Você está na página 1de 2

Tipos de Orçamento

ORÇAMENTO EMPRESARIAL

O Orçamento Empresarial é o ato de planejar e estimar os ganhos, despesas e investimentos


que a empresa terá em um período futuro, geralmente de 1 a 3 anos, dependendo do setor de
atuação, mas que pode chegar até algumas décadas, como frequentemente acontece em
empresas de concessão e exploração.

ORÇAMENTO CONTINUO

A definição de orçamento normalmente está relacionada a uma periodicidade anual e utilizado


pelas empresas, mas esse tempo de planejamento pode significar extenso para determinadas
empresas.

O orçamento contínuo possui três vantagens em relação aos outros processos orçamentários:

- Facilidade de orçar períodos menores;


- Incorporação de novas variáveis;
- Orçamento final mais

ORÇAMENTO DE BASE ZERO

Orçamento zero rompe com o passado é feito e analisado com o presente.

A proposta do orçamento base zero está em rediscutir toda a empresa, toda vez que se
elabora o orçamento. Está em questionar cada gasto, cada estrutura, buscando verificar a real
necessidade dele. Nessa linha de pensamento, cada atividade da empresa será rediscutida,
não em função de valores maiores ou menores, mas na razão ou não de sua existência.
Concluída a definição da existência da atividade, será feito um estudo, partindo do zero, de
quanto deveria ser o gasto para sua estruturação e manutenção daquela atividade, e quais
seriam suas metas e objetivos.

ou

O orçamento de base zero exige que os gestores estimem a s vendas, a fabricação e outras
peças orçamentárias como se as operações estivessem começando da estaca zero.

ORÇAMENTO FLEXÍVEL

O orçamento flexível é fazer o levantamento dos custos unitários, (separar os custos fixos das
variáveis, já que o orçamento é feito sobre os custos variáveis) sem fazer um planejamento de
quantidades vendidas.

ORÇAMENTO POR ATIVIDADES

O orçamento baseado em atividades – ABB é um plano quantitativo e financeiro que direciona


a empresa a focalizar atividades e recursos visando atingir objetivos estratégicos. O ABB estima
o volume dos objetos de custo, direcionadores, atividades e processos de negócio para,
posteriormente, projetar recursos como salários e materiais necessários na sua execução.
Desta forma, possui relação com o Custeio Baseado em Atividades – ABC. Conhecidos os
direcionadores de recursos e de atividades determinadas na aplicação do ABC é possível
quantificá-los e projetá-los em função do aumento das vendas em kWh e estratégias
empresariais, envolvendo custos e desempenho. O ABB apresenta diversas vantagens quando
comparado a orçamentos tradicionais, porque propicia melhor controle dos recursos, já que é
calculado com base nas demandas previstas das atividades, e é mais flexível do que estes uma
vez que permite realizar análise de cenários e verificar rapidamente as alterações na demanda
de recursos por atividades decorrentes de mudanças nos objetivos. Além disso, evita gastos
desordenados e sem critérios e faz com que as decisões gerenciais e negociações sejam
baseadas em fatos.

BEYON BUDGETING

É um modelo de gestão sem orçamentos, esse pode tornar uma empresa mais maleável e
adaptável. Surgiu em Londres, em 1998, como resultado de uma grande mobilização de
empresas que questionavam o sistema de fixar metas. E foi desse grande movimento que
nasceu uma nova organização, conhecida como Beyond Budgeting round Table – BBRT, Os
diretores responsáveis eram; o contador Jeremy Hope e o consultor Robin Fraser
(COHEN,2002).

É um modelo que busca executar, com habilidade, uma maneira mais descentralizada de
gestão. Deixando o modelo tradicional hierarquia e liderança centralizada, permitindo que a
tomada de decisão e o comprometimento de desempenho, venha ser desenvolvidas para
gerentes operacionais.

Beyond Budgeting tem como principal objetivo criar um novo ambiente bem gerenciado de
trabalho e uma cultura de responsabilidade pessoal. Gerando assim uma motivação maior,
uma alta produtividade e melhoria nos serviços prestados aos clientes.

Você também pode gostar