Você está na página 1de 35

TEMAS

EDUCACIONAIS E
PEDAGÓGICOS
Educação Especial

SISTEMA DE ENSINO

Livro Eletrônico
TEMAS EDUCACIONAIS E PEDAGÓGICOS
Educação Especial
William Dornela de Castro

O que é a Educação Especial?................................................................................................................... 3


Educação Especial nas DCNs Gerais. . .....................................................................................................8
DCNs Operacionais para o AEE na Educação Básica, Modalidade Educação Especial.. 10
Financiamento................................................................................................................................................ 13
Questões de Concurso.................................................................................................................................17
Gabarito............................................................................................................................................................ 24
Questões Comentadas............................................................................................................................... 25

O conteúdo deste livro eletrônico é licenciado para MICHELE DE JESUS PESTANA - 00000000099, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com. 2 de 35
TEMAS EDUCACIONAIS E PEDAGÓGICOS
Educação Especial
William Dornela de Castro

Olá! Nessa aula vamos estudar: Diretrizes Curriculares Nacionais (DCN) para Educação
Especial na Educação Básica.
O que é a Educação Especial? Qual a diferença entre Educação Especial e Atendimento
Educacional Especializado (AEE)? Como deve ser o AEE? Onde se situa a Educação Especial
na legislação brasileira?
Se você não teve segurança para responder essas questões, que tal estudar esse mate-
rial? Aposto que ele irá lhe ajudar!

O que é a Educação Especial?

A Educação Especial é uma modalidade de educação escolar oferecida preferencialmente


na rede regular de ensino, para educandos com deficiência, transtornos globais do desenvol-
vimento (TGD) e altas habilidades ou superdotação.
Considera-se a educação especial uma modalidade por necessitar de mediações didáti-
co-pedagógicas próprias, específicas, que a diferencia de outras modalidades, como Educa-
ção de Jovens e Adultos (EJA), Educação à Distância (EAD) etc.
As modalidades podem relacionarem entre si. Exemplo, eu posso ter estudantes da EJA em
um curso de EAD, e esse aluno ser da Educação Especial diagnosticado com altas habilidades.
Por outro lado, eu não posso ter EAD para estudantes da EJA do primeiro segmento, em
processo de alfabetização, como também, não há EJA na etapa infantil da Educação Básica.
Perceba que as modalidades podem se aproximar, ou não.
A Educação Especial é uma modalidade transversal a todos os níveis, etapas e modalida-
des. Isso significa que a Educação especial se faz presente em qualquer ambiente educativo.

O conteúdo deste livro eletrônico é licenciado para MICHELE DE JESUS PESTANA - 00000000099, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com. 3 de 35
TEMAS EDUCACIONAIS E PEDAGÓGICOS
Educação Especial
William Dornela de Castro

A educação Especial é uma educação organizada para atender específica e exclusiva-


mente os alunos com determinadas necessidades especiais, sua perspectiva deve ser da
educação inclusiva.
Existem inúmeros trabalhos acadêmicos que defendem a educação especial nessa pers-
pectiva inclusiva, como também ela tem sido alvo de inúmeras críticas. Entretanto, esse ma-
terial não irá entrar nesse debate, pois as DCNs não discutem esse mérito.

Qual a diferença entre Educação Especial e Atendimento Educacional Especializado,


professor?

Vimos que a Educação Especial é organizada para atender um público-alvo, contudo, por
algum tempo ela teve um caráter substitutivo, como se a Educação Especial tivesse que ser
ofertada separada do ensino regular.
Na perspectiva inclusiva, a  Educação Especial não está desconexa do ensino regular,
e sim, faz parte, deve estar em comunhão. Porém, há a necessidade intrínseca ao estudante
dessa modalidade de ter um atendimento de caráter complementar.
Nesse sentido, temos a definição pela legislação de um Atendimento Educacional Espe-
cializado (AEE), de caráter complementar, realizado em turno inverso ao da escolarização, que
visa atender alunos com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento e altas habili-
dades/superdotação.
O AEE é um atendimento pensando para contribuir efetivamente para garantir o acesso
dos alunos à educação comum, disponibilizando os serviços e apoios que complementam a
formação desses alunos nas classes comuns da rede regular de ensino.
O objetivo deste atendimento é identificar habilidades e necessidades dos estudantes,
organizar recursos de acessibilidade e realizar atividades pedagógicas específicas que pro-
movam seu acesso ao currículo.
Não vá vacilar. É possível que você já tenha presenciado em alguma realidade escolar que
esse atendimento seja realizado no mesmo turno da escolarização. CUIDADO.
Isso acontece porque as realidades brasileiras exigem alguns malabarismos. Pode ser
que a escola tenha tentado ofertar esse atendimento em turno contrário e o estudante não

O conteúdo deste livro eletrônico é licenciado para MICHELE DE JESUS PESTANA - 00000000099, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com. 4 de 35
TEMAS EDUCACIONAIS E PEDAGÓGICOS
Educação Especial
William Dornela de Castro

compareceu por questões materiais, como falta de transporte, não ter responsável que consi-
ga levar etc. Então, a escola pode ter chegado à conclusão que era mais produtivo tirar o aluno
de sala para esse atendimento no turno da escolarização, contudo, ISSO NÃO É RECOMENDA-
DO, pois a DCN diz que o AEE deverá ser oferecido, prioritariamente, no contraturno.
Então, não tome a realidade como parâmetro na hora de responder uma questão.
Para resumir a resposta da pergunta inicial, a Educação Especial é uma modalidade que
visa atender um determinado público, e  o AEE é um atendimento extra para essa mesma
clientela, usando como ferramenta auxiliar que visa favorecer uma Educação Especial de me-
lhor qualidade.

E o que são as DCNs, professor?

São Diretrizes Curriculares Nacionais que estabelecem uma base nacional comum, res-
ponsável por orientar a organização, articulação, o desenvolvimento e a avaliação de todas as
redes de ensino brasileiras.
Resultado de amplo debate, constitui atribuição federal, que é exercida pelo Conselho Na-
cional de Educação (CNE), que as delimita como conjunto de definições doutrinárias sobre
princípios, fundamentos e procedimentos na Educação básica.
Portanto, as DCNs são obrigatórias e se limita à Educação Básica em suas etapas (Infan-
til, fundamental e médio) e modalidades (Educação Especial, EAD, EJA, Indígena, profissional
e tecnológica, do campo e quilombola).
As DCNs que são referência para a construção desse trabalho, são estabelecidas pelo
parecer CNE/CEB n.7 de 2010. E ela possui a seguinte divisão:

O conteúdo deste livro eletrônico é licenciado para MICHELE DE JESUS PESTANA - 00000000099, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com. 5 de 35
TEMAS EDUCACIONAIS E PEDAGÓGICOS
Educação Especial
William Dornela de Castro

Perceba então que a modalidade Educação Especial será tratada nas DCNs Gerais, de
forma superficial, e depois operacionalizada em uma DCN específica.

A forma como a Educação Especial é tratada em outras legislações é diferente das DCNs,
professor?

É preciso entender que há uma hierarquização entre as legislações, portanto, é inapro-


priado que qualquer proposta legislativa ou de política pública vá de encontro à Constituição
Federal de 1988. No âmbito da educação, a legislação que se encontra logo abaixo da CF/88
é a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Brasileira 93.94/1996 que disciplina a educação
escolar que se desenvolve, predominantemente, por meio do ensino em instituições próprias.
Nesse sentido, as DCNs devem ir ao encontro dessas duas legislações mencionadas. En-
tretanto, sabemos que é possível acontecer atualizações legislativas, principalmente na LDB.
Exemplo, em 2010 a idade obrigatória mínima para ingresso no ensino fundamental era de 06
anos. Em 2014 o Plano Nacional de Educação estabeleceu um prazo até 2016 para que essa
idade se alterasse para 04 anos, forçando uma alteração na LDB de 1996.
Assim, é possível você encontrar trecho da DCN que considera a idade mínima de 6 anos,
até por que a resolução é de 2010 e alteração foi em 2016.

O conteúdo deste livro eletrônico é licenciado para MICHELE DE JESUS PESTANA - 00000000099, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com. 6 de 35
TEMAS EDUCACIONAIS E PEDAGÓGICOS
Educação Especial
William Dornela de Castro

Agora lascou! O que eu devo considerar? Devo me preocupar com o enunciado ou ficar
tentando decorar essas diferenças, professor?

Particularmente eu não me preocuparia com isso, até porque, uma alteração na LDB revo-
ga todas as resoluções anteriores. Além disso, até o final de 2019 não houve mudanças que
impactassem as questões mais importantes relativas à Educação Especial.
Sendo assim, fique atento às possíveis atualizações da LDB, elas serão hierarquicamente
superiores, em termos legais.
A Educação Especial na legislação brasileira:

A Lei de Diretrizes e Bases da Educação, n. 9394/1996 (LDB), reserva o capítulo V (art. 58


a 60) para tratar do tema. Segue abaixo um quadro resumo:

O conteúdo deste livro eletrônico é licenciado para MICHELE DE JESUS PESTANA - 00000000099, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com. 7 de 35
TEMAS EDUCACIONAIS E PEDAGÓGICOS
Educação Especial
William Dornela de Castro

Além da CF/88 e da LDB/96, temos também o Decreto n. 6571/2008 e o Plano Nacional de


Educação/2014 na sua meta 04 que tratam do tema.

Educação Especial nas DCNs Gerais

A Educação Especial é uma modalidade de ensino transversal a todos os níveis, etapas


e outras modalidades, como parte integrante da educação regular, devendo ser prevista no
projeto político-pedagógico da unidade escolar.
Os sistemas de ensino devem matricular todos os estudantes com deficiência, transtor-
nos globais do desenvolvimento e altas habilidades/superdotação, cabendo às escolas or-
ganizar-se para o seu atendimento, garantido condições para uma educação de qualidade

O conteúdo deste livro eletrônico é licenciado para MICHELE DE JESUS PESTANA - 00000000099, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com. 8 de 35
TEMAS EDUCACIONAIS E PEDAGÓGICOS
Educação Especial
William Dornela de Castro

para todos, devendo considerar suas necessidades educacionais específicas, pautando-se


em princípios éticos, políticos e estéticos.
O Atendimento Educacional Especializado (AEE) é parte integrante do processo educacio-
nal, sendo que os sistemas de ensino devem matricular os estudantes da educação especial
nas classes comuns do ensino regular e no AEE.

O Projeto político-pedagógico da escola e o regimento escolar deverão contemplar a me-


lhoria das condições de acesso e de permanência dos alunos com deficiência, transtornos
globais do desenvolvimento e altas habilidades nas classes comuns do ensino regular, identi-
ficando o processo de inclusão nas escolas públicas e privadas e buscando a universalização
do atendimento.
Os recursos de acessibilidade são aqueles que assegurem condições de acesso ao cur-
rículo dos alunos com deficiência e mobilidade reduzida, por meio da utilização de materiais
didáticos, dos espaços, mobiliários e outros serviços.
O AEE será promovido e expandido com apoio dos órgãos competentes. Ele não substitui
a escolarização, mas contribui para ampliar o acesso ao currículo, ao proporcionar indepen-
dência aos educandos para a realização de tarefas e favorecer sua autonomia.
O atendimento educacional especializado poderá ser oferecido no contraturno, em salas
de recursos multifuncionais na própria escola, em outra escola ou em centros especializados

O conteúdo deste livro eletrônico é licenciado para MICHELE DE JESUS PESTANA - 00000000099, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com. 9 de 35
TEMAS EDUCACIONAIS E PEDAGÓGICOS
Educação Especial
William Dornela de Castro

e será implementado por professores e profissionais com formação especializada, de acordo


com o plano de atendimento aos alunos que identifique suas necessidades educacionais es-
pecíficas, defina os recursos necessários e as atividades a serem desenvolvidas.

DCNs Operacionais para o AEE na Educação Básica, Modalidade Edu-


cação Especial

Além do caderno das Diretrizes Curriculares Nacionais Gerais para Educação Básica que
trata do tema Educação Especial, temos um caderno específico dentro das DCNs que é a re-
solução n. 4 de 02 de outubro de 2009 que institui Diretrizes Operacionais para o Atendimento
Educacional Especializado na Educação Básica, modalidade Educação Especial.
Portanto, esse caderno propõe diretrizes exclusivas para a operacionalização do AEE.
O art. 1º define que os sistemas de ensino devem matricular os alunos com deficiência,
transtornos globais do desenvolvimento e altas habilidades/superdotação nas classes co-
muns do ensino regular e no Atendimento Educacional Especializado, ofertado em salas de
recursos multifuncionais ou em centros de Atendimento Educacional Especializado da rede
pública ou de instituições comunitárias, confessionais ou filantrópicas sem fins lucrativos.

O conteúdo deste livro eletrônico é licenciado para MICHELE DE JESUS PESTANA - 00000000099, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com. 10 de 35
TEMAS EDUCACIONAIS E PEDAGÓGICOS
Educação Especial
William Dornela de Castro

O AEE tem como função complementar ou suplementar a formação do aluno por meio da
disponibilização de serviços, recursos de acessibilidade e estratégias que eliminem as barrei-
ras para sua plena participação na sociedade e desenvolvimento de sua aprendizagem.

O estudante que sofrer um acidente e precisar ficar em cadeira de rodas por algum tempo,
deve ser matriculado no AEE, professor?

O conteúdo deste livro eletrônico é licenciado para MICHELE DE JESUS PESTANA - 00000000099, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com. 11 de 35
TEMAS EDUCACIONAIS E PEDAGÓGICOS
Educação Especial
William Dornela de Castro

Se o impedimento que ele teve for de curto prazo, apenas um período de meses até que
tire o gesso e dispense o uso da cadeira, a resposta é não, esse aluno não é considerado como
estudante com deficiência.
Para entender melhor os critérios, o art. 4º estabelece o que se considera público-alvo
do AEE.
Alunos com deficiência: aqueles que têm impedimentos de longo prazo de natureza física,
intelectual, mental ou sensorial.
Alunos com TGD – aqueles que apresentam um quadro de alterações no desenvolvimento
neuropsicomotor, comprometimento nas relações sociais, na comunicação ou estereotipias
motoras. Incluem-se nessa definição alunos com autismo clássico, síndrome de Asperger,
síndrome de Rett, transtorno desintegrativo da infância (psicoses) e transtornos invasivos
sem outra especificação.
Alunos com altas habilidades/superdotação: aqueles que apresentam um potencial ele-
vado e grande envolvimento com áreas do conhecimento humano, isoladas ou combinadas:
intelectual, liderança, psicomotora, artes e criatividade.

O conteúdo deste livro eletrônico é licenciado para MICHELE DE JESUS PESTANA - 00000000099, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com. 12 de 35
TEMAS EDUCACIONAIS E PEDAGÓGICOS
Educação Especial
William Dornela de Castro

O AEE é realizado, prioritariamente, na sala de recursos multifuncionais da própria escola


ou em outra escola de ensino regular, no turno inverso da escolarização, não sendo substitu-
tivo às classes comuns, podendo ser realizado, também, em centro de Atendimento Educa-
cional Especializado da rede pública ou de instituições comunitárias, confessionais ou filan-
trópicas sem fins lucrativos, conveniadas com a Secretaria de Educação ou órgão equivalente
dos Estados, Distrito Federal ou dos Municípios.

Em caso de Atendimento Educacional Especializado em ambiente hospitalar ou domiciliar,


será ofertada aos alunos, pelo respectivo sistema de ensino, a Educação Especial de forma
complementar ou suplementar.

Financiamento

Serão contabilizados duplamente, no âmbito do FUNDEB, os  alunos matriculados em


classe comum de ensino regular público que tiverem matrícula concomitante no AEE. O finan-
ciamento da matrícula no AEE é condicionado à matrícula no ensino regular da rede pública,
conforme Censo Escolar do ano anterior.

Pode-se afirmar que o estudante matriculado no AEE tem mais recursos? Mas se esse
atendimento acontecer em um centro de atendimento fora da escola, como fica, professor?

O conteúdo deste livro eletrônico é licenciado para MICHELE DE JESUS PESTANA - 00000000099, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com. 13 de 35
TEMAS EDUCACIONAIS E PEDAGÓGICOS
Educação Especial
William Dornela de Castro

Exato, esse estudante é contemplado duplamente na contabilidade dos recursos do FUN-


DEB, contudo, é preciso estar matriculado no ensino regular para poder considerar a matrícula
no AEE. Lembrando que a matrícula é distinta, dupla, concomitante, 1 na classe comum e
mais outra no AEE.
Em qualquer caso a matrícula é contemplada, o AEE pode ser em sala de recurso da pró-
pria escola, em outra escola pública, em centro de atendimento público, ou instituições de
Educação Especial comunitárias, confessionais ou filantrópicas sem fins lucrativos.

A proposta de AEE prevista no projeto pedagógico do centro de Atendimento Educacional


Especializado público ou privado sem fins lucrativos, conveniado para essa finalidade, deve
ser aprovada pela respectiva Secretaria de Educação ou órgão equivalente.

O conteúdo deste livro eletrônico é licenciado para MICHELE DE JESUS PESTANA - 00000000099, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com. 14 de 35
TEMAS EDUCACIONAIS E PEDAGÓGICOS
Educação Especial
William Dornela de Castro

Para reduzir as barreiras para inclusão efetiva do estudante da educação especial, é ne-
cessário uma série de fatores, como acessibilidade no espaço físico, profissionais específi-
cos em alguns casos (professor de libras ou braile, por exemplo), estratégia de matrícula etc.
É sabido que matricular em uma turma comum e no AEE não é suficiente.
É importante que todas essas necessidades estejam previstas no PPP, já que os recursos
descentralizados (aqueles que vão direto pra escola) possuem uma série de exigências na
sua execução, uma delas é que o custo esteja previsto no PPP da escola.
Portanto, perceba que, apesar de o dinheiro ser oriundo do poder executivo, muitas vezes
é a escola que é responsável pela destinação desse recurso.
Para além das barreiras físicas, existem as barreiras pedagógicas, de socialização e pla-
nejamento curricular. Nesse caso, a responsabilidade fica por conta do professor do AEE em
articulação com os demais profissionais da escola, professores das turmas comuns, gestão,
coordenação etc.
Mas a escola não pode ficar sozinha nessa tarefa, os demais órgãos competentes do po-
der público devem dar apoio.

O conteúdo deste livro eletrônico é licenciado para MICHELE DE JESUS PESTANA - 00000000099, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com. 15 de 35
TEMAS EDUCACIONAIS E PEDAGÓGICOS
Educação Especial
William Dornela de Castro

O conteúdo deste livro eletrônico é licenciado para MICHELE DE JESUS PESTANA - 00000000099, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com. 16 de 35
TEMAS EDUCACIONAIS E PEDAGÓGICOS
Educação Especial
William Dornela de Castro

QUESTÕES DE CONCURSO
Questão 1 (CESPE) Acerca da educação especial julgue os itens:
O atendimento educacional especializado aos portadores de deficiência deve ocorrer exclusi-
vamente na rede regular de ensino.

Questão 2 (CESPE) A oferta de educação especial tem seu início no ensino fundamental,
pois, antes desse período, é considerada pedagogicamente desnecessária.

Questão 3 (CESPE) Cabe aos sistemas de ensino assegurar a terminalidade específica do


ensino fundamental para os alunos que não puderem atingir o nível exigido.

Questão 4 (IBFC/2012) A respeito do público-alvo do Atendimento Educacional Especiali-


zado, julgue os itens:
É público-alvo do AEE os alunos com deficiência (com impedimentos de curto e longo prazo
de natureza física, intelectual, mental ou sensorial).

Questão 5 (IBFC/2012) É público-alvo do AEE os alunos com transtornos globais do de-


senvolvimento (apresentam quadro de alterações no desenvolvimento neuropsicomotor ou
comprometimento nas relações sociais, na comunicação ou estereotipias motoras)

Questão 6 (IBFC/2012) É público-alvo do AEE os alunos com altas habilidades/superdo-


tação (apresentam potencial elevado e grande envolvimento com as áreas do conhecimento
humano, isoladas ou combinadas: intelectual, liderança, psicomotora, artes e criatividade.

Questão 7 (CESPE/2014) Considerando a Lei n.º 10.098/2000 (Lei de Acessibilidade) e a


Resolução CNE/CEB n.º 4/2009 (Resolução de Diretrizes Operacionais para o Atendimento
Educacional Especializado na Educação Básica), julgue os itens que se seguem a respeito da
eliminação de barreiras na comunicação e sinalização às pessoas com deficiência sensorial
e com dificuldades de comunicação:
De acordo com disposição expressa na Resolução CNE/CEB n.º 4/2009, o poder público será
responsável pela supressão de barreiras e obstáculos na comunicação.

O conteúdo deste livro eletrônico é licenciado para MICHELE DE JESUS PESTANA - 00000000099, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com. 17 de 35
TEMAS EDUCACIONAIS E PEDAGÓGICOS
Educação Especial
William Dornela de Castro

Questão 8 (ESAF/2013) Considerando a Política Nacional de Educação Especial na Pers-


pectiva da Educação Inclusiva, julgue os itens:
A transversalidade da educação especial é uma exigência da educação básica.

Questão 9 (ESAF/2013) Não requer atendimento educacional especializado, pois o aluno


deve inserir-se no contexto regular de ensino.

Questão 10 (ESAF/2013) Requer a formação de professores para o atendimento educacio-


nal especializado e demais profissionais da educação para a inclusão escolar.

Questão 11 (ESAF/2013) Restringe a participação da família e da comunidade, pois não


possuem formação apropriada para lidar com as demandas do aluno.

Questão 12 (CESPE/2018) Nas Diretrizes Operacionais para o Atendimento Educacional Es-


pecializado na Educação Básica, Modalidade Educação Especial, discute-se a necessidade
de implantação do atendimento educacional especializado (AEE), que pode ser realizado na
própria escola de ensino regular ou em centros de atendimento educacional especializado.
A esse respeito, julgue os itens quanto a (s) competência(s) que cabe(m) ao professor de AEE.
Prestar atendimento aos alunos especiais em classes comuns no horário regular de aulas.

Questão 13 (CESPE/2018) Substituir o professor das classes comuns quando nelas estive-
rem matriculados alunos de AEE.

Questão 14 (CESPE/2018) Auxiliar os alunos que necessitem de AEE com fins à heterono-
mia.

Questão 15 (CESPE/2018) Elaborar e executar o plano de AEE, avaliando a aplicabilidade


dos recursos recebidos.

Questão 16 (CESPE/2018) Providenciar e vistoriar acessibilidade física em todos os am-


bientes da escola.

O conteúdo deste livro eletrônico é licenciado para MICHELE DE JESUS PESTANA - 00000000099, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com. 18 de 35
TEMAS EDUCACIONAIS E PEDAGÓGICOS
Educação Especial
William Dornela de Castro

Questão 17 (CESPE/2018) Elaborar e executar plano de Atendimento Educacional Especia-


lizado (AEE), avaliando a funcionalidade e a aplicabilidade dos recursos pedagógicos e de
acessibilidade.

Questão 18 (CESPE/2018) Adquirir, com recursos próprios, sistemas computacionais que


forneçam ferramentas para o ensino e o uso de tecnologia capaz de ampliar habilidades fun-
cionais dos alunos, promovendo autonomia e participação.

Questão 19 (CESPE/2018) Organizar o tipo e o número de atendimentos aos alunos na sala


de recursos multifuncionais.

Questão 20 (CESPE/2018) Acompanhar a funcionalidade e a aplicabilidade dos recursos pe-


dagógicos e de acessibilidade na sala de aula comum do ensino regular, bem como em outros
ambientes da escola.

Questão 21 (CESPE/2018) Estabelecer parcerias com as áreas intersetoriais na elaboração


de estratégias e na disponibilização de recursos de acessibilidade.

Questão 22 (CESPE/2018) Identificar, elaborar, produzir e organizar serviços, recursos pe-


dagógicos, de acessibilidade e estratégias considerando as necessidades específicas dos
alunos público-alvo da Educação Especial.

Questão 23 (CESPE/2018) Acompanhar o educando nas consultas aos demais profissionais


da saúde, assim como manter atualizados os laudos médicos deste, a fim de dar continuidade
no atendimento e evolução cognitiva.

Questão 24 (CESPE/2018) Organizar o tipo e o número de atendimentos aos alunos na sala


de recursos multifuncionais.

O conteúdo deste livro eletrônico é licenciado para MICHELE DE JESUS PESTANA - 00000000099, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com. 19 de 35
TEMAS EDUCACIONAIS E PEDAGÓGICOS
Educação Especial
William Dornela de Castro

Questão 25 (CESPE/2018) Acompanhar a funcionalidade e a aplicabilidade dos recursos pe-


dagógicos e de acessibilidade na sala de aula comum do ensino regular, bem como em outros
ambientes da escola.

Questão 26 (CESPE/2018) Orientar professores e famílias sobre os recursos pedagógicos e


de acessibilidade utilizados pelo aluno.

(PREFEITURA DO CEARÁ) Sobre o Atendimento Educacional Especializado, julgue os itens:

Questão 27 (PREFEITURA DO CEARÁ) O  Atendimento Educacional Especializado, serviço


educacional de direito de parte dos estudantes da Educação Especial, é de oferta obrigatória
pela escola pública e privada e é de caráter facultativo para a sua família.

Questão 28 (PREFEITURA DO CEARÁ) O  Atendimento Educacional Especializado, serviço


educacional de direito de parte dos estudantes da Educação Especial, é de oferta obrigatória
apenas da escola pública e de caráter facultativo para a sua família.

Questão 29 (PREFEITURA DO CEARÁ) O  Atendimento Educacional Especializado, serviço


educacional de direito de todos os estudantes da Educação Especial, é de oferta obrigatória
pela escola pública e privada e é de caráter facultativo para a sua família.

Questão 30 (PREFEITURA DO CEARÁ) O  Atendimento Educacional Especializado, serviço


educacional de direito de todos os estudantes da Educação Especial, é de oferta obrigatória
pela escola pública e privada e é de caráter obrigatório para a sua família.

Questão 31 (FADESP) Um dos objetivos do atendimento educacional especializado é:


a) garantir a redução do tempo de ensino/aprendizagem no ensino fundamental e médio.
b) facilitar o acesso e a aprovação dos estudantes com necessidades especiais.
c) distribuir gratuitamente recursos didáticos e pedagógicos a estudantes cegos.
d) assegurar condições à continuidade de estudos nos demais níveis e modalidades de ensino.
e) garantir o acesso de forma complementar e suplementar à educação superior.

O conteúdo deste livro eletrônico é licenciado para MICHELE DE JESUS PESTANA - 00000000099, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com. 20 de 35
TEMAS EDUCACIONAIS E PEDAGÓGICOS
Educação Especial
William Dornela de Castro

(AMEOSC/2019) Sobre as atribuições do professor do Atendimento Educacional Especializa-


do, julgue os itens:

Questão 32 (AMEOSC/2019) Organizar o tipo e o número de atendimentos aos alunos na


sala de recursos multifuncionais.

Questão 33 (AMEOSC/2019) Fixar o número de vagas de acordo com a capacidade institu-


cional e as exigências do seu meio.

Questão 34 (AMEOSC/2019) Orientar professores e famílias sobre os recursos pedagógicos


e de acessibilidade utilizados pelo aluno.

Questão 35 (AMEOSC/2019) Estabelecer parcerias com as áreas intersetoriais na elabora-


ção de estratégias e na disponibilização de recursos de acessibilidade.

(FUNDEP/2016) Quanto aos alunos que têm prioridade no Atendimento Educacional Especia-
lizado, julgue os itens:

Questão 36 (FUNDEP/2016) Alunos com deficiências mental, visual, auditiva, física e múlti-
pla.

Questão 37 (FUNDEP/2016) Alunos com condutas típicas, como manifestações de síndro-


mes.

Questão 38 (FUNDEP/2016) Alunos com defasagem etária e de série (ano de escolaridade).

Questão 39 (FUNDEP/2016) Alunos com superdotação.

O conteúdo deste livro eletrônico é licenciado para MICHELE DE JESUS PESTANA - 00000000099, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com. 21 de 35
TEMAS EDUCACIONAIS E PEDAGÓGICOS
Educação Especial
William Dornela de Castro

(IBADE/2020) Sobre o atendimento educacional especializado (AEE), julgue os itens:

Questão 40 (IBADE/2020) É um serviço da educação especial que identifica, elabora, e orga-
niza recursos pedagógicos e de acessibilidade, que eliminem as barreiras para a plena parti-
cipação dos alunos, considerando suas necessidades específicas.

Questão 41 (IBADE/2020) Tem como função complementar ou suplementar a formação dos


alunos em todos os níveis, etapas e modalidades de ensino.

Questão 42 (IBADE/2020) Os profissionais de AEE precisam identificar quaisquer barreiras


que impedem o acesso de alunos considerados diferentes.

Questão 43 (IBADE/2020) O público-alvo do AEE são alunos com deficiência; com transtor-
no global do desenvolvimento ou com altas habilidades/superdotação.

Questão 44 (IBADE/2020) Deve disponibilizar programas de enriquecimento curricular no


caso de altas habilidades, ensino de linguagens e códigos específicos de comunicação e si-
nalização, meios de locomoção e transporte no caso de deficiência física, dentre outros.

(QUADRIX/2019) Com relação ao Atendimento Educacional Especializado (AEE), julgue os


itens.

Questão 45 (QUADRIX/2019) É o conjunto de atividades e recursos de acessibilidade, de na-


tureza somativa e classificatória, com objetivos pedagógicos organizados institucionalmente
para alcançar os índices de qualidade na educação.

Questão 46 (QUADRIX/2019) Deve integrar a proposta pedagógica da escola, envolver a


participação da família para garantir pleno acesso e participação dos estudantes público-
-alvo da educação especial.

O conteúdo deste livro eletrônico é licenciado para MICHELE DE JESUS PESTANA - 00000000099, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com. 22 de 35
TEMAS EDUCACIONAIS E PEDAGÓGICOS
Educação Especial
William Dornela de Castro

Questão 47 (QUADRIX/2019) Deve garantir os serviços de apoio especializado voltados a


eliminar as barreiras que possam obstruir o processo de escolarização de estudantes com
deficiência, a exceção dos transtornos globais do desenvolvimento.

Questão 48 (QUADRIX/2019) Apenas no caso do aluno com deficiência intelectual, o  AEE


deve permitir que o atendimento seja realizado no mesmo turno das atividades pedagógicas
regulares.

Questão 49 (QUADRIX/2019) O AEE existe para que os alunos possam aprender o que é dife-
rente dos conteúdos curriculares do ensino comum, a exceção dos mecanismos necessários
à eliminação das barreiras socialmente impostas.

O conteúdo deste livro eletrônico é licenciado para MICHELE DE JESUS PESTANA - 00000000099, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com. 23 de 35
TEMAS EDUCACIONAIS E PEDAGÓGICOS
Educação Especial
William Dornela de Castro

GABARITO
1. E 28. E
2. E 29. C
3. C 30. E
4. E 31. d
5. C 32. C
6. C 33. E
7. E 34. C
8. E 35. C
9. E 36. C
10. C 37. C
11. E 38. E
12. E 39. C
13. E 40. E
14. E 41. E
15. C 42. E
16. E 43. C
17. C 44. C
18. E 45. E
19. C 46. C
20. C 47. E
21. C 48. E
22. C 49. E
23. E
24. C
25. C
26. C
27. E

O conteúdo deste livro eletrônico é licenciado para MICHELE DE JESUS PESTANA - 00000000099, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com. 24 de 35
TEMAS EDUCACIONAIS E PEDAGÓGICOS
Educação Especial
William Dornela de Castro

QUESTÕES COMENTADAS
Questão 1 (CESPE) Acerca da educação especial julgue os itens:
O atendimento educacional especializado aos portadores de deficiência deve ocorrer exclusi-
vamente na rede regular de ensino.

Errado.
Não é exclusivamente e sim preferencialmente.

Questão 2 (CESPE) A oferta de educação especial tem seu início no ensino fundamental,
pois, antes desse período, é considerada pedagogicamente desnecessária.

Errado.
A educação especial é transversal a todos os níveis, etapas e modalidades, assim, se inicia na
educação infantil.

Questão 4 (IBFC/2012) A respeito do público-alvo do Atendimento Educacional Especiali-


zado, julgue os itens:
É público-alvo do AEE os alunos com deficiência (com impedimentos de curto e longo prazo
de natureza física, intelectual, mental ou sensorial).

Errado.
Os estudantes com deficiência fazem parte do público-alvo, entretanto, sua limitação deve
ser de longo prazo apenas, curto prazo de recuperação não é considerado.

Questão 7 (CESPE/2014) Considerando a Lei n.º 10.098/2000 (Lei de Acessibilidade) e a


Resolução CNE/CEB n.º 4/2009 (Resolução de Diretrizes Operacionais para o Atendimento
Educacional Especializado na Educação Básica), julgue os itens que se seguem a respeito da

O conteúdo deste livro eletrônico é licenciado para MICHELE DE JESUS PESTANA - 00000000099, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com. 25 de 35
TEMAS EDUCACIONAIS E PEDAGÓGICOS
Educação Especial
William Dornela de Castro

eliminação de barreiras na comunicação e sinalização às pessoas com deficiência sensorial


e com dificuldades de comunicação:
De acordo com disposição expressa na Resolução CNE/CEB n.º 4/2009, o poder público será
responsável pela supressão de barreiras e obstáculos na comunicação.

Errado.
O poder público tem sua parcela de responsabilidade na supressão de barreiras para a efeti-
vação da educação especial de qualidade, contudo, no que se refere à comunicação, isso fica
mais restrito aos profissionais da escola.

Questão 8 (ESAF/2013) Considerando a Política Nacional de Educação Especial na Pers-


pectiva da Educação Inclusiva, julgue os itens:
A transversalidade da educação especial é uma exigência da educação básica.

Errado.
Não é exigência da educação Básica, até porque há educação especial também no nível su-
perior. A transversalidade em todas as etapas, níveis e modalidades é uma exigência legal.

Questão 9 (ESAF/2013) Não requer atendimento educacional especializado, pois o aluno


deve inserir-se no contexto regular de ensino.

Errado.
O aluno deve inserir-se, preferencialmente, no contexto regular de ensino, mas o AEE é uma
exigência legal, prevista na LDB e em outros documentos oficiais, inclusive nas DCNs.

Questão 11 (ESAF/2013) Restringe a participação da família e da comunidade, pois não


possuem formação apropriada para lidar com as demandas do aluno.

O conteúdo deste livro eletrônico é licenciado para MICHELE DE JESUS PESTANA - 00000000099, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com. 26 de 35
TEMAS EDUCACIONAIS E PEDAGÓGICOS
Educação Especial
William Dornela de Castro

Errado.
A família deve articular-se com o profissional do AEE, e também participar do processo de
formação.

Questão 12 (CESPE/2018) Nas Diretrizes Operacionais para o Atendimento Educacional Es-


pecializado na Educação Básica, Modalidade Educação Especial, discute-se a necessidade
de implantação do atendimento educacional especializado (AEE), que pode ser realizado na
própria escola de ensino regular ou em centros de atendimento educacional especializado.
A esse respeito, julgue os itens quanto a (s) competência(s) que cabe(m) ao professor de AEE.
Prestar atendimento aos alunos especiais em classes comuns no horário regular de aulas.

Errado.
Atendimento deve ser, prioritariamente, no turno inverso.

Questão 13 (CESPE/2018) Substituir o professor das classes comuns quando nelas estive-
rem matriculados alunos de AEE.

Errado.
A função é complementar e não de substituição.

Questão 14 (CESPE/2018) Auxiliar os alunos que necessitem de AEE com fins à heterono-
mia.

Errado.
Heteronomia é ausência de autonomia.

Questão 16 (CESPE/2018) Providenciar e vistoriar acessibilidade física em todos os am-


bientes da escola.

O conteúdo deste livro eletrônico é licenciado para MICHELE DE JESUS PESTANA - 00000000099, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com. 27 de 35
TEMAS EDUCACIONAIS E PEDAGÓGICOS
Educação Especial
William Dornela de Castro

Errado.
A função do Profissional do AEE não é ficar vistoriando a estrutura da escola.

Questão 18 (CESPE/2018) Adquirir, com recursos próprios, sistemas computacionais que


forneçam ferramentas para o ensino e o uso de tecnologia capaz de ampliar habilidades fun-
cionais dos alunos, promovendo autonomia e participação.

Errado.
Não há em nenhuma legislação que o profissional precise adquirir qualquer ferramenta de
trabalho com recursos próprios. Sabemos que muitos professores por esse país costumam
tirar dinheiro do próprio bolso para ofertar uma melhor educação, mas isso é mais um gesto
caridoso do que uma obrigação.

Questão 23 (CESPE/2018) Acompanhar o educando nas consultas aos demais profissionais


da saúde, assim como manter atualizados os laudos médicos deste, a fim de dar continuidade
no atendimento e evolução cognitiva.

Errado.
Quem deve acompanhar o educando nas consultas médicas é a família.

(PREFEITURA DO CEARÁ) Sobre o Atendimento Educacional Especializado, julgue os itens:

Questão 27 (PREFEITURA DO CEARÁ) O  Atendimento Educacional Especializado, serviço


educacional de direito de parte dos estudantes da Educação Especial, é de oferta obrigatória
pela escola pública e privada e é de caráter facultativo para a sua família.

Errado.
É direito de todos os estudantes da Educação Especial, não de parte.

O conteúdo deste livro eletrônico é licenciado para MICHELE DE JESUS PESTANA - 00000000099, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com. 28 de 35
TEMAS EDUCACIONAIS E PEDAGÓGICOS
Educação Especial
William Dornela de Castro

Questão 28 (PREFEITURA DO CEARÁ) O  Atendimento Educacional Especializado, serviço


educacional de direito de parte dos estudantes da Educação Especial, é de oferta obrigatória
apenas da escola pública e de caráter facultativo para a sua família.

Errado.
AEE é para escola pública e privada.

Questão 29 (PREFEITURA DO CEARÁ) O  Atendimento Educacional Especializado, serviço


educacional de direito de todos os estudantes da Educação Especial, é de oferta obrigatória
pela escola pública e privada e é de caráter facultativo para a sua família.

Certo.
O sistema deve fazer a matrícula, mas fica a critério da família levar ao atendimento.

Questão 30 (PREFEITURA DO CEARÁ) O  Atendimento Educacional Especializado, serviço


educacional de direito de todos os estudantes da Educação Especial, é de oferta obrigatória
pela escola pública e privada e é de caráter obrigatório para a sua família.

Errado.
A família não é obrigada a levar o estudante ao Atendimento.

Questão 33 (PREFEITURA DO CEARÁ) Fixar o número de vagas de acordo com a capacidade


institucional e as exigências do seu meio.

Errado.
Fixar o número de vagas é responsabilidade administrativa dos sistemas de ensino.

O conteúdo deste livro eletrônico é licenciado para MICHELE DE JESUS PESTANA - 00000000099, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com. 29 de 35
TEMAS EDUCACIONAIS E PEDAGÓGICOS
Educação Especial
William Dornela de Castro

(IBADE/2020) Sobre o atendimento educacional especializado (AEE), julgue os itens:

Questão 40 (IBADE/2020) É um serviço da educação especial que identifica, elabora, e orga-
niza recursos pedagógicos e de acessibilidade, que eliminem as barreiras para a plena parti-
cipação dos alunos, considerando suas necessidades específicas.

Errado.
O AEE é para alunos da Educação Especial, o item dá a entender que são todos os alunos da
classe regular, já que uma necessidade específica pode ser afetiva, não necessariamente de
locomoção, ou que pertença ao público-alvo do AEE.

Questão 41 (IBADE/2020) Tem como função complementar ou suplementar a formação dos


alunos em todos os níveis, etapas e modalidades de ensino.

Errado.
Mesma ideia do item anterior, o público-alvo não são todos os alunos.

Questão 42 (IBADE/2020) Os profissionais de AEE precisam identificar quaisquer barreiras


que impedem o acesso de alunos considerados diferentes.

Errado.
Não são alunos diferentes, pois todos são diferentes, a diferença é uma característica huma-
na. O certo é aluno da Educação Especial (com deficiência, TGD ou altas habilidades).

(QUADRIX/2019) Com relação ao Atendimento Educacional Especializado (AEE), julgue os


itens.

O conteúdo deste livro eletrônico é licenciado para MICHELE DE JESUS PESTANA - 00000000099, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com. 30 de 35
TEMAS EDUCACIONAIS E PEDAGÓGICOS
Educação Especial
William Dornela de Castro

Questão 45 (QUADRIX/2019) É o conjunto de atividades e recursos de acessibilidade, de na-

tureza somativa e classificatória, com objetivos pedagógicos organizados institucionalmente

para alcançar os índices de qualidade na educação.

Errado.

Não tem natureza classificatória e sim suplementar e complementar.

Questão 47 (QUADRIX/2019) Deve garantir os serviços de apoio especializado voltados a


eliminar as barreiras que possam obstruir o processo de escolarização de estudantes com
deficiência, a exceção dos transtornos globais do desenvolvimento.

Errado.
Não há exceção para alunos com TGD.

Questão 48 (QUADRIX/2019) Apenas no caso do aluno com deficiência intelectual, o  AEE


deve permitir que o atendimento seja realizado no mesmo turno das atividades pedagógicas
regulares.

Errado.
Não há exceções para o atendimento no mesmo turno, a prioridade é o atendimento no turno
inverso.

Questão 49 (QUADRIX/2019) O AEE existe para que os alunos possam aprender o que é dife-
rente dos conteúdos curriculares do ensino comum, a exceção dos mecanismos necessários
à eliminação das barreiras socialmente impostas.

O conteúdo deste livro eletrônico é licenciado para MICHELE DE JESUS PESTANA - 00000000099, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com. 31 de 35
TEMAS EDUCACIONAIS E PEDAGÓGICOS
Educação Especial
William Dornela de Castro

Errado.
Quando se fala em adaptação curricular, não significa ensinar coisas diferentes, e sim consi-
derar a característica do aluno para definir os níveis de aprofundamento do tema.

O conteúdo deste livro eletrônico é licenciado para MICHELE DE JESUS PESTANA - 00000000099, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com. 32 de 35
O conteúdo deste livro eletrônico é licenciado para MICHELE DE JESUS PESTANA - 00000000099, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com. 33 de 35
O conteúdo deste livro eletrônico é licenciado para MICHELE DE JESUS PESTANA - 00000000099, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.
www.grancursosonline.com. 34 de 35
O conteúdo deste livro eletrônico é licenciado para MICHELE DE JESUS PESTANA - 00000000099, vedada, por quaisquer meios e a qualquer título,
a sua reprodução, cópia, divulgação ou distribuição, sujeitando-se aos infratores à responsabilização civil e criminal.

Você também pode gostar