Você está na página 1de 4

Observe o texto a seguir para responder as questões mesma especialidade cheguem a um diagnóstico igual

abaixo: sobre o quadro clínico do paciente.


A pesquisa foi tese de mestrado do
Geração Coca-Cola fisioterapeuta Maurício Merino Nunes, do Departamento
Renato Russo . de Informática em Saúde. Ele avaliou o grau de
Quando nascemos fomos programados entendimento de prontuário feitos por médicos
A receber o que vocês ortopedistas do grupo de joelho do Cete (Centro de
Nos empurraram com os enlatados Traumatologia do Esporte) da Unifesp.
De USA de nove a seis O prontuário deve ser compreendido por outros
profissionais para que seja possível dar continuidade ao
Desde pequenos nós comemos lixo tratamento de um paciente. “Se o médico não tem a
Comercial e industrial informação adequada, existe a possibilidade de não
Mas agora chegou nossa vez fazer o tratamento correto”, afirmou Nunes, autor da
Vamos cuspir de volta o lixo em cima de vocês tese. A legibilidade dos prontuários médicos é exigida
no código de ética da profissão.
Somos os filhos da revolução A ilegibilidade da letra do médico pode acarretar
Somos burgueses sem religião uma advertência ao profissional. A necessidade de o
Somos o futuro da nação prontuário ser compreensivo faz parte do Código de
Geração coca-cola Ética Médica e de uma resolução do Conselho Federal
de Medicina.
Depois de vinte anos na escola (Folha de S.Paulo, 09.07.2005. Adaptado.)
Não é difícil aprender
Todas as manhas do seu jogo sujo 1) De acordo com o texto, a caligrafia dos médicos
Não é assim que tem que ser? a) é condenada pelos pacientes, porque não
atende ao Código de Ética Médica.
Vamos fazer nosso dever de casa b) não precisa ser legível nos casos em que não
Aí então vocês vão ver houver continuidade do tratamento.
Suas crianças derrubando reis c) pode causar transtornos aos pacientes em
Fazer comédia no cinema com as suas leis tratamento, caso seja ilegível.
d) tornou-se um padrão de escrita, ultrapassando o
Somos os filhos da revolução domínio da área médica.
Somos burgueses sem religião e) deve ser legível nas anotações de prontuário, se
Somos o futuro da nação a informação for adequada.
Geração coca-cola
2) Nem mesmo os médicos conseguem, muitas
vezes, entender o diagnóstico escrito pelos
1- O autor defende um ponto de vista sobre a colegas...
influência da cultura norte-americana na juventude A frase pressupõe que
brasileira. Qual é esse ponto de vista? a) a letra dos médicos, em geral, não deve ser
2- Por que o autor usa como suporte da defesa de sua entendida por outros médicos.
tese a coca-cola? b) os médicos ignoram tanto os paciente quando os
3- Quais os argumentos usados no texto? outros médicos.
4- Os argumentos usados pelo autor são c) os médicos têm dificuldades em registrar pela escrita
convincentes? Comente. os problemas de seus pacientes.
5 - Crie um texto dissertativo, comentando essa d) a letra de um médico deveria, pelo menos, ser
influência, seus aspectos positivos e/ou negativos e entendida por outro médico.
propondo algo que solucione o que o autor do texto e) os médicos não se preocupam com a escrita, porque
considera um problema. acreditam que seus pares os entendem.

INSTRUÇÃO: Para responder à questão 03, leia o


Nem médico compreende letra de colega trecho a seguinte, associando-o com o texto anterior, do
jornal Folha de S.Paulo.
Nem mesmo os médicos conseguem, muitas vezes,
entender o diagnóstico escrito pelos colegas durante o A letra legível, que “popularmente” ficou conhecida
atendimento a pacientes. É isso que mostra uma como a letra de médico, é uma tradição antiga. Essa
pesquisa realizada na Universidade Federal de São característica marcante advinha na relação do poder, no
Paulo (Unifesp). caso, do médico, em relação ao paciente. Essa tradição
O estudo comparou prontuários médicos e foi tão enraizada por esses profissionais que, mesmo
comprovou que a letra ilegível impede que médicos da aqueles que escrevem com letra legível, adotaram esse
“modelo” na escrita.
Professor Eduardo da Rocha
profedurocha@terra.com.br
(www.portal-rp.com.br/bibliotecavirtual) Com o dinheiro que um dia você me deu
Compre uma cadeira lá na Praça da Bandeira
3) A leitura permite afirmar que o trecho Ali vou me defendendo
a) confirma a idéia do jornal, referente à Pegando firme, dá pra tirá mais de mil por mês.
internacionalidade da letra ilegível por parte dos Casei, comprei uma casinha lá no Ermelindo
médicos para não serem entendidos pelos Tenho três filhos lindos, dois são meus, um é
pacientes nem por outros médicos. [de criação.
b) acrescenta à idéia expressa no jornal o fato de
que a letra ilegível corresponde a uma forma de (Adoniram Barbosa)
identidade profissional, apesar de pôr em risco o
tratamento dos pacientes. 5) Analisando a questão da legibilidade do que se
c) indica, assim como o jornal, a existência de uma escreve, é correto afirmar que
força oculta, que impede os médicos de a) o poeta e os médicos muito pouco se importam
escreverem de forma legível, apesar dos com o registro de sua forma da expressão, pois
esforços envidados para isso. o que lhes interessa é a produção livre dos
d) apresenta a ilegibilidade com o mesmo textos, sem nenhum tipo de imposição social.
significado do jornal, reconhecendo-a como um b) o poeta vê a escrita ruim como uma maneira e
código da classe médica para manutenção de expor a realidade das pessoas menos
seus valores, conforme previsto no código de favorecidas socialmente, e os médicos
ética de profissão. entendem a escrita ilegível como um forma de
e) contesta as informações do jornal, pois, ao disfarçar a realidade.
contrário deste, defende a ilegibilidade como c) poeta e médicos entendem que o principal é
necessária à instauração e manutenção do comunicar; a caligrafia é um dos aspectos do
poder do médico sobre seus pacientes. processo e, embora importante, não é o
principal do ponto de vista de interlocução
INSTRUÇÃO: A frase – Se o médico não tem a efetiva.
informação adequada, existe a possibilidade de não tem d) tanto o poeta quanto os médicos vêem na letra
a informação adequada, existe a possibilidade de não mal feita um forma de se destacarem
fazer o tratamento correto... – é base para as questões socialmente em relação às outras pessoas,
06 e 07. tornando-se, portanto, singulares no meio em
que vivem.
4) O correto entendimento da frase permite afirmar e) o poeta e os médicos têm motivações diferentes
que para a escrita ruim, pois, para estes, ela não
a) o médico deve prescindir da informação tem uma justificativa, a não ser pela tradição; já
adequada para realizar o tratamento correto. para aquele, ele mostra a realidade vivida pelas
b) a informação adequada é uma das condições pessoas menos favorecidas socialmente.
essenciais para realização do tratamento
correto. 6) Considere as afirmações:
c) a informação adequada é uma conseqüência da I. O poeta afirma que o samba é uma forma
realização do tratamento correto. de agradecimento ao doutor José
d) a informação adequada inviabiliza a realização Aparecido, pelo que este lhe fez. Por não
do tratamento correto. haver referências a uma eventual cobrança
e) o médico não considera importante a realização do dinheiro, vê-se que se trata de um
do tratamento correto sem que haja informação autêntico gesto de solidariedade.
adequada. II. A insistência do poeta em falar sobre sua
vida, descrevendo-a muito positivamente, é
INSTRUÇÃO: Leia a letra da música de Adoniran uma tentativa de sobrepor-se ao doutor
Barbosa, para responder às questões de número 05 a José Aparecido, que lhes é socialmente
08. superior.
III. É flagrante a diferença que o poeta dá ao
Vide verso meu endereço tratamento a Gervásio e José Aparecido: o
primeiro é displicentemente chamado de
Falado: Seu Gervásio, se o doutor José Aparecido seu Gervásio; o segundo, respeitosamente,
aparecer por aqui, o senhor dá esse bilhete pra ele, viu? de doutor José Aparecido.
Pode ler, não tem segredo nenhum.
Poder leu, seu Gervásio. Está correto apenas o que se afirma em
Venho por meio dessas mal traçadas linhas a) I.
Comunicar-lhe que fiz um samba pra você b) II.
No qual quero expressar toda minha gratidão c) III.
E agradecer de coração tudo o que você me fez. d)I e II.
Professor Eduardo da Rocha
profedurocha@terra.com.br
e)I e III.

7) Em “Casei, comprei uma casinha lá no f- Nossa turma fará a prova hoje; a outra turma amanhã.
Ermelindo”, o diminutivo no substantivo
expressa, além de tamanho e carinho, o sentido
de g- O pagamento será feito ao meio-dia ou melhor ao
a) penúria. meio-dia e meia.
b) humilhação..
c) simplicidade.
d) pobreza.
h- Alberto não se esqueça a porta do carro aberta.
e) ironia.

8) Complete os períodos com a resposta mais


adequada possível; estabelecendo relações de i- Os alunos irão com certeza à excursão programada.
causa e conseqüência.

a) A escola é importante porque .... j. Salvador, a capital de Bahia, possui um


b) Há um aumento de violência nas áreas urbanas, Carnaval entusiasmadamente.
uma vez que ....
c) Ainda hoje é dado pouco valor ao cinema
nacional em relação ao cinema estrangeiro, k. Márcio lembre-se de passar em minha casa
pois.... amanhã.
d) O hábito de leitura é pouco difundido entre os
jovens de hoje, visto que ....
e) O hábito de fumar tem sido cada vez mais l. Seja muito direto, ou seja, objetivo.
combatido, porque ....
f) Filhos e pais parecem viver em esferas
diferentes; por conseguinte, ....
m. Todos chegaram à reunião às oito; ele, às
g) As secas do Nordeste tem como
nove e meia.
consquência ....
h) O crescimento desordenado das cidades
modernas tem como efeito ....
i) Em decorrência da introdução de computadores n. O palestrante falava pausadamente,
no nosso cotidiano, ... cansativamente, demoradamente.

Os sinais de pontuação
Um homem rico estava muito mal. Pediu papel e pena.
Exercícios: Escreveu assim:

1) Pontue as orações corretamente usando vírgulas e, " Deixo meus bens à minha irmã não a meu sobrinho jamais
em seguida, justifique seu uso: será paga a conta
a- A moça comprou escova de dentes creme dental do alfaiate nada aos pobres."
sabonete pente lenços de papel cotonetes xampu
creme para cabelos etc. Morreu antes de fazer a pontuação. A quem deixava ele a
fortuna? Eram quatro concorrentes, cada um pontuou à sua
maneira. Descubra como foi:
b- Crianças não abram a porta para estranhos.
Irmã
Deixo meus bens à minha irmã não a meu sobrinho jamais
será paga a conta
c- Naquele ano houve uma grande comemoração no
do alfaiate nada aos pobres.
encerramento das aulas.
Sobrinho
Deixo meus bens à minha irmã não a meu sobrinho jamais
d- Pedro e Cíntia nossos amigos da faculdade casam-se será paga a conta
no próximo mês. do alfaiate nada aos pobres.

Alfaiate
e- Nossos amigos porém não nos decepcionaram. Deixo meus bens à minha irmã não a meu sobrinho jamais
Professor Eduardo da Rocha
profedurocha@terra.com.br
será paga a conta
do alfaiate nada aos pobres.

Pobres
Deixo meus bens à minha irmã não a meu sobrinho jamais
será paga a conta
do alfaiate nada aos pobres.

Professor Eduardo da Rocha


profedurocha@terra.com.br