Você está na página 1de 4

HOCHTIEF

DO BRASIL

Orientações de Meio Ambiente


01 – Carpas: Cuidados com a Alimentação,
Parâmetros da Água e Manutenção do Tanque – r.0

1. Procedimento

1.1. Alimentação

As Carpas devem ser alimentadas com ração em pó composta de: farelos de milho, de soja, farinha de
carne e premix.
A freqüência de alimentação deve ser de 2 (duas) a 4 (quatro) vezes por dia.

1.2. Parâmetros da Água

1.2.1. Temperatura

A temperatura mínima da água do tanque deve ser de 8º C (oito graus Celsius) e máxima de 30º C (trinta
graus Celsius), sendo que a variação deve ser de, no máximo, 5º C (cinco graus Celsius).
A temperatura da água é mantida por meio de um termostato, sendo o seu monitoramento realizado, pelo
menos, 02 (duas) vezes ao dia.

1.2.2. pH

O valor de pH indica o grau de acidez ou alcalinidade da água. Valores abaixo de 7,0 indicam pH ácido e
valores maiores que 7,0 indicam água alcalina.
Quando há um equilíbrio entre as substâncias ácidas e alcalinas tem-se pH neutro (7,0).
A exigência dos peixes por determinado pH varia bastante, especialmente em função do local de
procedência da espécie. A maioria das espécies de peixes adapta-se bem a uma água com pH próximo
do neutro.
Deve-se verificar o pH pelo menos uma vez por semana com o uso de testes apropriados e, em caso de
necessidade, fazer as correções com a aplicação de substância ácida (quando a água estiver com pH
acima do desejado) ou substância básica (quando a água estiver com pH abaixo do desejado).
O pH pode variar entre 7,2 a 7,4.

1.2.2.1. Teste de pH

O Kit para testar o pH da água é composto por: Azul de Bromotimol, Hidróxido de Sódio e Água destilada.

O teste deve ser feito da seguinte forma:

• Encha a proveta até a marca com a água do aquário a ser analisada;


• Pingue 3 gotas da solução reagente, tampe o tubo e agite;
HOCHTIEF
DO BRASIL

• Após 2 minutos, compare a cor desenvolvida com a escala de cores apresentada. Para melhor
comparação, encoste a proveta aberta na cor mais semelhante e faça a leitura por cima. Cada
tonalidade de cor corresponde a um determinado pH

1.2.2.1.1. Redução de pH

A redução do pH deve ser feita lentamente, pois mudanças bruscas são muito prejudiciais aos peixes.
A substância utilizada para reduzir o pH é composta por Ácido Clorídrico e Água destilada.

A redução do pH deve ser feita da seguinte forma:

• Calcule o volume de água do aquário;

• Adicione 1 gota da substância ácida para cada 3 litros de água;

• Após 30 minutos meça o pH para certificar-se da correção, que dependerá da escala de pH em


que a água se encontrava;

Se for necessário novo ajuste, este deve ser feito após 4 horas para que os peixes e plantas tenham
tempo de se adaptar.

1.2.2.1.2. Elevação do pH

A elevação do pH deve ser feita lentamente, pois mudanças bruscas são muito prejudiciais aos peixes.
A substância utilizada para elevar o pH é composta por Carbonato de Sódio e Água destilada.

A elevação do pH deve ser feita da seguinte forma:

• Calcule o volume de água do aquário;

• Adicione 1 gota de substãncia alcalina para cada 3 litros de água;

• Após 30 minutos meça o pH para certificar-se da correção, que dependerá da escala de pH em


que a água se encontrava;

Se for necessário novo ajuste, este deve ser feito após 4 horas para que os peixes e plantas tenham
tempo de se adaptar.

1.2.3. Ciclo de Nitrogênio e Sistema de Filtragem

Alguns dos cuidados fundamentais com a qualidade da água estão relacionados ao ciclo do nitrogênio e
sistema de filtragem.

A matéria orgânica acumulada no aquário, resultante de restos de comida, dejetos dos peixes e plantas
mortas, começa a ser decomposta por ação de bactérias e fungos presentes no filtro biológico, formando
a amônia (NH3 /NH4), que é um composto tóxico para os peixes. A decomposição continua, onde a
amônia, por ação das bactérias aeróbicas do gênero Nitrosomonas, é oxidada a nitrito (NO2), também
tóxico.

Seguindo o ciclo, as bactérias aeróbicas do gênero Nitrobacter oxidam o nitrito a nitrato (NO3), um
composto relativamente bem menos tóxico que seus precursores e que é utilizado como nutriente por
algas e plantas, fechando assim o ciclo do nitrogênio.
HOCHTIEF
DO BRASIL

Neste ciclo, partindo da matéria orgânica até o derivado nitrogenado de baixa toxicidade, o nitrato, segue-
se uma sequência de reações oxidativas, ou seja, reações que consomem oxigênio (O2). Sendo assim,
além dos compostos tóxicos gerados, o excesso de matéria orgânica também leva a um consumo
excessivo do oxigênio disponível na água, uma situação imprópria para os peixes do aquário.

A eficiência do sistema de filtragem, intensidade de formação dos compostos nitrogenados, quantidade


de oxigênio disponível para os peixes na água e concentração dos derivados nitrogenados deve ser
verificada por meio de testes específicos.

Alguns cuidados ajudam a prevenir e servem também para corrigir níveis elevados de Nitratos e Amônia:
• Realizar periodicamente a aspiração de fundo e troca parcial da água;

• Evitar alimentação em excesso;

• Verificar periodicamente a eficiência do sistema de filtragem;

• Não ultrapassar o limite da população de peixes que o tanque comporta.

1.2.3.1. Teste de Concentração de Amônia

A análise periódica do teor de nitrito é importante uma vez que níveis elevados deste composto afetam os
glóbulos vermelhos do sangue dos peixes, reduzindo sua capacidade respiratória. A água dos aquários
sob tais condições, por um longo período de tempo, pode provocar a morte dos peixes por asfixia.

O Kit para testar a concentração de Amônia é composto por duas soluções reagentes:

Solução reagente 01: Ácido Sulfanílico, Ácido Acético e Água Destilada


Solução reagente 02: Alfa-naftilamina e Álcool Etílico.

O teste deve ser feito da seguinte forma:

• Encha a proveta com a água do aquário a ser analisada até a marca de 5 ml.

• Pingue 2 gotas da solução reagente 1, tampe o tubo e agite;

• Pingue 2 gotas da solução reagente 2, tampe o tubo e agite;

• Após 10 minutos, compare a cor desenvolvida com a escala de cores apresentada na bula. Para
melhor comparação, encoste a proveta aberta na cor mais aproximada da escala e faça a leitura
por cima. Cada tonalidade de cor corresponde a uma determinada concentração de nitrito em
ppm.

1.2.3.2. Teste de Concentração de Nitrito

A análise periódica do teor de nitrito é importante uma vez que níveis elevados deste composto afetam os
glóbulos vermelhos do sangue dos peixes, reduzindo sua capacidade respiratória. A água dos aquários
sob tais condições, por um longo período de tempo, pode provocar a morte dos peixes por asfixia.

O Kit para testar a concentração de Nitrito é composto por duas soluções reagentes:

Solução reagente 01: Ácido Sulfanílico, Ácido Acético e Água Destilada


Solução reagente 02: Alfa-naftilamina e Álcool Etílico.
HOCHTIEF
DO BRASIL

O teste deve ser feito da seguinte forma:

• Encha a proveta com a água do aquário a ser analisada até a marca de 5 ml.

• Pingue 2 gotas da solução reagente 1, tampe o tubo e agite;

• Pingue 2 gotas da solução reagente 2, tampe o tubo e agite;

• Após 10 minutos, compare a cor desenvolvida com a escala de cores apresentada na bula. Para
melhor comparação, encoste a proveta aberta na cor mais aproximada da escala e faça a leitura
por cima. Cada tonalidade de cor corresponde a uma determinada concentração de nitrito em
ppm.

1.3. Manutenção do Tanque

A manutenção do tanque deve ser feita semanalmente com troca parcial de 20% da água e aspiração do
fundo de 15 em 15 dias.
Após sinfonar a fundo do aquário devemos preparar a “nova” água retirando o cloro e outros metais, com
produtos específicos.

1.4. Limpeza de Filtros Mecânicos

O refil do filtro mecânico deve ser trocado, não sendo aconselhado a sua lavagem para reutilização.
O carvão ativado que geralmente está no refil também deve ser eliminado.
A caixa do filtro deve ser lavada somente com água, se possível a do próprio aquário.
Não usar qualquer tipo de detergente e certas esponjas importadas, pois são impróprias para uso em
Aquarismo devido sua composição química.
Caso o filtro tenha esponja, que faz parte de uma filtragem biológica, esse deve ser lavado somente com
a água do aquário, pois a água clorada eliminará as bactérias "benéficas ", nelas contidas.
A lavagem e a troca de refil de um filtro deve ser feita, no máximo, a cada 30 dias

2. Documentos de Referência
Não há.

2.1. Formulários Aplicáveis


F-173 – Controle dos Parâmetros da Água – Tanque de Carpas

Você também pode gostar