Você está na página 1de 4

Aula 1º

Introdução ao estudo
dos materiais

Nesta primeira aula, iniciaremos o nosso estudo na


ciência dos materiais. Na seção 1, trataremos da estrutura e das
propriedades dos materiais sólidos e também conheceremos o
motivo de estudar a relação entre o processamento, a estrutura
e as propriedades para que se alcance o desempenho. Na seção
2, apresentaremos a classificação dos materiais, principalmente
com base na constituição química e estrutura atômica. Na seção
3, demonstraremos onde constam potenciais inovações na área
de ciência dos materiais, evidenciando as necessidades dos
tempos atuais.
Bons estudos!

Objetivos de aprendizagem

Ao término desta aula, vocês serão capazes de:

• descrever a estrutura e as propriedades dos materiais;


• conhecer os materiais a partir de suas três classes principais;
• identificar as áreas da ciência dos materiais com potencial avanço.
Ciência e tecnologia dos materiais 6
Figura 1 - Três amostras com menor grau de
Seções de estudo transparência da esquerda para a direita

1 - Estrutura e propriedades dos materiais


2 - Classificação dos materiais
3 - Necessidade de materiais modernos

1 - Estrutura e propriedades dos


materiais
Fonte: Callister (2002).
O motivo pelo qual cientistas experimentais ou
engenheiros devam estudar a ciência dos materiais é por
constituir a ferramenta extremamente importante fornecida Devemos, entretanto, levar em consideração os fatores
para o desenvolvimento dos materiais, que podem ser aplicados econômicos como essenciais, desde o projeto de um material,
desde uma engrenagem de transmissão ou a superestrutura de pois um conjunto ideal de propriedades pode ser obtido,
um edifício, até um componente pertencente a uma refinaria mas que pode torná-lo inviável. O alto custo pode incidir
de petróleo ou a produção de um circuito integrado. Nesse na aplicação de um componente, mas também durante
contexto, percebemos como cientistas e engenheiros estão sua produção. Com isso, podemos visualizar com clareza a
totalmente envolvidos na ciência dos materiais. importância de um engenheiro(a) ou cientista em conhecer
Como sabemos, existem diversos materiais disponíveis, as diversas propriedades e técnicas de processamento,
umas das dificuldades no estudo dos materiais é justamente produzindo os materiais mais adequados de acordo com suas
a escolha do material que se mostre mais adequado. Para condições de serviço.
isso, devem ser consideradas as condições de serviço, pois Como uma forma de introdução às propriedades dos
são as responsáveis por fornecer quais serão as propriedades materiais, é fundamental conhecermos o conceito básico
necessárias, o que, por sua vez, exige um constante da estrutura de um material. Quando é feita referência à
aprimoramento dos materiais a fim de compatibilizar as estrutura, estamos nos referindo essencialmente ao arranjo
propriedades exigidas visando a maximização da eficácia dos dos componentes internos em um nível subatômico,
mesmos (NEWELL, 2010). Contudo, na realidade, muitas envolvendo a interação entre os átomos, principalmente, em
vezes, é necessário abandonar uma propriedade por outra. relação à disposição deles, para a organização em moléculas,
Um exemplo conhecido é o da resistência e ductilidade, e assim por diante. Na análise subatômica, estamos tratando
materiais com alta resistência geralmente possuem baixa do mundo microscópio, enquanto o mundo macroscópico
ductilidade. designa o que pode ser analisado a olho nu.
São quatro os elementos principais da ciência e Diferentes estímulos podem ser aplicados a um material,
engenharia dos materiais, a estrutura, as propriedades, o e este pode responder de diferentes maneiras devido às suas
processamento e o desempenho. As relações entre esses propriedades. De maneira geral, as propriedades dos materiais
componentes se dão de diferentes maneiras. A estrutura de podem ser abrangidas pelas seguintes categorias: mecânica,
um material depende da maneira de como ele é processado, elétrica, térmica, magnética; óptica; e deteriorativa (SMITH;
assim como o desempenho depende de suas propriedades HASHEMI, 2012). Cada uma das propriedades possui um
(SMITH; HASHEMI, 2012). Depreendemos disso uma estímulo específico e pode causar diferentes respostas, que
inter-relação linear entre os componentes que podem ser podem ser utilizadas comparativamente com a finalidade de
constantemente revisados ao longo do projeto, produção e classificar o material quanto ao seu emprego ou modificá-
utilização. lo para que gerem melhores respostas a determinadas
Veja que, na imagem a seguir, temos um exemplo propriedades em relação às outras. Com exemplo, tem-se a
prático desses componentes da ciência dos materiais. No aplicação de uma carga para a determinação de propriedades
exemplo, três amostras de um determinado material são como a resistência. Com isso, conhecemos sob quais condições
dispostas sobre uma folha impressa, são discos delgados o material pode ser efetivamente empregado, considerando,
com propriedades óticas diferentes. O disco mais à esquerda ainda, margem de segurança para que não ocorra a ruptura
é totalmente transparente, o que se deve à estrutura quando empregado.
monocristal, ao centro tem-se um disco translúcido,
composto por monocristais conectados entre si, e a amostra
mais à direita é totalmente opaca, com muitos cristais
2 - Classificação dos materiais
interligados com um grande número de vazios. Conclui-se,
assim, que uma maior quantidade de vazios determinam o Mostra-se conveniente classificarmos os materiais
espalhamento da luz refletida pela página impressa. Isso tem sólidos em três grupos principais, os metais, os cerâmicos e os
grande importância quando se considera a transmitância polímeros, elucidados nas seções a seguir. Deve-se reconhecer
ótica como um importante parâmetro para o desempenho que também existem grupos intermediários nesta classificação,
do material (CALLISTER, 2002). e ainda os que sucedem essa classificação mais tradicional,
7
como os materiais avançados. O sistema de classificação foi 2.5 - Semicondutores
construído com base na estrutura atômica e na composição
química dos materiais. Também se pode incluir os tipos de Um tipo de material que possui propriedades
materiais com características peculiares, como os compósitos, intermediárias entre os metais e as cerâmicas ou polímeros,
que procuram combinar as melhores propriedades de dois ou isto é, entre condutores elétricos e os isolantes, são os
mais tipos de materiais, ou os biomateriais que são compatíveis semicondutores. Suas propriedades podem ser controladas
ao corpo humano. minuciosamente porque podem apresentar uma tendência
condutora ou isolante por meio da presença de determinados
2.1 - Metais átomos tratados como impurezas, concentrados em pequenas
regiões a nível microscópico. Isso mostra que, na ciência dos
O que se denomina como metais é mais precisamente materiais, também é importante, por vezes, a incorporação de
uma combinação de elementos metálicos. São característicos impurezas para buscar melhorias de desempenho do material.
por possuírem elétrons livres, não se prendem a um átomo Os semicondutores permitiram o surgimento de circuitos
em particular. Formam a chamada “nuvem de elétrons”, integrados, avançando significativamente a indústria dos
responsável por uma grande quantidade de propriedades eletrônicos nos últimos anos.
próprias dos metais, como a excelente condutividade elétrica
e térmica. Suas propriedades ópticas também são peculiares, 2.6 - Biomateriais
como a opacidade e a aparência lustrosa quando polidos.
Suas aplicações não se restringem a essas características, pois É recorrente a necessidade de a medicina recorrer a
também possuem grande praticidade em estruturas devido à novas alternativas e procedimentos devido aos recentes
elevada resistência, além de serem deformáveis. avanços tecnológicos. Dentro dessa perspectiva, tem-se os
biomateriais, que devem obviamente ser compatíveis com o
2.2 - Cerâmicos corpo humano, e não conterem ou produzirem substâncias
tóxicas. São empregados para a substituição de partes doentes
As cerâmicas podem ser descritas em relação aos ou feridas (SMITH; HASHEMI, 2012). Deve-se destacar que
elementos que a constituem. Em geral, são formadas por os metais, as cerâmicas, os polímeros, os compósitos e os
elementos metálicos e não metálicos. São isolantes térmicos semicondutores podem ser biomateriais.
e elétricos, com alta resistência a altas temperatura e à
corrosão atmosférica. Essas são algumas de suas principais 2.7 - Materiais avançados
características que as tornam superiores nesses quesitos Os equipamentos que operam a partir de um princípio
em relação a metais e polímeros. Contudo, quanto à sofisticado, como leitores de CD, computadores, sistemas
aplicabilidade que envolve esforços como a tração ou de fibra ótica e aeronaves, são denominados materiais
compressão, elas demonstram determinada limitação, visto avançados, isto é, possuem aplicações na alta tecnologia.
que são quebradiças, embora apresentem elevada dureza, Genuinamente, esses materiais avançados são formados
o inverso dos metais, que apresentam elevada dureza e por materiais tradicionais, mas que resultaram de um
deformabilidade. aprimoramento. Tratam-se de materiais relativamente caros,
contudo, comumente possuem elevado desempenho, o que
2.3 - Polímeros pode resultar em economia quando considerada a tecnologia
desenvolvia em relação à anterior.
Os polímeros estão significativamente presentes
em nosso cotidiano. Exemplos comuns são o plástico
e a borracha. Com facilidade pode-se constatar a baixa 3 - Necessidade de materiais
densidade e a alta flexibilidade. Mais especificamente, quanto modernos
à constituição, assim como mencionamos para os outros tipos
de materiais, os polímeros são, principalmente, formados Nos últimos anos houve um considerável avanço na
por carbono e hidrogênio, além de outros elementos não área da ciência dos materiais, contudo, não podemos ignorar
metálicos. Caracterizam-se, ainda, pelas suas grandes cadeias a necessidade de realizar novos avanços. Com isso, surgem
moleculares (VAN VLACK, 1984). novos desafios voltados também à redução do impacto
ambiental, uma problemática pouco recorrente até os tempos
2.4 - Compósitos atuais, além da constante necessidade do desenvolvimento de
materiais cada vez mais elaborados. Como exemplo, pode-se
Como definimos anteriormente, um compósito citar a energia nuclear, o desenvolvimento de novas fontes
compreende um material que agrega as melhores propriedades de energia, materiais com maior desempenho e o controle da
de diferentes tipos de materiais. São estudados largamente poluição do ar e da água, como potenciais tópicos inovadores.
pela engenharia, devido aos avanços recentes alcançados por Embora a energia nuclear demonstre ser promissora,
meio de compósitos. Um exemplo comum é a fibra de vidro. muitos são os problemas que deverão ser resolvidos, o
As fibras são incorporadas a um polímero, onde o compósito que envolve, sobretudo, o desenvolvimento dos materiais
adquire a resistência do vidro e a flexibilidade do material para estruturas de contenção de combustíveis, ou, ainda,
polimérico. para a disposição de rejeitos, uma problemática conhecida
Ciência e tecnologia dos materiais 8
(SHAKELFORD, 2008). Também se mostra importante ser considerados os fatores econômicos como essenciais.
aumentar o rendimento de combustíveis de veículos, o Diferentes estímulos podem ser aplicados a um material, e
que é interessante tanto do ponto de vista tecnológico este pode responder de diferentes maneiras, trata-se de suas
como ambiental. Isso envolve desde o desenvolvimento de propriedades. De maneira geral, as propriedades dos materiais
materiais com menor peso, até o aumento da temperatura dos podem ser abrangidas pelas seguintes categorias: mecânica,
motores, o que envolve necessariamente materiais com maior elétrica, térmica, magnética; óptica; e deteriorativa.
resistência térmica e mecânica, além da densidade reduzida.
Além da área dos transportes, é reconhecido que 2 - Classificação dos materiais
precisamos descobrir novas fontes de energia, com foco
na utilização mais eficiente e econômica, o que deve estar Vimos que é conveniente classificarmos os materiais
inserido inteiramente no conceito de sustentabilidade. Isso está sólidos em três grupos principais, os metais, os cerâmicos
diretamente relacionado ao desenvolvimento de materiais. Um e os polímeros. Os metais são mais precisamente uma
exemplo são as células solares que tem a função de converter combinação de elementos metálicos. As cerâmicas são
a energia solar em elétrica. Esses materiais empregados formadas por elementos metálicos e não metálicos, entre
apresentam custo elevado e possuem uma constituição suas características tem-se o isolamento térmico e elétrico.
complexa, por isso, tem-se na área a busca por materiais mais Nos polímeros, pode-se constatar a baixa densidade e a alta
baratos, porém, que mantenham o padrão de eficiência. flexibilidade. Um compósito, por sua vez, pode agregar as
É um compromisso com o meio ambiente, também, melhores propriedades de diferentes tipos de materiais. Os
ater-se ao aprimoramento do processamento de materiais semicondutores possuem propriedades intermediárias entre
e métodos de refino, o que é prioritário quando se refere à os condutores elétricos e os isolantes. Os biomateriais devem
diminuição da poluição do ar e da água, que, por sua vez, ser compatíveis com o corpo humano, e não conterem ou
conduzem à redução da degradação do meio ambiente. Os produzirem substâncias tóxicas. Por fim, vimos que os
processos de fabricação dos materiais precisam também materiais avançados são formados por materiais tradicionais,
ser analisados visando diminuir ou acabar a produção de mas que resultaram de um aprimoramento.
substâncias tóxicas e o impacto ecológico dela proveniente,
3 - Necessidade de materiais modernos
assim como ocorre na mineração de matérias-primas.
Deve-se atentar aos materiais comuns do nosso Finalizamos esta aula analisando o considerável avanço na
cotidiano, em sua maioria, derivados de recursos não área da ciência dos materiais. Contudo, não podemos ignorar
renováveis, como os polímeros, cuja matéria-prima principal a necessidade de realizar novos avanços. Como exemplo,
é o petróleo. O processo de substituição desses materiais estudamos de maneira generalizada, a energia nuclear, o
envolve a descoberta de novas fontes naturais, a busca por desenvolvimento de novas fontes de energia, materiais com
materiais com propriedades equiparáveis e impacto ambiental maior desempenho e o controle da poluição do ar e da água.
reduzido, e, o desprendimento de esforços por parte de toda Um exemplo são as células solares com a função de converter
a sociedade, como a reciclagem e emprego das tecnologias a energia solar em elétrica. Vimos que o compromisso com
envolvidas (CALLISTER, 2002; ASKELAND; PHULE, o meio ambiente também se deve ao aprimoramento do
2008). Para aplicar essas três medidas também é preciso processamento de materiais e métodos de refino. Finalizamos
analisar o processo global de fabricação, com o objetivo de a aula sabendo que é igualmente relevante o desprendimento
reduzir os custos em todas as etapas, e, além disso, viabilizar o de esforços por parte de toda a sociedade, como a reciclagem
reaproveitamento e reduzir a agressividade ambiental. e o emprego das tecnologias envolvidas.

Retomando a aula
Vale a pena

Ao final desta primeira aula, vamos recordar sobre o


que aprendemos até aqui. Vale a pena acessar

Disponível em: http://www.cienciadosmateriais.org/


1 - Estrutura e propriedades dos materiais index.php?acao=exibir&cap=3.
Disponível em: https://www.youtube.com/
Nesta seção, vimos que nas etapas de projeto e produção watch?v=lgeUM605Q6Q.
de um material devem ser consideradas as condições de Disponível em: https://www.youtube.com/
serviço, pois são as responsáveis por fornecer quais serão watch?v=g2KEQjBo-Mk.
as propriedades necessárias. São quatro os elementos Disponível em: https://www.youtube.com/
principais da ciência e engenharia dos materiais: a estrutura, watch?v=t516KmBJ0Mo.
as propriedades, o processamento e o desempenho. Disponível em: https://www.youtube.com/
Depreendemos disso porque existe uma clara inter-relação watch?v=nT0z1TVuCtE.
entre o projeto, produção e utilização. Também devem

Você também pode gostar