Você está na página 1de 4

Aluno(a): _______________________________ contatos: e-mail: andcid2@hotmail.

com
/ tel.: 81839206

Pontuação o ponto de exclamação, as reticências, as aspas, os parênteses, o


travessão).

A questão inicial que se deve fazer é: por que usamos


sinais de pontuação quando escrevemos?  O ponto ( . )
Para responder a essa pergunta, é necessário
comentarmos sobre algumas das diferenças essenciais entre a O ponto é utilizado para sinalizar o término de orações
modalidade oral e a modalidade escrita da linguagem. Repare que, (unidades de sentido completo). Os chamados pontos simples
quando falamos, contamos com a possibilidade de usar o ritmo e os delimitam orações que sucedem no interior do mesmo parágrafo por
contornos melódicos dos enunciados, assim como pausas expressarem idéias relacionadas.
silenciosas, em determinados pontos, para indicar limites sintáticos e Quando se quer passar de um grupo de ideia a outro grupo
unidades de sentido. de ideia, deve-se usar o chamado ponto-parágrafo e retornar a
Assim, a “marcação” dos limites entre as unidades de escrita uma linha abaixo, deixando-se um espaço no início da linha.
forma/sentido que vamos constituindo à medida que articulamos O ponto utilizado para marcar o final do texto escrito recebe a
nossos enunciados orais é feita através de recursos de natureza denominação de ponto final. Veja o uso do ponto ao longo dos
prosódica. parágrafos deste texto, por exemplo.
É utilizado também nas abreviaturas. Por exemplo: Sr.
(senhor), a.C. (antes de Cristo), pág. (página), P.S. (post scriptum)
etc.
Prosódia: a variação na altura,
intensidade, tom, duração e ritmo da fala.  O ponto de interrogação ( ? )

O ponto de interrogação é utilizado ao final dos enunciados


Observe o exemplo abaixo: interrogativos, ou seja, usa-se no fim de uma palavra ou frase para
indicar pergunta direta. Por exemplo: Aonde? perguntou Dona
Plácida.
– Alô.
– Quem fala?
– Com quem quer falar?

 O ponto de exclamação ( ! )

O ponto de exclamação é utilizado ao final dos enunciados


exclamativos, denotativos de espanto, admiração, surpresa, raiva,
indignação. Por exemplo: Ah! Mísero demente! O teu tesouro é falso!
/ Céus! Que injustiça!

Da mesma maneira que o ponto, o ponto de interrogação e


o ponto de exclamação podem ocorrer delimitando enunciados no
interior de parágrafos, no final de parágrafos, ou no final de textos.

 A vírgula ( , )

De todos os sinais de pontuação, a vírgula costuma


provocar mais dúvidas quanto ao seu emprego, pois tem várias
funções. Vamos resumir, a seguir, seus principais empregos.

 Separa palavras que se unem sem conectivos. Por exemplo: A


terra, o mar, o céu, tudo apregoa a glória de Deus. / A má atitude é
Além desses recursos, contamos também com os nossos o racismo, a discriminação sexual, o ódio, a ignorância e a
gestos para deixar claro o que queremos dizer. Em resumo, quando miséria.
falamos, a interação face a face que mantemos com os nossos Obs.: Não se deve usar vírgula, no entanto, se as palavras vêm
interlocutores garante que eles disponham de elementos suficientes relacionadas pelas conjunções e, nem e ou (a menos que essas
para a interpretação daquilo que dizemos. conjunções estejam repetidas). Por exemplo:
Mas, quando escrevemos, não mantemos com o nosso Tenho muito ciúme dos meus livros e dos meus CDs.
interlocutor uma relação direta. Não podemos, ao escrever, contar Nem os meus amigos, nem os meus colegas de classe sabem que
com os recursos prosódicos (entonação, ritmo, pausas silenciosas) estou planejando viajar no final do ano.
que, dentre outras funções, servem para delimitar as unidades de Você ou seus pais devem comparecer à diretoria da escola amanhã
forma/sentido, na fala. Por esse motivo, desenvolveram-se, nos sem falta. / Ou você, ou seus pais devem comparecer à escola
sistemas de escrita de base alfabética, os chamados sinais de amanhã.
pontuação, que desempenham, nos textos escritos, a função de
demarcadores da unidade e de sinalizadores de limites de  Separa vocativos, ou seja, expressões (nome, título, apelido etc)
constituintes sintáticos. que invocam (evocar, chamar) a pessoa, o animal ou a coisa a
que nos dirigimos. Por exemplo: A ordem, meus amigos, é a base
Vamos fazer, inicialmente, uma classificação dos sinais de do governo. / Olha, Roque, você me vai dar um remédio.
pontuação, estabelecendo dois grupos:
 Separa aposto, isto é, expressões explicativas. Por exemplo:
1. Sinais de pontuação que servem para indicar pausas
São Marcelino, fundador da Congregação dos Irmãos Maristas,
correspondentes ao término de unidades de forma/sentido de
destaca-se entre os grandes educadores da juventude. / Vitória,
extensão variada (o ponto, a vírgula e o ponto-e-vírgula).
capital do Espírito Santo, é uma ilha que tem belas praias. / Pelas
2. Sinais de pontuação que delimitam, na escrita, unidades
11h do dia, que foi de sol ardente, alcançamos a margem do rio
que na fala costumam vir associadas a contornos melódicos
Paraná.
(entonacionais) específicos (os dois-pontos, o ponto de interrogação,
 Separa certas expressões explicativas ou retificativas, como  Indicam a inserção, no texto, de trecho que deve ser atribuído a
isto é, a saber, por exemplo, ou melhor, ou antes etc. Por outro autor. Por exemplo: Em seu livro sobre o emprego da vírgula,
exemplo: O amor, isto é, o mais forte e sublime dos sentimentos Celso Luft afirma que “pontuar bem é ter visão clara da estrutura
humanos. / O poema trata sobre "o desconcerto do mundo", quer do pensamento e da frase. Pontuar bem é governar as rédeas da
dizer, a verificação de que os fatos do mundo acontecem às frase. Pontuar bem é ter ordem, no pensar e na expressão”.
avessas.
 Indicam palavras ou expressões que são, de alguma forma,
 Separa expressões que indiquem tempo ou lugar (posição), estranhas à língua ou ao contexto: palavras estrangeiras, palavras
quando elas não vem no final de frase. Por exemplo: Foram inventadas (neologismos), gírias, palavras ou expressões
celebrados, em 20 de julho 2009, os quarenta anos que o homem características de outras variedades lingüísticas. Por exemplo:
pisou na lua. / Em uma de suas colunas, o ombudsman do jornal Morava em um "flat" onde havia "playground." / O “réveilon” foi
Folha de S. Paulo reproduziu um trecho de uma notícia do Jornal do muito animado. / O rapaz ficou "grilado" com o resultado da prova.
Brasil (...). / “Dizem muito que, no Brasil, os corruptos ficam soltos
enquanto os ladrões de galinha vão para a cadeia.”  Reticências (...)

 Indica a omissão de uma palavra, geralmente um verbo. Por  No meio da frase, indicam hesitação, interrupção ou suspensão
exemplo: Maria, a todos os seus irmãos, deu um presente de Natal; de um pensamento ou idéia. Por exemplo: Porque... não sei,
ao namorado, apenas um beijo. (A vírgula após namorado está porque... porque é a minha sina. / Ao contrário, se é amigo dele...
indicando a supressão de verbo dar). peço-lhe que o distria.

 Separa termos que desejamos realçar. Por exemplo: O  No fim de uma frase, sugerem certo prolongamento da idéia ou
dinheiro, Jaime o trazia escondido nas mangas do paletó. movimento. Por exemplo: Na terra os homens sonham, os homens
vivem sonhando... / E o pingo d’água continua...
 Separa o nome do lugar da data, quando se transcrevem. Por
exemplo: Rio de Janeiro, 10 de maio de 2009. / Belém, 20 de julho  Indicam que determinado trecho de um texto citado foi suprimido,
de 2009. por ser irrelevante para os objetivos de quem o está citando. Nesse
caso, as reticências devem vir entre colchetes. Por exemplo:
 O ponto-e-vírgula ( ; ) “Como sistema de linguagem, a língua compreende uma organização
de sons vocais específicas, ou fonemas [...], com que se constroem
 Separa expressões de sentido completo que se localizam no as formas lingüísticas.” (CAMARA Jr. Dicionário de Lingüística e
mesmo parágrafo cujo partes se constitui de períodos que já Gramática)
apresentam divisões assinaladas por vírgulas. Por exemplo: Com
razão, aquelas pessoas reivindicavam seus direitos; os insensíveis  Parênteses ( )
burocratas, porém, em tempo algum, deram atenção a elas. / Os
espelhos são usados para ver o rosto; a arte, para ver a alma. / “Há- Os parênteses são utilizados para isolar explicações,
os também de quarenta anos, e outros mais precoces, de trinta e indicações ou comentários acessórios intercalados em algum
cinco, e de trinta; não são, todavia, vulgares.” momento do texto. Por exemplo: O cristianismo (escreveu
Chateaubriand) inventou o órgão e fez suspirar o bronze. / “Era um
 Separa os itens de enunciados enumerativos. Por exemplo: restaurante francês (tão francês que ficava na França) e perto da
“Em matéria de literatura, o Brasil é um pais curioso. Parece ter mais nossa mesa almoçava, sozinho, um homem ruivo.”
autores que leitores, considerando o número de originais que, a cada
mês, são remetidos a editoras e concursos literários. Essa  Travessão ( –– )
criatividade é um bom sinal, porém prejudicada pela inflação que
obriga os editores a embutirem, no preço da capa, os dois ou três  Indica mudança de interlocutor ou, simplesmente, início da fala
meses de retorno do dinheiro pagos pelos livreiros. Assim, os livros de um personagem. Por exemplo:
ficam proibitivos; a população, mais ignorante; os editores,
cautelosos na seleção do que publicar; e os autores, sem incentivo Um homem chegou a outro e disse:
para produzir.” (FREI BETTO. O brasileiro lê? O Dia, 23 mar. 2001.) — Minha sogra caiu do céu
— Porque, ela é um anjo?
 Separa os itens de um artigo de lei, de um regulamento ou de — Não, perdeu a vassoura!
uma lista. Por exemplo:
[...]  Separa expressões ou frases explicativas (enunciados
DAS INSCRIÇÕES intercalados). Nesse caso, usa-se o travessão duplo antes e depois
Art. 2: Podem inscrever-se todos os compositores paraenses e não de enunciado intercalado, se o enunciado intercalado não finalizar
paraenses, estes, desde que notoriamente radicados no Estado do com ponto. Por exemplo: E logo me apresentou a mulher – uma
Pará, no mínimo um ano; estimável senhora – e à filha. / Pelé - o maior jogador de futebol
Art. 3: Cada concorrente poderá inscrever até 2 (duas) músicas, que de todos os tempos - hoje é um bem-sucedido empresário.
deverão ser entregues em CD de qualidade;
Art. 4: No momento da inscrição, deverá ser preenchida uma ficha Para aprendizagem da pontuação, o contato freqüente com
com a identificação do respeito do inscrito, com nome completo, bons textos escritos é fundamental. Apresentamos indicações
nome artístico e número da carteira de identidade e CPF; [...] bastante gerais sobre o uso desses sinais. Você saberá perceber e
apreciar, durante as suas leituras, os usos da pontuação feitos pelos
 Dois-pontos ( : ) bons autores e aprimorar o uso que você vem fazendo desses sinais,
nos seus próprios textos.
 Introduzem um esclarecimento ou explicação a respeito de algo
previamente mencionado. Por exemplo: Há três maneiras de EXERCÍCIOS
enriquecer com facilidade: herdando alguma fortuna, ganhando na
loteria ou casando-se com alguém rico! / Duas coisas lhe davam
superioridade: o saber e o prestígio. / Tudo ameaça as plantações:
vento, enchentes, geadas, insetos daninhos, bichos etc.

 Podem ser usados para introduzir uma citação ou fala de


alguém. Por exemplo: “Apenas começou a botar as cartas, disse-me:
A senhora gosta de uma pessoa...”
Seu Lunga entra em uma agropecuária e pergunta:
-Tem veneno pra rato?
-Tem! Vai levar? pergunta o balconista
-Não, vou trazer os ratos pra comer aqui! Responde seu
Lunga. 1. Nesta tira de Maurício de Sousa, publicada em 1972, o autor toma
como referência os versos iniciais da "Canção do Exílio" de Antônio
 Aspas (“ ”) Gonçalves Dias (1823-1864). Ao se apropriar de tais versos, o
cachorro Bidu provoca um processo de ruptura que desencadeia o
elemento central de animação do episódio. Tomando por base esta A utilização do ponto-e-vírgula nessa frase tem a função de:
informação, aponte:
a) os vocábulos envolvidos nesse processo de ruptura; a) esclarecer uma conseqüência do que foi enunciado.
b) a razão por que as aspas foram colocadas apenas na frase do b) alongar uma pausa, para acentuar seu sentido adversativo.
segundo quadro, embora também a do primeiro faça referência à c) separar orações que têm o mesmo valor e extensão.
"Canção do Exílio". d) dividir períodos longos em partes menores, mas simétricas.
_______________________________________________________ e) distinguir diversos itens de um enunciado enumerativo.
_______________________________________________________
_______________________________________________________ Texto para a questão 07.
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_________________

2. Marque a alternativa que o emprego da vírgula é inadequado:

a) Colhiam café bando de moças alegres, cantadoras, muito bonitas.


b) Menino pobre, Zezinho não tinha roupa nova para ir à festa.
c) Para lá da via férrea, meninos empinavam papagaios.
d) A tartaruga, conhecido réptil aquático, vem à terra para desova.
e) Mugidos tristes de reses famintas, cortavam o silêncio da noite.

3. Coloque as vírgulas adequadamente:

De longe por entre coqueiros surge correndo uma mulher vestida de


calça e capa de borracha negra dessas de marinheiro; na mão um
cajado longo. Não ouvem o que ela grita devido ao vento mas
sentem no bastão erguido um gesto de ameaça. Seguem-na um
padre e um tipo de barbas. Em seguida os pescadores: velhos moços
e meninos. (Jorge Amado)
22º Anuário de Criação da Cidade de São Paulo (INFANTE, Ulisses.
4. "Os meninos de rua que procuram trabalho são repelidos pela "Curso de gramática: aplicada aos textos". São Paulo: Scipione,
população.”. 2001.)

a) Reescreva a frase, alterando-lhe o sentido apenas com o emprego 7. O emprego de ponto ao final da palavra crack, no anúncio, é um
de vírgulas. recurso utilizado para mostrar que:
_______________________________________________________
_______________________________________________________ a) a legenda constitui enunciado completo, expressando idéia de
_______________________________________________________ princípio, meio e fim
_______________________________________________________ b) a mensagem tem caráter moralizante, ressaltando o potencial
_______________________________________________________ destrutivo das drogas
c) a construção fere a norma padrão da língua, enfatizando o impacto
b) Explique a alteração de sentido ocorrida. da mensagem
______________________________________________________________ d) a palavra adquire valor onomatopéico, reproduzindo o som da
______________________________________________________________ fratura presente na imagem
______________________________________________________________
______________________________________________________________ Texto para a questão 08.
______________________________________________________________
______________________________________________________________
__________________________________________________________

5. "Diz um conhecido provérbio nos países orientais que para se


caminhar mil milhas é preciso dar o primeiro passo."
Jan/Fev. 95 Tendência

O texto está corretamente pontuado em:

a) Diz um conhecido provérbio, nos países orientais, que para se


caminhar mil milhas, é preciso dar o primeiro passo.
b) Diz um conhecido provérbio nos países orientais, que, para se
caminhar mil milhas é preciso, dar o primeiro passo. 8. Na tira de Garfield, a comicidade se dá por uma dupla
c) Diz um conhecido provérbio nos países orientais, que para se possibilidade de leitura.
caminhar mil milhas, é preciso dar o primeiro passo.
d) Diz um conhecido provérbio, nos países orientais, que, para se a) Explicite as duas leituras possíveis e explique como se constrói
caminhar mil milhas, é preciso dar o primeiro passo. cada uma delas.
e) Diz, um conhecido provérbio nos países orientais, que para se _______________________________________________________
caminhar mil milhas, é preciso dar o primeiro passo. _______________________________________________________
_______________________________________________________
Texto para a questão 06 _______________________________________________________
_______________________________________________________
“Saímos à varanda, dali à chácara, e foi então que notei _______________________________________________________
uma circunstância. Eugênia coxeava um pouco, tão pouco, que eu _______________________________________________________
cheguei a perguntar-lhe se machucara o pé. A mãe calou-se; e a filha
respondeu sem titubear: b) Use vírgula(s) para discernir uma leitura da outra.
- Não, senhor, sou coxa de nascença. ____________________________________________
O pior é que era coxa. Uns olhos tão lúcidos, uma boca tão ____________________________________________
fresca, uma compostura tão senhoril; e coxa! Esse contraste faria ____________________________________________
suspeitar que a natureza é às vezes um imenso escárnio. Por que
bonita, se coxa? Por que coxa, se bonita?” ____________________________________________
Adap. de: ASSIS, M. de. "Memórias Póstumas de Brás Cubas". São ____________________________________________
Paulo: Ática, 1991, 17. ed., p. 53-55. ____________________________________________
6. "Uns olhos tão lúcidos, uma boca tão fresca, uma compostura tão ____________________________________________
senhoril; e coxa!"
__________________________________________
padre e um tipo de barbas. Em seguida, os
pescadores: velhos, moços e meninos.
4-
Gabarito: a) Os meninos de rua, que procuram trabalho, são
1- a) O substantivo próprio "Corinthians" e o comum repelidos pela população.
"palmeiras". b) Sem vírgulas, temos uma oração adjetiva restritiva;
com vírgulas, uma oração adjetiva explicativa.
b) A citação literal do poema ocorre apenas no 5- D; 6- B; 7- A;
segundo quadrinho. No primeiro, há apenas referência, 8-
com o texto modificado por Bidu. a) A primeira interpretação seria: "comida para gato
2- E; magro". A segunda seria: "comida magra para gato".
3- De longe, por entre coqueiros, surge correndo uma
mulher vestida de calça e capa de borracha negra, b) A primeira interpretação não precisa da inclusão de
dessas de marinheiro; na mão(,) um cajado longo. Não vírgula no enunciado. A segunda interpretação, no
ouvem o que ela grita devido ao vento, mas sentem no entanto, seria favorecida pela presença de uma vírgula
bastão erguido um gesto de ameaça. Seguem-na, um que separasse o adjunto adnominal: "Comida para
gato, com pouca gordura".