Você está na página 1de 8

CANTEIRO DE OBRAS

De acordo com a NR 18 – Condições e Meio Ambiente de Trabalho na


Indústria da Construção Civil, a construção deve ser um local seguro e
organizado para melhores condições de trabalho.

Canteiro de obras é a área destinada à execução da obra, aos serviços de


apoio e a implantação de instalações provisórias indispensáveis para a
realização da construção. Também é o local onde se armazenam os materiais
que serão utilizados no projeto e se realizam os serviços auxiliares durante a
obra. O canteiro de obras deve promover a melhoria do trabalho no setor da
construção civil, garantindo um local de trabalho seguro e produtivo para os
operários.

Existem três tipos de canteiros de obras:

 Restrito: uso do terreno completo caracterizado pela falta de espaço e


aproveitamento integral da área disponibilizada.

Exemplo: ampliações e reformas;

 Amplo: a construção ocupa um espaço pequeno no terreno, com


disponibilidade para acesso de veículos, área de armazenamento e
acomodação pessoal.

Exemplo: grandes obras como barragens e usinas hidrelétricas;

 Longo e Restrito: são restritos em apenas uma das dimensões com


possibilidade de acesso em poucos pontos.
Exemplo: obras de redes de gás e petróleo.

Todo canteiro de obras deve conter áreas operacionais e de vivência e é


indispensável que contenha:

 Almoxarifado e ferramentaria;
 Pátio para veículos;
 Área para estoque de materiais;
 Laboratório de concreto e solo;
 Portaria;
 Sanitário e vestiário;
 Refeitório;
 Escritório de fiscalização;
 Apontadoria;
 Ambulatório médico e segurança no trabalho;
 Escritório técnico e administrativo.

Canteiro de obras e Frente de Trabalho são atividades diferentes, mas que


muitas pessoas ainda confundem. Conforme a NR 1:

 Canteiro de obras é a “área do trabalho fixa e temporária, onde se


desenvolvem operações de apoio e execução à construção, demolição
ou reparo de uma obra.“;
 Frente de Trabalho é a “área de trabalho móvel e temporária, onde se
desenvolvem operações de apoio e execução à construção, demolição
ou reparo da obra.”.

Planejamento do Canteiro de Obras


No planejamento de obra está incluso o planejamento do layout e da logística
das instalações provisórias e de segurança e o sistema de movimentação e
armazenamento de materiais. Essa definição do layout também visualiza o
arranjo físico dos trabalhadores, materiais, equipamentos, áreas de trabalho e
estocagem. Após a elaboração deste planejamento é possível dar início a fase
de implantação, que está dividida em quatro etapas:

 Acomodação dos equipamentos e materiais;


 Estabelecimento da segurança e saúde ocupacional;
 Instalação dos equipamentos;
 Montagem e instalação da estrutura administrativa.

Ainda de acordo com a NR 18 também é obrigatória a instalação das áreas de


vivência e apoio, que consistem em:

 Refeitório;
 Vestiário;
 Área de lazer;
 Alojamento;
 Banheiro.
Estas áreas são destinadas para suprir as necessidades básicas de
alimentação, higiene, descanso, lazer e convivência dos trabalhadores. Esta
norma ainda tem outras exigências. Tendo em vista as condições de higiene e
salubridade, essas instalações não podem estar localizadas em subsolos ou
porões de edificações.

Outro fator importante no planejamento é a logística. Este processo deve


garantir a aquisição do armazenamento, processamento e disponibilização de
recursos e materiais para os trabalhadores. Através da logística é possível criar
critérios de otimização no canteiro de obras, tais como:

 Minimização da distância a percorrer em obra;


 Isolamento das áreas sociais do local da construção;
 Minimização do número de operações de carga, descarga e transporte
dentro de obra;
 Áreas de controle e estacionamento próximo às entradas;
 Criar espaços de trabalho flexíveis;
 Minimização do número de montagens e desmontagens;
 Oferecer segurança no trabalho e bem estar aos colaboradores;
 Reduzir o tempo de construção do projeto.

Com um planejamento bem elaborado é possível criar um canteiro seguro e


produtivo para os colaboradores. Podem haver mudanças no canteiro de obras
de acordo com as necessidades do projeto. Por isso, nesses casos é
importante avaliar uma nova implantação para que as novas frentes de trabalho
se adequem as antigas.

A NR 18 é a norma regulamentadora que estabelece as condições e o meio


ambiente de trabalho na indústria da construção civil. É ela que determina, em
detalhes, quais os procedimentos, dispositivos e atitudes que devem ser
observados para cada uma das atividades desenvolvidas na construção.

O objetivo das exigências impostas na NR 18 é assegurar que os operários


trabalhem em um ambiente seguro e de convívio social. Por isso, não é
exagero afirmar que esta é a norma regulamentadora mais importante para a
atividade de um canteiro de obras.

De acordo com a NR 18, são consideradas atividades na construção civil as


constantes presentes no Quadro I da NR 4 – Serviços Especializados em
Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho. Além delas, os serviços
que envolvem demolição, reparos, pinturas, limpeza e manutenção de edifícios
em geral. Independentemente do número de pavimentos ou tipo de construção.

São 27 capítulos presentes na NR 18 dedicados a garantir a segurança do


trabalhador, entre eles destacamos:

 Áreas de Vivência;
 Escavações, Fundações e Desmonte de Rochas;
 Estruturas de Concreto;
 Estruturas Metálicas;
 Operações de Soldagem e Corte a Quente;
 Escadas, Rampas e Passarelas;
 Medidas de Proteção contra Quedas de Altura;
 Movimentação e Transporte de Materiais e Pessoas;
 Andaimes e Plataformas de Trabalho;
 Serviços em Flutuantes;
 Locais Confinados;
 Equipamentos de Proteção Individual;
 Armazenagem e Estocagem de Materiais;
 Proteção Contra Incêndio;
 Sinalização de Segurança;
 Treinamento;
 Ordem e Limpeza.

As informações presentes em todos os capítulos sobre as dependências,


cuidados e condições de trabalho são diretas e claras quanto a quantidades e
dimensões. Suas exigências ajudam na redução de acidentes, promovem
condições motivadoras de trabalho e proporcionam respeito e dignidade aos
trabalhadores.

É vedado o ingresso ou a permanência de trabalhadores no canteiro sem que


estejam assegurados por medidas previstas na NR 18 e compatíveis com a
fase da obra.

O não cumprimento das exigências previstas podem gerar ações judiciais e


trabalhistas para a sua empresa e acidentes com seus colaboradores. E tudo
isso gera custos, por isso entenda que adequar o seu canteiro de obras às
exigências da NR 18 é um investimento.

Existem outras normas e pontos que precisam ser levados em consideração:

 NR 35: critérios de segurança para trabalhos em altura, o que é muito


comum em construções.
 Exija o uso dos equipamentos de proteção: garantir que os
colaboradores utilizem os Equipamentos de Proteção Individual
(EPIs) e Coletiva (EPCs). O alto número de acidentes está relacionado à
falta de proteção e uso destes equipamentos.
 Oferecer treinamento: Existem muitos colaboradores trabalhando no
canteiro de obras que não sabem como usar equipamentos ou os
utilizam de maneira incorreta. Ofereça treinamentos e cursos de
capacitação para esses profissionais.
 Sinalização: Não é todo mundo que sabe quando o quanto manusear
uma máquina pode ser perigoso e como ela pode causar sérios danos.
É extremamente importante que isso seja sinalizado para que os
funcionários tenham conhecimento dos riscos que correm: Usar placas,
barreiras, fitas zebradas e outros métodos de sinalização para garantir a
integridade física e a segurança no canteiro de obras.
 Limpeza: É fundamental que entulhos, ferramentas, tijolos, areia e
outros objetos que não serão mais utilizados sejam descartados.
 Manutenções preventivas: revisões preventivas nas máquinas, por
exemplo, evitando acidentes e garantindo mais segurança no local de
trabalho.

Layout do canteiro de obras: otimizando a logística da obra

Otimizar o layout do canteiro de obras tendo como foco a logística de canteiro


significa, de uma maneira um tanto quanto resumida, investir em organização.
Ou seja, planejar a localização de todos os materiais, a circulação dos seus
funcionários, dos equipamentos em uso, das instalações fixas e provisórias e a
realização de todos os serviços previstos.

Isso sempre com o objetivo de realizar todas as tarefas da melhor maneira


possível. Ou seja, no menor tempo possível e com uso muito racional de
recursos físicos, humanos e financeiros.

Por isso, se engana muito quem pensa que a logística de canteiro de obras
deve abranger apenas os pedidos e as entregas de materiais. Como veremos a
seguir, há diversos outros itens fundamentais para que se tenha uma logística
de canteiro eficiente e que contribua com a produtividade da obra.

Dentre eles, podemos citar a comunicação, a gestão de resíduos e a própria


maneira de executar os serviços. Todas essas frentes são peças-chave na
otimização da logística de canteiro de obras.

Assim, é evidente que devem ser guiados por princípios logísticos, visando a
garantir maior produtividade e muita organização nos processos e fluxos de
trabalho. E isso envolve, inevitavelmente, o layout do canteiro de obras.
Por isso, entenda a seguir o que é a logística de canteiro em sua essência.
Mais do que isso, veja como otimizá-la a partir do layout do canteiro de obras.
Sempre considerando a rotina específica do seu canteiro de obras. Ou seja, a
realidade da sua construção.

O que é logística de canteiro?


É importante entender que a logística de canteiro de obras é a parte do
Gerenciamento da Cadeia de Abastecimento. Ou seja, é a parte que planeja,
implementa e controla o fluxo de matérias-primas, materiais, produtos,
serviços, mão de obra e informações com máxima eficiência.

Assim, a logística de canteiro de obras ainda pode ser dividida em dois tipos de
atividades. Nessa divisão, as atividades principais envolvem transporte,
gerenciamento de estoque e processamento de pedidos.

Já as atividades secundárias são relativas à armazenagem, ao manuseio de


materiais, à embalagem, às compras e ao sistema de informação. Outro ponto
importante a ser salientado é que todas essas atividades se relacionam, em
alguma medida, com o layout do canteiro de obras.

Assim, como podemos concluir, a falta de uma gestão de logística de canteiro


acaba sendo, possivelmente, a principal causa da ineficiência produtiva. Por
isso, é importante que as construtoras tenham um profissional específico
responsável pela área logística.

Dessa maneira, ele deve atuar ao lado do profissional de engenharia civil


responsável pelo projeto. Sua função é sempre pensar em como otimizar
serviços e processos. Além disso, ele também tem participação ativa na
definição do layout do canteiro de obras.

Armazenamento de materiais em canteiro de obras


É de fundamental importância não negligenciar a importância do
armazenamento de materiais de construção ao conceber o layout do canteiro
de obras. Afinal, os materiais e insumos devem ser armazenados de acordo
com as características físicas de cada um.

Assim, argamassas ensacadas, por exemplo, devem ser empilhadas em local


seco, longe do sol e em sentido de cruz. Isso garante o equilíbrio das pilhas.

Em contrapartida, materiais armazenados sem nenhum critério de organização


podem se degradar, perder suas características originais e prejudicar a
qualidade do projeto. Isso gera desperdícios e gastos desnecessários para a
construtora na compra de novos materiais e, em muitos casos, com
retrabalhos.

Ou seja, vai totalmente na contramão dos conceitos da construção enxuta (lean


construction).
Layout do canteiro de obras
O layout do canteiro de obras deve ser pensado de acordo com as diversas
fases de execução da obra. Além disso, deve sempre obedecer às
determinações da NR 18 – Condições e meio ambiente de trabalho na indústria
da construção.

Afinal, trata-se de um ambiente de produção que evolui ao longo do tempo. De


uma maneira diferente de uma indústria convencional, o canteiro é, ao mesmo
tempo, tanto o produto quanto a fábrica.

Para efeitos de estudo é interessante verificar, até mesmo, a evolução dos


canteiros de obra ao longo da história.

Assim, itens como a mobilidade dos funcionários, o transporte de materiais e o


acesso das máquinas aos locais de utilização precisam ser avaliados com
precisão e visão estratégica.

Dessa maneira, nesse momento, é possível atentar para detalhes que têm
importância fundamental na dinâmica do layout do canteiro de obras.

Afinal, a negligência nesses aspectos pode ser facilmente vista e sentida em


alguns desses casos. Um exemplo clássico e, infelizmente, muito recorrente
nas construções é quando um equipamento não consegue operar em um local
por falta de uma instalação elétrica por perto.

Outro exemplo também bastante recorrente é quando os operários precisam


atravessar o canteiro de obras para transportar materiais. Ou seja, materiais
que serão utilizados em um ponto distante de onde estão armazenados.

Dessa maneira, o resultado final é uma perda de tempo difícil de mensurar,


com impacto direto e relevante na produtividade geral da obra, e trabalhos
provavelmente atrasados em casos mais complexos.

Melhore seu repertório de informações sobre logística de canteiro


Por ser a menos palpável fisicamente, a gestão de informações e da
comunicação no canteiro de obras costuma ser deixada de lado em muitos
projetos.

Mas é importante lembrar que a comunicação precária e inefetiva contribui para


um canteiro de obras desconexo. Daí, cada funcionário trabalha da maneira
que acha melhor e decisões importantes não são comunicadas. Como
resultado final o que se tem é quase ou nenhuma eficiência e produtividade.

Assim, é fundamental investir em um sistema de informações que interligue


todos os setores de uma obra. Ou seja, desde o responsável por instalações
hidráulicas até o engenheiro responsável e o gestor do projeto no escritório.
BIM como aliado
O BIM (Building Information Modeling) pode ser um grande aliado tanto no
projeto da edificação e do layout do canteiro de obras quanto na visualização
da evolução da construção ao longo do tempo.

Para que isso aconteça, a construtora pode adotar ferramentas de


comunicação específicas para a Construção Civil. Além disso, pode ser útil ter
um quadro de avisos instalado no canteiro de obras. E neste ponto
conseguimos entender a importância do layout do canteiro de obras mesmo
para uma decisão simples, como a de definir o local onde o quadro será
instalado.

Neste quadro são indicadas as demandas e as pendências aos profissionais


em atividade dentro do canteiro de obras. Em ambos os casos, é importante
ressaltar a importância de se utilizar e atualizar diariamente essas ferramentas.
Afinal, não adianta ter o recurso sem uma política de uso alinhada à busca pela
excelência.

Você também pode gostar