Você está na página 1de 3

A divindade Ọya (Oiá)

Saúda-se :Eèpàà! Odo Iyá! (Saudação de Oya, a Mãe do Rio Níger).

Ela é a divindade que tem controle sobre os ventos, tempestades. Seu culto
é originário do rio Níger - Odò Oya. Como esposa de Şàngó conseguiu poder sobre
o fogo. É tida como eximia guerreira e possui também controle sobre Eégún.

Cântico

Oya koorô nílé ó geere-geere,


Oya koorô nílé ó gè àrá gè àrá,
Obìnrin sápa koorô nílê geere-geere,
Oya kíì mò rè lo.

Oyá tiniu (ressoou) na casa incandescendo brilhantemente,


Oyá tiniu (ressoou) com grande barulho, ela corta com o raio,
Ela corta com o raio, é mulher arrasadora que ressoou na casa
Sensual e inteligentemente, A Oyá cumprimentamos para
Conhece-la mais.

Ợya tó ko tó mu yà yà
Tó mu yan yan
Oiá que cria, cria o rodamoinho
Cria o rodamoinho

Tá ní a padà lóodò Oya ó, odò hó yà-yà,


Tá ní a padà lóodò Oya ó, odò hó yà-yà.
Quem pode cessar para podemos voltar pelo rio é Oyá,
O redemoinho do rio quem pode cessar é Oyá.

Oya tètè Oya gbálè, Oya té-‘n-té ayaba,


Oya tètè, Oya té-‘n-té Oya.

Oyá em bom tempo (rapidamente) varre a terra,


Oyá está no topo, é a rainha.

Oya- Oya kooro nílé àti mo tú-‘m-bá lé,


Oya- Oya kooro nílé àti mo tú-‘m-bá lé.
Oya balè e láárí ó, Oya balè,
Oya balè e láárí ó,Oya balè,
Ádá máà dé f àrá (fi àrá) gè ‘ngbélé
Oya balè e láárí ó.

Oyá ressoou na casa e eu reverenciei


humildemente Prostrando-me ao chão, Oyá
ressoou na casa e eu a Reverenciei
humildemente prostrando-me ao chão Oyá
tocou a terra, ela é de alto valor,
Oyá tocou a terra, Oyá tocou
a terra, Ela é de alto valor,
Oyá tocou a terra,
Que a sua espada não chegue até
nós, nem Use os raios para cortar a
casa onde vivemos, Oyá tocou a
terra, ela é de alto valor.

Kooro níléàti mo tu-m-bá lẹ Ọya Ọya


Oiá ressoou na casa e eu a reverenciei
humildemente. Ó í kíì gbalé ẹ láárí ó, Ó íkíì
gbalé (2x)
Ada máà dé fi arà
gẹ ngbélé Ó íkíì
gbalé ẹ láárí ó
Nós a cumprimentamos tocando a terra que possui
alto valor Nós a cumprimentamos tocando a terra
Que a sua espada não chegue até nós, nem use raios para cortar a casa onde
vivemos.

Ọya kooro ó kooro ó, Ọya kooro ó


kooro ó Oiá tiniu, tiniu. Oiá timiu,
timiu

Ó ni laba-lábá, lábá ó
Elá (Oiá) é uma borboleta.

Olúafẹẹfẹ sorí ọmọn olúafẹẹfẹ sorí


ọmọn. Dona dos ventos que sopram
sobre os filhos.

Ọya dé ẹ láárí ó ó ni jẹ k’àrá lọsí


jọko nló Oiá chegou e ela possui
alto valor
Ela é quem pode baixar os raios e manda-los embora.

Ọya Șé ngbèlé àrá mu șa șiré (2x)


Proteja a nossa casa, senhora para quem brincamos

Novamente a água evidencia na ligação com as Orixás femininas,


no caso de Oya. Nas cantigas ficam evidente a exaltação do seu poder e
domínio sobre raio o vento. Faz referência a sua relação arquétipo de mulher
arrasadora, sensual e inteligente que todos cumprimentam. Ela é a Orixá que
cria, o redemoinho e o redemoinho do rio ela detém.

Você também pode gostar