expoentes fracionários.

Por meio de situações-problema, espera-se que os alunos reconheçam a necessidade de se usar


unidades específicas para expressar medidas muito grandes ou muito pequenas, tais como distância
entre planetas e sistemas solares, tamanho de vírus ou de células, capacidade de armazenamento de
computadores, entre outros.

Outro aspecto que será abordado nesse bimestre são as relações existentes entre arcos,
ângulos centrais e ângulos inscritos na circunferência, com o uso de um software de geometria
dinâmica.

Conteúdos
 Conjunto dos números reais.

 Potenciação e notação científica.

 Ângulos centrais e ângulos inscritos na circunferência.

Objetos de conhecimento e habilidades


 Necessidade dos números reais para medir qualquer segmento de reta.
Objetos de conhecimento
 Números irracionais: reconhecimento e localização de alguns na reta numérica.

M at er ia l di sponib ili za do em l ic en ça a be rt a do tipo Cr ea tiv e Co mmon s – A tr ibuiç ão não co me rc ia l


( CC B Y N C – 4.0 Inte rn at iona l). P er mi tid a a cr ia çã o de obra de riv ada c om f ins não co me rc ia is , 19
d esd e que se ja a tr ibuído cr éd ito auto ra l e as c ri aç õe s s ej am lic en ci ad as s ob o s m es mo s p ar âm et ro s.
Matemática – 9º ano – 1º bimestre – Plano de desenvolvimento

 (EF09MA01) Reconhecer que, uma vez fixada uma unidade de comprimento, existem
segmentos de reta cujo comprimento não é expresso por número racional (como as
medidas de diagonais de um polígono e alturas de um triângulo, quando se toma a
Habilidades medida de cada lado como unidade).
 (EF09MA02) Reconhecer um número irracional como um número real cuja
representação decimal é infinita e não periódica, e estimar a localização de alguns
deles na reta numérica.

 É importante que o aluno realize as construções geométricas com o uso de


Relação com a prática instrumentos como compasso, régua e esquadro, e tenha condições de medir os
didático-pedagógica segmentos, que serão expressos por números irracionais, como a diagonal de um
quadrado.

 Potências com expoentes negativos e fracionários.


 Números reais: notação científica e problemas.
Objetos de conhecimento
 Unidades de medida para medir distâncias muito grandes e muito pequenas.
 Unidades de medida utilizadas na informática.

 (EF09MA03) Efetuar cálculos com números reais, inclusive potências com expoentes
fracionários.
 (EF09MA04) Resolver e elaborar problemas com números reais, inclusive em notação
científica, envolvendo diferentes operações.
Habilidade
 (EF09MA18) Reconhecer e empregar unidades usadas para expressar medidas muito
grandes ou muito pequenas, tais como distância entre planetas e sistemas solares,
tamanho de vírus ou de células, capacidade de armazenamento de computadores, entre
outros.

 É importante que o aluno compreenda as propriedades da potenciação, para justificar


as potências com expoentes negativos e fracionários.
Relação com a prática  O uso da calculadora científica é recomendável, de modo que os alunos utilizem o
didático-pedagógica modo "normal" e modo "científico".
 É importante explorar a leitura de textos veiculados pela mídia e de artigos científicos
que utilizem a notação científica para apresentar os dados.

Objeto de conhecimento  Relações entre arcos e ângulos na circunferência de um círculo.

M at er ia l di sponib ili za do em l ic en ça a be rt a do tipo Cr ea tiv e Co mmon s – A tr ibuiç ão não co me rc ia l


( CC B Y N C – 4.0 Inte rn at iona l). P er mi tid a a cr ia çã o de obra de riv ada c om f ins não co me rc ia is , 20
d esd e que se ja a tr ibuído cr éd ito auto ra l e as c ri aç õe s s ej am lic en ci ad as s ob o s m es mo s p ar âm et ro s.
Matemática – 9º ano – 1º bimestre – Plano de desenvolvimento

 (EF09MA11) Resolver problemas por meio do estabelecimento de relações entre


Habilidade arcos, ângulos centrais e ângulos inscritos na circunferência, fazendo uso, inclusive, de
softwares de geometria dinâmica.

 É importante que o aluno realize as construções com o uso de compasso e transferidor


Relação com a prática
para identificar as relações entre os ângulos centrais e ângulos inscritos na
didático-pedagógica
circunferência, para posteriormente utilizar o software de geometria dinâmica.

Competências gerais
Neste bimestre, também serão trabalhadas algumas competências, com o objetivo de respeitar
princípios universais e ajudar a promover o desenvolvimento cognitivo dos alunos.

 2. Exercitar a curiosidade intelectual e recorrer à abordagem própria das ciências,


incluindo a investigação, a reflexão, a análise crítica, a imaginação e a criatividade,
para investigar causas, elaborar e testar hipóteses, formular e resolver problemas e
criar soluções (inclusive tecnológicas) com base nos conhecimentos das diferentes
Competências gerais áreas.
desenvolvidas  5. Compreender, utilizar e criar tecnologias digitais de informação e comunicação de
forma crítica, significativa, reflexiva e ética nas diversas práticas sociais (incluindo as
escolares) para se comunicar, acessar e disseminar informações, produzir
conhecimentos, resolver problemas e exercer protagonismo e autoria na vida pessoal e
coletiva.

A competência geral 2 diz respeito à necessidade de desenvolver a curiosidade intelectual e


utilizar as ciências com criticidade e criatividade. Atividades que promovam a investigação por
meio de textos complementares, pesquisas na internet e debate em sala de aula serão estimuladas
para contribuir com seu desenvolvimento.

A competência geral 5 pode ser trabalhada com atividades que promovam a pesquisa e o
compartilhamento dos resultados obtidos nas atividades propostas no decorrer do bimestre.

A proposta de projeto integrador, apresentada para este bimestre, prevê atividades que visam,
entre outros objetivos, trabalhar as competências gerais 2 e 5 de modo a estimular no aluno a
capacidade de investigação por meio de leituras de textos e artigos científicos, debates em salas de
aula, além do levantamento de hipóteses relacionadas a diversos fenômenos associados à
compreensão das ondas eletromagnéticas e das unidades utilizadas para expressar medidas muito
grandes ou pequenas. O desenvolvimento dessas competências gerais, ao longo do bimestre, é
fundamental para o desenvolvimento do produto final, usando uma forma de comunicação bastante

M at er ia l di sponib ili za do em l ic en ça a be rt a do tipo Cr ea tiv e Co mmon s – A tr ibuiç ão não co me rc ia l


( CC B Y N C – 4.0 Inte rn at iona l). P er mi tid a a cr ia çã o de obra de riv ada c om f ins não co me rc ia is , 21
d esd e que se ja a tr ibuído cr éd ito auto ra l e as c ri aç õe s s ej am lic en ci ad as s ob o s m es mo s p ar âm et ro s.
Matemática – 9º ano – 1º bimestre – Plano de desenvolvimento

difundida e atual (produção de vídeos) para conscientizar a comunidade escolar sobre os perigos da
radiação ultravioleta.

Habilidades essenciais para que os alunos possam dar continuidade aos estudos
O quadro a seguir apresenta as habilidades essenciais que deverão ser desenvolvidas pelos
alunos ao longo do bimestre, para que tenham condições, sem maiores dificuldades, de avançar em
suas aprendizagens.

Objetos de conhecimento Habilidades da BNCC


 (EF09MA01) Reconhecer que, uma vez fixada uma unidade de
comprimento, existem segmentos de reta cujo comprimento não é
 Necessidade dos números reais para expresso por número racional (como as medidas de diagonais de um
medir qualquer segmento de reta polígono e alturas de um triângulo, quando se toma a medida de cada
Números irracionais: reconhecimento e lado como unidade).
localização de alguns na reta numérica  (EF09MA02) Reconhecer um número irracional como um número
real cuja representação decimal é infinita e não periódica, e estimar a
localização de alguns deles na reta numérica.
 Potências com expoentes negativos e  (EF09MA03) Efetuar cálculos com números reais, inclusive
fracionários potências com expoentes fracionários.
 Números reais: notação científica e  (EF09MA04) Resolver e elaborar problemas com números reais,
problemas inclusive em notação científica, envolvendo diferentes operações.
 (EF09MA11) Resolver problemas por meio do estabelecimento de
 Relações entre arcos e ângulos na relações entre arcos, ângulos centrais e ângulos inscritos na
circunferência de um círculo circunferência, fazendo uso, inclusive, de softwares de geometria
dinâmica.
 Unidades de medida para medir  (EF09MA18) Reconhecer e empregar unidades usadas para
distâncias muito grandes e muito expressar medidas muito grandes ou muito pequenas, tais como
pequenas distância entre planetas e sistemas solares, tamanho de vírus ou de
Unidades de medida utilizadas na células, capacidade de armazenamento de computadores, entre
informática outros.

Práticas de sala de aula


Iniciar a aula indicando aos alunos todas as etapas do conhecimento que serão percorridas, por
meio de uma síntese prévia, que aponte a finalidade da aprendizagem do tema, sua história e
importância na Matemática, além de aplicações práticas, mesmo que para a estruturação de outros
conceitos, curiosidades e os termos utilizados para a sua representação.

A exploração das conexões existentes entre as ideias, conceitos e propriedades dos objetos
matemáticos apresentados em todo o Ensino Fundamental é recomendável nessa fase final da

M at er ia l di sponib ili za do em l ic en ça a be rt a do tipo Cr ea tiv e Co mmon s – A tr ibuiç ão não co me rc ia l


( CC B Y N C – 4.0 Inte rn at iona l). P er mi tid a a cr ia çã o de obra de riv ada c om f ins não co me rc ia is , 22
d esd e que se ja a tr ibuído cr éd ito auto ra l e as c ri aç õe s s ej am lic en ci ad as s ob o s m es mo s p ar âm et ro s.
Matemática – 9º ano – 1º bimestre – Plano de desenvolvimento

sistematização dos conteúdos, que é o 9º ano. Um exemplo disso são as propriedades da


potenciação, que justificam a sua associação aos radicais, assim como as possibilidades de
relacionamento desses objetos matemáticos com a Geometria.

Apresentar a História da Matemática, curiosidades e situações-problema desafiadoras são


imprescindíveis para o sucesso das aulas que tratam dessa parte da Matemática. Verificar se, na
biblioteca da escola, há algum livro que possa auxiliá-los e indicar como referência.

Outro aspecto importante para o início dos trabalhos é a indicação da rotina de atividades da
turma, por meio do apontamento dos objetivos na lousa ou em outro suporte que permita à
visualização por todos. A percepção da ordem do dia a dia ajudará os alunos a compreenderem a
importância da organização do tempo para a realização de cada atividade, o que os levará à
construção das noções de prioridade em seu tempo na escola.

Muitas vezes, pode-se imaginar que os alunos deveriam trazer ideias bem estabelecidas sobre
o conjunto numérico e sobre objetos matemáticos, como a potenciação e a radiciação, no entanto,
esse aprendizado deve ocorrer de maneira sistemática em cada uma das etapas do ensino
fundamental, e não em um momento isolado.

No que se refere ao planejamento e desenvolvimento das aulas, recomenda-se que sejam


realizadas com a perspectiva de serem situações didáticas, que oportunizam aos alunos repensar e se
posicionar diante de situações, de modo a desenvolver a capacidade de identificar, analisar, julgar e
enfrentar os problemas, do contexto real ou matemático, assim como comunicar estratégias de
resolução com vocabulário adequado.

Ao trabalhar as habilidades EF09MA01, EF09MA02, EF09MA03 e EF09MA04, é


imprescindível que o professor retome aspectos mais elementares sobre o conceito, a fim de que a
sistematização ocorra na medida em que as novas ideias relacionadas são apresentadas. Nesse
sentido, faz-se necessário que o professor tenha condições de intervir no processo de aprendizagem
dos alunos de maneira ágil e efetiva.

Caso a escola possua laboratório de informática, utilizar algum tipo de software para
construções de gráficos no plano cartesiano, para o trabalho com a habilidade EF09MA011. Deve-
se envolver os alunos na construção dos arcos, ângulos centrais e ângulos inscritos na
circunferência com o uso de software de geometria dinâmica. As relações previstas devem ser
apresentadas e verificadas a partir das construções e por meio de atividades investigativas.

M at er ia l di sponib ili za do em l ic en ça a be rt a do tipo Cr ea tiv e Co mmon s – A tr ibuiç ão não co me rc ia l


( CC B Y N C – 4.0 Inte rn at iona l). P er mi tid a a cr ia çã o de obra de riv ada c om f ins não co me rc ia is , 23
d esd e que se ja a tr ibuído cr éd ito auto ra l e as c ri aç õe s s ej am lic en ci ad as s ob o s m es mo s p ar âm et ro s.
Matemática – 9º ano – 1º bimestre – Plano de desenvolvimento

Para o desenvolvimento da habilidade EF09MA18, oferecer contextualizações que permitam


aos alunos perceber a necessidade de unidades próprias para a expressão de números muito
pequenos e muito grandes.

Para saber mais


DIAS, M. S. Formação da imagem conceitual da reta real: um estudo do desenvolvimento do
conceito na perspectiva lógico-histórica. Tese (Doutorado em Educação), Faculdade de
Educação da Universidade de São Paulo, 2007.

GUELLI, O. Contando a História da Matemática: história de potências e raízes. São Paulo: Ática,
2000. Nesse livro, o autor chama a potenciação de "a quinta operação matemática", e, por
meio de cálculos curiosos, apresenta a potenciação e suas propriedades em uma história que
envolve riquezas que são incalculáveis e distâncias gigantescas.

TAHAN, M. [Júlio César de Mello e Souza]. Matemática divertida e curiosa. Rio de Janeiro:
Record, 1991. Nesse livro, o professor e escritor Júlio César de Mello e Souza, mais conhecido
pelo pseudônimo Malba Tahan, trouxe muitas curiosidades sobre o início do uso de letras nos
cálculos matemáticos.

M at er ia l di sponib ili za do em l ic en ça a be rt a do tipo Cr ea tiv e Co mmon s – A tr ibuiç ão não co me rc ia l


( CC B Y N C – 4.0 Inte rn at iona l). P er mi tid a a cr ia çã o de obra de riv ada c om f ins não co me rc ia is , 24
d esd e que se ja a tr ibuído cr éd ito auto ra l e as c ri aç õe s s ej am lic en ci ad as s ob o s m es mo s p ar âm et ro s.

Você também pode gostar