Você está na página 1de 7

Pulverização Eletrostática

www.tsbjet.com.br
Pulverização Eletrostática

A física por trás da eletrostática

Segundo a Lei de Coulomb, dois corpos com cargas elétricas de


sinais opostos se atraem. Na eletrostática as gotas são
pulverizadas com cargas elétricas, o que faz com que sejam
atraídas para as plantas.

Quando as gotas carregadas eletricamente se aproximam da


planta, elas desenvolvem uma trajetória curvilínea, atraídas em
direção aos galhos e às folhas, que possuem cargas elétricas de
sinal oposto. Como a força elétrica de atração entre a gota e a
planta é muito maior do que a força gravitacional, muitas gotas
que iriam cair no solo ou seriam levadas pela força do vento,
acabam encontrando o “alvo”, diminuindo muito o desperdício
de produto.

Além disso, todas as gotas possuem cargas elétricas de mesmo sinal e, portanto, afastam-se entre si,
diminuindo a sobreposição de gotas e proporcionando uma deposição muito mais uniforme na planta,
contribuindo para uma maior eficiência da pulverização.

www.tsbjet.com.br
Pulverização Eletrostática

O equipamento
Painel de controle

- Monitora em tempo real a eletrostática e o estado de limpeza dos


indutores.
- Informa o operador em caso de rompimento dos cabos ou
irregularidade na eletrostática.

Módulo indutor

- Em polímero ultra resistente, à prova d’água e produtos químicos.


- Instalado no pulverizador mantendo o sistema original de fábrica.
- Anel de indução e parafusos em aço inoxidável.
- Design exclusivo, o sistema mais estável do mercado.
- Menor taxa de manutenção e limpeza.

Módulo principal
- Totalmente blindado, à prova de umidade e produtos químicos.
- Conectores automotivos à prova d’água.
- Cabos de alimentação e controle resistentes ao uso.

www.tsbjet.com.br
Pulverização Eletrostática

Cabos de distribuição
- Blindagem de alta tensão para evitar a fuga de corrente para a máquina.
- Distribuidores emborrachados e totalmente isolados com resina epoxy.

Sistema anti-colapso
- Mesmo que um ou vários indutores sejam colocados em curto-circuito ou entrem em
contato com as folhas da planta os demais continuam operando normalmente.

Praticidade
- Instalação totalmente independente do sistema hidráulico original do fabricante, não
requer a troca do porta bicos ou pontas especiais.

Manutenção fácil
- Conexões exclusivas com emendas à prova d’agua que facilitam a substituição
dos componentes do sistema.

Durabilidade
- Sistema de proteção contra inversão de polaridade da bateria.

Segurança
- Requisitos de segurança contra choque elétrico adequados à norma europeia.

www.tsbjet.com.br
Pulverização Eletrostática

Resultados reais no pomar


COM ELETROSTÁTICA CONVENCIONAL
Magnojet MGA 01 - 60° - 280 l/ha Magnojet MGA 01 - 60° - 280 l/ha

2351 gotas 1326 gotas


Área cob: 3,63% Área cob: 2,01%
Dens: 151,70 N/cm² Dens: 85,56 N/cm²

5679 gotas 189 gotas


Área cob: 12,57% Área cob: 0,21%
Dens: 366,45 N/cm² Dens: 12,20 N/cm²

2610 gotas 971,0 gotas


Área cob: 5,28% Área cob: 1,34%
Dens: 168,41 N/cm² Dens: 62,66 N/cm²

Com eletrostática: 327% + gotas na planta

www.tsbjet.com.br
Pulverização Eletrostática

Eficiência biológica = resultado real

CONVENCIONAL COM ELETROSTÁTICA

Com eletrostática: controle das pragas na cultura

www.tsbjet.com.br
Pulverização Eletrostática

Produto padrão exportação


Nossos equipamentos são produzidos dentro dos mais rígidos padrões internacionais de
qualidade e segurança, e estão tornando-se referência mundial em tecnologia de
pulverização eletrostática.

Avenida Pedro César Saccol, nº 555


Salas 40, 41, 42 e 49
Parque Tecnológico Industrial
Santa Maria, RS, Brasil
CEP 97030-440

Tecnologia Sul Brasileira Indústria de Máquinas Ltda, todos os direitos reservados.


Todas as informações contidas neste catálogo são meramente ilustrativas, alguns modelos
ou características podem ser substituídas sem aviso prévio.

www.tsbjet.com.br

Você também pode gostar