Produção de minicontos no Twitter

Objetivos - Identificar a adequação do uso da língua escrita em veículos diferentes. - Desenvolver a síntese. - Utilizar recursos coesivos. Conteúdo - Produção de textos Anos 6º ao 9º. Tempo estimado Sete aulas. Material necessário Livro Os Cem Menores Contos Brasileiros do Século XX (org. Marcelino Freire, 240 págs., Ateliê Editorial, tel. 11/4702-5915, 34 reais) e computador com acesso à internet. Flexibilização Para alunos com deficiência intelectual Apresente o Twitter antecipadamente ao aluno com deficiência intelectual e proponha que ele escreva alguns posts para adaptar-se à rede social. Oriente-o na leitura do livro de Marcelino Freire e sugira que os colegas comecem a história, para que o aluno entenda a lógica da produção e também contribua com o livro de microcontos da turma. Se ele ainda não consegue escrever períodos completos, sugira que diga quem serão os personagens da história ou descreva os cenários, orientando a produção dos colegas. O trabalho em duplas ou em pequenos grupos também contribui, assim como a produção de textos sobre temas cotidianos, próximos da realidade do aluno. Desenvolvimento 1ª etapa

torpedos de celular e postagens de redes sociais. verifique quanto os textos diminuíram. escolha uma história do livro e leia em voz alta. mostre o formato do volume. em vez de contar. nesse gênero. e vice-versa. Selecione cerca de dez contos e leia-os com a turma. 3ª etapa Oriente a produção de uma história dentro de uma temática que agrade a garotada. Observe que a brevidade das produções do livro faz com que eles sejam microcontos. os estudantes devem ler os contos dos colegas e eleger . a descrição de personagens e cenários não é uma boa ideia.Pergunte à classe quem usa o Twitter e quais são suas características. Deixe que os usuários apresentem a ferramenta aos colegas. 2ª etapa Apresente o livro Os Cem Menores Contos Brasileiros do Século XX. que já aponta para a concisão do seu conteúdo. mas ressalte que ele se tornará um microconto posteriormente. 5ª etapa Após a primeira reescrita. sem ultrapassar os 140 caracteres. Peça que os alunos reescrevam sua história no computador. Peça que compartilhem com o colega ao lado e que a dupla discuta os critérios de edição. Compare-a com blogs. Não limite o tamanho do texto nesta etapa. 4ª etapa Peça que os jovens reescrevam o texto. interferindo nos debates e sugerindo formas de diminuir os microcontos. Para que eles entendam melhor o assunto. Explique que. Comece com a escrita em papel comum. discutindo qual a história central que o texto conta. pois ela ocupará muito espaço. Antes da leitura. Fale da possibilidade de o microconto sugerir. Caso não haja alunos que conheçam a ferramenta. Circule pela sala. Reflita com a turma. sobrando quase nada para a história central. cortando palavras ou frases que julgam desnecessárias. Questione sobre qual é a ideia daquela história e pergunte ao colega o que ele entendeu após a leitura. 6ª etapa Organizados em grupos. disponibilize impressos que reproduzam as postagens.

o melhor texto de cada um. o "livro virtual" que reunirá todos os microcontos selecionados ou um livro impresso com os mesmos textos. Avaliação Analise com a turma os microcontos descartados e verifique o porquê de eles não terem sido escolhidos: ultrapassaram o número de caracteres estabelecido?. Oriente que eles levem em consideração não apenas o seu aspecto formal mas também o caráter impactante. Verifique o número de caracteres deles. Se fugirem ao estabelecido. Para observar se os trabalhos escolhidos encontram-se dentro do padrão solicitado. reoriente a seleção. . crie uma conta de e-mail e peça que os alunos enviem os textos para ela. Eles devem seguir o formato do Twitter. Produto final Livro virtual ou impresso. possuem problemas de contectores linguísticos?. não impactam o leitor? Aponte as deficiências encontradas e proponha reescritas coletivas. ao estilo e ao uso de conectores linguísticos. Recolha as outras produções e verifique se há problemas relativos à coerência. 7ª etapa Crie uma conta no Twitter.