Você está na página 1de 6

Matéria Técnica

final. A escolha neste aspecto f) Resistência à descoloração são conhecidos também como
deverá levar em consideração a e tendência ao manchamento. peptizantes (vide item específico
temperatura do ponto de fulgor anexo 1).
do plastificante. Artigos de borracha vulcanizada, de
Apresentação orientada por alguns critérios, como :
Conseguir algumas propriedades a )Compatibilidade entre o polímero cor clara, submetidos a ação da luz Os plastificantes de ação física
especiais, do composto crú ou após e o plastificante; c) Não interferência no sistema solar, ou sob efeito de raios ainda podem ser subdivididos em
O desenvolvimento de uma nova
vulcanizado. b )Volatilidade do plastificante de cura do composto. infra-vermelho ou ultra-violeta, seis categorias básicas, em função
formulação para fabricação de
Como auxiliar de processamento, o durante o processamento; poderão apresentar certa alteração de sua principal ação no composto
artefatos de borracha, com
plastificante contribui para redução c )Não interferência no sistema de Determinados tipos de elastômeros na cor. Basicamente, neste caso, o de borracha, se bem que todos os
características que atendam as
como o policloropreno e outros fator determinante é a escolha do tipos apresentam alguns efeitos
especificações onde as exigências da viscosidade do composto cura do composto;
clorados ou halogenados, ou ainda polímero. Porém, o emprego de em comum como: redução da vis-
são cada vez maiores, leva o melhorando a dispersibilidade e d )Resistência à extração por
compostos convencionais quando plastificantes inadequados poderá cosidade do composto, diminuição
"Tecnologista Formulador" a uma incorporação das cargas durante a solventes, óleos, graxas (artef.
curados por peróxidos (em certos acentuar ainda mais o problema. da dureza do artefato vulcanizado,
constante busca de informações, mistura. vulcanizados);
casos até cura com enxofre) redução na geração de calor
com o máximo de precisão sobre e )Baixa volatilidade em altas
poderão sofrer alterações como, Alguns tipos de plastificantes durante o processo de mistura e
cada ingrediente a ser empregado Os plastificantes também propor- temperaturas (artef. vulcanizados);
ativação ou retardamento da cura (principalmente os aromáticos, auxiliar no processo de confor-
na composição. cionam aos compostos, melhora f )Resistência à descoloração e
provocadas pela escolha incorreta derivados de petróleo) poderão mação do artefato.
nos processamentos de extrusão, tendência ao manchamento;
do plastificante que foi adicionado causar manchamento na cor do
Quando, devido às necessidades calandragem, injeção e, ainda, g )Segurança de manuseio e
no composto. artefato, bem como em superfícies As categorias básicas dos
de aplicação e uso o artefato deva alguns tipos de plastificantes toxidade no artefato final. nos quais tais artefatos tenham plastificantes são:
ser fabricado com algum tipo de intensificam o efeito de Tack, no d) Resistência à extração por contato.
elastômero de alta performance, composto crú. a ) Compatibilidade entre o solventes, óleos e graxas. I) Plastificantes de ação lubrificante;
os cuidados na escolha dos polímero e o plastificante. g) Segurança de manuseio II) Plastificantes de ação diluente;
ingredientes são ainda maiores, É comum, na indústria de borracha, É bastante comum o emprego de e toxidade do artefato final. III)Plastificantes de ação encapsu-
pois, torna-se imprescindível uma o emprego de altas quantidades de É de primordial importância a artefatos de borracha vulcanizada, lante (homogeneizante);
minuciosa análise de cada plastificantes em alguns compostos, escolha do tipo de plastificante que principalmente em vedações, onde Os plastificantes, como os demais IV) Plastificantes de ação solvente;
propriedade dos ingredientes, tais com a função básica como extende- seja perfeitamente compatível as peças tem contato direto ingredientes da composição, são V) Plastificantes que melhoram
como, características físico-químicas, dores. Normalmente estes tipos de quimicamente com o polímero ou indireto com solventes, óleos produtos químicos. o Tack; e
compatibilidade com os demais compostos contém também eleva- e demais ingredientes da graxas e outros produtos químicos, Portanto, os cuidados básicos de VI) Plastificantes específicos.
elementos da composição limite nos dos teores de cargas. composição, pois uma escolha que tendem a provocar a extração manuseio deverão ser sempre
teores empregados, etc., dados que inadequada poderá comprometer do plastificante contido no compos- observados. É importante ressaltar I - Plastificantes de ação
se não analisados cautelosamente Compostos altamente carregados as propriedades do produto final to de borracha, consequentemente que determinados tipos de plastifi- lubrificante.
poderão provocar falhas com utilizam comumente elastômeros de (normalmente um plastificante alterando as propriedades iniciais. cantes apresentam um cheiro
prejuízo irreparável. alta viscosidade Mooney, e tais incompatível com o polímero, tende característico, que é, muitas vezes Podemos dizer que plastificantes
compostos são empregados na a migrar para a superfície do Alguns tipos de plastificantes um fator limitante na escolha. desta categoria proporcionam um
A DuPont Dow Elastomers, uma das produção de artefatos macios artefato, sendo lentamente extraído). sintéticos, como os poliméricos, certo grau de lubrificação entre as
maiores produtoras mundiais de (baixa dureza). ou ainda, polímeros de muito Algumas vezes os artefatos vulca- moléculas do elastômero, formando
elastômeros de alta performance Como orientação, é aconselhável a baixo peso molecular e da mesma nizados são empregados em uma fina película entre elas, o que
com o compromisso de constante Determinados tipos de plastificantes escolha de plastificantes com família química do elastômero condições de trabalho que podem facilita o deslizamento de umas
orientação a seus clientes, promove são adicionados nos compostos de polaridade similar a do polímero usado no composto, oferecem ter contato com produtos alimentí- sobre as outras. Basicamente esta
a elaboração de mais este artigo borracha para se conseguir utilizado na composição. vantagens de escolha. cios ou com o corpo humano. categoria de plastificantes apresen-
técnico, "Plastificantes para com- melhorar algumas propriedades Nestes casos, uma atenção tam uma interação mecânica, nos
postos de Borracha", com objetivo específicas do artefato final, como b) Volatilidade do plastificante e) Baixa volatilidade em cuidadosa deverá ser observada compostos de borracha.
de um breve auxílio na correta por exemplo: resistência à flexão durante o processamento. altas temperaturas. com relação à toxidade de alguns
escolha deste ingrediente de em baixas temperaturas, diminuir a plastificantes, principalmente os II - Plastificantes de
composição. deformação à compressão, melho- Um composto de borracha durante Artefatos de borracha vulcanizada peptizantes. ação diluente.
rar a resiliência, reduzir a flamabili- o processamento de mistura e também são largamente empregados
PLASTIFICANTES dade, melhorar a dureza, módulos, conformação, normalmente atinge em condições de trabalho constante Classificação Plastificantes de ação diluente ou
PARA BORRACHA etc. altas temperaturas (em alguns à altas temperaturas, como dos Plastificantes extendedores são ingredientes
casos até 215oC.) por exemplo, peças automotivas empregados nas composições de
Plastificantes são ingredientes que ESCOLHA DO (mangueiras de radiadores, juntas, Basicamente podemos classificar borracha basicamente para reduzir
adicionamos nos compostos de PLASTIFICANTE A escolha do plastificante neste vedações, etc.). os ingredientes plastificantes em o custo do composto.
borracha para se conseguir PARA O COMPOSTO caso é de grande importância, visto dois grupos:
basicamente três efeitos desejados, que determinados tipos tendem a A ação do calor contínuo sobre a - Plastificantes de ação química; e Nesta categoria podem ser incluí-
que são: A escolha do tipo mais indicado de evaporar a altas temperaturas, peça poderá vagarosamente provo- - Plastificantes de ação física. dos os asfaltos oxidados, borracha
- Auxiliar de processamento; plastificante para um determinado o que comprometerá as car a volatilização do plastificante regenerada e os factíces. O uso
14 - Extendedores (para reduzir custo); composto de borracha deve ser propriedades desejadas do artefato se a escolha deste for incorreta. Os plastificantes de ação química destes tipos de plastificantes 15
ainda proporciona aos artefatos amente, cria interfaces ativas de que são: maioria dos monômeros emprega- Plastificantes
extrusados, calandrados e alguns polímero - plastificante - cargas, o A aplicação do plastificante na dos para a obtenção da borracha,ou (Óleos) Naftênicos
moldados, características interes- que propicia a compatibilidade e - Plastificantes de origem vegetal; produção do elastômero, como seja, hidrocarbonetos.
santes como:melhor restabilidade dispersão. - Plastificantes de carvão ou piche; matéria-prima, é chamada de óleos Os óleos naftênicos apresentam
dimensional, acabamento superfi- - Plastificantes derivados de petróleo; extensores. Desta maneira, podemos entender uma estrutura molecular bastante
cial, redução na formação de Alguns plastificantes sintéticos - Plastificantes sintéticos. mais facilmente a compatibilidade parecida com a dos óleos
bolhas, impermeabilidade superfi- ainda provocam modificações das É muito comum na produção entre tais materiais. parafínicos, sendo que também
cial, entre outras. condições reológicas do composto, Os plastificantes vegetais atual- (polimerização) de alguns tipos de neste caso, os átomos de carbono
melhorando a resistência à flexão mente são pouco utilizados. Na borracha, como por exemplo certos Os óleos derivados de petróleo têm simples ligações. Porém, a
III - Plastificantes de ação em baixas temperaturas. maioria das vezes, o uso se graus de SBR, BR, IR, e EPDM, empregados em borracha como disposição na cadeia tende a formar
Encapsulante (homogeneizantes). restringe a promover o Tack nos conseguir-se polímeros de exce- extensores ou de processamento, anéis cíclicos (ver figura 2).
V - Plastificantes que compostos de borracha crú. Entre lentes propriedades físicas, porém são compreendidos como sendo Os óleos naftênicos têm uma boa
Alguns tipos de cargas reforçantes melhoram o Tack. os mais usados estão o breu e o com elevado peso molecular, hidrocarbonetos que contém entre compatibilidade com a grande
ou inertes usadas em compostos de alcatrão de pinho. consequentemente muito alta 25 à 35 átomos de carbono na sua maioria dos elastômeros comuns.
borracha como sílicas, caulins, e Muitas vezes, em determinados viscosidade, o que torna quase molécula, em que, dependendo da Assim sendo, podemos acrescentar
certos tipos de negro-de-fumo, tipos de compostos de borracha, Outros plastificantes de origem impossível o processamento de disposição do carbono na estrutura teores mais elevados (compara-
podem provocar alguma incompati- p r i n c i p a l m e n t e quando são vegetal, outrora muito usados em mistura e conformação com os molecular, os óleos podem ser tivamente aos parafínicos) às
bilidade inicial de mistura, além de utilizados elastômeros de baixa compostos de borracha, como óleo equipamentos normais de produção classificados basicamente em três composições de borracha.
alterações no sistema de cura. polaridade ou muito amorfos, e que de rícino e óleo de linhaça, hoje são nas fábricas de borrachas. Então, tipos: Parafínicos, Naftênicos e
seja necessário melhorar a pega- raramente empregados devido a aproveitando as propriedades do Aromáticos. Os plastificantes naftênicos
Neste caso, quando temos cargas josidade do composto crú, poderão vulnerabilidade dos compostos polímero e buscando adequá-los apresentam uma coloração mais
minerais na composição, é conve- ser adicionadas à composição e artefatos ao ataque de fungos e aos meios normais de processa- Plastificantes opaca (translúcida). A viscosidade é
niente também empregar plastifi- certos tipos de resinas hidrocarbôni- bactérias. mento (das indústrias de borracha), (Óleos) Parafínicos um pouco maior que a dos óleos
cantes de ação encapsulante ou cas, vegetais ou fenólicas, que os produtores dos polímeros acres- parafínicos e também são conside-
homogeneizantes como: trietanola- proporcionam sensível melhora no Os plastificantes originados do centam quantidades definidas de Estes são hidrocarbonetos parafíni- rados como não manchantes em
minas, polietilenoglicol, dietilenogli- Tack. carvão ou piche como a cumarona óleos extensores formando assim cos contendo átomos de carbono artefatos de borracha.
col, organosilanos e outras, que pro- indeno, ainda hoje são usados com "masterbatchs". Claro que no combinado com hidrogênio por
porcionam melhor interface e inter- Tecnicamente, estas resinas são alguma freqüência em compostos desenvolvimento das formulações meio de ligações simples, oferecen- Plastificantes
ação (compatibilidade) entre as classificadas como plastificantes de borracha, principalmente para a quantidade de óleo extensor do cadeias moleculares lineares ou (Óleos) Aromáticos
cargas e o elastômero, além de aux- especiais. Entre eles podemos citar melhorar a resistência à tração e contido no "masterbatch" deverá ser ramificados (ver figura 1).
iliar com efeito lubrificante. o Breu, Ésteres de Breu, Cumarona reduzir o crescimento de trincas considerado como óleo, e não como Os óleos aromáticos apresentam
Caso o composto contenha altos Indeno, resinas hidrocarbônicas, em trabalhos dinâmicos. Porém polímero. Os plastificantes (óleos), altamente uma estrutura hidrocarbônica
teores de negro-de-fumo de partícu- resinas fenólicas modificadas, oferecem a desvantagem de limita- parafínicos (os que tem predo- primária contendo seis átomos
las finas, o emprego de alcatrão de alcatrão de pinho, asfaltos oxida- da aplicação em artigos que serão Algumas vezes, nos "masterbatch", minância de moléculas parafínicas), de carbono dispostos em forma
pinho auxilia na compatibilidade e dos, e em alguns casos os plastifi- submetidos ao trabalho em baixas além do óleo extensor, poderá conter apresentam-se como um fluido de anel, unidos por ligações simples
principalmente na dispersabilidade cantes altamente aromáticos. temperaturas. também negro-de- fumo ou cargas quase transparente. e ligações duplas alternadas
deste tipo de carga no composto. Os plastificantes derivados de minerais, como pré-composto. (ver figura 3).
VI - Plastificantes Específicos. petróleo são os mais largamente São considerados como não man- FIGURA 1 - Estrutura Molecular do Óleo
IV - Plastificantes de usados nas indústrias de borracha. A aplicação no processamento do chantes, têm baixa polaridade e são
H H H H
Ação Solvente. Nesta categoria de plastificantes Assim sendo, acreditamos ser composto é entendido como sendo menos voláteis (mais estáveis) em
estão os que atuam no composto interessante estudarmos com um a quantidade de óleo plastificante altas temperaturas. C C C C
Nesta categoria de plastificantes estão com funções específicas como: pouquinho mais de profundidade considerado na formulação, com o
classificados os derivados de petróleo, auxiliares de fluxo, aditivos de inter- esta família de plastificantes. objetivo de promover maior Os plastificantes parafínicos são H H H H
como os óleos Parafínicos, Naftênicos face (que atuam na polaridade do Porém, nem de longe pensamos em facilidade de processamento, além mais compatíveis com as borrachas Parafínico
e Aromáticos, bem como algumas composto), aditivos anti-estáticos esgotar o assunto. de proporcionar determinadas Butílicas e EPDM, apresentando
ou
resinas da mesma origem. (que promovem condutividade propriedades desejadas no artefato maior dificuldade de incorporação
Os plastificantes sintéticos também elétrica do composto), aditivos que Plastificantes final, como já comentamos anterior- em outros tipos de elastômeros.
H H H H H
pertencem a esta categoria. auxiliam na desmoldagem, aditivos Derivados de Petróleo mente. Conforme a quantidade de
que reduzem a flamabilidade dos átomos de carbono na cadeia C C C C C
Entende-se que, durante o artefatos, etc. Fundamentando-se na utilização Características molecular dos plastificantes
processamento de mistura, estes dos óleos plastificantes em Químicas Básicas aumenta, estes tornam-se mais H H H
plastificantes penetram nos espaços FAMÍLIA DE borracha, podemos inicialmente dos Plastificantes viscosos, pesados e opacos,
intermoleculares do elastômero PLASTIFICANTES separar em duas aplicações, que Derivados de Petróleo ou seja, o comprimento da H C HH C H
provocando uma redução das são: cadeia molecular aumenta e,
forças interativas entre as molécu- Basicamente os plastificantes para A química orgânica classifica esta consequentemente, o peso mole- H H
las facilitando o deslizamento de compostos de borracha são dividi- - Produção do elastômero; e família de plastificantes da mesma cular também aumenta. FIGURA 2 - Estrutura molecular do
16 umas sobre as outras, e, simultane- dos em quatro famílias distintas, - Processamento do composto. maneira como classifica a grande 17
H H química. Os "Asfaltênos" são hidrocarbone- conforme ASTM-D-1218 carbonetos de cada categoria. Mas,
H
H tos aromáticos muito compactos, sabemos também que embora o e) Ponto de Fulgor (Flash Point)
H H CONSTITUIÇÃO que tendem a provocar uma Resumindo em uma simples expli- óleo esteja classificado em uma O Ponto de Fulgor é a medição do
H BÁSICA DOS ÓLEOS dispersão inadequada das cargas cação destas propriedades físicas determinada categoria, nele poderá nível de aquecimento, ou seja, a
PLASTIFICANTES no elastômero. Consequentemente, dos óleos, podemos dizer que: também existir hidrocabonetos das que temperatura o óleo aquecido
H o composto torna-se heterogêneo, outras categorias, porém, em em condições específicas libera
H
H Muito embora, tecnicamente os enrijecido, manchante e propenso a) Cor menores proporções. certa quantidade de vapores
H H
H óleos plastificantes derivados de a formação de bolhas, bolsões Conforme a norma ASTM-D-1500, a combustíveis que se inflamam na
H petróleo sejam classificados nas de ar, menor Tack e outros defeitos cor é identificada comparando-se à A Constante Viscosidade Gravidade presença de uma centelha (faísca
H categorias de "Parafínicos", nos artefatos. luz refratada através de uma "VGC" oferece uma forma de classi- de ignição).
óleo naftênico "Naftênicos" e "Aromáticos", na amostra do óleo com a cor de lâmi- ficação de maior precisão da cate-
A coloração dos óleos aromáticos prática não é possível caracterizar Os "Olefínicos" são hidrocarbonetos nas de vidros coloridos padronizadas. goria predominante dos óleos Na indústria de borracha podemos
é bastante escura. Eles são estruturalmente como estando cada aromáticos que apresentam duplas (Parafínicos, Relativamente Naftênicos, utilizar o valor da temperatura
H H ligações entre átomos de carbono Quanto maior for o peso molecular Naftênicos, Relativamente Aromáticos, no Ponto de Fulgor dos óleos
H H H H tornando a estrutura pouco estável. do óleo, bem como o conteúdo de Aromáticos e Altamente Aromáticos), plastificantes como um indicador do
compostos polares existentes nele, além de informar a compatibilidade limite máximo da temperatura de
Como parâmetro de referência para mais escura será sua coloração. de cada categoria com o tipo de processamento dos compostos,
C C C H
escolha de óleos plastificantes, elastômero usado na composição, bem como aplicação dos artefatos
a norma ASTM-D-2226 fixa b) Densidade por exemplo: para elastômeros vulcanizados.
H H H H os valores limites máximos A densidade do óleo, algumas polares como NBR,CR e CSM, os
de Hidrocarbonetos Saturados, vezes chamada também de peso plastificantes Aromáticos são os O processamento de compostos ou
Compostos Polares e Asfaltênos específico, cresce proporcional- mais indicados, enquanto que para uso de artefatos vulcanizados além
H H para cada tipo de óleo. mente com o aumento do peso elastômeros não-polares como da temperatura "Ponto de Fulgor",
FIGURA 3 - Estrutura molecular do óleo aromático
molecular (do óleo), pois, conforme EPDM e IIR, os óleos Parafínicos e poderá provocar volatilização do
o tamanho da molécula aumenta, o Relativamente Naftênicos são plastificante comprometendo as
PROPRIEDADES torna-se mais complexa, longa e de mais compatíveis. Os elastômeros propriedades esperadas do com-
considerados como plastificantes tipo cem por cento enquadrado FÍSICAS DOS ÓLEOS maior peso. Assim, podemos comuns como NR,SBR,BR e IR, posto ou peça vulcanizada.
manchantes em artigos de na sua classificação. Assim, PLASTIFICANTES interpretar que os óleos plastifi- são bastante compatíveis com as
borracha. A viscosidade dos óleos compreende-se como sendo: DERIVADOS DE cantes Aromáticos são de densi- várias categorias de plastificantes. Na prática, por segurança, indica-se
aromáticos é mais elevada que a - Óleos "Parafínicos", os que têm PETRÓLEO dade maior que os Naftênicos. que, O valor da "VGC" pode ser obtido como máxima temperatura de
dos óleos parafínicos e naftênicos. mais que 55% de hidrocarbonetos por sua vez, é maior que a dos pela seguinte equação: processamento do composto ou
parafínicos na estrutura molecular; Como todos os demais ingredientes óleos Parafínicos. aplicação do artefato, um valor
A existência das duplas ligações na - Óleos "Naftênicos", os que têm de uma composição de borracha, VGC = D - 0,24 - 0,022.log (VT -35,5) mais ou menos 10% abaixo do
estrutura molecular dos óleos mais que 35% de hidrocarbonetos também os óleos plastificantes são c) Viscosidade SSU (Segundos 0,755 Ponto de Fulgor tabelado dos óleos
aromáticos, torna-os muito naftênicos na estrutura molecular; e considerados como matéria-prima Saybolt Universal) plastificantes.
compatíveis com a maioria das - Óleos "Aromáticos" os que têm na formulação. Assim sendo, suas Entende-se como viscosidade dos D = densidade do óleo mineral à 15,6 oC
borrachas que possuem cadeias mais que 35% de hidrocarbonetos propriedades físicas são de grande óleos plastificantes a propriedade densidade da água à 15,6 o C Vale informar ainda que quando o
poliméricas insaturadas. Os óleos aromáticos na estrutura molecular. importância e devem obedecer a apresentada por estes de fluir um e peso molecular do óleo aumenta, o
aromáticos são também muito parâmetros normalizados. Algumas determinado volume durante um VT =Viscosidade SSU à 98,9oC do óleo ponto de fulgor também aumenta,
empregados como extensores na Os plastificantes para borracha das propriedades físicas mais intervalo de tempo pré-determinado enquanto que a volatilidade diminui.
produção de borracha. Porém, este ainda podem conter hidrocarbo- importantes e sujeitas à inspeção a uma dada temperatura (98,9oC O valor da "VGC"corresponde a:
tipo de plastificante é menos netos do tipo: Compostos de recebimento para os óleos conforme a norma ASTM-D-287). - Óleos Parafínicos f) Ponto de Fluidez
estável às altas temperaturas, Polares, Asfaltênos e Olefínicos plastificantes são: VGC = 0,791 a 0,820 (ou congelamento) Pour Point
volatilizando-se com maior facili- (ASTM -D-2007) a) Cor; conforme ASTM - D - 1500 Os óleos plastificantes Aromáticos O Ponto de Fluidez indica a mais
dade. Por isso, normalmente b) Densidade, a 15, 6oC ( 60oF ) apresentam viscosidade maior, ou - Óleos Relativamente Naftênicos baixa temperatura que o óleo
não são indicados para compostos Os "Compostos Polares" são hidro- conforme ASTM -D-l298 seja, flui mais lentamente que os VGC = 0,821 a 0,850 plastificante pode ser submetido e
que estarão sujeitos às altas carbonetos aromáticos que contém c) Viscosidade SSU,a 98, 9oC óleos Naftênicos (estes têm viscosi- ainda se manter fluido e escoando.
temperaturas de processamento nitrogênio, oxigênio ou enxofre. conforme ASTM-D-287 dade intermediária). Os Parafínicos - Óleos Naftênicos A norma ASTM-D-97 indica o
de mistura ou conformação, d) Constante-Viscosidade-gravidade são menos viscosos. VGC = 0,851 a 0,900 método e as condições para a
ou ainda, quando o artefato Os óleos plastificantes que "VGC "conforme ASTM-D-250l tomada desta medição.
vulcanizado irá trabalhar na carregam "Composto Polares" em e) Ponto de fulgor (flash point) d) Constante Viscosidade - Óleos Relativamente Aromáticos
presença de muito calor. sua estrutura, poderão provocar conforme ASTM-D-92 Gravidade "VGC" VGC = 0,901 a 0,950 O Ponto de Fluidez pode nos
alterações no sistema de cura da f) Ponto de fluidez ou congelamento Como já estudamos acima, os óleos informar qual é a mínima temperatura
Os óleos aromáticos também são borracha, além de tornar mais inten- (four point) conforme ASTM-D-97 plastificantes para borracha podem - Óleos Aromáticos que o artefato de borracha vulca-
mais facilmente extraídos em testes so o poder de manchamento dos g) Ponto de anilina conforme ser classificados como Parafínicos, VGC = 0,951 a 1,000 nizada poderá funcionar em
de imersão em solventes, principal- artefatos vulcanizados. ASTM-D-622 Naftênicos e Aromáticos, depen- - Óleos Altamente Aromáticos condições tecnicamente apre-
18 mente solventes da mesma família h) Índice de refração à 20oC dendo da predominância dos hidro- VGC = > 1,001 ciáveis. 23
g) Ponto de Anilina PLASTIFICANTES o resultado de ácidos-dibásicos NOMES TÉCNICOS DE compatibilidade com o composto. Neoprene FB, Polissulfetos Thiokol
O Ponto de Anilina indica a SINTÉTICOS ÉSTERES", com álcool. ALGUNS PLASTIFICANTES LP, e Viton tipo A-100.
temperatura mínima na qual é "MONOMÉRICOS" GLICÓIS - trietileno-glicol; é o resul- SINTÉTICOS Abaixo indicamos alguns nomes
possível efetuar uma mistura E "POLIMÉRICOS" tado de ácidos-monobásicos com comerciais de plastificantes Quando esses tipos de plastifi-
completa em volumes iguais de glicóis. A "Tabela 05-3" a seguir, apresenta sintéticos mais comuns no Brasil: cantes são adicionados em com-
anilina e óleo plastificante. Os plastificantes sintéticos são TRIÉSTERES - tri-2-etilexil-trimeli- alguns nomes técnicos, bem como, postos que utilizam como
largamente usados em elastômeros tato; é o resultado de ácidos-tribási- família de origem dos mais comuns É aconselhável sempre consultar o elastômeros básico polímeros da
Basicamente, o Ponto de Anilina é polares de média e alta performace cos com álcool (também pode ser plastificantes sintéticos normal- fabricante/fornecedor do plastifi- mesma família, a viscosidade
um indicador de quanto Aromático é técnica como: NBR, CR, reação de ácidos-monobásicos com mente vistos em formulações de cante para obter com detalhes as Mooney do composto tende a
o óleo. CSM, CPE, Epicloridrinas e glicerol). borracha. características químicas e físicas do diminuir, o que facilita o processa-
O valor do Ponto de Anilina diminui Policrílicas, principalmente devido POLIÉSTERES - mais comumente produto escolhido. mento. Uma outra vantagem é que
à medida que aumenta o teor de a compatibilidade, pois estas conhecidos como plastificantes Como orientação de escolha do sendo estes plastificantes da
hidrocarbonetos aromáticos no famílias de elastômeros são muito poliméricos; é o resultado da reação plastificante sintético mais indicado OUTROS mesma família química do
óleo, ou quando a viscosidade do sensíveis à composição química de ácidos-dibásicos com glicóis. para uma determinada família de PLASTIFICANTES elastômero básico, oferecem as
óleo aumenta. dos plastificantes. elastômeros em função da principal mesmas propriedades de resistên-
Normalmente os plastificantes propriedade desejada do artefato, Muitas vezes são utilizados como cia à extração por solventes ou
h) Índice de Refração à 20oC Os plastificantes sintéticos também Monoésteres, Diésteres, Triésteres podemos ver na "Tabela 06-3" plastificantes, mais precisamente outros produtos químicos que o
Conforme especificado na norma oferecem muito boas propriedades e Epoxidados apresentam visco- algumas referências úteis. como auxiliar de processamento, elastômero básico.
A S T M - D - 1 2 1 8 , o Índice de aos compostos de borracha, sidades baixas, enquanto os plasti- alguns tipos de elastômeros de
Refração é obtido através do teste tanto de processamento como aos ficantes Poliésteres (poliméricos) Nota: Vale lembrar que para muito baixo peso molecular. Estes Outro tipo de plastificante que
de exposição do óleo a uma fonte artefatos vulcanizados. apresentam viscosidade mais ele- elastômeros mais polares, convém se apresentam em forma pastosa comumente é empregado em
de luz monocromática, à uma tem- vada. utilizar também plastificantes mais ou líquida. Nesta categoria temos compostos de borracha são os
peratura de 20oC e operando na raia Normalmente, os plastificantes polares (o inverso também é algumas borrachas Nitrílicas como Fatices. Os Fatices são obtidos à
D do sódio. Os plastificantes de sintéticos são indicados quando o Podemos dizer que as diferenças verdadeiro). Isto permite melhor a "Hycar 1312" e a Nipol 1312 LV, o partir de reações entre o cloreto de
maior peso molecular e estrutura artefato vulcanizado deva apresen- básicas entre os plastificantes enxofre (Factis Branco) com óleos
mais complexa, oferecem maior tar superior resistência e perfomace sintéticos de baixa e alta viscosi- - DBP - Dibutil Ftalato (Scandiflex) vegetais insaturados, ou da reação
índice de refração. de trabalho às baixas temperaturas, dade no que concerne ao emprego destes mesmos óleos com enxofre
ou quando as características de no composto de borracha são: - DOP - Dioctil Ftalato (Scandiflex) (Factis Amarelo e Marron).
Portanto, agora que conhecemos resistência à extração por solventes
basicamente algumas das princi- ou produtos químicos for um requi- - Permanência no composto - DOA - Dioctil Adipato (Scandiflex) Este tipo de plastificante é usado
pais propriedade físicas dos óleos sito importante nas peças de Os plastificantes sintéticos de alta em compostos extrusados para me-
- Scandinol SP-5 (Scandiflex) lhorar a estabilidade dimensional do
plastificantes derivados de petróleo borracha, ou ainda, quando ambas viscosidade oferecem melhores
usados em compostos de borracha, as propriedades (resistência às propriedades de permanência no perfil ou em artefatos moldados de
- DOS - Dioctil Sebaçato (Scandiflex)
podemos escolher o tipo e pro- baixas temperaturas e resistência composto (menor extração) do que baixa dureza para oferecer um
priedade destes com menor margem aos solventes) forem necessárias. os plastificantes sintéticos de baixa - DIDP - Diisodelil Ftalato (Scandiflex) aspecto aveludado na superfície da
de erro, em nossas formulações. viscosidade peça, e ainda reduzir a possibili-
A polaridade dos plastificantes - DTDP - Ditridecil Ftalato (Scandiflex) dade de formação de bolhas.
Na seqüência veremos a "Tabela 01-3", sintéticos é dada em função da - Resistência às Baixas
que apresenta os valores limites estrutura química dominante destes, Temperaturas - TOTM - Trioctil Trimelitato (Scandiflex) CONCLUSÃO
das propriedades básicas que sendo basicamente carbono- Os plastificantes sintéticos de baixa
necessitamos saber para escolha e viscosidade oferecem melhores - Viernol XH 8 - Plast. Polimérico (Scandiflex) Nosso objetivo aqui foi reunir
oxigênio.
indicação dos óleos plastificantes propriedade de resistência às algumas informações básicas sobre
- Viernol XH - 14 Plast. Polimérico (Scandiflex) mais este ingrediente usado em
em composições de borracha. Plastificantes sintéticos com longas baixas temperaturas do que os de
cadeias carbônicas são menos alta viscosidade. compostos de borracha que
- Struktol WB 300 - Plast. Éster sintético (Struktol)
A "Tabela 02-3", oferece algumas polares. A produção de plastifi- muitas vezes, por escolha inade-
orientações sobre a influência dos cantes sintéticos, é o resultado da - Poder Plastificante no - Struktol KW 400 Plast. Éster sintético (Struktol) quada, pode comprometer as carac-
óleos plastificantes derivados de reação de diversos tipos de ácidos Composto terísticas desejadas, seja de
petróleo sobre as características do orgânicos como: Anídridos, Ésteres, Os plastificantes sintéticos de alta - Struktol KW 500 Plast. Éster sintético (Struktol) processamento ou do artefato
composto de borracha no estado Alcoóis, Glicóis e Polióis. viscosidade oferecem melhores vulcanizado.
crú, e a "Tabela 03-3", nas resultados que os de baixa viscosi- - Struktol KW 600 Plast. Éster sintético (Struktol)
propriedades após vulcanizado. Simplificando, podemos entender dade. Sabemos que o universo de
- WB 300 - Plastificante polimérico (Seriac)
que os plastificantes sintéticos informações sobre plastificantes é
A "Tabela 04-3", indica a compati- podem ser classificados como: - Manuseio - SBT - 30 - Plast. Resinoso Éster (Schenectady) muito amplo. Assim sendo, um
bilidade dos óleos de petróleo com MONOÉSTERES - butil-oleato; é o Os plastificantes sintéticos de baixa estreito contato com os fabricantes
diversos tipos de elastômeros mais resultado de ácidos-monobásicos viscosidade são mais fáceis de - SBT - 100 - Plast. Resinoso Éster ( Schenectady) destes produtos poderão nos ajudar
comuns processados nas indústrias com álcool. manusear do que os plastificantes na escolha correta para a condição
24 de borracha. DIÉSTERES - di-2-etilexil-adipato; é sintéticos de alta viscosidade. - Paraplast - FH - Plast. Polimérico (Parabor) que desejamos. 25
(Tabela 01-3) - Óleos Plastificantes Derivados de Petróleo (Tabela 03-3) - Influência dos Plastificantes nos Compostos Vulcanizados
Características Influência
PROPRIEDADES Parafínico Relativamente Naftênico Relativamente Aromático Altamente
Naftênico Aromático Aromático A dureza do artefato vulcanizado tende a reduzir com o aumento do teor de óleo plastificante no
Dureza composto. Plastificantes de viscosidade SSU mais elevada proporcionam um efeito ligeiramente maior
Densidade Kg/dm3 0,816 a 0,840 0,840 a 0,890 0,840 a 0,900 0,900 a 1,015 0,950 a 1,025 0,950 a 1,025
na redução da dureza no artefato final.
Viscosidade SSU (98,9 oC) 29 a 31 32 a 66 36 a 41 70 a 136 70 a 140 70 a 150
Com o acréscimo do teor de óleos plastificantes no composto, a tensão de ruptura bem como os módulos
VGC 0,791 a 0,820 0,821 a 0,850 0,851 a 0,900 0,901 a 0,950 0,951 a 1,000 > 1,001 Tensão de Ruptura tendem a diminuir.
Alongamento à Porém, o alongamento à ruptura aumenta. O emprego de plastificantes aromáticos de viscosidade SSU
Ponto de Fulgor oC 112 a 260 112 a 260 140 a 190 160 a 260 160 a 260 160 a 260 ruptura maior, proporciona um pequeno aumento na tensão de ruptura, com diminuição no alongamento à
Ponto de Fluidez oC até -15 até -9 até - 27 até - 20 até 6 até 10 e módulos ruptura e módulos.
Os plastificantes naftênicos e parafínicos apresentam propriedades semelhantes.
Ponto de anilina oC 75 a 107 75 a 107 60 a 70 35 a 45 --- ---
A adição de plastificantes nos compostos de borracha provoca redução na resistência ao rasgamento
Índice de Refração 2O ºC. 1,449 a 1,488 1,449 a 1,496 1,482 a 1,502 1,482 a 1,502 1,584 a 1,606 1,584 a 1,606 Resistência ao ras- dos artefatos vulcani zados. Se esta for uma propriedade importante do artefato, recomenda-se reduzir
Hidrocarbonetos Aromáticos Ca% < 10 < 15 0 a 30 25 a 40 35 a 50 > 50 gamento a quantidade de plastificante no composto e escolher tipos de cargas reforçantes mais indicadas para
tal propriedade.
Hidrocarbonetos Naftênicos Cn% 25 a 35 25 a 40 30 a 45 20 a 45 25 a 40 < 40
O emprego de óleo plastificante em si nos compostos, não altera a resistência à abrasão do produto
Hidrocarbonetos Parafínicos Cp% 60 a 75 55 a 65 35 a 55 25 a 45 20 a 35 < 25 Resistência à vulcanizado. O que se entende é que com a adição de óleo plastificante na composição torna-se
abrasão possível aumentar os teores de cargas como negro-de-fumo e sílicas que proporcionam grande
Saturados % > 65 > 65 35 a 65 20 a 35 < 20 < 20
incremento na resistência à abrasão dos artefatos vulcanizados.
Cor Transparente Translúcido Translúcido turvo Translúcido Escuro Muito escuro
Deformação A deformação permanente à compressão tambem não sofre significativa influência dos óleos plastificantes.
Permanente a Como regra prática é aconselhável usar pequenas quantidades de óleo, e preferencialmente indicar os
Nota: É conveniente sempre solicitar o certificado de análise das propriedades dos Óleos Plastificantes ao fornecedor, em cada Compressão parafínicos ou naftênicos de mais alta viscosidade, principalmente devido a melhor resistência a altas
remessa adquirida. "DPC" temperaturas que o teste de DPC exige.
É comprovado que os plastificantes interferem significativamente nas propriedades dinâmicas dos
(Tabela 02-3) - Influência dos Plastificantes nos Compostos Crú Propriedades artefatos vulcanizados. Os plastificantes parafínicos de baixa viscosidade melhoram a resiliência,
dinâmicas enquanto os plastificantes aromáticos melhoram a resistência a propagação de trincas em testes de
Características Influência flexão, porém a histerese é maior.
Em se tratando de óleos plastificantes derivados de petróleo, os mais indicados para artefatos vulcanizados
A viscosidade Mooney do composto é muito afetada com a adição de óleos plastificantes. Quanto maior Flexão a baixas submetidos a baixas temperaturas são os parafínicos ou naftênicos de baixa viscosidade e baixo ponto
Viscosidade o teor de plastificante (dentro dos limites) maior será o decréscimo da viscosidade do composto. temperaturas de fluidez. Porém, a escolha do polímero é muito importante e se a condição de baixa temperatura for
Mooney Óleos com viscosidade "SSU" mais elevada como por exemplo os aromáticos, produz menor redução um requisito extremamente significativo, aconselha-se utilizar plastificantes sintéticos.
da viscosidade mooney do composto, enquanto os óleos deviscosidade SSU reduzida como os Os plastificantes com maior quantidade de hidrocarbonetos aromáticos são considerados como manchantes.
parafínicos, proporcionam maior redução na viscosidade Mooney do composto. Descoloração e Os plastificantes naftênicos podem provocar pequeno manchamento e os parafínicos podem ser
manchamento considerados como não manchantes. Porém se submetidos a algumas condições de calor e luz, poderão
provocar descoloração do artefato.
A adição de óleos plastificantes ( dentro dos teores limites ) nos compostos de borracha auxilia muito a
incorporação de cargas e demais ingredientes, proporciona menor geraçao de calor na mistura em (Tabela 04-3) - Compatibilidade dos Óleos Plastificantes com os Elastômeros
Processamento
processamento e menor consumo de energia. Os óleos plastificantes aromáticos e naftênicos incorpo- Tipos de Óleos Famílias de elastômeros
de Mistura
ram-se mais rapidamente que os óleos parafínicos. Também, a escolha de óleos de menor viscosidade
SSU permite mais rapidez de incorporação nos compostos de borracha. Plastificantes NR SBR BR NBR CR CSM EPDM IIR

Parafínico A A A I I I A A
O efeito lubrificante oferecido pelos óleos plastificantes derivados de petróleo, auxilia moderadamente
Relativamente Naftênico A A A I I I A A
nos processos de confor mação, como; extrusão, calandragem, injeção, moldagem por compressão e
Processamento
transferência, facilitando a fluidez do composto, reduzindo rebarbas e melhorando a desmoldagem. Naftênico A A A L L L A L
de Conformação
Alguns plastificantes ainda melhoram o Tack dos compostos, proporcionando melhor uniformidade na
Relativamente Aromático A A A L A A L I
união entre camadas de borracha.
Aromático A A A L A A L* I

A velocidade de vulcanização não sofre influência significativa pelos plastificantes. Pode-se dizer Altamente Aromático A A A L A A L* I
que sistemas de vulcanização por enxofre somente são afetados negativamente quando o teor de
Vulcanização compostos polares nos plastificantes são superiores a 10%.
A = Boa compatibilidade
Quando o sistema de cura do composto é por peróxidos, é aconselhável evitar o emprego de L = Compatibilidade limitada
plastificantes aromáticos. É prefe rível usar óleos parafínicos. I = Incompatível
26 L* = Compatibilidade muito limitada
27
(Tabela 05-3)Nome Técnico de alguns plastificantes sintéticos Anexo I - Melhora o Tack (alguns tipos de Certos tipos de peptizantes devem
Família Origem Abreviaturas Técnicas Nome Técnico PEPTIZANTES peptizantes) ser manipulados cuidadosamente
observando o uso de equipamentos
DBEA Dibutoxietil Adipato
DBEEA Dibutoxietoxietil Adipato Os peptizantes são ingredientes A quantidade normalmente emprega- de proteção individual. Também,
Adipatos DOA Dioctil Adipato químicos que ao serem adicionados da de peptizantes em compostos de estes peptizantes não devem ser
DIDA Diisodecil Adipato ao elastômero, no começo do borracha situa-se entre 0,1 a 0,5 PHR usados em compostos para fabri-
DINA Diisononil Adipato processo de mastigação, provocam dependendo do tipo usado e do cação de peças que terão contato
ESO Óleo de soja epoxidado o início da formação de radicais elastômero a ser peptizado. com produtos alimentícios.
G60 Óleo de soja epoxidado livres e a fixação de moléculas de
Epoxis oxigênio nas macromoléculas do Os peptizantes são utilizados somente Normalmente os ingredientes pepti-
G62 Óleo de soja epoxidado
IOES Isooctil Epoxi Estearato elastômero, pré-cisalhadas pela em compostos de Borracha Natural, zantes pertencem às seguintes
ação mecânica do misturador. Polisopreno, alguns tipos de SBR e famílias químicas :
IDdPF Isodecil Difenil Fosfato
Fosfatos
TrAF Trialil Fosfato Policloroprenos. - Derivados sulfonados
Pode-se entender então, que os pepti- - Sais do pentaclorotiofenol
BBP Butilbenzil Ftalato O efeito químico da maioria dos pepti- - Mercaptãs aromáticas
DBP Dibutil Ftalato zantes funcionam como auxiliar quími-
DIDP Diisodecil Ftalato co de plastificação ajudando o trabal- zantes é interrompida completamente - Hidrazinas aromáticas
Ftalatos ho mecânico do misturador no efeito quando são adicionados ao composto - Derivados de imidazol
DOP Dioctil Ftalato
DUP Diundercil Ftalato de redução do comprimento das (durante a mistura) outros ingredien-
DTDP Ditridecil Ftalato cadeias macromoleculares e dimi- tes de categoria sulfurosa como por Alguns nomes comerciais são :
25P Polimérico Sebaçato Viscos. 200.000 CPS nuição do peso molecular médio do exemplo: enxofre, acelerador, factis, etc.
300P Polimérico Viscosidade 3.300 CPS elastômero, impedindo ainda, que os Renacit - 7 (Bayer)
Poliméricos 330P Polimérico Viscosidade 5.800 CPS radicais livres tornem a se reagrupar. Alguns tipos de ingredientes pepti- Renacit - 11/WE (Bayer)
7046P Polimérico Gluterato Viscos. 12.000 CPS zantes que apresentam radicais Pepplas - 222 (Parabor)
7092P Polimérico Gluterato Viscos. 24.000 CPS Na prática podemos dizer que a mercaptã em sua estrutura química, Struktol A 86 (Degussa)
TIDTM Triisodecil Trimelitato ação dos peptizantes nos oferece poderá afetar a velocidade de cura Serial A 46 (Seriac)
Trimelitatos TOTM Trioctil Trimelitato os seguintes beneficios: dos compostos, tendendo a aceler- Vanax 552 (Vanderbilt) - Para poli-
TIOTM Triisooctil Trimelitato ar a vulcanização. cloroprenos modificados com enxofre.
Sebaçatos DOS Dioctil Sebaçato - Reduz o esforço mecânico do
misturador Vale informar também que os pepti- Matéria elaborada por:
DBEEG Di Dibutoxietil Gluterato
Glutaratos
DBEG butoxietoxietil Gluterato - Reduz o tempo de mastigação zantes podem afetar a resistência Valdemir José Garbim, Consultor
(Plastificação) ao envelhecimento, bem como, Técnico da Du Pont Dow Elastomer
Nota : Os fabricantes de Plastificantes sintéticos normalmente identificam seus produtos com nomes comerciais próprios. - Reduz o consumo de energia na degradação das propriedades
Portanto no caso de dúvidas na indicação, aconselhamos informar ao fornecedor (Fabricante do Plastificante) o nome mastigação mecânicas dos elastômeros. Assim,
técnico do produto. - Reduz a geração de calor durante aconselha-se a utilizar dosagens
a mistura dentro do recomendado, seguindo
(Tabela 06-3) - Referência para Escolha de Plastificantes Sintéticos - Aumenta a segurança de sempre as orientações do fornecedor.
Situação de polaridade de alguns elastômeros pré-vulcanização
Polisulfetos Poliacrílicas Nitrílicas policloroprenos Borracha Natural EPDM
Baixa
Alta Polaridade
Polaridade Poliuretanos Epicloridrinas Polietileno Estireno Polisopreno Butílicas
Clorossulfonado Butadieno
PR O PR I E D AD E S D E S E J AD AS
FAMÍLIA
DE ENVELHECIMENTO IMERSÃO EM IMERSÃO EM IMERSÃO EM RESISTÊNCIA À
ELASTÔMEROS EM AR QUENTE ÓLEO ASTM 1 ÓLEO ASTM 3 ÁGUA BAIXAS
TEMPERATURAS
NBR DOA; BBP BBP ; DOP BBP; DUP BBP DOA
(BAIXO TEOR DE DOP; DUP DOA IDdPF IDdPF
ACRILONITRILA) 70 horas a 100oC. 70 horas a 100oC. 70 horas a 100oC. 70 horas a 100oC. -35oC
NBR TOTM TOTM; DBEA DOA ; DOP DOP ; DOA DBEA
(MÉDIO TEOR DE DBEA TrAF DBEA ; TrAF DBEA ; TrAF DOA
ACRILONITRILA) 70 horas a 125oC. 70 horas a 125oC. 70 horas a 125oC. 70 horas a 100oC. -25oC
CR BBP ; DUP BBP DUP DOA DOA
IDdPF IDdPF BBP DUP
70 horas a 100oC. 70 horas a 100oC. 70 horas a 100oC. 70 horas a 100oC. -30oC
CSM DOP DOP
DOS --- --- DOS DOS
7 DIAS à 121oC --- --- 7 DIAS à 70oC -20oC
CPE DOP TOTM DOP DOP
TOTM ; G-62 TEOTM TOTM --- G - 60
28 168 horas a 150oC 70 horas a 100oC. 70 horas a 100oC. --- -20oC 29