Você está na página 1de 11

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO

INSTITUTO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS


DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS ADMINISTRATIVAS E CONTÁBEIS

Curso: Administração
Disciplina: IH 122 Contabilidade Geral I
Professora: Maria da Graça Rissi

REGIMES DE CONTABILIDADE E
OUTROS PRINCÍPIOS BÁSICOS

1. APURAÇÃO DO RESULTADO

Receita - Despesa = Resultado


Receita > Despesa = Lucro
Receita < Despesa = Prejuízo

Receita corresponde em geral, a venda de mercadorias/produtos/serviços. É


refletida no Balanço Patrimonial através de encaixes e/ou direitos a receber.

Despesa é todo o consumo de bens ou serviços para a obtenção de Receita. É


refletida no Balanço Patrimonial através de desencaixes e/ou obrigações a
pagar.

2. REGIMES DE CONTABILIDADE

a)Regime de Competência (Regime Econômico): estabelecido pela Lei das S.A.


e aceito/recomendado pela legislação do Imposto de Renda. Evidencia o
resultado da empresa de forma mais adequada e completa.

Regras Básicas:
•A receita será contabilizada no período em que for gerada, independentemente
do seu recebimento. Exemplo: Se em novembro de x0 a empresa vendeu
mercadorias a prazo, e o recebimento ocorrerá em janeiro de x1, a receita será
contabilizada em x0.
2

•A despesa será contabilizada no período em que for consumida,


independentemente do seu pagamento. Exemplo: Se em 10.01.x1 a empresa
pagar seus funcionários (que trabalharam em dezembro de x0), a despesa será
contabilizada em x0.

Apuração do Resultado ⇔ Regime de Competência


em 19x0
Receita ⇐ Toda receita gerada em 19x0
Despesa ⇐ Toda despesa incorrida em 19x0

Resultado do Exercício = Receita Gerada - Despesa Incorrida

b)Regime de Caixa (Regime Financeiro): forma simplificada de contabilidade,


aplicado basicamente às microempresas. Utilizado também na contabilidade
gerencial (controle interno).

Regras Básicas:
•A receita será contabilizada no momento do seu recebimento, ou seja, quando
entrar dinheiro no caixa.

•A despesa será contabilizada no momento do seu pagamento, ou seja, quando


sair dinheiro do caixa.

Resultado do Exercício = Receita Recebida - Despesa Paga

Exemplo (1):
A Cia. Betamax vendeu durante o exercício social de 2009, $ 20.000 e só
recebeu $ 12.000 (o restante receberá em 2010); teve como despesa incorrida $
16.000 e pagou até o último dia do ano $ 10.000. O resultado do exercício pelo
regime de caixa (regime financeiro) e pelo regime de competência (regime
econômico) será:

DRE em 31.12.2009 Competência Caixa


Receita $ 20.000 $ 12.000
Despesa $ (16.000) $ (10.000)
Resultado $ 4.000 $ 2.000

Exemplo (2):
3

A Cia. Zippax adquiriu em novembro de 2009, material de escritório no valor de


$ 2.500, a prazo, cujo pagamento ocorreu em fevereiro de 2010. O material foi
totalmente utilizado no mês de dezembro de 2009. Em qual mês a despesa
deverá ser alocada (contabilizada) pelo regime de competência?

Aquisição Nov. 2009


Consumo Dez. 2009
Pagamento Fev. 2010

Exemplo (3):
A Cia. Limpax adquiriu material de limpeza em 02.12.2009. O consumo ocorreu
em janeiro de 2010 e, o pagamento foi efetuado em fevereiro de 2010. Quando o
material de limpeza foi considerado despesa pelo regime de competência?

Aquisição
Consumo
Pagamento

3. REALIZAÇÃO DA RECEITA X CONFRONTAÇÃO DA DESPESA

Receita  contabilizada no período em que for gerada.

Despesa  contabilizada no período em que for consumida.

Assim, o fato gerador é identificado quando os bens/serviços são transferidos


ao comprador e a apuração do resultado é obtida através do confronto Receita
x Despesa.

Em resumo:
• Definir o momento do reconhecimento da receita (Princípio da Realização da
Receita);
• Definir o período contábil que esta receita pertence (Regime de
Competência);
• Associar todas as despesas consumidas (incorridas), no período, com as
receitas reconhecidas (geradas) e apurar o resultado (Princípio da
Confrontação das Despesas).
4. REGIME DE COMPETÊNCIA E BALANÇO PATRIMONIAL
4

As contas (patrimoniais e de resultado) só podem ser classificadas em duas


demonstrações: ou no Balanço Patrimonial (BP) ou na Demonstração do
Resultado do Exercício (DRE). Se não forem classificadas no BP, serão na
DRE, e vice-versa. No lado do Ativo, classificam-se os itens que trazem
benefícios para a empresa. No momento em que esses itens perderem a
capacidade de produzir benefícios, passam a ser despesas.

Ajuste é a contabilização como despesa de parte (ou do todo) de um gasto


ativado que contribuiu para a formação do resultado de determinado período,
e é realizado, normalmente, no final daquele período (Ex: Seguros Pagos
Antecipadamente; Assinaturas de Jornais/Revistas Pagas Antecipadamente) . O
conceito também é válido para Receitas Antecipadas (PC/PNC): Aluguéis
Recebidos Antecipadamente; Juros Recebidos Antecipadamente;
Adiantamentos de Clientes.

Outros Ajustes:
• Provisão para Créditos de Liquidação Duvidosa (ou Provisão para
Devedores Duvidosos), trata-se da possibilidade de ocorrência de prejuízos,
em virtude dos devedores (clientes) não liquidarem seus compromissos para
com a empresa. Quando se torna comprovada a real impossibilidade do
pagamento de suas dívidas, são esses devedores considerados pela
contabilidade como devedores incobráveis.

• Depreciação corresponde à diminuição do valor dos elementos classificados


no Ativo Não Circulante Imobilizado, resultante do desgaste pelo uso, ação da
natureza, obsolescência normal ou tecnológica (perda de competitividade).

• Amortização é a diminuição do valor dos bens intangíveis (imateriais) em


razão do tempo.

• Exaustão consiste na diminuição, ao longo do tempo, do valor dos bens ou


direitos do Ativo Não Circulante Imobilizado relativos a recursos minerais e
florestais. A diminuição decorre de sua exploração (extração ou
aproveitamento).
5

Independência Absoluta de Exercícios significa que, para se apurar o


resultado, as despesas de um ano não devem passar para outro período e vice-
versa. A mesma coisa acontece com a receita: um período independe de outro.

5. RESUMO DA DESPESA E DA RECEITA

Em resumo, podemos dizer que as Despesas podem ser classificadas de duas


formas:

- quanto ao pagamento  à Vista e a Prazo


- quanto ao período  Atual e Futura

Despesas à Vista a Prazo Demonstrações


ATUAL Despesa Despesa DRE
a Caixa a Ctas. Pagar
FUTURA Desp.Antecipada Desp.Antecipada BP (Ativo)
a Caixa a Ctas. Pagar
(-) Caixa (+) Obrigações

DA MESMA MANEIRA , AS Receitas podem ser classificadas de duas formas:

- quanto ao recebimento  à Vista e a Prazo


- quanto ao período  Atual e Futura

Receitas à Vista a Prazo Demonstrações


ATUAL Caixa Ctas. Receber DRE
a Receita a Receita
FUTURA Caixa Ctas. Receber BP (Passivo)
a Receita Antec. a Receita Antec.
(+) Caixa (+) Direitos

EXERCÍCIOS:
6

01. Adotando o Regime de Caixa, a empresa deverá considerar, na apuração do


Resultado do Exercício:
(a)todas as despesas incorridas e as receitas realizadas no respectivo período;
(b)somente as despesas incorridas e as receitas realizadas no respectivo período;
(c)somente as despesas pagas e as receitas realizadas no respectivo período;
(d)somente as despesas pagas e as receitas recebidas no respectivo período,
independentemente das datas de ocorrência dos respectivos fatos geradores.

02. Adotando o Regime de Competência, a empresa deverá considerar, na apuração do


Resultado do Exercício:
(a)todas as despesas incorridas e as receitas realizadas (isto é, as que tiveram seus fatos
geradores ocorridos no respectivo exercício);
(b)somente as despesas pagas e as receitas recebidas no respectivo período;
(c)todas as despesas pagas e as receitas ainda não realizadas;
(d)somente as despesas incorridas e as receitas recebidas.

03. A Apuração do Resultado do Exercício (ARE) é obtida pelo confronto entre:


(a)as despesas incorridas e as receitas recebidas no respectivo período;
(b)as despesas pagas e as receitas realizadas no respectivo período;
(c)as despesas diferidas e as receitas realizadas no respectivo período;
(d)as despesas incorridas e as receitas realizadas no respectivo período.

04. A Receita Antecipada deve ser entendida como uma receita:


(a)ganha e ainda não contabilizada;
(b)ganha e ainda não recebida;
(c)recebida e ainda não contabilizada;
(d)recebida e ainda não ganha.

05. A Demonstração do Resultado do Exercício é um relatório contábil que reflete:


(a)a variação da situação financeira entre dois momentos diferentes e sua distribuição;
(b)o patrimônio líquido em determinado momento e sua distribuição;
(c)as despesas e as receitas incorridas entre dois momentos diferentes e consecutivos;
(d)as despesas pagas e as receitas recebidas entre dois momentos diferentes e
consecutivos e sua distribuição.

06. A empresa Mediana Indústria e Comércio Ltda. contratou o aluguel de sua loja
pelo período de 18 meses, a partir de 01.05.2009. Pagou ao locador, no mesmo dia, o
valor total de $ 1.260, para manter o aluguel mensal sem reajuste. O contador, de
posse da documentação e sabendo que a empresa adota o Regime de Competência,
deve contabilizar no final do ano de 2009 como Despesa de Aluguel (DRE) e Despesa
Paga Antecipadamente (AC/BP):
(a)$ 1.260 (18 meses) como despesa;
(b)$ 840 (12 meses) como despesa e $ 420 (6 meses) como AC;
(c)$ 840 (12 meses) como despesa e $ 420 (6 meses) como ARLP;
(d)$ 560 (8 meses) como despesa e $ 700 (10 meses) como AC;
(e)$ 560 (8 meses) como despesa, $ 280 (4 meses) como AC e $ 420 (6 meses) como
ARLP.
7

07. Os lançamentos de ajustes, no fim do período, são efetuados:


(a)porque são obrigatórios;
(b)para que os demonstrativos contábeis reflitam, o mais corretamente possível, a
verdadeira situação da empresa;
(c)para satisfazer o regime de competência e de caixa;
(d)para reduzir o imposto a pagar.

08. O recebimento de $ 10.000 por conta de serviços a serem executados em outro


período provoca no período atual (assinale com V ou F):
( )aumento do lucro ou redução do prejuízo;
( )aumento do ativo e do passivo;
( )aumento do prejuízo ou redução do lucro;
( )redução do ativo e do passivo;
( )aumento do ativo e redução do passivo.

09. Os funcionários da Cia. Eletros trabalharam normalmente na empresa durante abril


de 2010. Eles receberam seu pagamento em 05.05.2010. Qual a conseqüência da
empresa registrar esse fato na base de caixa, em vez de no regime de competência, nas
demonstrações financeiras elaboradas em abril de 2010? (Assinale com V ou F).
( )aumento do passivo;
( )aumento do ativo;
( )redução do passivo;
( )aumento das despesas;
( )redução das despesas;
( )aumento no lucro ou redução do prejuízo.

10. Caso a Cia. Eletros tivesse observado o regime de competência, o pagamento


efetuado em maio dos salários anteriormente referidos provocaria (assinale com V ou F):
( )aumento das despesas de salários;
( )redução das despesas de salários;
( )aumento do ativo e redução do passivo;
( )aumento do passivo e redução do ativo;
( )redução do ativo e do passivo.

11. Certa empresa realizou as seguintes operações durante determinado período:


ADIANTAMENTOS RECEBIDOS DE CLIENTES, POR CONTA DE SERVIÇOS A SEREM PRESTADOS: $ 8.500
SERVIÇOS EXECUTADOS E ENTREGUES , POR CONTA DOS RECEBIMENTOS ANTECIPADOS: $ 5.000
SERVIÇOS EXECUTADOS E ENTREGUES , MEDIANTE PAGAMENTO A VISTA : $ 12.000
SERVIÇOS EXECUTADOS E ENTREGUES , PARA PAGAMENTO A PRAZO: $ 8.000

ASSINALE COM V OU F, O EFEITO DESSAS OPERAÇÕES NO ENCERRAMENTO DO EXERCÍCIO :


( )um aumento nas disponibilidades (Ativo) de $ 20.500;
( )receitas de serviços no valor de $ 25.500;
( )receitas de serviços no valor de $ 25.000;
( )uma exigibilidade (Passivo) de $ 8.500;
( )uma exigibilidade (Passivo) de $ 3.500;
8

12. Numa empresa que iniciou suas atividades em 2008, constatamos os seguintes
saldos contábeis em 31.12.2008:
RECEITA NO E XERCÍCIO $ 860.000
DESPESA CONSUMIDA $ 390.000
RECEITA RECEBIDA NO E XERCÍCIO $ 400.000
DESPESA PAGA NO E XERCÍCIO $ 300.000
APURE O RESULTADO DO EXERCÍCIO PELO REGIME DE COMPETÊNCIA E PElo regime de caixa em
31.12.2008.

13. Considerando o exercício anterior (nº. 12), admita que em 2009 a empresa recebeu
suas duplicatas, pagou suas despesas referentes ao exercício de 2008 e ainda teve uma
receita de $ 1.000.000 e despesa de $ 590.000, sendo que exatamente a metade da
receita foi recebida e a metade da despesa foi paga. Pede-se:
• o saldo de Contas a Receber e Contas a Pagar em 31.12.2009;
• o resultado do exercício pelo Regime de Competência; e
• o resultado do exercício pelo Regime de Caixa.

14. A Cia. HPex apresenta, no exercício de 2009, uma receita de $ 9.600.000. Desta
receita, $ 3.900.000 estão ainda em forma de duplicatas a receber. Estatisticamente,
constata-se que a empresa perde anualmente com seus clientes (duvidosos) 10% das
Duplicatas a Receber. Sem considerar as despesas com créditos de liquidação
duvidosa, a contabilidade apurou uma despesa total de $ 7.610.000. Calcule o lucro da
Cia. HPex em 2009 (considerando Créditos de Liquidação Duvidosa).

15. A Cia. Júnior pagou ao Banco da Esquina S.A. encargos financeiros de $ 3.600 em
30.06.2010, correspondente ao empréstimo de um ano contraído em 30.06.2009. Qual
foi a despesa de juros, pelo regime de competência, referente ao ano de 2009?

16. A Cia. Cotrefal iniciou o ano de 2009 com a seguinte situação:

CIA. COTREFAL
BALANÇO PATRIMONIAL
em 31.12.2008
ATIVO PASSIVO e PL
Caixa $ 1.000.000 Capital Social $ 1.200.000
Móveis e Utensílios $ 200.000
Total $ 1.200.000 Total $ 1.200.000

NESSE ANO A EMPRESA VENDEU À VISTA$ 1.000.000. PAGOU TAMBÉM À VISTA $ 120.000 DE
MATERIAL DE ESCRITÓRIO . FEZ UM CONTRATO DE Seguro com vigência de 01.05.2009 a
30.04.2010, pagando à vista um prêmio de $ 180.000. No final do ano constatou-se
que houve um consumo de material de escritório de $ 50.000. A taxa de depreciação de
móveis e utensílios é de 10% a.a. Apresente a DRE e o BP em 31.12.2009.

17. Cia. Constituição


Considere as seguintes informações:
•02.01.09 Os sócios subscreveram um capital de $ 10.000, porém nada integralizaram,
ou seja, nada realizaram em dinheiro nessa data;
9

•05.01.09 O capital foi totalmente integralizado pelos sócios. Foram depositados $


10.000 no Banco da Esquina S.A.;
•02.02.09 Os sócios adquiriram móveis e utensílios à vista (pagamento em cheque) por
$ 3.000;
•15.04.09 Compraram estoques, a prazo, por $ 15.000;
•21.07.09 Conseguiram empréstimos bancários para amortizar em dois anos no valor
de $ 20.000;
•01.08.09 Adquiriram veículos por $ 50.000, sendo que no ato pagaram $ 25.000; o
restante será quitado no final de 6 meses;
•14.10.09 Compraram a prazo material de escritório no valor de $ 2.500;
•03.11.09 Quitaram 30% do material de escritório (pagamento em cheque).

Outras informações:
•Vendas no período no montante de $ 65.000 (recebimento em cheque).
•A empresa quitou totalmente seus fornecedores.
•Depreciação de Veículos = 20% a.a.
•Depreciação de Móveis e Utensílios = 10% a.a.
•Os estoques e o material de escritório foram totalmente consumidos.

Apresente a DRE e o BP em 31.12.2009.

18. No primeiro mês de operações da Cia. Iniciante, o Relatório de Apuração do


Resultado apontou lucro. Com os dados apresentados na Apuração do Resultado pelo
Regime de Competência, complete o Balanço Patrimonial em 30.04.2010.

Cia. Iniciante - Apuração do Resultado em 30.04.2010


Receita total (a prazo) $ 10.000
Despesas de salários (ainda não pagos) $ (3.000)
Juros incorridos no mês (financiamento $10.000 x 10%) $ (1.000)
Material de escritório consumido (estoque inicial $3.000) $ (1.000)
Depreciação de Veículos (20% x 1/12 x $12.000) $ (200)
Lucro Líquido em 30.04.2010 $ 4.800

Cia. Iniciante
Balanço Patrimonial em 30.04.2010
ATIVO PASSIVO e PL
AC PC
Caixa $ 5.000 Salários a Pagar
Dupls. Receber Juros a Pagar
Mat. Escritório
Total AC Total PC
ANC PNC - ELP
Imobilizado Financiamentos
Terrenos $ 10.000 Total PNC
Veículos PL
(-)Deprec.Acum. Capital Social $ 20.000
Total ANC Lucros Acumul.
10

Total PL
TOTAL TOTAL

19. A Cia. Sto. Amaro da Purificação iniciou suas atividades em 01.04.2010 com um
capital social de $ 260.000, aplicados da seguinte forma: 10% em Caixa; 20% em
depósitos bancários de livre movimentação; 20% em estoques de peças; 15% em
aplicações financeiras de longo prazo; 30% em equipamentos e o restante em móveis e
utensílios. Durante o mês de abril obteve receitas no montante de $ 38.000 (60% à
vista), e incorreu em despesas diversas no total de $ 7.300 (55% à vista). A taxa de
depreciação do imobilizado é de 10% a.a. e o estoque final representa 70% do valor
investido inicialmente. Apresente a DRE e o BP em 30.04.2010.

20. A Cia. QueroTudo iniciou suas atividades em 01.04.2010 no ramo de revenda de


autopeças. Seu capital social, no valor de $ 1.800.000, foi constituído da seguinte
forma: $ 300.000 em imóveis, $ 400.000 em equipamentos, $ 400.000 em dinheiro, $
200.000 em veículos e o restante a ser integralizado no prazo de 90 dias. As transações
ocorridas no mês de abril são as seguintes: (1) aquisição de instalações à vista, no
valor de $ 100.000; (2) aquisição de peças para revenda, nas seguintes condições: $
200.000 em dinheiro, $ 100.000 a vencer em 30 dias e $ 100.000 a vencer em 90 dias;
(3) venda do imóvel por $ 400.000 à Cia. QueroNada, tendo recebido $ 100.000 à
vista; (4) venda de $ 200.000 de peças para a Cia. Dinâmica, pelo preço de custo,
sendo 30% à vista; (5) depósito de $ 200.000 no Banco da Esquina S/A.; (6)
recebimento de um veículo no valor de $ 200.000 como parte do pagamento do imóvel
vendido; (7) pagamento de $ 100.000, em cheque, aos fornecedores de peças; (8) o
comprador do imóvel, na impossibilidade de saldar suas dívidas, entregou um
equipamento no valor de $ 100.000. Estruture a DRE e o BP em 30.04.2010.

21. A Cia. Competência iniciou suas atividades em 01.04.2010 com Capital Social de $
300.000, aplicados da seguinte forma: 20% no Disponível, 30% em Estoques para
Revenda, 20% em Equipamentos, 20% em Veículos e 10% em Aplicações Financeiras
de Curto Prazo. Durante o mês de abril de 2010 a empresa vendeu 50% de seus
estoques por $ 55.000 (à vista), e incorreu em despesas diversas no total de $ 25.000,
sendo 70% pagos no ato. Estruture a DRE e o BP em 30.04.2010.

22. A Cia. NadaQuero iniciou suas atividades em 01.04.2010 com um Capital Social
de $ 450.000 aplicados da seguinte forma: 20% em Bancos Conta Corrente, 40% em
Estoques, 20% em Aplicações Financeiras de Longo Prazo e, 20% em Equipamentos.
Durante o mês de abril vendeu 70% do estoque por $ 150.000 a prazo e, incorreu em
despesas diversas no valor de $ 24.500 (40% pagos no ato). No final do mês, a
empresa efetuou a depreciação de seus equipamentos a taxa de 10% a.a. e adquiriu
estoques no valor de $ 45.000, sendo 80% a vista. Estruture a DRE e o BP em
30.04.2010.

23. A Cia. DaMata iniciou suas atividades em 01.02.2009, com capital social de $
20.000, sendo $ 10.000 aplicados em caixa, $ 5.000 em móveis e utensílios e $ 5.000
em mercadorias para revenda. Durante o ano a empresa vendeu a prazo todo o seu
estoque de mercadorias por $ 10.000 e pagou despesas diversas de $ 5.000. Adquiriu
11

mercadorias para revenda (reposição de estoque) no montante de $ 6.500, sendo 50% a


vista e o restante para pagamento em 60 dias. Apresente a DRE e o BP em 31.12.2009

24. Com base no exercício nº. 23, o custo da mercadoria vendida foi de:
a) $ 3.250
b) $ 6.500
c) $ 5.000
d) $ 1.750

25. Em 01.09.2010 a FoxCar Ltda. foi constituída com capital social de $ 9.000, sendo
$ 4.000 em imóveis e $ 5.000 em dinheiro. Durante o mês de setembro ocorreram as
seguintes transações: (03/09) Compra de móveis e utensílios, à vista, no valor de $
300; (08/09) Aquisição de instalações para a loja de peças no valor de $ 2.100, sendo $
1.000 à vista e o restante para 30 dias; (14/09) Compra de mercadorias para revenda, à
vista, no valor de $ 900; (16/09) Compra de equipamentos a prazo no valor de $ 800;
(24/09) Pagamento do restante das instalações adquiridas em 08/09; (25/09) Venda de
todo o estoque por $ 1250, a prazo; (29/09) Pagamentos dos equipamentos adquiridos
em 16/09; e (30/09) Abertura de conta corrente no Banco da Esquina com 60% dos
recursos em Caixa. As despesas diversas incorridas pela empresa no mês de setembro
foram de $ 550, e serão pagas até 10.10.2010. Pede-se: a DRE e o BP em 30.09.2010.