Você está na página 1de 20

c  

Desde o século XIX até os dias de hoje, a cultura é entendida e definida como um conjunto
de fatores inerentes aos indivíduos da sociedade e 2º Kissi (1998) a cultura organizacional
pode ser chamada de cultura corporativa, e representa o conjunto de habito e crenças
estabelecidas através de normas, valores, atitudes e expectativas compartilhados por todos os
membros da organização.

E um sistema de normas e regras que devem ser seguidos, para o bom funcionamentos de
uma organização nele são levadas em conta valores éticos, físicos, morais e estruturais,
fazendo parte de um processo gerenciado de hierarquia, mas possível mudança.

EX: Uma determinada organização x tem normas e regras que uma organização y não tem,
tipo: organização x deixa que seus funcionários usem: cabelos pank pinturas extravagantes,
namoro entre amigos dentro da organização e que a organização y não adota essa normas e
regras.

 

È cultura organizacional é espelho do modo de como a empresa é

gerida, como ela conduz seus negócios, como administra sua carteira de clientes e seu rol de
funcionários. Pode-se perceber a cultura da empresa também, na divisão do pode decisório ʹ
se centralizado ou não, no nível de fidelidade dos funcionários, etc. Uma outra forma de se
identificar a cultura de uma organização é através dos hábitos dos próprios colaboradores.
Uma empresa costuma selecionar pessoas que possuam padrões iguais ou parecidos com os
da empresa, que compartilhem dos mesmos pensamentos, crenças e valores. Por isso que
encontramos pessoas que consideramos tão parecidas coma empresa em que trabalham.

Os elementos da cultura organizacional

Nós temos conhecer a cultura de uma empresa a partir de uma série de elementos que
podemos observar e que são repassados aos integrantes. Em geral, os elementos mais comuns
são:

Valores- Trata-se do que a empresa entende como atitudes primordiais para o sucesso.

  ʹ são os cotos que você ouve a respeito do fatos.

    ʹ Refere- se ao que é tido como verdadeiro pela empresa.

   ʹ São os eventos,em geral que ocorrem dentro da organização.

 ʹ Tratam ʹse das pessoas que fizeram ou fazem história dentro da organização.

  ʹ É tudo o que tido como não é permitido dentro da empresa.

 ʹ São as regras escritas que ditam o comportamento considerado correto pela
empresa.

! " - Vão desde o logotipo até a mobília da empresa.


c  #$#


Com base do meu estudo sobre o desenvolvimento organizacional,em ajudar a resolver


problemas burocráticos nas organizações, para superar suas limitações, quando a dificuldades
administrativas, eficiência e lucratividade no meu entendimento o desenvolvimento
organizacional passa por quatro etapas:

1.? Èprende até o conhecimento de si próprio;


2.? Èprende a observa o meio ambiente em que operar;
3.? Èprende até um planejamento no meio ambiente e com seus participantes;
4.? Èprende a ser flexível em tempo de mudanças que ocorrem no meio ambiente e seus
participante;

O desenvolvimento organizacional ele focalizar sobre toda organização, que evolve a


organização como toda para que a mudança possar ocorrer a orientação sistêmica e o
desenvolvimento que está voltado para as interações entre várias partes da organização
que se influência reciprocamente, para as relações de trabalho entre pessoas.

Os agente de mudança numa organização são pessoas que desempenham o papel de


estimular e coordenar a mudança dentro de grupo de uma organização.

EX: Uma empresa que irá funcionar como fabricação de roupas.

1.? Devemos pensar em como serão feitas as varias atividade do negócio descrevendo
etapa por etapa.
2.? Como se dará a fabricação dos produtos a venda da mercadoria, a prestações de
sérvio e até mesmo,as rotinas administrativas.
3.? Identificar que trabalho serão realizado, quais serão os responsáveis, assim com os
materiais e equipamentos necessários.

%  

Èpós a fixação de uma cultura,ou seja, depois que foi estabelecida existem práticas dentro da
organização que visam á mantê-la, dando aos funcionárias um conjunto de experiências.

Segundo( Robbins, 2002), processo de seleção as critérias avaliação de desempenho, as


atividades de treinamento e desenvolvimento de carreira e os procedimentos se ajustem á
cultura recompensam quem a adotas e pendizam, ou até expulsam aqueles que desafiam.

Três forças tem um papel particulamente importante na manutenção da cultura, são elas:

ã? "&' identificar e contrata indivíduos que tenham o conhecimento, as habilidades


e as capacidade necessárias para o desempenho bem sucedido das atividades dentro
da organização geralmente, mais de um candidato que preencha os requisitos será
identificado, quando a situação é essa, é obvio que a decisão final sobre quem será
contratado será significativamente influenciada pelo julgamento de quem parece mais
bem ajustado á organização.
ã? c( ' as ações dos dirigentes também tem um grande impacto sobre a cultura
organizacional. Pela sua maneira de se comportar, os altos executivos estabelecem
normas que se espalham pela organização sobre aspectos como quais riscos devem ser
assumidos, quanta liberdade deve ser concedida aos funcionários qual a forma correta
de se vestir quais ações podem reverter em recompensas etc:

Socialização: independentimente da qualidade do processo de recrutamento e seleção os


novos funcionários ainda não estão totalmente doutrinados sobre a cultura organizacional
assim que começam . O pior contudo é que por não estarem ainda familiarizado com a
cultura, eles podem criar problemas em relação as convicções e costumes vigentes na
empresa cabe, portanto a organização ajudá-lo a se adaptar a nova cultura.

Podemos verificar qualquer organização pode haver a existência de uma cultura, seja ela
de maneira completa ou como foram citados através de subculturas . Podemos ver o
exemplo da empresa SONY no processo de prospecção e investigação de uma nova cultura
em um outro pais.

Importante ressaltar que em toda organização sempre haverá a criação, o gerenciamento


e também a manutenção de uma cultura organizacional.
$% 

Èprendemos que a cultura organizacional é formada pelo conjunto de valores


incorporados á empresa durante sua existência. Tais valores são moldados conforme as
necessidades e fixam-se a partir das experiências vivenciadas pela organização na solução
de problemas referentes a integrações internas ou adaptações externas e refletem a
percepção da empresa em sua maioria. Os valores são a base da cultura organizacional, é o
que molda e o que define o que a empresa realmente é.
 ) $c  c
  






%$%  * +  $





 ,-.
.-,//
 01) "(20 3

'4443. . 33 

"..5"%#)

onte: http://pt.shvoong.com/social-sciences/economics/1827340-teoria-geral-
administra%C3%È7%C3%È3o/#ixzz1Kkb58Xds


* %6,-
$%'

7  c % 

$   
 $# 

 $ c c % 

   c  c % 

$ c $# 

* 8$ 6  $  




%
9 

c  33333333333333333333333333333333333333333333333333333333333333333333333333333333333333,: 


 33333333333333333333333333333333333333333333333333333333333333333333333333333333333333,; 

c  #$#
33333333333333333333333333333333333333333333333333333333 3333333333333333333,< 

%  333333333333333333333333333333333333333333333333333333333333333333333333333333333,= 

   
c  3333333333333333333333333333333333333333333333333333333333333333333333333,> 

$% 3333333333333333333333333333333333333333 333333333333333333333333333333333333333333333,? 

 @ ))$* 9 333333333333333333333333333333333333333333333333333333333333/, 

   c  c
  


È teoria da administração recebeu contribuições e influências variadas, de importantes


correntes de pensamento administrativo e também de cientistas de diversas tendências. È
classificação das escolas de administração nos permite visualizar cronologicamente estas
etapas lógicas de aprendizado.
È abordagem clássica da Èdministração Organizacional teve início no principio do séc. XX e
refere-se a duas concepções diferentes, mas com muitos pontos comuns:
/3 ". . &!0A.BC"
-3"2 AC"
Esta abordagem da Èdministração, chamada clássica, surgiu da necessidade de responder ao
crescimento desorganizado e desmesurado das empresas e organizações.
/3 ".. &!0
Esta escola teve a sua origem nos Estados Unidos a partir do engenheiro rederick Winslow
Taylor (1856-1915).
È sua preocupação era aumentar a produtividade da empresa, aumentando o nível de eficácia
e eficiência dos operários.
Esta escola coloca a ênfase nas Tarefas preocupando-se:
O método de trabalho;
Os movimentos necessários à execução da tarefa;
O tempo ʹ padrão para a execução da tarefa.
Taylor começou por fazer uma detalhada análise das tarefas dos operários, analisou os seus
movimentos e processos de trabalho, para aperfeiçoar e racionalizar.
Considera que a empresa deve abandonar os métodos empíricos de produção e
começar a aplicar os princípios gerais da ciência.
6   ( . . &!0. "D'
Os operários que desempenham as mesmas tarefas devem fazê-lo, todo do
mesmo modo, e de acordo com a melhor maneira que existe para o fazer.
Compete à Èdministração da Organização fazer o estudo minucioso do trabalho do operário
e estabelecer a melhor maneira de o executar.
Compete à supervisão do operário, assistir ao trabalho, durante a produção (vigiar e
controlar).
Compete ao trabalhador, unicamente executar o seu trabalho.
O trabalho tem melhores resultados e torna-se mais econômico, se dividirem em pequenas
partes todos os movimentos necessários para a sua execução. É necessário, pois, decompor
cada tarefa numa série ordenada de movimentos simples.
Há que economizar tempo e esforço do operário. Os movimentos inúteis são eliminados e
os movimentos úteis são simplificados.
Èdaptação dos operários à tarefa.
Maior especialização dos operários.
Maior especialização das atividades.
Melhorar a eficiência do operário. È eficiência é a relação existente entre o desempenho real
do operário e o desempenho estabelecido previamente, com uma eficiência de 100%.
È Èdministração cientifica coloca o ênfase nas Tarefas da Organização, simplificando-as, de
modo a obter o máximo de especialização dos operários.
De acordo com este plano de administração e Organização empresarial, Taylor procura
conciliar os interesses da empresa, em que aumenta a produção, diminuindo os seus custos,
com os interesses dos operários, na medida em que estes, produzindo mais obtém maior
rendimento e salários mais elevados.
Esta concepção conduz-nos a uma determinada visão do Homem ʹ o Homem econômico ʹ que
somente se interessa por dinheiro, produzindo o máximo de que é capaz fisicamente para
obter o máximo de salário e de prémios de produtividade.
! E(F& ".C"'
# & . ʹ Este é visto unicamente como possuidor da força de trabalho,
útil para a produção G ..  H, sem vontade, sem
iniciativa e outras motivações e interesses, que não seja o dinheiro. "F&I(.
realizada através da divisão das tarefas, o que aumenta a produtividade e a eficácia do
operário. Esta não qualifica o funcionário e impede-o de aprender a executar outras tarefas,
dificultando a mobilidade profissional. O que interessava era o homem certo no lugar.
Esta perspectiva apresenta uma visão microscópica do homem não considera os aspectos
humanos da organização.
-3 "2 .(F&
È teoria clássica foi desenvolvida por ayol, um engenheiro francês, que viveu entre 1841 e
1925. Tal como Taylor, tinha como preocupação de base, a eficiência dos trabalhadores na
empresa.
C" .J. H2 0K .  G0&
. HJ  '
6 # ʹ Visualizar o futuro e traçar o programa de ação.
 * + ʹ Èrticular o aspecto material e social da empresa.

c ʹ Dirigir e orientar o pessoal.
 c  ʹ fazer a devida articulação entre todos os esforços e atos das pessoas
envolvidas na empresa.
 $ ʹ Verificar se os procedimentos do pessoal se acorda com as regras e os
princípios estabelecidos na empresa.