Você está na página 1de 29

®

CONTROLADORES DE PESO DWA

MANUAL DE MANUTENÇÃO

CHECK 5 PLD
Ver 10.1

Média. = 1003
Rej. = 1030
PPM = 45 0/ 1000 BOBIN INMETR TEMPO +
Pesados 123.456 Kg
Quantidade 115.345 Un
Peso medio 1006,3 g
Rejei. acima 23 Un DIÁRI PRODUÇÃO TESTE
Rejei. abaixo 125 Un

CHECK5 PLD DATA LIMITE MANUAL AJUSTAR

LIMPA ROSCA/CLP ENTR


ATENÇÃO
CHAVE
SUMÁRIO
SUMÁRIO......................................................................................................................14
1 – TELA DE TESTES <6> ou <TESTES>......................................................................................15
1.1 - Ajuste de ganho <1>:..........................................................................................................15
1.1.1 opção de ajuste facil @......................................................................................................15
1.1.2 Opção de ajuste Tecnico....................................................................................................17
1.2 - Testar entradas <2>............................................................................................................18
1.3 - Testar saídas <3>:...............................................................................................................19
1.4 - Testes de Rede <4>:...........................................................................................................20
1.5 - Came/zero <5>:...................................................................................................................20
1.6 – Valor do Filtro <6>:.............................................................................................................21
1.7 - Gráfico do AD <7> ..............................................................................................................21
1.8 - Configuração do equipamento <8>.....................................................................................22
1.9 - Versão do programa <9>:...................................................................................................22
1.10- Visualizar os últimos 30 pacotes........................................................................................22
1.11- Verificar a velocidade da esteira........................................................................................23
2 – ALTERANDO A CONFIGURAÇÃO:..........................................................................................23
2.1 – filtro de media....................................................................................................................24
2.2 – Resolução......:...................................................................................................................24
2.3 – Tipo de base.........:............................................................................................................25
2.4 – Media de zero ...................................................................................................................25
2.5 – Tempo antes de zerar........................................................................................................26
2.6 – Multiplas Rejeições............................................................................................................26
2.7 – Rejeição...............: ............................................................................................................27
2.8 – Corrigir a cada@................................................................................................................27
2.9 – Fator de correção...............................................................................................................28
2.10 – Correção lenta ou Rapida......... @..................................................................................28
2.11 – Retira Inmetro........... @...................................................................................................29
2.12 – Tempo maquina parada...................................................................................................29
2.13 – Pacotes estabilizar Maquina.............................................................................................30
2.14 – Pacotes sem corrigir........:................................................................................................30
2.15 – Entrada normal ou invertida:.............................................................................................31
2.16 – Troca dos limites com chave:........................................................................................... 31
3 – PROBLEMAS E SOLUÇÕES:.....................................................................................................31
3.1 – A Check 5PLD está travada................................................................................................31
3.2 – Verificação dos cabos e conectores:...................................................................................31
4 – C UIDADOS ESPECIAIS COM A CÉLULA DE CARGA:............................................................33
4.1 – Testes de funcionamento da Célula de Carga:...................................................................34
4.2 – Células de Carga A:............................................................................................................ 35
4.3 – Células de Carga B: ........................................................................................................... 37
5 – TESTE MECÂNICO DA CÉLULA DE CARGA:...........................................................................38
5.1 – Verificação e controle do peso durante a produção:..........................................................38
6 – PROGRAMANDO UM EQUIPAMENTO NOVO:.........................................................................39
7 _ BUSCANDO CONFIGURAÇÃO ORIGINAL ..............................................................................40

14
1 – TELA DE TESTES digitar <6> ou <TESTES>

Vire e desvire a (chave) para entrar nos testes


Ou digite <0> para ler um novo valor de zero

Esta tela é utilizada para testar as funções da CHECK 5 PLD.

Ajuste do ganho (1)


Testar as entradas (2)
Testar as saidas (3)
Testes de rede (4)
Ver valor de CAME /ZERO (5)
Ajuste do filtro (6)
Grafico do AD (7)
Configuração do equipamento (8)
Versão do programa (9)

Rotina a ser
Tecla a ser apertada
testada

Para entrar em uma das rotinas de teste, basta apertar a tecla equivalente indicada a direita da
descrição.

1.1 - Ajuste de ganho <1>:

Após teclar em <1> será colocada a mensagem abaixo:


OBS.: EXISTEM DUAS MANEIRAS DE EFETUAR O AJUSTE DE GANHO. Se você está
acostumando com os programas anteriores a ver 10.1 utilize a opção 2- para ajuste
Técnico tecle <2> e vá para a pagina 17.

1- PARA AJUSTE FACIL

2- PARA AJUSTE TECNICO

15
OPÇÃO -1 AJUSTE FACIL

DIGITAR O VALOR DO PESO


UTILIZADO PARA CALIBRAR
DEPOIS TECLE (ENTRA)

PESO = 1000 <

VOCE DEVE DIGITAR O VALOR DO PESO QUE ESTA UTILIZANDO PARA EFETUAR A CALIBRAÇÃO,
PODE SER O VALOR DE UM PESO PADRÃO = 1000 OU UM PACOTES PESADO NA BALANÇA DE
CONFERENCIA POR EXEMPLO 1008

NOTA: SE O PESO TIVER O VALOR DIFERENTE AO DIGITADO O EQUIPAMENTO NÃO SERÁ


CALIBRADO CORRETAMENTE.
APÓS COLOCAR O PESO TECLE (ENTRA)

453 158
COLOQUE O PESO NA BASE

PESO ESTA ERRADO (LIMPA)


PERTO DO VALOR (AJUSTAR)
SE ESTA CORRETO (ENTRA)

OBS.: COLOCANDO O PESO SOBRE A BASE VERIFICAR SE EXISTE DIFERENÇA ENTRE


O PESO COLOCADO E O VALOR MOSTRADO NA TELA, (LADO DIREITO).

SE A DIFERENÇA FOR MAIOR QUE 15 GRAMAS APERTAR (LIMPA)

DE 15 GRAMAS A UMA GRAMA APERTAR (AJUSTAR)

SE ESTA CORRETO APERTE (ENTRA).

OBS. APERTANDO (LIMPA) OU (AJUSTAR) DEVE-SE SEGUIR AS ORIENTAÇÕES ESCRITAS NA


TELA ATÉ O FIM, QUE SE LIMITA A COLOCAR OU RETIRAR O PESO DA BASE QUANDO PEDIDO, ATÉ O
FIM DO AJUSTE.
CASO EM ALGUM PONTO OCORRA ALGUM ERRO, DEVE-SE SAIR E INICIAR O PROCEDIMENTO
NOVAMENTE. Se trancar, tecle <SIM> e segure por 10 segundos.

16
OPÇÃO 02: PARA AJUSTE TECNICO rotina igual as versões anteriores a Ver 10.1

a) Teclar<LIMPA> segure por alguns segundos e solte, para limpar os registradores. Após o valor
demonstrado a esquerda ficará oscilando, ou seja, instável.

38 -193
1- retirar o peso da base
2- zerar o val. A direita (0)
3- col. 1000 outro (3)
4- virar chave (virar)
5- salvar ajuste (entra)

b) Colocar um PESO PADRÃO de 1000g em cima da base.

c) Se você não tem um PESO PADRÃO de 1000g, pese em uma balança um pacote qualquer e
anote o seu peso.
d) Tecle <3> escreva o valor do peso do pacote pesado Ex.: 938

<LIMPA><9> <3> <8> <ENTRA>

38 -193
1- retirar o peso da base
2- zerar o val. A direita (0)
3- col. 938 outro (3)
4- virar chave (virar)
5- salvar ajuste (entra)

e) Para fazer o ajuste por Software, tecle <AJUSTAR> segure por alguns segundos e solte
f) NOTA: Os valores mostrados não estarão corretos, pois o sistema ajustou o peso e o Zero ao
mesmo tempo. Ex.: 938g.

g) Retire o pacote de cima da base.

h) Para zerar o valor do lado direito do display aperte o <0> segure por alguns segundos e solte.

i) Recoloque o peso padrão sobre a base de pesagem e confira o peso aferido, No lado
direito do display.

17
j) Caso o valor indicado na direita não for igual ao peso padrão, que foi colocado sobre a base (NO EXEMPLO,
938), vire a chave no PAINEL FRONTAL e deixe na posição vertical. Automaticamente o software fará a
correção dos valores. Permaneça com a chave virada até que o valor do peso esteja correto.

k) Volte a chave na posição original, na posição horizontal.

l) Retire o peso sobre a base de pesagem.

m) Tecle <ENTRA> segure por alguns segundos e solte para finalizar.

1.2 - Testar entradas <2>

Informa o valor das entradas (as entradas utilizadas na configuração estão acompanhadas de
descrição).

E1- Rejeita um =0
E2- =0
E3- Foto célula =0
E4- Altura peso =0
E5- Atributo =0
E6- dinâmica 1 sensor =0
E7- =0
E8- =0

E1 – indica a Indica a descrição da entrada


entrada numero Indica se a entrada
1 esta ligada =1
ou se está
desligada =0

PARA TESTAR CADA ENTRADA, procure MUDAR as entradas, acionando um sensor ou uma chave
associada a ela. Exemplo: Interromper um sensor de entrada para ver o valor mudar.

NOTA: Se uma entrada estiver sempre em 1 ao invés de 0, normalmente é porque o sensor utilizado
é invertido. Entrando na configuração, as entradas individualmente podem ser invertidas. Ver pág. 31.

Para sair da rotina <ENTRA>

18
1.3 - Testar saídas <3>:

Tela para mostrar e testar as saídas, tanto da placa CPU como da placa de relê (SE POSSUI ESTA
EXPANSÃO)..

TELA DE SAÍDAS:

Indica o numero
da saida na placa
Saida (1) 0 Motor - (-) 0
de rele Saida (2) 0 Motor + (+) 0
Saida (3) 0 Rejeita (9) 0
Saida (4) 0 Ret. Pac (0) 0
Saida (5) 0
Saida (6) 0
Indica se a saida
esta ligada ou
Saida (7) 0
desligada Saida (8) 0
Desligada = 0
Ligada = 1

Qual tecla deve ser


apertada para mudar o
valor da saida

A) Usar as teclas de <+> <-> <0> <9> para ligar ou desligar as saídas (reles) da placa CPU .

a) Tecla <+> Liga/desliga a saída do motor de correção no sentido de aumentar o peso.


b) Tecla <-> Liga/desliga a saída do motor de correção no sentido de diminuir o peso.
c) Tecla <9> Liga/desliga o cilindro de Rejeição
d) Tecla <0> Liga/desliga o cilindro que retira o pacote de cima da base de pesagem.

e) Para sair da rotina <ENTRA>.

NOTAS:

1) O motor de correção tem força e pode causar danos ao sistema volumétrico se for
ligado com produto no silo e com a máquina parada.
2) Nas máquinas volumétricas só é recomendado o uso destas teclas somente se a
máquina estiver empacotando ou se o silo estiver vazio.

19
1.4 - Testes de Rede <4>:

Testes para verificação do funcionamento da rede.

A descrição destes testes acompanha o conversor de rede 232 para 485 a ser ligado no computador.

NOTA: Neste manual não entraremos em detalhes para estas rotinas pois sem o conversor e o
software para o computador nada poderá ser testado.

1.5 - Came/zero <5>:

Tecla com informações técnicas para instalação e manutenção.

Med. = 1003
Rej. = 1045
Auto Zero / 1000
Vel. Maxima = 58 PPM
Filtro maximo = 48
Zero = 462
Vel. Maquina = 46
Valor ajuste =5

DESCRIÇÃO DAS INFORMAÇÕES DA TELA:

Veloc. Max = 58 PPM - É uma projeção de velocidade máxima que o equipamento pode chegar
baseado no funcionamento atual do equipamento, para ser precisa a informação, devem ser usados
2 sensores, um de parada de zero e um de posição para pesar.

Filtro máximo = 48 Nos valores atuais de configuração e tempos utilizados este é o maior valor
possível de filtro a ser utilizado na configuração do equipamento ver pag. 23

Zero = 462 g - Sempre que a CHECK 5 PLD está esperando um novo pacote ela fica verificando
um novo Zero (AUTO ZERO), pois um pacote pode se romper ou de alguma forma cair produto
sobre a base o que causaria um erro de pesagem nos próximos pacotes.

NOTA: Com AUTO ZERO não é preciso parar a máquina para limpar a base.
Velocidade = 46 PPM - Indica a velocidade atual da máquina de empacotar em PACOTES POR
MINUTO.

Valor do ajuste - Referência para o técnico, indica se os filtros de Software estiverem ligados
qual o nível de ruído.

20
1.6 – Valor do Filtro <6>:

Valor de filtro = 19

Valor do Filtro – Ajuste do valor de filtro pressionando <+> e <->


(facilidade para o técnico ajustar o filtro sem ter que entrar em configuração).

1.7 - Gráfico do AD <7>

Tem a finalidade de mostrar ao técnico no display gráfico, o comportamento do sinal na célula de carga
quando efetua uma pesagem, como se fosse um osciloscópio.

:........:.. ........:..........:..........:...........
: R 0 L 136 UG

Tecla <LIMPA> dispara uma pesagem e coloca os valores no meio do display


Tecla <1> para alterar o ganho do sinal (configuração inicial ganho X 100) e offset –
(como em um osciloscópio deve ser ajustado o ganho e o Offset).
se o ganho for <1> o maior valor colocado na tela será 50 g,
se o ganho for para <5> o maior valor colocado na tela será 5000 g
O offset funciona como em um osciloscópio - ao valor lido na célula de carga será diminuído o
offset para a visualização de picos ou zero quando os valores são maiores que a tela.
Para retornar a tela anterior tecle <ENTRA>

Tecla <2> inicia a leitura de peso na célula de carga colocando de maneira gráfica na tela o
peso conforme o tempo vai passando +- 3,5 segundos.

NOTA: nesta tela os cilindros de retira pacote da base e cilindro de rejeição não são ligados, nem
é feita correção de peso.

Para sair e retornar a tela de testes <ENTRA> para sair

21
1.8 - Configuração do equipamento <8>

Ver pág. 23

1.9 - Versão do programa <9>:

Mostra a versão do programa instalado em seu equipamento.

VERSÃO 10.1 T XX/YY/20ZZ

Para sair tecle <ENTRA >

1.10 Visualizar os últimos 30 pacotes pesados

• Na tela de Dados de Produção Pressionar <O>.

200 - 210 + 202


208 208 200
209 207 205
204 208 209
201 206 205
205 209 204

• Mesmo com o equipamento em funcionamento, os valores somente serão atualizados


Somente se pressionar <O>, porem o equipamento continua pesando, os dados
ficam parados para facilitar a copia.
• Para zerar os 30 pesos, pressionar <LIMPA>.

• Para verificar a diferença nos últimos 30 pacotes que aparecem, pressionar <8>.

• Para voltar a tela principal, pressionar <ENTRA>. 22


1.11 Para verificar a velocidade da esteira nas balanças dinâmicas.

• Na tela de Dados de Produção Pressionar <O>.

• Pressionar <2>, digitar o comprimento do pacote em mm (de preferência utilizar uma


caixa). Por exemplo uma caixa com 320 mm e pressionar <ENTRA>

Passar o pacote/caixa na esteira. Irá aparecer o valor da velocidade da esteira em m/min.


Na segunda linha, neste exemplo 52 metros por minuto.

COMP. PACOTE 320 < mm


Velocidade est. 52 m/min
SAIR (ENTRA)

• Pressione <ENTRA> para sair.

• Pressione <ENTRA> para ir para a tela principal.

2 – ALTERANDO A CONFIGURAÇÃO:

a) Entrar nas rotinas de testes<TESTES> <6> Virar e desvirar a chave.


Entrar tela de configuração <8>
b) A tela irá mudar para : Valor de filtro

Valor de filtro = 40

Valor de filtro do AD
Valores de referencia .
De 1 a 20 PPM = 40
De 21 a 40 PPM = 25
De 41 a 80 PPM = 15
De 81 a 150 PPM = 5

c) Colocar o valor de filtro de acordo com a velocidade do equipamento.


d) Para confirmar e continuar <ENTRA> 23
2.1 – Filtro de medias

Filtro Medias (0-1) 0<


=0 Desligado
=1 Ligado

O filtro de media é Ligado somente em maquinas muito lentas com velocidade até 20 PPM.
:

2.2 -Resolução.

0,1 g Max. 500,0 g <1>


0,2 g Max. 1.000,0 g <2>
0,5 g Max. 2.000,0 g <3>
1 g Max. 8.000,0 g <4>
2 g Max. 15.000 g <5>
5 g Max. 30.000 g <6>
10 g Max. 600 kg <7>

Qual a resolução = 4<

Programar a resolução conforme apresentado no display e levando em conta os limites máximos acima.

Após selecionar tecla <ENTRA>

24
2.3- Tipo de base

Tipo de Base
Estatica <1> Din. Par. <2>
Din. 1 S <3> Din 2 S <4>
Retira ou Rejeita <5>
Rot 1 S <6> Rot 2 S <7>
Din. Pesagem Continua <8>

Qual Base = 1<

Selecionar qual o seu tipo de base 1= Estatica 2= Dinamica com Parada 3= Dinamica com 1 sensor
4= Dinamica com 2 sensores 5=base estática expulsa rejeita 6= Rotativa 1 sensor 7= rotativa com
2 sensores 8= Dinamica de pesagem continua..

Após selecionar tecle <ENTRA>

2.4 Inicio de Pesagem

Inicio (0=Peso 1= Sensor) =0

0= Inicia pesagem por peso


Mínimo ¼ do peso medio

1= inicia pesagem pelo


Sensor ligado na entrada 6

0= A pesagem inicia sempre que um peso superior a ¼ do peso médio for colocado na base.

1= Se pacotes sem produto tiverem que ser retirados da base é obrigatório a colocação de um sensor
que irá iniciar a pesagem, mesmo que o pacotes estiver vazio.

Após selecionar tecla <ENTRA>

25
2.5 MÉDIA DE ZERO:

Media zero (1 a 31) 4<

Filtro do calculo do Zero.


Valores de referencia:
Base estática =3a5
Base dinamica com parada = 5
Dinamica =30

Selecione o valor desejado para que o valor de auto-zero seja estabelecido durante o decorrer da
pesagem no equipamento.

Após selecionar tecla <ENTRA>


2.6 -Tempo antes de zerar = 0

Tempo antes zerar = 10

Tempo de espera após a retirada do pacote para iniciar a verificação de um novo zero.

Para estáticas usar 10

Para dinâmicas utilizar 200

Após selecionar tecla <ENTRA>

2.7 - MÚLTIPLAS REJEIÇÕES

Múltiplas Rej. (S = 0 N = 1) 0<

Se pesos diferentes vierem


misturados aleatoriamente
usar múltiplas rejeições.
Atenção para ter um resultado
Seguro os pesos devem ser
Diferentes ex. 500g 1000g

A opção múltiplas rejeições poderá ser ativada sempre que for necessário controlar dois ou mais
pesos diferentes, por exemplo, podemos ter na mesma linha de pesagem, pacotes com 1kg, 2kg ou
5kg. Obedecidas as condições mecânicas de cada Balança.

Após selecionar tecle <ENTRA>

26
2.8– REJEIÇÃO:

Rej. (sensor = 1 virt. = 0) 0

Se a esteira onde esta o


rejeitador sofre paradas
setar para sensor = 1.
Neste caso um sensor deve
ser colocado na esteira
para medir o movimento.

Normalmente quando temos 2 maquinas e 1 enfardadeira uma das esteiras fica ligando e desligando para
manter o sincronismo, neste caso devemos utilizar um sensor para definir a posição do rejeitador.

Após selecionar tecle <ENTRA>.

2.9 – Corrigir a cada

Corrigir cada (1/ 31) 4


Fazer a correcão de peso
Médio a cada x pacotes.

Quanto maior o numero mais


mais lenta será a correção.

Maquinas com canecas colocar o numero de canecas.


Em maquinas com dosador de gaveta utilizar de 3 .
Em maquinas de Rosca utilizar 2.

Após selecionar tecle <ENTRA>.

27
2.10 - FATOR DE CORREÇÃO

Fator de correção = 2
Valor em gramas que deve
Ser desconsiderado no
calculo de correção do
peso medio para evitar
a super correção.
Valor entre 0 a 99 g

Fator de correção expressa o valor em gramas, necessário para tolerância do sistema de pesagem,
por exemplo:
= 2 quer dizer que do peso médio ele não vai corrigir duas gramas a mais ou a menos.

Após selecionar tecle <ENTRA>.


.
.
2.11- CORREÇÃO LENTA OU RÁPIDA.

Correção (lenta =0 rap = 1) = 0

Para maquinas com baixa


variação de peso= 0
Para produtos que tenha uma
variação de peso grande ou
pelo processo muda de
densidade usar =1

NOTA: A correção rápida só deve ser usada em produtos cuja variação seja muito grande, como por
exemplo o açúcar 5 Kg. Normalmente usar 0.

Após selecionar tecle <ENTRA>

28
2.12 -RETIRA INMETRO

RET. INMETRO(S= 1 N = 0) = 0

A cada pacote recalcula o


peso medio mínimo pelo
INMETRO menos o valor da
próxima pergunta e coloca
o valor no rejeita abaixo.

OBS.: O valor de Rejeitar abaixo é calculado a cada pacote pela lei do Inmetro, não é um
Valor fixo, sendo alterado conforme o processo muda.

Após selecionar tecle <ENTRA>

2.13 -Tempo de máquina parada.:

Tempo de maquina parada = 10

Se após a maquina ficar


parada por um tempo (acima)
o produto sofre compactação.
Os primeiros pacotes não devem
gerar correção.
Tempo = 0 se não compactar

Alguns produtos compactam quando a maquina fica sem empacotar por um tempo 10 minutos por exemplo,
Ao retornar o empacotamento os primeiros pacotes saíram com peso alto, normalizando alguns pacotes após,
Este recurso serve para evitar correções de peso nestes primeiros pacotes.

Após selecionar tecle <ENTRA>.

29
2.14 – Pacotes Estabilizar Maquina

Pacotes Estab. Maqui = 18

Se a maquina ficou parada


Por um tempo maior que o
Programado na pergunta
Anterior não irá corrigor
Por x pacotes programados
acima

Esta função elimina uma quantidade x de pacotes para o calculo da correção se o item 2.13 estiver
Habilitado.
ex.: se o item 2.13 (tempo de maquina parada) esta em 10 e o item 2.14 for aplicado 18, então após a
maquina parar por mais10 min então os primeiros 18 pacotes não serão utilizados para efetuar
cálculo para correção.

2.15– Pacotes sem corrigir:

Pacotes sem corrigir = 0

Se valor diferente de =0
Após corrigir ira ficar X
pacotes sem corrigir.
Deve ser usado caso a
balança fique longe da
dosadora Ex : 10 pacotes

Se esta função estiver habilitada o equipamento para correções alternadas.


ex.: se colocarmos 10 o equipamento vai utilizar uma media com 10 pacotes efetuar a correção
(caso necessário) ,depois os próximos 10 pacotes subsequentes ele não considera para corrigir, isto
é uma amostragem corrige e outra não.

NOTA: Este recurso somente é utilizado quando a pesagem fica distante do sistema de dosagem.

Após selecionar tecle <ENTRA>

30
2.16– ENTRADA NORMAL OU INVERTIDA:

( 0 = normal 1 = invertida )

Entradas= 12345678
Use (1) a (8) 11111111

NOTA: Normalmente as entradas são programadas em 1, contudo, alguns sensores são invertidos
ou não tem ajuste de polaridade. Nestes casos, mudando de 1 para 0 a entrada correspondente ao
sensor, a CHECK 5 PLD poderá usar este sensor mesmo que invertido.

Exemplo: Vou ter que usar um sensor na entrada 6, contudo, vou na tela de entradas e verifico que
em condição normal a entrada está em 1, e quando atua o sensor a entrada vai a zero, ou seja, o
sensor está invertido.

Neste caso:
Entrar na tela de configuração e ir até a tela de Entradas normal ou invertida e teclar <6> que
corresponde a entrada que eu quero alterar.

Após, selecione todas as entradas desejadas individualmente teclando <ENTRA>

2.17 -TROCA DOS LIMITES COM CHAVE:

Troca de lim. Com chave=1 0

= 1 obriga o uso da chave para mudar


de faixa de peso salva no equipamento
e limpar os dados de produçao.
= 0 muda sem chave

NOTA: A troca dos limites de programação pode ou não, ser protegida por chave.
Se o valor colocado for 0, a troca de produtos não está protegida por chave, ou seja, para trocar
do programa 1 para qualquer outro, não é necessária a chave.
Se o valor colocado for 1, a cada troca limites de programação é obrigatório o uso da chave

Após selecionar tecla <ENTRA>


Após selecionar tecla novamente <ENTRA>
31
3 - PROBLEMAS E SOLUÇÕES

3.1 - A CHECK 5 PLD ESTÁ TRAVADA:

Se a CHECK 5 PLD está em uma condição de bloqueio que não mostra nada ou trava, proceda da
seguinte maneira:

a) Desligar a CHECK 5 PLD.


b) Apertar ao mesmo tempo a tecla de <LIMPA> e <ENTRA> manter as teclas
apertadas e ligar a CHEKC 5 PLD mantendo as duas teclas apertadas até a tela principal
aparecer.

c) Soltar as teclas.

d) Teclar em <1> recuperar configuração do técnico.

O equipamento vai recuperar a configuração deixada pelo técnico.

Outra situação:
e) Na tela tem a mensagem defeito na célula de carga
f) Verificar a célula de carga conforme ITEM 10.1

g) Entrar na tela de <TESTES>


h) Entrar na subtela de Ajuste de ganho <1> e opção <2>

3.2 – VERIFICAÇÃO DOS CABOS E CONECTORES:

No esquema elétrico do equipamento o técnico poderá encontrar com segurança todas as


informações necessárias para execução de um reparo ou ajuste no equipamento.

É importante afirmar que:

Os equipamentos DWA - possuem dois sistemas de alimentação;

***Circuito de Força – em equipamentos que possuem motores de indução trifásicos este circuito
representa entrada de alimentação de força do equipamento, que alimentam motores, contatores e os
circuitos do acionamento pneumático, entre eles estão classificadores e expulsores. Energize este
ponto de acordo com a tensão trifásica do quadro de distribuição secundária da vossa empresa.
O cabo de alimentação está devidamente identificado como (ALI3F).

***Circuito de Comando - representam a entrada de alimentação especial para o módulo de


controle CHECK 5PLD. Este ponto deverá ser energizado com 220Vac (fase, neutro + terra).
O cabo de alimentação está devidamente identificado como (ALI 220V).

Sempre siga o esquema elétrico durante a realização das manutenções no equipamento, lá estão
descritas todas os sistemas de alimentação e a forma como está sendo realizada.

Lembre-se:
Em caso de dúvida, não ligue o equipamento e entre em contato com a nossa equipe de técnicos.

32
ATENÇÃO: ACIONE O BOTÃO DE EMERGÊNCIA, DESLIGUE A CHAVE GERAL E
SEMPRE RETIRE OS FUSÍVEIS DE PROTEÇÃO NA
ENTRADA DO PAINEL ELÉTRICO DURANTE A REALIZAÇÃO DAS MANUTENÇÕES
DO EQUIPAMENTO.

NÃO FAÇA NENHUMA MUDANÇA, ALTERAÇÃO, OU TROCA DE COMPONENTE


SEM A OBSERVAÇÃO A ESTE AVISO.

4 - CUIDADOS ESPECIAIS COM A CÉLULA DE CARGA

Nunca pressionar a célula de carga, nem a utilizar como apoio ou golpeá-la.

Evitar o acúmulo de poeira ou produto sobre a mesma, efetuando a limpeza periodicamente


apenas com um pano levemente umedecido.

Jamais arrancar ou arranhar a resina protetora (camada azul ou branca que envolve a célula)
pois isso poderá ocasionar rompimento dos condutores internos.

O manuseio deve ser feito com cautela, evitando movimentos bruscos, principalmente no
momento da troca.

Ajustar o parafuso limitador que se encontra embaixo da célula de carga, para que sirva de
proteção quando houver sobrecarga.

Somente conectar os fios de alimentação da célula de carga conforme orientação do


fabricante. Não efetuar nenhuma modificação ou teste com o equipamento controlador ligado
(célula energizada).

Se for utilizada limpeza com bico de ar, manter distância acima de 40 cm, para que a força do
ar não arranque a resina de proteção.

Durante a substituição, verificar o correto posicionamento da célula, através da seta


indicadora do sentido de pesagem.

Periodicamente efetuar limpeza do borne que interliga a célula de carga com o cabo de sinal,
localizado na caixa preta de passagem próxima a célula.

Não tocar a bandeja de pesagem com o equipamento ligado, pois pode haver acionamento de
cilindro, causando acidentes.

Caso algum pacote tranque na base de pesagem, não tentar retirá-lo "puxando-o", pois isso
pode danificar a célula. A empacotadora e o controlador devem ser desligados e o pacote deve ser
retirado com cuidado.

33
4.1 TESTES DE FUNCIONAMENTO DA CÉLULA DE CARGA

A DWA utiliza diversos fabricantes de célula de carga ou de modelos diferentes que utilizam cores
diferentes nos fios.

Célula de carga Fabricante A ou B a diferença são a posição do fio branco pelo verde, basta troca-los
de posição, se o ajuste não estiver funcionando.

a) Meça a continuidade elétrica dos condutores que ligam a placa 5PLD até a célula de carga
passando pelo filtro conforme a figura 1 abaixo , verifique a sequência de ligação e em caso de
interrupção do circuito, o ruído de terra pode gerar desvios de +/- 30 gramas;
Resistência elétrica da célula de carga:
Meça a resistência ôhmica da célula de carga com um multímetro na escala de resistência elétrica,
conforme a relação abaixo: NOTA: Medir somente a Célula de carga não ligada ao cabo da PLD
Entre o fio Preto e Vermelho: +/- 450 ohms
Entre o fio Preto e Amarelo: +/- 300 ohms
Entre o fio Preto e Verde: +/- 300 ohms
Ordem do Cabos: Cabos Saída Check 5PLD
Célula Fabricante A Vermelho
Vermelho Amarelo
Amarelo Laranja
Verde Marrom
Preto Blindagem
Blindagem

b) Meça a d.d.p. (diferença de potencial) no conector da célula de carga, com um multímetro em


D.C. na escala de tensão, conforme a figura 1 abaixo; Com a célula ligada ao cabo da PLD

Entre o fio Preto e Vermelho: 5,00 Vdc +/-0,2Vdc


Entre o fio Preto e Verde: 2,50Vdc +/-0,2Vdc
Entre o fio Preto e Amarelo: 2,50Vdc +/-0,2Vdc
Entre o fio Amarelo e Verde: no máximo 7.5 mVdc – se este valor for maior a célula de
carga está com defeitos ou sobrecarga (para peso de até 1kg).

Figura 1

34
4.3 Células de Carga Fabricante C:

Se durante a realização dos procedimentos de ajustes no (ITEM 8) forem feitos e não parecer nada
na tela, proceder da seguinte forma:

a) Meça a continuidade elétrica dos condutores que ligam a placa 5PLD até a célula de carga passando
pelo filtro conforme a figura 2 abaixo, verifique a sequência de ligação e em caso de interrupção do
circuito, o ruído de terra pode gerar desvios de +/- 30 gramas;

Ordem do Cabos:
Célula de Carga C Cabos Saída Check 5PLD
Azul Vermelho
Branco Laranja
Vermelho Amarelo
Preto Marrom
Blindagem Blindagem

Resistência elétrica da célula de carga:

Meça a resistência ôhmica da célula de carga com um multímetro na escala de resistência elétrica,
conforme a relação abaixo: : NOTA: Medir somente a Célula de carga não ligada ao cabo da PLD

Entre o fio Preto e Azul: +/- 450 ohms


Entre o fio Preto e Branco: +/- 300 ohms
Entre o fio Preto e Vermelho: +/- 300 ohms

b) Meça a d.d.p. (diferença de potencial) no conector da célula de carga, com um multímetro em


D.C. na escala de tensão, conforme a figura 2 abaixo; Com a célula ligada ao cabo da PLD
Entre o fio Preto e Azul: 5,00 Vdc +/-0,2Vdc
Entre o fio Preto e Branco: 2,50Vdc +/-0,2Vdc
Entre o fio Preto e Vermelho: 2,50Vdc +/-0,2Vdc
Entre o fio Branco e Vermelho: no máximo 7.5 mVdc – se este valor for maior a célula de carga
está com defeitos ou sobrecarga (para peso de até 1kg).

Figura 2
36
Cores de saída de algumas Células de Carga
Fabricante A

Vermelho EXC+

Amarelo Sin+

Verde Sin-

Preto EXC-

Não tem Blindagem

Fabricante B

Vermelho EXC+

Verde Sin+

Branco Sin-

Preto EXC-

Lilas Blindagem

Fabricante C

Azul EXC+

Branco Sin+

Vermelho Sin-

Preto EXC-

Amarelo Blindagem
37
5 - TESTE MECÂNICO DA CÉLULA DE CARGA

Uma célula de carga pode aparentemente estar boa, e contudo apresentar problemas.
<TESTES> ajuste de célula de carga <1> e o valor mostrado está correto. Colocamos um
peso e o valor mostrado está correto, contudo, ao entrar em funcionamento não pesa, tem
comportamento complemente aleatório.

Provavelmente esta célula de carga sofreu um choque mecânico que a deformou plasticamente, ou
seja, o material por ter sido usado acima do limite, não responde mais linearmente.

Para testar esta condição siga os passos a seguir:

a) Entre na tela de <TESTES> rotina de ajuste <1> <2> e zera o valor a direita <0>
b) Pressione a célula de carga de cima para baixo com uma forca de +- 1 Kg 4 ou 5 vezes, cada
vez que você retirar a pressão sobre a célula de carga o valor indicado a direita deve retorna a
zero, com um erro máximo de +- 1 g. Se a cada retorno voltar para um valor diferente, esta
célula de carga está com defeito, deve ser trocada

c) Repita o teste anterior só que pressionando a célula de carga de baixo para cima. Como no caso
anterior, deve sempre retornar a zero ou está com defeito.

d) Saia da rotina de ajuste <ENTRA>

5.1 VERIFICAÇÃO E CONTROLE DO PESO DURANTE A PRODUÇÃO:

Durante o processo de produção do controlador de peso, podemos verificar o peso medido e


conferi-lo com uma balança de precisão aferida.

O procedimento é simples:
No painel de botoeiras aperte o botão de “retirar próximo pacote”:

Neste momento o pacote ou embalagem seguirá a linha de produção até o cilindro pneumático na
linha DWA, chamado de “classificador”, onde será descartada da linha.

Imediatamente pegue o pacote e anote o peso do pacote rejeitado, o peso deste pacote é obtido no
display do módulo de controle CHECK 5PLD, conforme a demonstração abaixo:

38
Med. = 1003
Rej. = 1002
Auto Zero / 1000
Pesados 123456 kg
Anote este peso, Quantidade 115.345 un
referente ao pacote Peso medio 1006,3 g
rejeitado na linha de Rejei. Acima 23 un
produção. Rejei. Abaixo 125 un

Obs.: Este procedimento servirá para que o operador ou supervisor do equipamento DWA, possa
verificar a precisão do equipamento e dos pacotes produzidos na linha.

Faça os seguintes passos:

Pegue o pacote rejeitado, bem como o peso do pacote.


Vá até uma balança aferida e de sua confiança e confira os dois resultados obtidos.

O resultado deverá ser igual, ou em caso de pequena diferença nas duas medições, o erro pode estar
associado a incerteza de medições das balanças DWA, somada a da balança aferida.

6 – PROGRAMANDO UM EQUIPAMENTO NOVO:

a) Verificar as ligações elétricas.

b) Verificar a configuração do equipamento de acordo com o pedido.

c) Entrar na tela de <LIMITES> e limpar todos os registros <LIMPA> usar a


<CHAVE> para confirmar.
d) Programar todas as classes de peso que o cliente utiliza.

NOTA: Para cada programa, entrar em <TEMPOS> e ajustar os tempos que são diferentes
para cada programa.

e) <AJUSTAR> peso é diferente para cada programação pois se o cliente quiser ler o peso
sem a embalagem pode a cada programa na rotina de <AJUSTAR> descontar o peso da
embalagem.

39
7 - BUSCANDO CONFIGURAÇÃO ORIGINAL

Entre na tela 5 Produção

Após entrar nesta tela, pressione a tecla (ENTRA) mantenha pressionada e aperte a tecla (LIMPA)

a tela ira mudar para:

***CONFIGURAÇÃO
BASICA***
Sair sem mudar(ENTRA)
Conf. De fabrica (LIMPA)
Conf. Do tecnico(1)
Calibrar celula carga (2)

° Para sair sem mudar nenhuma configuração tecle (ENTRA).

° Para buscar a configuração que foi programada na fabrica aperte (limpa)


Nota: Ação utilizada somente com a solicitação da DWA.

° Para buscar a programação que o tecnico salvou no equipamento aperte (1)


Nota : ação utilizada quando o equipamento esta desconfigurado.

° caso seja necessário calibrar ou verificar a célula de carga aperte (2).

40

Você também pode gostar