Você está na página 1de 6

ONDULATÓRIA – 2ª SÉRIE VESPERTINO

PROF. IGOR BELLUCIO

Introdução
O homem sempre sentiu fascínio e curiosidade pelas ondas do mar. Em nosso mundo estamos rodeados por
ondas. Ondas mecânicas, sonoras, luminosas, ondas de rádio, eletromagnéticas, etc.

Na história da Física, grandes cientistas dedicaram-se ao estudo das ondas, entre eles: Christian Huygens
(1629-1695), Robert Hooke (1635-1703), Isaac Newton (1643-1727), Guglielmo Marconi (1874-1937), Doppler
(1803-1853).

Graças às ondas é que existem muitas das maravilhas do mundo moderno, como a televisão, o rádio, as
telecomunicações via satélite, o radar, o forno de microondas, entre outras.

O que é Ondulatória?
A Ondulatória é a parte da Física responsável por estudar as características e propriedades dos movimentos d

as ondas.

O que é uma Onda?


É uma perturbação que se propaga no espaço e que transporta energia. Podemos dizer também que uma onda
é um pulso que se propaga de um ponto a outro transportando energia sem transportar matéria. A energia
passa pela matéria, mas não a move de lugar.

Um exemplo de onda é tido quando joga-se uma pedra em um lago de águas calmas, onde o impacto causará
uma perturbação na água, fazendo com que ondas circulares se propagem pela superfície da água. Também
existem ondas que não podemos observar a olho nu, como, por exemplo, ondas de rádio, ondas de televisão,
ondas ultravioleta e microondas.

1
Classificação
Conforme sua natureza as ondas são classificadas em:

• Ondas Mecânicas: são ondas que necessitam de um meio material para se propagar, ou seja, sua
propagação envolve o transporte de energia cinética e potencial e depende da elasticidade do meio.
Por isto não é capaz de propagar-se no vácuo. Alguns exemplos são os que acontecem em molas e
cordas, sons e em superfícies de líquidos.

• Ondas Eletromagnéticas: são ondas geradas por cargas elétricas oscilantes e sua propagação não
depende do meio em que se encontram, podendo propagar-se no vácuo e em determinados meios
materiais. Alguns exemplos são as ondas de rádio, de radar, os raios x e as microondas.

Todas as ondas eletromagnéticas têm em comum a sua


velocidade de propagação no vácuo, próxima a 300.000 km/s
(300.000.000 m/s), que é equivalente a 1.080.000.000 km/h.

Quanto a direção de propagação as ondas são classificadas como:

• Unidimensionais: que se propagam em apenas uma direção, como as ondas em cordas e molas
esticadas;

• Bidimensionais: são aquelas que se propagam por uma superfície, como as ondas na água em um lago
quando se joga uma pedra;

• Tridimensionais: são capazes de se propagar em todas as dimensões, como a luz e o som.

Quanto à direção da vibração as ondas podem ser classificadas como:

• Transversais: são as que são causadas por vibrações perpendiculares à propagação da onda, como, por
exemplo, em uma corda:

2
• Longitudinais: são ondas causadas por vibrações com mesma direção da propagação, como as ondas
sonoras.

Características das ondas

A parte mais elevada denomina-se crista da onda e a ponto mais baixo entre duas cristas chama-se vale.

Comprimento de onda (λ): é o tamanho de uma onda, que pode ser medida em três pontos diferentes: de
crista a crista, do início ao final de um período ou de vale a vale. Crista é a parte alta da onda, vale, a parte
baixa. É representada no SI pela letra grega lambda (λ).

- Frequência ( f ): Chama-se frequência o número de cristas consecutivas que passam por um mesmo
ponto, em cada unidade de tempo; é o número de oscilações da onda, que acontecem em um período de
tempo. A unidade de frequência do Sistema Internacional (SI), é o hertz (Hz), que equivale a 1 segundo, e é
representada pela letra f. Então, quando dizemos que uma onda vibra a 60Hz, significa que ela oscila 60 vezes
por segundo.

3
1kHz = 1.000 Hz

1MHz = 1.000.000 Hz

1GHz = 1.000.000.000 Hz

- Período ( T ): Denomina-se período T o tempo necessário para que duas cristas consecutivas passem pelo
mesmo ponto; é o tempo necessário para a fonte produzir uma onda completa. No SI, é representado pela
letra T, e é medido em segundos.

É possível criar uma equação relacionando a frequência e o período de uma onda:

1 1
f = ou T=
T f

- Velocidade ( v ): todas as ondas possuem uma velocidade, que sempre é determinada pela distância
percorrida, sobre o tempo gasto. Nas ondas, essa equação fica:


v= ou v = f
T

- Amplitude ( A ): é a "altura" da onda, é a distância entre o eixo da onda até a crista. Quanto maior for a
amplitude, maior será a quantidade de energia transportada.

ONDAS SONORAS
As ondas sonoras estão constantemente presentes em nosso cotidiano e podem gerar em nós, por exemplo,
sensações de tranquilidade e estresse. O som é classificado como uma onda mecânica (precisa de um meio de
propagação), longitudinal (possui a propagação paralela à vibração) e tridimensional (propaga-se em todas as
dimensões).

Velocidade de propagação do som

A velocidade de propagação das ondas sonoras depende de dois fatores básicos: o estado físico do meio pelo
qual as ondas propagam-se e a temperatura. Quanto ao estado físico do meio, quanto maior for a

4
proximidade entre as moléculas do meio, mais veloz será o som, por isso as ondas sonoras são mais rápidas
nos sólidos, depois, nos líquidos e, por fim, nos gases.

VSÓLIDOS > VLÍQUIDOS >VGASES

A temperatura influencia diretamente na velocidade de propagação das ondas sonoras, portanto, quanto
maior a temperatura de um gás, por exemplo, maior será a velocidade de propagação do som.

Espectro sonoro

O espectro sonoro mostra o intervalo de todas as frequências sonoras. O aparelho auditivo humano possui
capacidade de perceber frequências sonoras compreendidas entre 20 Hz e 20 kHz, e qualquer frequência além
ou abaixo desses valores é inaudível para os seres humanos.

As frequências compreendidas abaixo do mínimo percebido pelo ouvido humano (20 Hz) são denominadas
de infrassons. Animais como cães e gatos, por possuírem uma maior capacidade auditiva, podem perceber
sons que para os humanos são considerados infrassons.

As frequências compreendidas acima do máximo percebido pelo ouvido humano (20 kHz = 20.000 Hz) são
denominadas de ultrassons. Animais como

morcegos e golfinhos produzem ultrassons para sua locomoção e caça. Para os seres humanos, existem várias
aplicações de ondas ultrassônicas, como por exemplo, em ultrassonografias e diagnósticos por imagens.

Qualidades fisiológicas

As qualidades fisiológicas das ondas sonoras estão relacionadas à nossa capacidade de percepção dos sons
recebidos.

• Altura: Qualidade relacionada à frequência das ondas sonoras. A altura não tem relação com o volume.

Som alto = Som de alta frequência = Som agudo

Som baixo = Som de baixa frequência = Som grave

5
• Timbre: Qualidade relacionada ao formato das ondas sonoras produzidas por uma fonte. Mesmo que
duas fontes distintas emitam sons com as mesmas características, cada fonte emite ondas com formatos
diferentes e, assim, são percebidas de forma distinta. Diz-se, então, que cada fonte sonora possui
um timbre característico.

• Intensidade: Qualidade relacionada à energia emitida por uma fonte sonora que atravessa determinada
superfície dentro de certo intervalo de tempo. A intensidade tem relação com o volume do som emitido
por uma fonte, e é definida como a razão da potência P da fonte sonora pela área A atingida pelas ondas:

P
I=
A

De acordo com o Sistema Internacional de Unidades, a unidade de medida para intensidade sonora deve ser
w/m2.

Você também pode gostar