Você está na página 1de 16

Licença de uso exclusivo para Petrobrás S/A

Cópia impressa pelo Sistema Target CENWeb

NORMA ABNT NBR


BRASILEIRA 15146

Primeira edição
29.10.2004

Válida a partir de
29.11.2004

Controle tecnológico de concreto


Qualificação de pessoal Requisitos
Concrete technological control - Qualification of personnel
Requirements

Palavra-chave: Concreto.
Descriptor: Concrete.

ICS 03.100.30; 91.100.30

Número de referência
ABNT NBR 15146:2004
12 páginas

© ABNT 2004
Licença de uso exclusivo para Petrobrás S/A
Cópia impressa pelo Sistema Target CENWeb

ABNT NBR 15146:2004

© ABNT 2004
Todos os direitos reservados. A menos que especificado de outro modo, nenhuma parte desta publicação pode ser
reproduzida ou utilizada em qualquer forma ou por qualquer meio, eletrônico ou mecânico, incluindo fotocópia e
microfilme, sem permissão por escrito pela ABNT.

Sede da ABNT
Av. Treze de Maio, 13 28º andar
20003-900 Rio de Janeiro RJ
Tel.: + 55 21 3974-2300
Fax: + 55 21 2220-1762
abnt@abnt.org.br
www.abnt.org.br

Impresso no Brasil

ii © ABNT 2004 Todos os direitos reservados


Licença de uso exclusivo para Petrobrás S/A
Cópia impressa pelo Sistema Target CENWeb

ABNT NBR 15146:2004

Sumário Página

Prefácio ........................................................................................................................................................iv
1 Objetivo.............................................................................................................................................1
2 Referências normativas ...................................................................................................................1
3 Definições.........................................................................................................................................4
4 Condições gerais..............................................................................................................................5
4.1 Escolaridade.....................................................................................................................................5
4.2 Experiência profissional ..................................................................................................................5
4.3 Treinamento......................................................................................................................................5
4.4 Acuidade visual ................................................................................................................................7
4.5 Qualificação/requalificação..............................................................................................................7
Anexo A (normativo) Grupos de atividades dos profissionais de controle tecnológico de concreto........8

© ABNT 2004 Todos os direitos reservados iii


Licença de uso exclusivo para Petrobrás S/A
Cópia impressa pelo Sistema Target CENWeb
ABNT NBR 15146:2004

Prefácio

A Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) é o Fórum Nacional de Normalização.


As Normas Brasileiras, cujo conteúdo é de responsabilidade dos Comitês Brasileiros (ABNT/CB), dos
Organismos de Normalização Setorial (ABNT/ONS) e das Comissões de Estudo Especiais Temporárias
(ABNT/CEET), são elaboradas por Comissões de Estudo (CE), formadas por representantes dos setores
envolvidos, delas fazendo parte: produtores, consumidores e neutros (universidades, laboratórios e outros).

A ABNT NBR 15146 foi elaborada no Comitê Brasileiro de Cimento, Concreto e Agregados (ABNT/CB-18),
pela Comissão de Estudo de Controle de Qualidade do Concreto (CE 18:305.01). O Projeto circulou em
Consulta Pública conforme Edital nº 01, de 30.01.2004, com o número Projeto 18:305.01-004.

Esta Norma contém o anexo A, de caráter normativo.

iv © ABNT 2004 Todos os direitos reservados


Licença de uso exclusivo para Petrobrás S/A
Cópia impressa pelo Sistema Target CENWeb

NORMA BRASILEIRA ABNT NBR 15146:2004

Controle tecnológico de concreto Qualificação de


pessoal Requisitos

1 Objetivo
Esta Norma especifica os requisitos exigíveis para qualificação de pessoal responsável pela execução das
atividades de controle da qualidade relativas ao concreto e seus materiais constituintes.

Esta Norma não contempla as especialidades: concreto massa, concretos leves, concreto projetado,
concretos com compósitos e argamassas.

2 Referências normativas

As normas relacionadas a seguir contêm disposições que, ao serem citadas neste texto, constituem
prescrições para esta Norma. As edições indicadas estavam em vigor no momento desta publicação.
Como toda norma está sujeita a revisão, recomenda-se àqueles que realizam acordos com base nesta que
verifiquem a conveniência de se usarem as edições mais recentes das normas citadas a seguir.
A ABNT possui a informação das normas em vigor em um dado momento.

DNER ME-52:1994 Solos e agregados miúdos Determinação da umidade pelo método expedito Speedy

DNER ME-89:1994 Agregados Avaliação da durabilidade pelo emprego de soluções de sulfato de sódio
ou de magnésio

ABNT NBR 5738:2003 Concreto Procedimento para moldagem e cura de corpos-de-prova

ABNT NBR 5739:1994 Concreto Ensaio de compressão de corpos-de-prova cilíndricos Método de


ensaio

ABNT NBR 5741:1993 Extração e preparação de amostras de cimentos Procedimento

ABNT NBR 6118:2003 Projeto de estruturas de concreto Procedimento

ABNT NBR 6153:1988 Produto metálico Ensaio de dobramento semi-guiado Método de ensaio

ABNT NBR 6349:1991 Fios, barras e cordoalhas de aço para armaduras de protensão Ensaio de tração
Método de ensaio

ABNT NBR 6467:1987 Agregados Determinação do inchamento de agregado miúdo Método de ensaio

ABNT NBR 7212:1984 Execução de concreto dosado em central Procedimento

ABNT NBR 7215:1996 Cimento Portland Determinação da resistência à compressão

ABNT NBR 7218:1987 Agregados Determinação do teor de argila em torrões e materiais friáveis
Método de ensaio

ABNT NBR 7221:1987 Agregados Ensaio de qualidade de agregado miúdo Método de ensaio

© ABNT 2004 Todos os direitos reservados 1


Licença de uso exclusivo para Petrobrás S/A
Cópia impressa pelo Sistema Target CENWeb

ABNT NBR 15146:2004

ABNT NBR 7222:1994 Argamassa e concreto Determinação da resistência à tração por compressão
diametral de corpos-de-prova cilíndricos Método de ensaio

ABNT NBR 7251:1982 Agregado em estado solto Determinação da massa unitária Método de ensaio

ABNT NBR 7477:1982 Determinação do coeficiente de conformação superficial de barras e fios de aço
destinados a armaduras de concreto armado Método de ensaio

ABNT NBR 7478:1982 Método de ensaio de fadiga de barras de aço para concreto armado Método de
ensaio

ABNT NBR 7480:1996 Barras e fios de aço destinados a armaduras para concreto armado Especificação

ABNT NBR 7482:1991 Fios de aço para concreto protendido Especificação

ABNT NBR 7483:2004 Cordoalhas de aço para concreto protendido Especificação

ABNT NBR 7583:1986 Execução de pavimentos de concretos simples por meio mecânico Procedimento

ABNT NBR 7584:1995 Concreto endurecido Avaliação da dureza superficial pelo esclerômetro de
reflexão Método de ensaio

ABNT NBR 7680:1983 Extração, preparo, ensaio e análise de testemunhos de estruturas de concreto
Procedimento

ABNT NBR 7681:1983 Calda de cimento para injeção Especificação

ABNT NBR 7682:1983 Calda de cimento para injeção Determinação do índice de fluidez Método de
ensaio

ABNT NBR 7683:1983 Calda de cimento para injeção Determinação dos índices de exsudação e
expansão Método de ensaio

ABNT NBR 7684:1983 Calda de cimento para injeção Determinação da resistência à compressão
Método de ensaio

ABNT NBR 7685:1983 Calda de cimento para injeção Determinação da vida útil Método de ensaio

ABNT NBR 7809:1983 Agregado graúdo Determinação do índice de forma pelo método do paquímetro
Método de ensaio

ABNT NBR 7810:1983 Agregado em estado compactado e seco Determinação da massa unitária
Método de ensaio

ABNT NBR 8522: 2003 Concreto Determinação dos módulos estáticos de elasticidade e de deformação e
da curva tensão-deformação Método de ensaio

ABNT NBR 8802:1994 Concreto endurecido Determinação da velocidade de propagação de onda


ultra-sônica Método de ensaio

ABNT NBR 9062:2001 Projeto e execução de estruturas de concreto pré-moldado Procedimento

ABNT NBR 9204:1985 Concreto endurecido Determinação da resistividade elétrica-volumétrica


Método de ensaio

ABNT NBR 9605:1992 Concreto Reconstituição do traço de concreto fresco Método de ensaio

ABNT NBR 9775:1987 Agregados Determinação da umidade superficial em agregados miúdos por meio
do frasco de Chapman Método de ensaio

2 © ABNT 2004 Todos os direitos reservados


Licença de uso exclusivo para Petrobrás S/A
Cópia impressa pelo Sistema Target CENWeb

ABNT NBR 15146:2004

ABNT NBR 9778:1987 Argamassa e concreto endurecidos Determinação da absorção de água por
imersão Índice de vazios e massa específica Método de ensaio

ABNT NBR 9779:1995 Argamassa e concreto endurecidos Determinação da absorção de água por
capilaridade Método de ensaio

ABNT NBR 9833:1987 Concreto fresco Determinação da massa específica e do teor de ar pelo método
gravimétrico Método de ensaio

ABNT NBR 9917:1987 Agregados para concreto Determinação de sais, cloretos e sulfatos solúveis
Método de ensaio

ABNT NBR 9936:1987 Agregados Determinação do teor de partículas leves Método de ensaio

ABNT NBR 9938:1987 Agregados Determinação da resistência ao esmagamento de agregados graúdos


Método de ensaio

ABNT NBR 9939:1987 Agregados Determinação do teor de umidade total, por secagem, em agregado
graúdo Método de ensaio

ABNT NBR 10786:1989 Concreto endurecido Determinação do coeficiente de permeabilidade à água


Método de ensaio

ABNT NBR 10787:1994 Concreto endurecido Determinação da penetração de água sob pressão
Método de ensaio

ABNT NBR 10908:1990 Aditivos para argamassa e concretos Ensaios de uniformidade Método de
ensaio

ABNT NBR 11579:1991 Cimento Portland Determinação da finura por meio da peneira 75 µm (nº 200)
Método de ensaio

ABNT NBR 11582:1991 Cimento Portland Determinação da expansibilidade de Le Chatelier Método de


ensaio

ABNT NBR 12142:1991 Concreto Determinação da resistência à tração na flexão em corpos-de-prova


prismáticos Método de ensaio

ABNT NBR 12317:1992 Verificação de desempenho de aditivos para concreto Procedimento

ABNT NBR 12654:1992 Controle tecnológico de materiais componentes do concreto Procedimento

ABNT NBR 12655:1996 Concreto Preparo, controle e recebimento

ABNT NBR 14931:2003 Execução de Estruturas de Concreto Procedimento

ABNT NBR ISO 6892:2002 Materiais metálicos Ensaio de tração à temperatura ambiente

ABNT NBR NM 9:2003 Concreto e argamassa Determinação dos tempos de pega por meio da resistência
à penetração

ABNT NBR NM 23:2001 Cimento Portland e outros materiais em pó Determinação de massa específica

ABNT NBR NM 26:2001 Agregados Amostragem

ABNT NBR NM 27:2001 Agregados Redução da amostra de campo para ensaios de laboratório

ABNT NBR NM 30:2001 Agregado miúdo Determinação da absorção de água

© ABNT 2004 Todos os direitos reservados 3


Licença de uso exclusivo para Petrobrás S/A
Cópia impressa pelo Sistema Target CENWeb

ABNT NBR 15146:2004

ABNT NBR NM 33:1998 Concreto Amostragem de concreto fresco

ABNT NBR NM 43:2003 Cimento Portland Determinação da pasta de consistência normal

ABNT NBR NM 46:2003 Agregados Determinação do material fino que passa através da peneira 75 mm
por lavagem

ABNT NBR NM 47:2002 Concreto Determinação do teor de ar em concreto fresco Método


pressométrico

ABNT NBR NM 49:2001 Agregado fino Determinação de impurezas orgânicas

ABNT NBR NM 51:2001 Agregado graúdo Ensaio de abrasão Los Angeles

ABNT NBR NM 52:2003 Agregado miúdo Determinação da massa específica e massa específica
aparente

ABNT NBR NM 53:2003 Agregado graúdo Determinação de massa específica, massa específica
aparente e absorção de água

ABNT NBR NM 65:2003 Cimento Portland Determinação dos tempos de pega

ABNT NBR NM 67:1998 Concreto Determinação da consistência pelo abatimento do tronco de cone

ABNT NBR NM 76:1998 Cimento Portland Determinação da finura pelo método de permeabilidade ao ar
(Método de Blaine)

ABNT NBR NM 248:2003 Agregados Determinação da composição granulométrica

NM 102:1996 Concreto Determinação da exsudação

ASTM C157:1999 Standard test method for length change of hardened hydraulic-cement, mortar, and
concrete

3 Definições

Para os efeitos desta Norma, aplicam-se as seguintes definições:

3.1 candidato: Pessoa apta a se submeter ao processo de qualificação e que atende a 4.1, 4.2 e 4.3.

3.2 categorias profissionais e níveis de qualificação: Profissionais qualificados e autorizados a exercer


as atividades de controle tecnológico de concreto, seus materiais constituintes e serviços derivados,
especificados no anexo A, seguindo a terminologia indicada na tabela 1.

Tabela 1 Categorias e níveis

Categorias Níveis

Auxiliar I

Laboratorista, tecnologista e inspetor I e II

NOTAS

1 O auxiliar em concreto fresco, conforme anexo A, pode ser identificado como moldador.

2 O profissional pode ser qualificado conforme cada grupo de atividade, separadamente, podendo acumular mais de
um grupo de acordo com o anexo A.

4 © ABNT 2004 Todos os direitos reservados


Licença de uso exclusivo para Petrobrás S/A
Cópia impressa pelo Sistema Target CENWeb

ABNT NBR 15146:2004

3.3 qualificação: Demonstração de aptidão física, conhecimentos, habilidades, treinamento e experiência


requeridos para desempenhar adequadamente as atividades inerentes a determinada ocupação.

4 Condições gerais

4.1 Escolaridade

Os candidatos a qualificação devem apresentar diploma ou certificado que comprove a escolaridade


especificada na tabela 2.

4.2 Experiência profissional

Os candidatos a qualificação devem comprovar experiência, através de registro formal, relativa às atribuições
das respectivas categorias, discriminadas no anexo A e de acordo com a tabela 2.

Tabela 2 Requisitos mínimos de escolaridade/experiência profissional

Categoria Alternativa A Alternativa B Alternativa C Alternativa D


Estudantes de Ensino médio Ensino médio e três Laboratorista
engenharia civil, profissionalizante anos de experiência qualificado com
arquitetura e em construção civil na atividade cinco anos de
Tecnologista/ tecnologia em (ver nota) e dois experiência na
inspetor construção civil (ver anos de experiência atividade
Nota) e um ano de na atividade
experiência na
atividade
Ensino médio Ensino médio e um Ensino fundamental 4ª Série do ensino
profissionalizante ano de experiência e dois anos de fundamental e três
em construção civil na atividade experiência na anos de experiência
Laboratorista
e seis meses de atividade na atividade
experiência na
atividade
Ensino médio e seis Ensino fundamental 4ª Série do ensino Alfabetizado e três
meses de e um ano de fundamental e um anos de experiência
Auxiliar experiência na experiência na ano e seis meses de
atividade atividade experiência na
atividade
NOTA Os candidatos devem apresentar comprovação de conclusão das disciplinas Resistência dos Materiais e
Materiais de Construção .

4.3 Treinamento

4.3.1 A comprovação de treinamento teórico e prático é obrigatória para qualificação e/ou requalificação,
podendo este ser ministrado pelo próprio empregador ou organismos de treinamento.

4.3.2 O programa de treinamento para a qualificação e requalificação deve abranger os tópicos indicados
na tabela 3, aplicáveis a cada grupo de atividades de acordo com o anexo A.

4.3.3 A abrangência e a carga horária de cada tema serão definidas pelo próprio empregador ou
organismos que ministrarão o treinamento, considerando fatores como educação, qualificação em outros
grupos de atividades e natureza do treinamento. A relação entre treinamento teórico e prático será definida
em cada caso.

4.3.4 O treinamento deve ser ministrado por profissionais devidamente qualificados em cada grupo de
atividade.

© ABNT 2004 Todos os direitos reservados 5


Licença de uso exclusivo para Petrobrás S/A
Cópia impressa pelo Sistema Target CENWeb

ABNT NBR 15146:2004

Tabela 3 Programa básico de treinamento

Item Assunto
Cálculo prático
Elaboração de relatórios
1 Conceitos básicos
Atribuições da função
Metrologia
Normalização do concreto
Conceitos básicos sobre
2 Finalidade e aplicação do controle de qualidade do
controle do concreto
concreto
Cimento
Agregados
Materiais componentes do
3 concreto e suas propriedades Adições
(especificação)
Água
Aditivos
Cimento
Agregados
Adições
4 Ensaios de materiais
Água
Aço para concreto armado e protendido
Aditivos
Trabalhabilidade
Massa específica
Resistência
Módulo de elasticidade
5 Propriedades do concreto
Variação de volume
Permeabilidade e absorção
Durabilidade
Propriedades térmicas
Concreto fresco
6 Ensaios de concreto
Concreto endurecido
Controle de produção, aplicação e inspeção
Dosagem
7 Produção e uso
Controle estatístico
Patologias
Conservação e manutenção
8 Equipamentos e laboratório
Calibração

6 © ABNT 2004 Todos os direitos reservados


Licença de uso exclusivo para Petrobrás S/A
Cópia impressa pelo Sistema Target CENWeb

ABNT NBR 15146:2004

4.4 Acuidade visual

4.4.1 Os candidatos a qualificação devem ter acuidade visual, natural ou corrigida, avaliada pela
capacidade de ler as letras J-2 do padrão JAEGER para visão próxima, a 50 cm de distância, ou pelo
emprego de método equivalente.

4.4.2 Os candidatos a qualificação devem ter acuidade visual para visão longíngua, natural ou corrigida,
igual ou superior a 20/40 da escala SNELLEN.

4.4.3 A acuidade visual deve ser verificada pelo menos a cada 12 meses.

NOTA Este exame pode ser realizado pelo próprio empregador.

4.5 Qualificação/requalificação

4.5.1 A eficácia do treinamento para qualificação deve ser atestada através de mecanismos definidos pelo
próprio empregador (por exemplo, exame escrito, supervisão etc.)

4.5.2 A requalificação é indicada para os seguintes casos:

a) revisão da(s) norma(s) técnica(s) descrita(s) no anexo A;

b) não exercício efetivo das atividades descritas no anexo A, por um período contínuo superior a 12 meses;

c) evidências objetivas de inabilidades demonstradas pelo profissional.

© ABNT 2004 Todos os direitos reservados 7


Licença de uso exclusivo para Petrobrás S/A
Cópia impressa pelo Sistema Target CENWeb

ABNT NBR 15146:2004

Anexo A
(normativo)

Grupos de atividades dos profissionais de controle tecnológico de


concreto

1. Agregados AGR (AG) Agregado graúdo (AM) Agregado miúdo


LABORATORISTA TECNOLOGISTA INSPETOR
NORMA TÍTULO AUXILIAR
I II I II I II
Umidade Speedy
DNER ME-52 EX EX-CA EX-CA EX-CA-CP-AR EX-CA-CP-AR AR AR
(AM)
Durabilidade de
DNER ME-89 - - EX-CA - EX-CA-CP-AR - AR
agregados
ABNT NBR 6467 Inchamento (AM) - - EX-CA - EX-CA-CP-AR - AR
ABNT NBR 7218 Argila em torrões EX EX-CA EX-CA EX-CA-CP-AR EX-CA-CP-AR AR AR
Qualidade da
ABNT NBR 7221 - - EX-CA - EX-CA-CP-AR - AR
areia
Massa unitária
ABNT NBR 7251 EX EX-CA EX-CA EX-CA-CP-AR EX-CA-CP-AR AR AR
estado solto
Índice de forma
ABNT NBR 7809 - - EX-CA - EX-CA-CP-AR - AR
(AG)
Massa unitária
ABNT NBR 7810 EX EX-CA EX-CA EX-CA-CP-AR EX-CA-CP-AR AR AR
compactada seca
Umidade
ABNT NBR 9775 EX EX-CA EX-CA EX-CA-CP-AR EX-CA-CP-AR AR AR
Chapman (AM)
Sais, cloretos e
ABNT NBR 9917 - - EX-CA - EX-CA-CP-AR - AR
sulfatos (AM)
ABNT NBR 9936 Partículas leves - - EX-CA - EX-CA-CP-AR - AR
Resistência ao
ABNT NBR 9938 esmagamento - - EX-CA - EX-CA-CP-AR AR AR
(AG)
Umidade por
ABNT NBR 9939 EX EX-CA EX-CA EX-CA EX-CA-CP-AR AR AR
secagem (AG)
ABNT NBR NM 26 Amostragem EX EX EX EX-CP EX-CP EX-CP EX-CP
Redução da
ABNT NBR NM 27 EX EX EX EX-CP EX-CP EX-CP EX-CP
amostra de campo
ABNT NBR NM 30 Absorção (AM) - EX-CA EX-CA - EX-CA-CP-AR - AR
ABNT NBR NM 46 Material Fino EX EX-CA EX-CA EX-CA CP-AR EX-CA CP-AR AR AR
Impurezas
ABNT NBR NM 49 EX EX-CA EX-CA EX-CA-CP-AR EX-CA-CP-AR AR AR
orgânicas (AM)
Abrasão
ABNT NBR NM 51 Los Angeles - - EX-CA - EX-CA-CP-AR - AR
(AG)
Massa específica
ABNT NBR NM 52 EX EX-CA EX-CA EX-CA-CP-AR EX-CA-CP-AR AR AR
(AM)
Absorção e massa
ABNT NBR NM 53 - EX-CA EX-CA EX-CA-CP-AR EX-CA-CP-AR - AR
específica (AG)
ABNT NBR NM 248 Granulometria EX EX-CA EX-CA EX-CA-CP-AR EX-CA-CP-AR AR AR

8 © ABNT 2004 Todos os direitos reservados


Licença de uso exclusivo para Petrobrás S/A
Cópia impressa pelo Sistema Target CENWeb

ABNT NBR 15146:2004

2. Concreto fresco CFR


LABORATORISTA
NORMA TÍTULO AUXILIAR TECNOLOGISTA I INSPETOR I
I II
Moldagem e cura
ABNT NBR 5738 de corpos-de- EX EX EX EX-CP EX-CP
prova
Concreto dosado
em central
Condições gerais - EX-AR EX-AR EX-AR EX-AR
Condições
- EX-AR EX-AR EX-AR EX-AR
ABNT NBR 7212 específicas
Avaliação
- - - EX-CA-CP-AR AR
estatística
Aceitação e
- - - EX-AR EX-AR
rejeição
Reconstituição de
ABNT NBR 9605 - EX EX-CA-CP-AR AR
traço
Massa
ABNT NBR 9833 específica/ar - EX-CA-AR EX-CA-AR EX-CA-CP-AR AR
incorporado
Aditivos Ensaios
ABNT NBR 10908 - - - AR AR
de uniformidade
Verificação de
ABNT NBR 12317 desempenho de - EX EX EX-CA-CP-AR AR
aditivos
Controle
tecnológico dos
ABNT NBR 12654 - - - EX-CP-AR AR
materiais (água e
aditivos)
Preparo, controle
ABNT NBR 12655 e recebimento de - - - EX-AR AR
concreto
Execução de
estruturas de
ABNT NBR 14931 concreto -
Procedimento
Concretagem - - - EX-AR EX-AR
ABNT NBR NM 9 Tempos de pega - EX-CA EX-CA-CP-AR AR
Teor de ar
ABNT NBR NM 47 método - EX-CA EX-CA EX-CA-CP-AR AR
pressométrico
Abatimento pelo
ABNT NBR NM 67 EX-AR EX-AR EX-AR EX-AR-CP EX-AR-CP
tronco de cone
ABNT NBR NM 33 Amostragem EX EX EX EX-CP EX-CP
Exsudação de
NM 102 - - EX-CA EX-CA-CP-AR AR
água

© ABNT 2004 Todos os direitos reservados 9


Licença de uso exclusivo para Petrobrás S/A
Cópia impressa pelo Sistema Target CENWeb

ABNT NBR 15146:2004

3. Concreto endurecido CEN


LABORATORISTA TECNOLOGISTA INSPETOR
NORMA TÍTULO AUXILIAR
I II I II I II
Compressão de
ABNT NBR 5739 EX EX-CA EX-CA EX-CA-CP-AR EX-CA-CP-AR AR AR
corpos-de-prova
Tração por
ABNT NBR 7222 compressão EX EX-CA EX-CA EX-CA-CP-AR EX-CA-CP-AR AR AR
diametral
ABNT NBR 7584 Esclerometria - EX EX EX-CA-CP-AR EX-CA-CP-AR CP-AR CP-AR
Extração de
ABNT NBR 7680 EX EX-CA EX-CA EX-CA-CP-AR EX-CA-CP-AR CP-AR CP-AR
testemunhos
Módulo de
ABNT NBR 8522 - - EX - EX-CA-CP-AR - AR
deformação
Propagação de
ABNT NBR 8802 - - - - EX-CA-CP-AR - AR
onda ultra-sônica
Projeto e
execução de
ABNT NBR 9062 - - - - - EX-AR
pré-moldados
(Inspeção)
Resistividade
ABNT NBR 9204 elétrica - - EX-CA - EX-CA-CP-AR - AR
volumétrica
Absorção por
imersão, índice de
ABNT NBR 9778 EX - EX-CA - EX-CA-CP-AR - AR
vazios, massa
específica
Absorção por
ABNT NBR 9779 EX - EX-CA - EX-CA-CP-AR - AR
capilaridade
Permeabilidade à
ABNT NBR 10786 - - EX-CA - EX-CA-CP-AR - AR
água
Penetração de
ABNT NBR 10787 - - EX-CA - EX-CA-CP-AR - AR
água sob pressão
ABNT NBR 12142 Tração na flexão EX EX-CA EX-CA EX-CA-CP-AR EX-CA-CP-AR AR AR
Preparo, controle
EX-CA- EX-CA-
ABNT NBR 12655 e recebimento de - - - EX-CA-CP-AR EX-CA-CP-AR
CP-AR CP-AR
concreto
Execução de
estruturas de
ABNT NBR 14931 concreto -
Procedimento
Cura - - CP-AR CP-AR CP-AR CP-AR
Mudança de
ASTM C 157 - - EX-CA - EX-CA-CP-AR - AR
comprimento
4. Cimento CIM
LABORATORISTA TECNOLOGISTA INSPETOR
NORMA TÍTULO AUXILIAR
I II I II I II
Extração de
ABNT NBR 5741 EX EX-CP EX-CP EX-CP EX-CP - -
amostras
Resistência à
ABNT NBR 7215 - EX-CA EX-CA EX-CA-CP-AR EX-CA-CP-AR AR AR
compressão
ABNT NBR 11579 Finura - EX-CA EX-CA EX-CA-CP-AR EX-CA-CP-AR AR AR
ABNT NBR 11582 Expansibilidade - - EX-CA - EX-CA-CP-AR - AR

10 © ABNT 2004 Todos os direitos reservados


Licença de uso exclusivo para Petrobrás S/A
Cópia impressa pelo Sistema Target CENWeb

ABNT NBR 15146:2004

4. Cimento CIM
LABORATORISTA TECNOLOGISTA INSPETOR
NORMA TÍTULO AUXILIAR
I II I II I II
Controle
tecnológico dos
ABNT NBR 12654 - - - EX-CA-CP-AR EX-CP-AR AR AR
materiais
(Cimento)
ABNT NBR NM 23 Massa específica - - EX-CA - EX-CA-CP-AR - AR
Consistência
ABNT NBR NM 43 - - EX - EX-CP-AR - -
normal
ABNT NBR NM 65 Tempos de pega - - EX-CA - EX-CA-CP-AR - AR
Superfície
ABNT NBR NM 76 - - EX-CA - EX-CA-CP-AR - AR
específica Blaine
5. Aço para concreto armado e protendido AÇO
INSPETOR
NORMA TÍTULO AUXILIAR LABORATORISTA I TECNOLOGISTA I
I II
ABNT NBR 6153 Dobramento - EX-AR EX-CP-AR AR AR
Fios, barras e
cordoalhas para
ABNT NBR 6349 - EX-AR EX-CP-AR AR AR
protensão Ensaio
de tração
Conformação
ABNT NBR 7477 - EX-CA EX-CA-CP-AR AR AR
superficial
ABNT NBR 7478 Fadiga - EX-CA EX-CA-CP-AR AR AR
Barras e fios de
aço para concreto
Amostragem - EX EX-CP EX-CP EX-CP
ABNT NBR 7480
Inspeção - EX EX-CP EX-CP EX-CP
Aceitação e
- - AR AR AR
rejeição
Fios para concreto
ABNT NBR 7482 protendido - EX EX-CP-AR EX-CP EX-CP
(amostragem)
Cordoalhas para
concreto
ABNT NBR 7483 - EX EX-CP-AR EX-CP EX-CP
protendido
(amostragem)
Execução de
estruturas de
ABNT NBR 14931 concreto -
Procedimento
Armaduras - - - EX-AR EX-AR
Anexos A e C - - - - EX-AR
ABNT NBR ISO 6892 Tração - EX-CA-AR EX-CA-CP-AR AR AR

© ABNT 2004 Todos os direitos reservados 11


Licença de uso exclusivo para Petrobrás S/A
Cópia impressa pelo Sistema Target CENWeb

ABNT NBR 15146:2004

6. Concreto protendido CPR


NORMA TÍTULO AUXILIAR LABORATORISTA I TECNOLOGISTA I INSPETOR I

Calda para injeção


ABNT NBR 7681 - EX-CP EX-CP EX-CP
Especificação

Calda para injeção


ABNT NBR 7682 - EX-AR EX-CP-AR AR
Fluidez

Calda para injeção


ABNT NBR 7683 Exsudação e - EX- CA AR EX-CA-CP-AR AR
expansão
Calda para Injeção
ABNT NBR 7684 Resistência à - EX-CA EX-CA-CP-AR AR
compressão
Calda para injeção
ABNT NBR 7685 - EX-CA EX-CA-CP-AR AR
Vida útil
Execução de
estruturas de
concreto -
ABNT NBR 14931
Procedimento

Anexo B - - - EX-CP-AR

7. Formas e escoramentos FES

NORMA TÍTULO AUXILIAR LABORATORISTA I TECNOLOGISTA I INSPETOR I


Execução de
estruturas de
ABNT NBR 14931 concreto -
Procedimento
Sistemas de fôrmas - - - EX-AR

8. Pavimento de concreto PAV

NORMA TÍTULO AUXILIAR LABORATORISTA I TECNOLOGISTA I INSPETOR I


Pavimento de
concreto simples
por meio mecânico
ABNT NBR 7583 Materiais - - EX-CP-AR AR
Execução - - - EX-AR
Inspeção e
- EX-CA-CP-AR AR
aceitação
LEGENDA:
EX - Executa o ensaio e se limita a preencher o formulário com as devidas informações, sem fazer qualquer cálculo; também se aplica
às atividades de inspeção que podem implicar avaliação dos resultados (AR);
CA - Tomando como base as informações constantes no formulário, efetuar os cálculos;
CP - Define procedimentos executivos de inspeção ou ensaio, a amostragem, quantidade de ensaios, periodicidade, pontos de coleta
etc.
AR - Avalia os resultados, ou seja, tem discernimento sobre os limites de aceitação ou representatividade dos resultados. O profissional
pode eventualmente acumular as atribuições.

12 © ABNT 2004 Todos os direitos reservados