Você está na página 1de 15

INSTITUTO MÉDIO POLITÉCNICO DOMINGOS THAIMO

Estudo Eficaz e Estratégia de Organização do Estudo

Ecita Guidione
Telga José Manuel
Dinalva Da Eva Jose
Janete Evaristo
Adeline Dias
Nelsa Lapiseira Machala
Domingos Beijamin Casaca
Jesus Abel Gimo

Medicina Geral

Chimoio, Fevereiro 2022


INSTITUTO MÉDIO POLITÉCNICO DOMINGOS THAIMO

Estudo Eficaz e Estratégia de Organização do Estudo

Ecita Guidione
Telga José Manuel
Dinalva Da Eva Jose
Janete Evaristo
Adeline Dias
Nelsa Lapiseira Machala
Domingos Beijamin Casaca
Jesus Abel Gimo

Docente:
dr. Leopolde Jorge Cipriano

Seminário Preparatório

Chimoio, Fevereiro 2022


Índice
Capitulo I.........................................................................................................................................5

1. Introdução.................................................................................................................................5

1.1. Objectivos.............................................................................................................................5

1.1.1. Objectivo Geral.................................................................................................................5

1.1.2. Objectivos Específicos......................................................................................................5

1.2. Metodologia..........................................................................................................................5

Capitulo II........................................................................................................................................6

2. Estudo Eficaz............................................................................................................................6

2.1. Planejamento.........................................................................................................................6

2.2. O ambiente adequado...........................................................................................................6

2.3. A organização.......................................................................................................................6

2.4. As técnicas............................................................................................................................7

2.5. O acompanhamento..............................................................................................................7

2.6. Resultados.............................................................................................................................7

2.7. Método de Estudo Eficaz......................................................................................................7

2.8. Princípios de eficácia:...............................................................................................................8

3. Estratégias de organização de estudo.......................................................................................9

3.1. Noção de estratégia.............................................................................................................10

3.2. O que é necessário para estudar?........................................................................................10

3.3. Como ter um estudo mais eficiente?...................................................................................10

3.4. O que é organização nos estudos?......................................................................................11

3.5. Qual a importância da organização nos estudos?...............................................................11

3.6. Como organizar os seus horários de estudo?......................................................................11

3.7. O que é um roteiro de estudos?...........................................................................................12

3.8. Qual a importância do roteiro de estudos?.........................................................................12


Capitulo III.....................................................................................................................................14

4. Conclusão...............................................................................................................................14

5. Referências bibliográficas......................................................................................................15
Capitulo I
1. Introdução

A crescente atenção e importância dada às teorias que procuram explicar os processos


subjacentes à aprendizagem, influenciou radicalmente as concepções e intervenções na área das
estratégias de estudo e aprendizagem. Neste trabalho iremos abordar questões que tem haver com
o Estudo Eficaz e Estratégia de Organização do Estudo.

1.1. Objectivos
1.1.1. Objectivo Geral
 Investigar Estudo Eficaz e Estratégia de Organização do Estudo;
1.1.2. Objectivos Específicos
 Conceituar o Estudo Eficaz
 Descrever o Método de Estudo Eficaz
 Idebtificar as Estratégias de organização de estudo
1.2. Metodologia

Na realização deste trabalho, foi utilizada a pesquisa qualitativa de cunho científico onde se
buscou compreender, descrever e outras informações concernentes ao Estudo Eficaz e Estratégia
de Organização do Estudo. Realizou-se uma pesquisa bibliográfica, através de pesquisa on-line,
em sites de busca como Google e Scielo, procurando por artigos científicos originais e revisados,
como também a pesquisa em livros didáticos.

5
Capitulo II
2. Estudo Eficaz

A melhor maneira de obter sucesso em provas e estudos no geral é estar sempre preparado. A
singularidade de cada aluno é progressivamente conhecida, respeitada e considerada em nossas
ações pedagógicas. Acreditamos que uma boa aula é aquela que é muito bem planejada, que tem
objetivos claros e precisos (Almeida, 2016).

A partir de uma avaliação diagnóstica com foco no percurso da aprendizagem verificamos se o


aluno aprendeu aquilo que lhe foi ensinado e identificamos as lacunas de aprendizagem onde
direcionamos as matérias e o conteúdo para que o resultado atinja uma média classificatória de
acordo com o curso previsto.

Os professores são altamente capacitados e preparados para atender alunos com diagnóstico e/ou
dificuldades de aprendizagem identificando a real dúvida ou defasagem uma vez que a
dificuldade numa determinada disciplina quase sempre são resultantes de uma ausência de
contextualização de conteúdos, que não foram devidamente assimilados nas fases anteriores
(Almeida, 2016).

As aulas são interativas e individuais com um professor acompanhando todo o momento da aula,
durante as aulas são realizados questionamentos para garantia da aprendizagem.

2.1. Planejamento

Após o levantamento do conteúdo e informações referentes a necessidade da(s) aula(s) é feito um


planejamento juntamente com o professor visando melhor otimização do tempo de aula a ser
realizada.

2.2. O ambiente adequado

Segundo Garcia (1990), nossas salas individuais de estudo são amplas com boa luminosidade
livres de ruídos e barulhos externos para manter uma boa concentração auxiliando assim no
processo aprendizagem.

2.3. A organização

6
Um dos maiores fatores de mau aproveitamento nos estudos é que a maioria dos alunos não
sabem montar um planejamento de estudos. O que estudar a cada dia? Quantas horas estudar de
cada matéria? Nossos profissionais auxiliam na distribuição e administração do tempo e tarefas
com os estudos.

2.4. As técnicas

Para facilitar a compreensão e estimular a memória visual utilizamos de testes práticos com o
próprio conteúdo do aluno identificamos uma melhor captação das informações o que
transformando-a em memória e em conhecimento (Garcia, 1990).

2.5. O acompanhamento

Ambiente correto, planejamento adequado, técnicas de estudo definidas, mas para isso tudo dar
certo, é preciso que seja criado o hábito de estudo. Hábito vem com frequência e
acompanhamento. Profissionais qualificados acompanham os estudantes durante todo o processo
de estudo (Garcia, 1990).

2.6. Resultados
 Aprendizado garantido;
 Melhoria nas habilidades emocionais (confiança e motivação);
 Melhor organização com as tarefas, trabalhos e provas escolares;
 Estilo de vida mais tranquilo e saudável para os pais e alunos;
 Férias antecipada.
2.7. Método de Estudo Eficaz

Uma maneira eficaz de estudar é através de um plano de estudo. Esse plano de estudo pode estar
definido num ficheiro e deve conter (Almeida, 2016):

 Calendário: datas de exames, datas de entregas de trabalhos, etc.


 Plano de trabalho: utilizar os sumários do ano anterior como base.
 Carga horária: utilizar os ECTS como base; 1 ECTS = 30hr.
 Registo: apontar todas as horas de trabalho efetuadas.
 Indicadores: gráficos, somatório de horas, contabilização do cumprimento do plano de
trabalho, classificações dos trabalhos/exames.

7
2.8. Princípios de eficácia:
1. Chave do sucesso: TEMPO!

2. Respeitar os horários:

 Ganhar o hábito de realizar as tarefas no tempo disponível até porque elas tendem a
ocupar o tempo que reservamos para elas;
 Ganhar o hábito de obedecer ao plano, para o bem e para o mal, contudo quando chega a
hora de parar, devemos parar;
 Forçar o seu cumprimento.

3. Não subestimar a produtividade:

 É normal não conseguir ser 100% rentável na utilização do tempo;


 É necessário, gradualmente, melhorar a performance;
 Analogia com a corrida correr sempre mais 1 m que no dia anterior!

4. Aprender a dizer não:

 A pessoa mais importante da nossa vida somos nós;


 Não ter problemas em dizer NÃO sem qualquer explicação adicional;
 Ser firme e não dar espaço para outra resolução.

5. Começar cedo:

 Muitas vezes é apenas uma questão de... COMEÇAR!


 Procurar horários de trabalho livres de “ruído”;

6. Eliminar as fontes de distração:

 Trabalhar com cronómetro - definir o período de tempo que se vai trabalhar;


 Desligar telemóvel;
 Desligar internet - fazer as pesquisas antes e limitar acesso ao máximo;
 Desligar televisão ou qualquer outra fonte de perturbação.

7. Ter uma vida pessoal/social:

 Importância de termos tempo para nós (ginásio, passear, etc.);


8
 Importância de conviver e ter outras perspetivas.

8. Procurar manter a motivação:

 Livros
 Audiobooks
 Vídeos

O grande objetivo das estratégias de aprendizagem é a transferência e a generalização para novas


situações. Para tornar o estudo e a aprendizagem mais eficazes, é necessário se dedicar à leitura,
de forma analítica, adquirindo a compreensão de fatos, fenômenos, seres e ações, com
consciência quanto à construção de crenças e valores, conforme o ambiente.

As estratégias de aprendizagem não se aprendem com a frequência de um curso ou com a


assistência a uma conferência ou debate. São atividades em longo prazo, que para serem usadas
espontaneamente em diversas situações requerem um longo período de treino e prática. Através
da nossa subjetividade construímos um espaço relacional, ou seja, nos relacionamos com o
"outro". Este relacionamento nos insere dentro de esferas de representação social em que cada
sujeito ocupa seu papel de agente dentro da sociedade.

O essencial em termos de aprendizagem é o processamento ativo da informação com um


conhecimento de natureza estratégica, em que se procura aperfeiçoar a interação dos
conhecimentos factuais e as habilidades ou competências adquiridas, permitindo a generalização
e a transferência dos conhecimentos atuais para novas situações e contextos conforme os
recursos cognitivos, afetivos e psicomotores. No que se refere aos métodos de estudo e de
aprendizagem, pode-se afirmar em geral, que os métodos ideais devem por um lado fixar
estratégias de apoio ao estudo e por outro propor estratégias de organização, integração,
hierarquização e elaboração do material a aprender (Derry, 1989; Ambruster, e Anderson, 1981).

3. Estratégias de organização de estudo

Devemos adotar algumas estratégias, assim como ferramentas que vão ajudar na organização de
estudos. De início, você precisa saber como começar a estudar, ou seja, o que fazer para ter um
estudo mais eficiente. Sabemos que a organização de estudos é um ponto crucial nesse processo
e, por isso, traremos detalhes sobre como você pode fazer isso.

9
Ao pensar em organização de estudos, uma estratégia fundamental é o roteiro de estudos. Com
ele você organiza seu tempo e os conteúdos a estudar, aumentando seu rendimento. Continue a
leitura deste artigo e saiba todas essas informações de forma completa.

3.1. Noção de estratégia

Em termos gerais, enquanto alguns autores entendem as estratégias como comportamentos


levados a cabo pelo aprendiz com o objectivo de influenciar o modo de processamento da
informação (por exemplo, sublinhar as ideias-chave num texto, ou parafrasear uma nova
informação), outros consideram que são procedimentos direcionados para um objectivo, são
planeadas ou intencionalmente evocadas antes, durante e após a realização da tarefa, isto é,
auxiliam a execução, a regulação e a avaliação desta.

Em síntese, podemos verificar, segundo as definições apresentadas e outras encontradas na


literatura, que as estratégias podem ser entendidas como comportamentos/procedimentos levados
a cabo pelo aprendiz com o objectivo de influenciar o modo como processa a informação, através
da activação, controlo e regulação dos processos cognitivos (Almeida, 2016). São
conscientemente planeadas ou intencionalmente evocadas antes, durante e após a realização da
tarefa. Observa-se, assim, a importância atribuída à finalidade, à natureza intencional do
comportamento como uma característica crucial daquilo a que podemos denominar de estratégia.

3.2. O que é necessário para estudar?

A princípio, se você busca como estudar melhor, o primeiro passo é encontrar um local adequado
para realizar seus estudos. Como local adequado, o essencial é que ele seja silencioso, com boa
iluminação e que você possa se sentir confortável (Silva, 1993).

Por isso, se seu quarto for silencioso o suficiente, este é um bom local, por exemplo. No entanto,
se em casa não é o seu local ideal, você pode tentar estudar em uma biblioteca ou tentar na casa
de amigas ou amigos.

3.3. Como ter um estudo mais eficiente?

Após fazer a preparação inicial para os estudos, você precisa se organizar com relação aos
conteúdos e ao tempo que você tem disponível para estudar.

10
Além disso, você pode contar com ferramentas de apoio, como aplicativos no celular, canetas
marca-texto e post its, por exemplo, além dos cadernos ou blocos de notas pelo computador.

Saber o que é necessário para estudar ajuda na preparação para o momento. Com essas dicas de
estudo iniciais, você já começa com foco total.

3.4. O que é organização nos estudos?

Organização de estudos consiste em você conseguir definir horários de estudo para cada
disciplina que precisa estudar, assim como dispor do local e ferramentas necessárias de forma
organizada para que essa ação seja produtiva (Silva, 1993).

Organizar-se para os estudos, portanto, deve envolver tanto a organização em sua forma mais
abstrata, como sua capacidade de disciplina com relação às tarefas e de gestão de tempo, por
exemplo, quanto em sua forma física, ou seja, a organização do local de estudos e dos materiais
que vai precisar.

3.5. Qual a importância da organização nos estudos?

A organização de estudos é importante para você não se perder entre uma disciplina e outra.
Qualquer que seja a finalidade dos seus estudos, sabemos que não é fácil decorar ou assimilar
todas as informações. Por isso, algumas estratégias de organização de estudos podem ajudar
você.

Além de uma organização de estudos mais abstrata, a organização dos seus materiais e do local
onde você estuda também é importante (Silva, 1993). Afinal, com tudo organizado, você tem
menos chances de se perder entre livros e cadernos, otimizando seu tempo e melhorando o fluxo
de estudos.

3.6. Como organizar os seus horários de estudo?

Para organizar seus horários de estudo, você precisa, primeiramente, definir quanto tempo falta
até a realização da prova. Além disso, você precisa considerar também as tarefas e compromissos
fixos que você tem ao longo da semana. Também é fundamental definir um tempo para lazer,
para que você possa relaxar um pouco e não chegar a exaustão.

11
Com esses horários definidos, fica mais fácil estabelecer um horário específico para os estudos.
Assim, a depender de suas tarefas fixas e do tempo para lazer, o período que sobra deve ser
aproveitado de acordo com suas necessidades de estudo. Ou seja, é o momento de você distribuir
as disciplinas entre os horários. Para isso você pode criar um roteiro de estudos para se organizar.

3.7. O que é um roteiro de estudos?

Um roteiro de estudos é uma forma de você organizar a distribuição e a ordem das disciplinas a
serem estudadas. Isto é, o roteiro de estudos funciona como um cronograma pelo qual você irá se
guiar. Assim, há várias formas de se fazer um roteiro de estudos. Você pode fazê-lo tanto de
forma física quanto digital (Silva, 1993).

Para a primeira opção, você pode construir o roteiro de estudos em um calendário de papel e
colocá-lo na parede em frente à sua mesa de estudos ou na contracapa de seu caderno, por
exemplo.

3.8. Qual a importância do roteiro de estudos?

Um roteiro de estudos é importante para que você não só consiga organizar sua rotina, mas
também para ter disciplina e conseguir seguir o que propôs. Por isso, o roteiro de estudos é tão
importante: ele será seu amigo e conselheiro. É ele quem orientará seus estudos, tornando-os
ainda mais produtivos. Para criar um roteiro de estudo é preciso (Silva, 1993):

1. Fazer uma lista das tarefas e compromissos fixos da semana

Como já dito, o primeiro passo é se organizar quanto à sua rotina diária. Por isso, defina quais
são as tarefas fixas, ou seja, aquelas que você tem todos os dias como, por exemplo, horário de
almoço, ou mesmo período de trabalho.

2. Defina um objetivo a ser alcançado

Estabelecer um objetivo ajuda você a especificar quais são os passos para atingi-lo. Por isso,
tenha um objetivo claro a ser alcançado.

3. Estabeleça os conteúdos a serem estudados

Seja qual for a finalidade dos seus estudos, você precisa saber qual é o conjunto de disciplinas a
estudar, para que possa distribuí-las melhor nos horários estipulados. 

12
Após definir todos os conteúdos, selecione quais são as prioridades, ou seja, quais disciplinas
você tem mais dificuldade. Para elas, procure reservar períodos maiores de estudo, assim como
revisões constantes.

4. Crie ciclos de estudos, lembrando-se de fazer pausas

Organize os conteúdos criando ciclos de estudos. Aqui, uma estratégia fundamental é a técnica
dos estudos intercalados, na qual você distribui as disciplinas de forma intercalada. Nestes ciclos
você pode adotar outra estratégia que é o método de Pomodoro. Essa técnica ajuda o cérebro a
ter um tempo para assimilar as informações, além de diminuir a exaustão trazida por um estudo
sem pausas.

5. Defina o modo como você vai estudar

Avalie qual será o formato dos seus estudos. Alguns formatos são, por exemplo:

 Estudo por leitura, áudio, vídeo-aula

 Uso de marca-textos para grifar as partes mais relevantes

 Resumos

 Revisões Periódicas

6. Faça ajustes em seu roteiro de estudos conforme necessário

Por fim, ao longo dos seus estudos, vá ajustando seu roteiro de acordo com suas necessidades.

13
Capitulo III
4. Conclusão

Este trabalho serviu para desenvolver competências na área da organização de estudos,


colmatando aspetos que estavam por melhorar com o intuito de oferecer melhores condições ao
meu aprendizado. Esteve sempre presente em mim a vontade de querer fazer mais e melhor e
isso serviu para o enriquecimento pedagógico e humano.

Com este trabalho, concluímos que um local dedicado ao aprendizado é uma estratégia de


estudo que facilita muito a rotina dos alunos em casa. O ambiente deve ser tranquilo, sem muitas
distrações, com boa iluminação e uma mesa reservada para os materiais que seus filhos precisam,
como computador, caderno, canetas, livros, entre outros.

14
5. Referências bibliográficas

Almeida, F. P. (2016). Metodologias de estudo para uma melhor prática instrumental da Flauta
Transversal. Instituto Politécnico de Castelo Branco - Escola Superior de Artes Aplicadas,
Portugal.

Garcia, C. & Simões, J. (1990). Gestão do tempo e organização do estudo. Porto: Porto Editora

SILVA, A. L., & SÁ, I. (1993). Saber estudar e estudar para saber. Colecção Ciências da
Educação. Porto: Porto Editora

15

Você também pode gostar