Você está na página 1de 5

CURSO: GESTÃO DISCIPLINA: GESTÃO FINANCEIRA II –

PL-P
DOCENTE: GRUPO DATA:
13/08/2018

Tema: O Custo de Capital

Aulas Praticas

N.B: As aulas práticas devem ser discutidas em grupo


1. Defina cada um dos termos seguintes:
a) Capital,
b) Custo do Capital,
c) Media Ponderada do Custo de Capital
d) Custo da dívida após impostos,
e) Custos dos lucros retidos
f) Pesos baseados no valor de livro/baseado no valor de Mercado.
2. A empresa X tem a seguinte estrutura de capital que considera óptima:
Divida------------------------- 30%
Acções Preferenciais---------10%
Acções Ordinárias-------------60%

Esta empresa espera obter no final deste ano 1.725.000 cts de lucros líquidos; o seu rácio de
dividendos e de 30%; a sua taxa de impostos é de 50%; e os investidores esperam que os
resultados e dividendos cresçam a uma taxa constante de 9% no futuro.
A empresa pagou um dividendo relativo a 1994 de 3.000,00 mts/acção e as suas acções
vendem-se neste momento a 50% cada. O retorno das obrigações de tesouro é de 11%; em
media uma acção tem uma taxa de retorno de 14%. O Beta da empresa X é de 1,49%.
Para obter novos capitais a empresa tem as seguintes possibilidades:
 Acções ordinárias - teriam um custo de emissão de 10%.
 Acções Preferenciais - novas acções preferenciais poderiam ser vendidas ao público
por um preço de 100 cts por acção com um dividendo de 11.000,00 Mt. Os custos
de emissão seriam de 5 cts por acção.
 Divida - Pode ser contraída a uma taxa de juro de 12%.
a) Determine os custos da divida, acções preferenciais, lucros retidos e novas acções
ordinárias.
b) Quanto Capital adicional pode a empresa X obter antes que a empresa tenha que
emitir novas acções (por outras palavras determine o ponto critico dos lucros
retidos).
c) Qual é MPCC quando a empresa X satisfaz as suas necessidades de capitais
próprios com lucros retidos?
d) Construa o gráfico mostrando o andamento do custo marginal do capital da empresa
X.
3. Os dados a seguir apresentados indicam os lucros por acção da empresa Ómega durante
os últimos 10 anos:
Anos 1980 1981 1982 1983 1984 1985 1986 1987 1988 1989
LPA(Mts) 200 216 233 252 272 294 318 343 370 400

As acções ordinárias da empresa, em numero de 140.000, vendem-se presentemente ao preço de 5


cts por acção, e o dividendo esperado para o presente ano é de 50% do lucro por acção do ano. Os
investidores esperam que as tendências do passado continuem, portanto g pode ser baseado na
taxa histórica.
A taxa de juro actual para novos investimentos é de 8%. A taxa de impostos é de 40%. A
estrutura de capital da empresa considerada óptima é a seguinte:
Divida---------------------------- 300.000 cts
Capital Próprio------------------700.000 cts

a) Calcule custos após impostos da nova divida e de capital próprio, assumindo que o novo
capital próprio provém só de lucros retidos. Calcule o custo do capital assumindo
crescimento constante.
b) Determine a MPCC assumindo que são vendidas acções ordinárias.
c) Quanto pode ser despendido em novos investimentos antes que se recorra a emissão de
acções?
d) Qual é a MPCC para além do ponto critico de lucros retidos se as acções vendidas ao
público por 5 cts dão uma receita liquida efectiva de 4.500,00 Mts

4. A Companhia X tem a seguinte procura de dinheiro:


Exigível 25%
Acções Preferenciais 15%
Fundos Próprios 60%

Esta Companhia espera lucros líquidos de 34.285,72 Mts e tem estabelecido um rácio de
dividendo de 30%. Sofre um imposto de 40%. Tem uma taxa esperada constante de
crescimento de dividendos de 9%.
Ela pagou 3,60 Mts de dividendos por acção no ano passado e, o preço da acção e
correntemente de 60,00 Mts. A Companhia pode obter um novo capital nas seguintes
condições:
 Fundos Próprio:
Novas acções tem um custo de emissão de:
10%-----------------X<= 12.000,00 Mts
20%-----------------X>12.000,00 Mts
Novas acções preferenciais ao preço de 100,00 Mts pagando 11,00 Mts de dividendos,
contudo o custo de emissão é de:
5,00 Mts----------------------------X<=<= 7.000,00 Mts
10,00 Mts--------------------------X>7.000,00 Mts
 Exigível
Ate 5.000,00 Mts----------------------------------------- i=12%
5.000,00 Mts<X<=10.000,00 Mts----------------------i=14%
X>10.000,00 Mts-----------------------i=16%

Oportunidade de Investimentos:
Projecto Custo em Mts CFL/ano em Mts Vida do Proj. em anos IRR em %
A 10.000,00 2.191,20 7 12
B 10.000,00 3.154,42 5 17,4
C 10.000,00 2.170,18 8 14,2
D 10.000,00 3.784,48 10 13,7

a) Achar os pontos críticos.


b) Determinar o custo de cada componente do Capital.
c) Calcular o Custo médio ponderado em cada intervalo dos pontos críticos.
d) Que projecto deverá ser aceite?

5. A empresa Matola tem a seguinte estrutura de capital que considera óptima:

Dívida 562.500,00 MT
Acções preferenciais 337.500,00 MT
Acções ordinárias 1.350.000,00 MT

A empresa espera obter no final deste ano 187.500,00 MT de lucro líquido. O rácio de
dividendos é de 40%. Os investidores esperam que os resultados e dividendos cresçam a uma
taxa constante de 10,50%.
O último dividendo pago foi de 15,00 MT/ acção e as acções vendem-se neste momento a
225,00 MT cada. O custo da retenção dos resultados toma em consideração o retorno das
obrigações de Tesouro de 10%, da taxa média de retorno da acção que é de 15% e o beta da
empresa é de 1,6.

Para obter novos capitais, a empresa tem as seguintes possibilidades:

 Acções ordinárias – custo de emissão é de 15% para x ≤ 225.000 e 20 % para acima


deste valor;

 Acções preferenciais – novas acções podem ser vendidas ao público por 300,00 MT
por acção com um dividendo de 30,00 MT. Os custos de emissão seriam de 15,00
MT por acção para x > 45.000;

 Dívida -pode ser contraída a uma taxa de juro de 25% para x ≤ 22.500 e 30%
para acima deste.

Oportunidade de investimento

Projecto Custo Retorno


A 750.000 16,50 %
B 750.000 19,00 %

Pretende-se:
a) Os pontos críticos
b) O custo de cada componente de capital
c) O custo médio ponderado em cada intervalo dos pontos críticos
d) Construir um gráfico que mostra o andamento do custo marginal da empresa
e) Qual dos projectos deverá ser aceite? Justifique.

Você também pode gostar