Você está na página 1de 1

SINOPSE DO LIVRO "Manual Básico de Avaliação Imobiliária: Propriedades

Rurais"

Avaliar, ou Precificar um bem, requer conhecimentos técnicos e científicos para tal


fim, pois a perícia é uma prova documental cujos conhecimentos acerca dos fatos
e características do imóvel avaliado exigem esclarecimentos técnicos,
fundamentados em normas e procedimentos, a fim de produzir elementos
probatórios que justifiquem o “valor” apurado.As propriedades rurais podem ser
definidas como aquelas terras não-urbanas, que geralmente são destinadas ao
uso agrícola, pecuário, florestal ou até mesmo extrativista, com todas as suas
benfeitorias e recursos naturais. Na avaliação de imóveis rurais deve-se avaliar a
terra, as benfeitorias, as obras e trabalhos de melhorias, os equipamentos, os
recursos naturais, os seus frutos e direitos.O Perito Avaliador Imobiliário deve
possuir um vasto conhecimento de práticas de mercado no que diz respeito à
compra e venda e também na “precificação” de imóveis para fins de aluguel ou
arrendamento, levantamento de custos para futuros empreendimentos,
incorporações, desmembramentos e entre outras práticas do mercado imobiliário.
Porém, para a avaliação de propriedades rurais o avaliador deverá possuir não
somente os conhecimentos gerais da Engenharia de Avaliações, mas também,
noções básicas sobre agropecuária e engenharia florestal ou então se apoiar nos
conhecimentos de assistentes técnicos como; Engenheiros Florestais,
Engenheiros Agrônomos, Agrimensores, Biólogos, entre outros profissionais que
venham contribuir cientifica e tecnicamente com o trabalho de avaliação.O
avaliador de propriedades rurais deve ter conhecimento de agricultura aplicáveis à
propriedade sob avaliação, bem como familiaridade com as perspectivas agrícolas
nacionais e internacionais e com os programas governamentais de apoio ao
desenvolvimento rural por exemplo.Deve o Perito usar de toda a sua experiência
agregada à técnica e a ciência da avaliação, para que possa ser o mais claro e
exato possível. No caso de perícia judicial, segundo Rodrigues (1985). A perícia
judicial é uma medida de instrução, necessitando de investigações complexas
(confiadas pelo juiz, em virtude de seu poder soberano de apreciação), a um
especialista a fim de que ele informe sobre as questões puramente técnicas,
excedentes de sua competência e seus conhecimentos. Não deve ser confundida
com a perícia extrajudicial; seja ela a perícia amigável, resultante de acordo das
partes interessadas; seja a perícia oficiosa, esta fora e anterior ao litígio ou ainda
nascida do litígio e em curso de processo, independente da decisão do juiz, na
qual as partes pretendem colher elementos para melhor conhecimento da
questão.Esta obra é o resultado de vasta pesquisa e aplicação feita em campo
pelo próprio autor, trata-se do segundo livro publicado pelo mesmo na área de
avaliação imobiliária, sendo que o primeiro era voltado para imóveis
urbanos.Portanto, este livro tem novamente a singela, porém pretensiosa,
intenção de colaborar com o perito-leitor, através de apontamentos importantes
sobre a boa prática da pesquisa e perícia imobiliária para imóveis rurais.

Visite para saber mais: https://ler-livros.com/ler-online-ebook-pdf-manual-basico-d


e-avaliacao-imobiliaria-propriedades-rurais-baixar-resumo/

Você também pode gostar