Você está na página 1de 23

TERMOLOGIA

Maria Fernanda, Maria Laura, Melissa e Pedro Damasio.


O QUE É
É o estudo científico dos

fenômenos relacionados ao calor e

TERMOLOGIA? à temperatura, como transferência

de calor, equilíbrio térmico,

transformações sofridas por

gases, mudanças de estado físico,

etc.
O QUE É
É a medida do grau de agitação

das partículas que constituem um

TEMPERATURA? corpo. A temperatura de um corpo

é diretamente proporcional à

velocidade com que seus átomos e

moléculas vibram, rotacionam ou,

até mesmo, transladam.


É a medida do grau de agitação

O QUE É
das partículas que constituem um

corpo. A temperatura de um corpo

TEMPERATURA? é diretamente proporcional à

velocidade com que seus átomos e

moléculas vibram, rotacionam ou,

até mesmo, transladam.


No sistema internacional de unidades (SI), a unidade utilizada para a medida da

temperatura é o Kelvin (K). É é considerada absoluta, pois não admite valores

negativos e pode ser determinada diretamente pela vibração térmica dos

átomos. Por isso, dizemos que a menor temperatura possível é o 0 K, também

conhecido como zero absoluto.


O QUE É
A energia térmica transferida entre corpos que se

encontram em temperaturas diferentes, sendo,

CALOR? portanto, uma forma de energia. O calor sempre

transita do corpo de maior temperatura para os

corpos de menor temperatura, até que se

estabeleça o equilíbrio térmico.

Ela pode ser transmitido por meio de três processos:


CALOR E

FORMAS DE

TRANSMISSÃO
Condução: transmissão de calor mediante o contato de superfícies

Convecção: transmissão de calor em razão da formação de correntes

convectivas em um fluido;

Irradiação: transmissão de calor por ondas eletromagnéticas.


CALOR E SUAS
Existem duas formas de calor -

FORMAS calor latente e calor sensível:

Calor sensível: forma de calor responsável pela mudança de temperatura em um

corpo. Quando um corpo recebe calor sensível, sua temperatura aumenta; quando o

mesmo corpo cede calor sensível, sua temperatura cai.

Calor latente: quantidade de calor que deve ser transferida para que um corpo ou uma

substância mude de estado físico. Quando um corpo encontra-se na temperatura de

ebulição ou de fusão, por exemplo, sua temperatura não varia, mesmo que ele

continue exposto a uma fonte de calor. Não há mudanças de calor quando um corpo

troca calor latente, apenas mudanças de estados físicos. Por isso, dizemos que ele

recebe calor latente.


ESCALA
Trata-se de uma escala termométrica

centígrada, ou seja, que apresenta

CELSIUS cem intervalos entre os pontos de

fusão e ebulição
O físico responsavel, utilizou como referência para a sua escala termométrica os

seguintes valores para os pontos de fusão(100oC) e ebulição(0oC) da água:

Porém, os valores atribuídos para os pontos de fusão e ebulição foram

reorganizados por alguns criadores dos termômetros, como os suecos Carolus

Linnaeus e Daniel Ekström, da seguinte forma:


Ponto de fusão da água = 0oC
Ponto de ebulição da água = 100oC

Esses valores são utilizados até os dias atuais, em quase todos os países.
ESCALA
A escala Fahrenheit foi desenvolvida

pelo físico e engenheiro Gabriel

FAHRENHEIT Fahrenheit, após obter conhecimento

sobre a construção de termômetros

de mercúrio.

Na escala, Fahrenheit utilizou como referência os valores dos pontos de

fusão(32oC) e ebulição(212oC) da água

Trata-se de uma escala que foi muito utilizada nas colônias britânicas, sendo

muito utilizada hoje em países como Inglaterra e Estados Unidos.


ESCALA

KELVIN
A escala Kelvin, proposta pelo físico e engenheiro irlandês William Thomson. Ele

acreditava que era necessária uma escala termométrica que pudesse atribuir a

um material uma total ausência de movimentação de suas partículas, o que ele

chamou de zero absoluto.

Assim, para Lord Kelvin, sua escala não poderia apresentar valores negativos

para a temperatura. Assim como Celsius e Fahrenheit, ele utilizou como

referência os seguintes pontos de fusão(273 K) e ebulição(373 K) da água:


Hoje, Kelvin é a escala termométrica adotada pelo Sistema Internacional.
EXEMPLOS
Calor é uma forma de energia em trânsito que surge entre corpos que

apresentam diferentes temperaturas. Uma das formas de transferência de calor

surge quando há movimentação interna das correntes de um fluido aquecido.

Assinale o nome desse tipo de transferência de calor:

a) Condução
b) Convecção
c) Fluxo de calor
d) Radiação
e) Emissão
EXEMPLOS
Em um dia muito quente, é possível observar que um fio condutor que conecta

dois postes aparenta ter um comprimento maior que em dias frios. Isso

acontece em decorrência de um fenômeno chamado:


a) Dilatação linear
b) Aquecimento
c) Dilatação superficial
d) Dilatação volumétrica
e) Transformação isobárica
EXEMPLOS
Um gás ideal confinado em um recipiente de paredes rígidas sofre um processo

termodinâmico no qual variam sua pressão e temperatura, mantendo-se

constante seu volume. O tipo de processo sofrido pelo gás foi:


a) isotérmico.
b) adiabático.
c) isocórico.
d) isentrópico.
e) isobárico.
EXEMPLOS
Um corpo que sofre mudanças de temperatura sem sofrer quaisquer mudanças

de fase foi exposto ao calor do tipo:


a) latente.
b) específico.
c) sensível.
d) nulo.
e) quente.
ATIVIDADE
1) Dois corpos, A e B, sendo que A está mais quente do que B, são colocados

em contato. Após algumas horas, é correto afirmar que:


a)Os corpos manterão suas temperaturas iniciais independentes
b) B terá sua temperatura aumentada
c)A terá sua temperatura aumentada
d)Ambos os corpos terão suas temperaturas aumentadas
e)B terá sua temperatura diminuída
ATIVIDADE
2)Considere as afirmações abaixo: I ) Quando fornecemos muita energia a um

líquido a velocidade das moléculas aumenta, de forma a possibilitar que elas

desprendam-se do restante do líquido.


II ) A troca de estado físico não depende da pressão atmosférica.
III ) A quantidade de energia interna em uma determinada amostra influencia

no seu volume. Quais afirmações estão incorretas?


a)Apenas I e III
b)Apenas I e III
c)Apenas III
d)Apenas II
ATIVIDADE
3) Em nosso cotidiano, utilizamos as palavras "calor" e "temperatura" de forma diferente de

como elas são usadas no meio científico. Na linguagem corrente, calor é identificado como

"algo quente" e temperatura mede a "quantidade de calor de um corpo". Esses significados,

no entanto, não conseguem explicar diversas situações que podem ser verificadas na

prática. Do ponto de vista científico, que situação prática mostra a limitação dos conceitos

corriqueiros de calor e tem­peratura?


a)A temperatura da água pode ficar constante durante o tempo em que estiver fervendo.
b)Uma mãe coloca a mão na água da banheira do bebê para verificar a temperatura da água.
c)A chama de um fogão pode ser usada para aumentar a temperatura da água em uma

panela.
d)A água quente que está em uma caneca é passada para outra caneca a fim de diminuir sua

temperatura.
e)Um forno pode fornecer calor para uma vasilha de água que está em seu interior com

menor temperatura do que a dele.


4) Qualquer substância pode ser encontrada nos estados (ou fases) sólido (S), líquido (L) ou

gasoso (G), dependendo das condições de pressão (p) e temperatura (T) a que está sujeita.

Esses estados podem ser representados em um gráfico p x T, conhecido como diagrama de

fases, como o mostrado na figura abaixo, para uma substância qualquer.


As regiões de existência de cada fase estão identificadas por (S), (L) e (G), e os pontos a, b,

c e d indicam quatro estados distintos de (p,T).


Considere as seguintes afirmações.
I - A substância não pode sublimar, se submetida a pressões constantes maiores do que pa.
II - A substância, se estiver no estado b, pode ser vaporizada por transformações

isotérmicas ou isobáricas.
III - A mudança de estado c para d é isobárica e
conhecida como solidificação.
Quais estão corretas?
a)Apenas I.
b)Apenas II .
c)Apenas III.
d)Apenas I e III.
e)I, II e III.
ATIVIDADE
5) O consumo calórico de um animal de sangue quente é proporcional à área

superficial de seu corpo. Um animal com massa 3,5 kg consome 250 kcal diárias. O

gráfico relaciona a área superficial desse animal com sua massa.


Considerando o gráfico, conclui‐se que, se a
massa deste animal dobrar, o seu novo
consumo diário de energia, em kcal, será,
aproximadamente,
a)130
b)250
c)310
d)390
e)500

Você também pode gostar