Você está na página 1de 5

PROJETO INTEGRADORI

CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA


CURSO DE PEDAGOGIA

STERFFANI NASCIMENTO RODRIGUES


R.A:2716237538

TÍTULO DA PESQUISA:
SUBTÍTULO DA PESQUISA

ELLEN DO NASCIMENTO JAQUES


STERFFANI NASCIMENTO RODRIGUES

Manaus
2018

TÍTULO DA PESQUISA:
SUBTÍTULO DA PESQUISA

Projeto de Pesquisa apresentado à


Anhanguera-Uniderp, como requisito parcial
para o aproveitamento da disciplina Projeto
IntegradorI da 6ª série doCurso de
Pedagogia.

Tutor a Distância: Aline Rodrigues da Silva.


Manaus
2018
RUSSO, Maria de Fátima. Alfabetização: um processo em construção. 6ª ed. São
Paulo: Saraiva, 2012.

O livro é composto por um convite à reflexão sobre a prática e o


desenvolvimento do processo ensino/aprendizagem. A autora e tem como base a
realidade dos alunos e a partir de então, sugere atividades apresentadas no livro
que inserem-se em contextos de aprendizagem significativa de interação. Segundo a
autora, o livro tem como objetivo, tendo como ponto de partida uma visão
construtivista, colaborar com o professor alfabetizador na construção e/ou ampliação
de conceitos e intervenções pedagógicas.
A primeira parte do livro traz uma reflexão sobre a prática construtivista no
processo da alfabetização, mostrando clareza sobre o papel do educador neste
processo. Apresenta também a importância do “ensinar a aprender” e que para tal
faz-se necessário um ambiente alfabetizador acolhedor, que atenda as expectativas
do planejado, bem como o uso dos materiais adequados para o êxito neste
planejamento. Traz também as os níveis do processo de alfabetização,
esclarecendo a importância do conhecimento da psicogênese da alfabetização.
A segunda parte sugere as atividades práticas construtivistas na
alfabetização, que vão desde o trabalhar do nome do aluno, as vogais, a produção
de texto oral e escrito, ao ditado de palavras, tudo de forma lúdica e sistemática, que
podem potencializar o trabalho do professor alfabetizador.
A terceira parte traz um olhar diferente para o alfabetizador, pois sugere
posturas construtivistas, que muda a forma como o alfabetizador olha para o que
precisa ser corrigido ou não, ensina sobre a auto-disciplina e interação com as
famílias dos alunos.
E por fim, a última parte do livro explana sobre as mudanças que ocorrem
quando as práticas e o olhar construtivista são acionados no processo de
alfabetização. Expõe a realidade dos alunos e da comunidade escolar e isso faz com
que os planejamentos no processo de alfabetização sejam os mais assertivos
possíveis, pois, a real causa, através da visão construtivista, estará efetivamente
sendo trabalhada.
ALFABETIZAÇÃO, LEITURA E ESCRITA: formação de professores em
curso / Sonia Kramer. - São Paulo: ÁTICA, 2010.

Ao longo do livro, são apresentados ao leitor uma obra com convicção de que
o desafio de assegurar ALFABETIZAÇÃO,LEITURA E ESCRITA precisa ser parte de
um projeto de sociedade que vise democracia e justiça social. Isso mostra que de
um lado está um sólido projeto de desenvolvimento econômico e, de outro, uma
política cultural. A autora faz questão de ressaltar, no que diz respeito às ações
dentro da escola, duas são as necessidades fundamentais: salários e condições
dignas de vida e trabalho para seus profissionais, sem contar os projetos de
formação permanente, concebidos no interior de uma política cultural sólida.
Entender o processo de alfabetização através da leitura e escrita, condições
essas essências a integração na vida social dos alunos, oferecendo oportunidades
de compreensão e respeito do universo da relação que influência na construção da
existência da criança. Através dessa influência é preciso entender e colocar em
prática este processo, levando aos nossos alunos, leituras interessantes que
produzam uma identificação com a convivência diária de cada um.
O conteúdo do livro visa contribuir com um estudo dirigido a profissionais
envolvidos no processo de ensino - aprendizagem, principalmente os professores
alfabetizadores,sobre a importância e construção da leitura e escrita na
alfabetização. Nessa história vamos conhecer a professora Ana, professora de
bairro de periferia, Ana que em meio as dificuldade social e do dia a dia, mas em
meio essas dificuldades a professora oferece tarefas prazerosas e proporciona aos
seus alunos a familiaridade com diversos gêneros textuais, em que eles irão
analisar, comparar, interpretar, sistematimatizar e consequentemente o aprendizado
se dará de forma reflexiva. Ao longo da obra podemos concluir que cabe aos
educadores, a escola, buscarem meios, estratégias, maneiras eficientes de se
trabalhar com os alunos, para que possam ter um melhor desenvolvimento na
aprendizagem. Sabemos também que o papel da família é de suma importância,
pois, é através dela que normalmente surge o primeiro contato da criança com a
leitura, porém, em uma sociedade em que a maioria dos pais trabalham fora e não
teve acesso a leitura, o tempo para dedicar-se a formação de seus filhos é cada vez
menor. Então resta a escola a responsabilidade de desenvolver esta habilidade em
seus alunos, interferindo decisivamente no aprendizado dos mesmos.

Você também pode gostar