Você está na página 1de 7

 

Linguística Aplicada à Língua Inglesa

I1Muitos defensores do World English e do ILF [Inglês como Língua Franca]


acreditam que essas duas perspectivas fornecem vantagens para os professores não
nativos porque possibilitam novas opções para o modo como eles se veem e se definem:
em vez de serem falantes não nativos propensos a erros, eles podem ser considerados
usuários competentes do inglês como língua franca. Portanto, uma primeira
consequência de se considerar o inglês dessa maneira seria produzir um sentimento de
mais confiança por parte dos professores. Isto, entretanto, não implica que qualquer
desempenho linguístico ou conhecimento sobre a língua tenha a mesma validade. A
proposta é que esse professor 'não nativo/bilíngue' tenha um nível de proficiência
compatível com as demandas da profissão. Assim, longe de parecer 'mais fácil' a tarefa
de ensinar inglês como língua franca se torna mais complexa, por exigir outros
conhecimentos que normalmente não são abordados em cursos de formação
profissional. No atual mundo globalizado em que vivemos, o inglês tem assumido um
papel de língua internacional, sendo usado ao redor do mundo por diversas pessoas que
não são necessariamente falantes nativos do idioma, o que também traz questões
culturais para a discussão. Além disso, aspectos pragmáticos de uso da língua tornam-se
cada vez mais importantes. A partir disso, assinale a alternativa CORRETA que
apresenta um papel cabível à linguística aplicada nesse contexto:

FONTE: EL KADRI, Michele Salles; GIMENEZ, Telma. Formando professores de


inglês para o contexto do inglês como língua franca. Acta scientiarum (language and
culture), Maringá, v. 35, n. 2, p. 125-133, apr.-jun., 2013. p. 130.
A
Nesse contexto, é uma atribuição da LA estabelecer novos níveis ideais de proficiência
linguística a serem atingidos pelo aprendiz de inglês como língua estrangeira.
B
Uma possível atribuição da LA nesse contexto seria debater como a cultura de origem
do aprendiz de LE pode influenciar o aprendizado dessa língua, pois, da mesma forma
que não é suficiente ensinar uma variedade standard, não é mais suficiente pensar
apenas na cultura dos países que possuem o inglês como idioma oficial.
C
Cabe à LA nesse contexto redefinir o standard a ser ensinado universalmente,
considerando as mudanças recentes por que passaram os países anglófonos.
D
Diante do papel que o inglês tem adquirido como língua franca, a LA pode contribuir
para reforçar a ideia de que ensinar a variedade padrão é suficiente, porque o falante de
inglês de hoje precisa estar preparado para se comunicar de forma competente nos mais
diversos cenários, e isso pressupõe o domínio da variedade standard.
2O ensino baseado em tarefas é uma extensão da abordagem comunicativa. Nessa
abordagem, a tarefa é vista como uma atividade que envolve um objetivo comunicativo
e também atenção ao significado da mensagem. Ciente disso, leia o texto a seguir:

Teaching approaches: task-based learning


By Tim Bowen
What is TBL?
How often do we as teachers ask our students to do something in class which they
would do in everyday life using their own language? Probably not often enough. If we
can make language in the classroom meaningful therefore memorable, students can
process language which is being learned or recycled more naturally.
Task based learning offers the student an opportunity to do exactly this. The primary
focus of classroom activity is the task, and language is the instrument which the
students use to complete it. The task is an activity in which students use language to
achieve a specific outcome. The activity reflects real life and learners focus on meaning;
they are free to use any language they want. Playing a game, solving a problem or
sharing information or experiences can all be considered as relevant and authentic tasks.
In TBL an activity in which students are given a list of words to use cannot be
considered as a genuine task. Nor can a normal role play if it does not contain a problem
solving element or where students are not given a goal to reach. In many role plays
students simply act out their restricted role. For instance, a role play where students
have to act out roles as company directors but must come to an agreement or find the
right solution within the given time limit can be considered a genuine task in TBL.
In task based lessons our aim is to create a need to learn and use language. The tasks
will generate their own language and create an opportunity for language acquisition. If
we can take the focus away from form and structures we can develop our students'
ability to do things in English. That is not to say that there will be no attention paid to
accuracy; work on language is included in each task and feedback and language focus
have their places in the lesson plans. We feel that teachers have a responsibility to
enrich their students' language when they see it is necessary but students should be
given the opportunity to use English in the classroom as they use their own languages in
everyday life.

Considerando as atividades que estão alinhadas com o ensino baseado em tarefas,


analise a opções a seguir:

I- Trabalhar em um quebra-cabeça em pares.


II- Repetir padrões de linguagem no grupo.
III- Ouvir a pronúncia de palavras desconhecidas.
IV- Decidir com um parceiro sobre como organizar itens em uma casa.

Assinale a alternativa CORRETA:

FONTE: http://www.onestopenglish.com/methodology/methodology/teaching-
approaches/teaching-approaches-task-based-learning/146502.article. Acesso em: 25
ago. 2020.
A
As opções II e III estão corretas.
B
As opções I e IV estão corretas.
C
As opções I e II estão corretas.
D
As opções I e III estão corretas.
3A Linguística se implantou como a ciência da linguagem que conhecemos hoje, a
partir dos estudos de Ferdinand de Saussure, o qual deu início aos estudos sincrônicos
da linguagem e ao estruturalismo. Com relação à estrutura da língua, de acordo com
Saussure, assinale a alternativa CORRETA:
A
A fala é considerada um sistema, a língua, por sua vez, é o uso desse sistema.
B
A língua é considerada um sistema que não segue regras.
C
A língua é um fato social e não mental ou psicológico.
D
A fala não possui variações de acordo com o seu uso.
4Considerando que a linguística aplicada contemporânea pretende ser um campo
responsável por criar inteligibilidade sobre problemas sociais em que a linguagem tem
papel central, leia o texto a seguir:

From the colonial to the global


Given the greater sense of linguistic and cultural awareness triggered by the forces of
globalization, applied linguistics as a profession has to sensitize itself to the global
reality that influences identity formation. In the context of English language education
what this means is that applied linguists should view English for what it is now: as a
global language of the future rather than as a colonial language of the past. There are
signs that a segment of applied linguistic community has started taking a critic stance
towards that end, as illustrated by recent books on language planning (e.g.
PHILLIPSON, 2003) and language teaching (e.g. BLOCK & CAMERON, 2002).
However, what is required is a fundamental shift from cultural carrier to
communicational tool, from colonial text to critical context, from Western discourse to
local discovery, and from method to postmethod.

FONTE: KUMARAVADIVELU, B. Deconstructing applied linguistics: A postcolonial


perspective. In: FREIRE, M.; ABRAHÃO, M. H. V.; BARCELOS, A. M. F. (Orgs.).
Linguística aplicada e contemporaneidade. São Paulo: ALAB; Campinas, SP: Pontes
Editores, 2005. p. 25-37.

Com relação à mudança do texto colonial para o contexto crítico, mencionado no texto
de Kumaravadivelu (2005), assinale a alternativa CORRETA:
A
Diálogos situacionais nos quais apenas a identidade e a representação dos países de
língua inglesa são mostrados são um exemplo dessa mudança.
B
Os livros didáticos devem evitar trazer textos de diferentes países de língua inglesa.
C
Uma perspectiva crítica na Linguística Aplicada encoraja os alunos a aprender
criticamente a linguagem padrão, usá-la para criticar sua conformidade com a
dominação e subordinação e subverter o código linguístico normativo.
D
Esta mudança propõe que a gramática é predefinida e não existe variação de linguagem.
5O significado das palavras é um tema debatido desde a Grécia Antiga. Seria a flor
assim chamada por convenção ou seu nome teria surgido naturalmente? Existem teorias
que abordam ambas as hipóteses, desde o surgimento do significado natural ao
significado criado por convenção. Com base no exposto, classifique V para as sentenças
verdadeiras e F para as falsas:

(    ) A teoria que defende o surgimento do significado natural das palavras afirma que
os nomes das coisas eram dados de acordo com sua semelhança com seu significado
(onomatopeias, por exemplo).
(    ) A nomeação por convenção teria surgido de acordo com a invenção divina. De
acordo com a teoria, Deus teria dado nome às coisas já em sua criação.
(    ) Saussure afirma que o signo linguístico é arbitrário, ou seja, não existe relação
lógica entre nome e conceito.
(    ) Saussure afirma que o signo linguístico é formado por significado e significante.

Assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA:


A
V - V - V - F.
B
V - V - F - V.
C
F - V - V - V.
D
V - F - V - V.
6A linguística aplicada é um campo que passou por diferentes transformações até o seu
estabelecimento. Pode-se dizer que atualmente seus propósitos já não coincidem com as
perspectivas iniciais. Sobre a linguística aplicada, classifique V para as sentenças
verdadeiras e F para as falsas:

(    ) A área da linguística aplicada nasce com o objetivo de aplicar os conhecimentos da


chamada linguística teórica do núcleo duro a situações práticas, especialmente no
contexto de ensino de língua estrangeira.
(    ) A linguística aplicada contemporânea, acima de tudo, visa criar inteligibilidade
sobre problemas sociais em que a linguagem tem um papel central.
(    ) Atualmente, linguística aplicada tem como principal objetivo transpor os
conhecimentos da linguística formalista à realidade prática.
(    ) No início da linguística aplicada, os pesquisadores estavam preocupados em olhar
para a realidade, entender suas necessidades e identificar como a linguagem é
importante e como a linguística pode contribuir para melhorá-la.

Assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA:


A
F - V - V - F.
B
V - V - V - V.
C
V - V - F - F.
D
V - F - V - F.
7"Os dois aspectos que fundamentaram e definiram a linguagem na teoria saussuriana -
o de língua e o de fala - foram produtivos, embora tenham sido reinterpretados,
modificados, alargados em toda a linguística de nosso tempo. Na teoria saussuriana - ao
menos na versão dada no Curso de linguística geral (clg) - há uma importante distinção
entre objeto e matéria da linguística (cf. capítulos ii e iii da Introdução do clg). A
matéria é o dado empírico, compreendendo fatos fisiológicos, psíquicos, sociológicos,
instituídos por uma coletividade. Os fenômenos que constituem a matéria da linguística
são muito diversos, o que torna impossível a construção de uma ciência porque, ao se
escolher um aspecto, o linguista corre o risco ou de ser parcial, ou de deformar a
realidade, compartimentando-a, isolando fenômenos que talvez não pudessem ser
entendidos separadamente. Para evitar essa dificuldade, Saussure opta por um objeto - a
língua como sistema de signos - que não é uma parte do dado, mas que representa um
aspecto privilegiado dos fenômenos" (BARBISAN; FLORES, 2009, p. 120). Um dos
movimentos mais importantes de Saussure na delimitação do objeto da linguística
moderna consiste na separação entre linguagem, língua e fala. Sobre o conceito de
LÍNGUA, assinale a alternativa CORRETA:

FONTE: BARBISAN, Leci Borges; FLORES, Valdir do Nascimento. Sobre Saussure,


Benveniste e outras histórias da linguística. In: NORMAND, Claudine. Convite à
linguística. Trad. de Cristina de Campos Velho Birck et al. São Paulo: contexto, 2009.
A
Trata-se do uso individual que o ser humano faz da língua. Portanto, possui variações de
acordo com seu uso.
B
É, ao mesmo tempo, um produto social da faculdade da linguagem e um conjunto de
convenções necessárias adotadas pelo corpo social para permitir o exercício dessa
faculdade nos indivíduos.
C
Compreende as combinações pelas quais o falante realiza o código e o mecanismo
psicofísico que as possibilita.
D
Consiste em uma faculdade inata aos seres humanos, que os permite aprender uma
língua.
8"As abordagens que dão origem aos métodos são geralmente monolíticas e
dogmáticas. Por serem uma reação ao que existia antes, tendem a um maniqueísmo
pedagógico sem meio-termo: tudo estava errado e agora tudo está certo. Abordagens
pedagógicas, que pela experiência do professor deveriam conviver na prática, tornam-se
preceitos antagônicos e irredutíveis: indução versus dedução, escrita versus fala,
significado versus forma, aprendizagem versus aquisição, material autêntico versus
material adaptado - são apenas alguns exemplos. Daí que a história do ensino de línguas
tem sido comparada por alguns metodólogos aos movimentos de um pêndulo,
balanceando sempre de um lado a outro; uma constante sucessão de tese e antítese sem
jamais chegar à síntese. A solução proposta por alguns metodólogos é a do ecleticismo
inteligente, baseado na experiência da sala de aula: nem a aceitação incondicional de
tudo que é novo nem a adesão inarredável a uma verdade que, no fundo, não é de
ninguém. Nenhuma abordagem contém toda a verdade e ninguém sabe tanto que não
possa evoluir. A atitude sábia é incorporar o novo ao antigo; o maior ou menor grau de
acomodação vai depender do contexto em que se encontra o professor, de sua
experiência e de seu nível de conhecimento" (LEFFA, 1988, p. 218). Considerando as
principais metodologias para o ensino de língua estrangeira, associe os itens, utilizando
o código a seguir:

I- Gramática e tradução.
II- Método direto.
III- Audiolingualismo.
IV- Abordagem comunicativa.
V- Ensino baseado em tarefas.

(    ) Essa abordagem metodológica tem como premissa básica que os alunos têm que
aprender a pensar na LE, evitando o uso da língua materna nas aulas.
(    ) Essa abordagem metodológica é baseada em preceitos estruturalistas e
behavioristas, e pressupõe que o desenvolvimento da fala é o aspecto mais importante
da aquisição da linguagem.
(    ) Essa abordagem metodológica tem como base os preceitos estruturalistas e como
objetivo principal desenvolver a habilidade de leitura na LE mediante prática de
tradução de textos literários, prática de exercícios, atividades de preenchimento de
lacunas etc.
(    ) Essa abordagem vê a língua como uma prática social e segue a noção de
competência comunicativa de Hymes, segundo a qual o conhecimento das estruturas
gramaticais da LE não é suficiente para que a comunicação seja eficaz.
(    ) Essa abordagem metodológica é uma extensão da abordagem comunicativa e prevê
atividades que envolvem um objetivo comunicativo específico.

Assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA:

FONTE: LEFFA, Vilson J. Metodologia do ensino de línguas. In BOHN, H. I.;


VANDRESEN, P. Tópicos em linguística aplicada: O ensino de línguas estrangeiras.
Florianópolis: UFSC, 1988.
A
III - II - IV - V - I.
B
II - I - III - IV - V.
C
III - IV - V - I - II.
D
II - III - I - IV - V.
9Antes dos estudos de Ferdinand de Saussure, considerado o pai da linguística, o estudo
da língua se dava de forma diacrônica, ou seja, os pesquisadores preocupavam-se em
estudar a língua comparando uma e outra. Após Saussure, algumas mudanças foram
implemetadas. Com base no exposto, analise as sentenças a seguir:

I- A comparação entre uma língua e outra chamava-se de estudo de gramática


comparativa.
II- A gramática comparada incentivava a exaltação de algumas línguas em comparação
a outras.
III- A partir do estudo da Gramática Comparada, explicou-se uma língua através da
outra.
IV- Saussure não deixou registros escritos de seus estudos e sua principal obra foi
publicada postumamente por seus discípulos.

Assinale a alternativa CORRETA:


A
As sentenças I, III e IV estão corretas.
B
As sentenças II, III e IV estão corretas.
C
Somente a sentença II está correta.
D
Somente a sentença IV está correta.
10Há diversos autores que pesquisam o funcionalismo dentro da área da linguagem. Um
dos expoentes dos estudos linguísticos na visão funcionalista foi Mickhail Bakhtin,
pensador, filósofo e teórico, uma das figuras mais importantes para a história e a
evolução da linguagem humana. Suas pesquisas norteiam, até hoje, estudos e teorias
pelo mundo. Sobre a relação do estudo do signo linguístico na perspectiva funcionalista,
assinale a alternativa CORRETA:
A
A teoria funcionalista é muito recente.
B
Mikhail Bakhtin se destaca na visão estruturalista.
C
Na visão funcionalista não há distinção entre língua e fala nem entre língua e
linguagem.
D
O funcionalismo não vê a linguagem como um instrumento de comunicação.

Você também pode gostar