Você está na página 1de 31

UNIVERSIDADE PAULISTA

CURSO DE FISIOTERAPIA

Campus: Anchieta e Marquês


1º semestre 2022

PRIMEIROS SOCORROS
Profa. Maria Talita Guimarães
AULA 1

Sistema de emergências médicas e


aspectos legais e éticos nos atendimentos
de emergências
Urgência & Emergência

Aula 1: Sistema de emergências médicas e aspectos legais e éticos nos atendimentos de emergências
DEFINIÇÃO

▪ URGÊNCIA como “a ocorrência imprevista de agravo à saúde com ou sem risco potencial
de vida, cujo portador necessita de assistência médica imediata”

▪ EMERGÊNCIA como “a constatação médica de condições de agravo à saúde que impliquem


em risco iminente de morte ou sofrimento intenso, exigindo, portanto, o tratamento médico
imediato”.

Aula 1: Sistema de emergências médicas e aspectos legais e éticos nos atendimentos de emergências
▪ EMERGÊNCIAS- São agravos nos quais não há tempo para aguardar uma intervenção,
o atendimento deve ser imediato devido ao risco de vida. Exemplos de emergências:

Infarto Parada
AVC cardiorrespiratória

Aula 1: Sistema de emergências médicas e aspectos legais e éticos nos atendimentos de emergências
▪ URGÊNCIAS- Apesar de constituírem-se em condições muitas vezes graves, não
possuem um caráter tão imediatista, não há risco de morte iminente. Exemplos de
urgências:

cólica renal luxação fratura dor abdominal

Aula 1: Sistema de emergências médicas e aspectos legais e éticos nos atendimentos de emergências
Situação de
URGÊNCIA e EMERGÊNCIA

Todo atendimento prestado em


situações de urgência e
Atendimento Pré-Hospitalar emergência no ambiente extra-
(APH) hospitalar, ou seja, fora do
hospital.

Aula 1: Sistema de emergências médicas e aspectos legais e éticos nos atendimentos de emergências
ATENDIMENTOS PRÉ-HOSPITALARES
SAMU- Origem-
1986

Serviço de Atendimento Móvel de Urgência


(Samu)
192

Aula 1: Sistema de emergências médicas e aspectos legais e éticos nos atendimentos de emergências
▪ SERVIÇO DE ATENDIMENTO MÓVEL DE URGÊNCIA - BRASIL

2003
Acordo

Aula 1: Sistema de emergências médicas e aspectos legais e éticos nos atendimentos de emergências
▪ SERVIÇO DE ATENDIMENTO MÓVEL DE URGÊNCIA - MODELOS

Presença de um médico Profissionais paramédicos •Motorista-socorrista


•Médico
•Enfermeiro
•Técnico de enfermagem

Aula 1: Sistema de emergências médicas e aspectos legais e éticos nos atendimentos de emergências
▪ SERVIÇO DE ATENDIMENTO MÓVEL DE URGÊNCIA - BRASIL

Política Nacional de Apoio às Urgências, sendo previsto em


todo o território nacional.

Aula 1: Sistema de emergências médicas e aspectos legais e éticos nos atendimentos de emergências
▪ SERVIÇO DE ATENDIMENTO MÓVEL DE URGÊNCIA - BRASIL
Equipe

• Técnico Auxiliar de Regulação Médico


(TARM) Profissional que atende as chamadas ao
192.
• Controladores de Frota e Radioperadores.
• Técnico Administrativo.
• Médicos
• Enfermeiros
• Auxiliares de enfermagem
• Condutores (também socorristas)

Aula 1: Sistema de emergências médicas e aspectos legais e éticos nos atendimentos de emergências
▪ SERVIÇO DE ATENDIMENTO MÓVEL DE URGÊNCIA - BRASIL

Integrantes do veículo socorrista


• Médicos
• Enfermeiros
• Auxiliares de enfermagem
• Condutores (também socorristas)

Aula 1: Sistema de emergências médicas e aspectos legais e éticos nos atendimentos de emergências
▪ PROCEDIMENTO PARA DEFINIÇÃO DA EQUIPE SOCORRISTA

Profissional atendente Médico regulador


Ligação 192 Avaliação dos sintomas
(técnicos da central de
regulação de urgências) relatados e definição
Coleta os dados: estado da quanto a necessidade de
vítima e sua localização. enviar uma ambulância e
que tipo de equipe será
enviada.

Aula 1: Sistema de emergências médicas e aspectos legais e éticos nos atendimentos de emergências
VEÍCULOS DO
SAMU

Aula 1: Sistema de emergências médicas e aspectos legais e éticos nos atendimentos de emergências
▪ LOCAIS DE RESGATE

Residência Trabalho Via pública Onde a vítima


estiver.

Aula 1: Sistema de emergências médicas e aspectos legais e éticos nos atendimentos de emergências
▪ HORÁRIOS DE RESGATE

Ministério da Saúde... Acionado nas seguintes situações...

Aula 1: Sistema de emergências médicas e aspectos legais e éticos nos atendimentos de emergências
• Problemas cardio-respiratórios;
• Intoxicação exógena e envenenamento;
• Queimaduras graves;
• Maus-tratos;
• Trabalhos de parto nos quais haja risco de morte da
Situações para mãe ou do feto;
acionar o • Tentativas de suicídio;
SAMU • Crises hipertensivas e dores no peito de aparecimento
súbito;
• Acidentes/traumas com vítimas;
• Afogamentos;
• Choque elétrico;
• Acidentes com produtos perigosos;
• Suspeita de infarto ou AVC, cujos sintomas mais
comuns são alteração súbita na fala, perda de força em
um lado do corpo e desvio da comissura labial;
Situações para
• Agressão por arma de fogo ou arma branca;
acionar o
• Soterramento, desabamento;
SAMU
• Crises convulsivas;
• Transferência inter-hospitalar de doentes graves;
• Outras situações consideradas de urgência ou
emergência, com risco de morte, sequela ou sofrimento
intenso.
▪ APÓS O ATENDIMENTO

Aula 1: Sistema de emergências médicas e aspectos legais e éticos nos atendimentos de emergências
▪ GRUPOS DE PROFISSIONAIS QUE TAMBÉM PODEM EXECER O APH.

Aula 1: Sistema de emergências médicas e aspectos legais e éticos nos atendimentos de emergências
Primeiros
Socorros

Aula 1: Sistema de emergências médicas e aspectos legais e éticos nos atendimentos de emergências
Primeiros Atendimento
Socorros X Pré-Hospitalar

Aula 1: Sistema de emergências médicas e aspectos legais e éticos nos atendimentos de emergências
Primeiros Socorros
DEFINIÇÃO

Ações executadas por pessoas treinadas ou orientadas pelo médico regulador da


Central de Regulação de Urgência (pelo telefone 192), e sua finalidade é manter a
vítima viva e evitar agravos até a chegada da ambulância ou até o transporte da
vítima para um hospital, quando isso é possível.

Aula 1: Sistema de emergências médicas e aspectos legais e éticos nos atendimentos de emergências
Primeiros Socorros
IMPORTANTE!!!
Para o Código Penal Brasileiro, todo indivíduo tem dever de ajudar um acidentado
ou chamar o serviço especializado para atendê-lo. A omissão de socorro constitui
crime previsto no Artigo 135 (BRASIL, 1940):

Art. 135 - Deixar de prestar assistência, quando possível fazê-lo sem risco
pessoal, à criança abandonada ou extraviada, ou à pessoa inválida ou
ferida, ao desamparo ou em grave e iminente perigo; ou não pedir, nesses
casos, o socorro da autoridade pública:

Pena - detenção, de um a seis meses, ou multa.

Parágrafo único- A pena é aumentada de metade, se da omissão resulta


lesão corporal de natureza grave, e triplicada, se resulta a morte.

Aula 1: Sistema de emergências médicas e aspectos legais e éticos nos atendimentos de emergências
Atendimento Pré-Hospitalar
É realizado pela ambulância e pelos profissionais do resgate (médicos, enfermeiros,
técnicos de enfermagem, bombeiros etc.).

Aula 1: Sistema de emergências médicas e aspectos legais e éticos nos atendimentos de emergências
▪ TIPOS DE ASSISTÊNCIA

• localização da vítima (endereço, ponto de referência),


idade aproximada
• Ligar para o serviço especializado. • Impressão inicial
• tipo de acidente
• número de vítimas.
• Iniciar os primeiros socorros.

Aula 1: Sistema de emergências médicas e aspectos legais e éticos nos atendimentos de emergências
▪ TIPOS DE ASSISTÊNCIA

• Ligar para o serviço especializado.


Necessário ter um conhecimento mínimo sobre o
tema, bem como informações básicas de como
• Iniciar os primeiros socorros.
proceder diante dos diversos tipos de emergência
que podem ocorrer.

Aula 1: Sistema de emergências médicas e aspectos legais e éticos nos atendimentos de emergências
▪ LEI 13.722- LEI LUCAS

Conhecer os primeiros socorros é tão importante que em outubro de 2018 foi criada a Lei
n. 13.722, que torna obrigatória a capacitação em noções básicas de primeiros socorros de
professores e funcionários de estabelecimentos de ensino públicos e privados de
educação básica e de estabelecimentos de recreação infantil.

Lucas Begalli Zamora

Define que os cursos de primeiros socorros sejam ofertados anualmente, tanto para capacitação quanto para reciclagem
dos profissionais já capacitados.
O objetivo do treinamento é possibilitar que os professores tenham conhecimento para agir em situações emergenciais
enquanto a assistência médica especializada não for proporcionada.
Dúvidas

Aula 1: Sistema de emergências médicas e aspectos legais e éticos nos atendimentos de emergências
maria.guimaraes1@docente.unip.br

Obrigada!!!
Boa noite!!

Você também pode gostar