Você está na página 1de 4

Matriz de atividade individual*

Módulo: Conhecimento e Competência Fórum: Competência e


Desempenho
Título: Treinamentos e Desenvolvimentos
Aluno: Milla Pessimílio Caser
Disciplina: Gestão de Pessoas Turma: MBA Rio13 – Turma B
Introdução

Ao oferecer treinamento e desenvolvimento aos seus funcionários, uma


empresa busca disseminar seus idéias, tornar mais forte sua visão e sua
missão. A empresa mostra aos seus funcionários que valoriza o que tem
“dentro de casa” e busca assim, evitar que eles se sintam desprestigiados
e busquem novos rumos.

O trabalho que segue tem como objetivo fazer uma simples análise
sobre treinamento e desenvolvimento e relacionar a importância dos dois
com o sucesso da empresa.

Distinção entre treinamento e desenvolvimento e importância de cada um

Entende-se por treinamento o preparo voltado para o hoje, ou seja, o


treinamento é um aprendizado institucional, tem o objetivo de preparar o
funcionário para o mercado de trabalho, para o seu cargo.

Serve também como forma de motivar e incentivar os funcionários da


empresa, mas para tanto, seu método tem que ser bem claro e objetivo, os
funcionários devem estar cientes do que para que estão sendo treinados,
incorporando assim o espírito de equipe e vestindo a camisa da empresa.

Já o desenvolvimento, diz muito respeito ao futuro, seja ele dentro da


empresa ou na vida pessoal do funcionário, diz respeito ao que o indivíduo
ainda não possuiu.

Consequências de um treinamento inadequado ou inexistente

A falta de treinamento ou até mesmo a aplicação de um treinamento


inadequado, gera consequências negativas na pessoa a quem foi dirigido e
em quem está a volta dessa pessoa.

1
Quando se treina uma pessoa para uma função, mas esse treinamento
não adequado, não é objetivo, o treinado não incorpora o espírito da
função, sendo assim, ele não sabe ao certo o que deve e o que não deve ser
feito por ele, faz o que acredita ter que fazer, mas que muitas fezes não é o
desejado/esperado pela equipe ou empresa (no caso de atividades
individuais).

Ao deixar de oferecer um treinamento ou oferecer um inadequado, há


um grande risco de o profissional desenvolver suas funções de forma
totalmente contrária as expectativas geradas em torno do mesmo.

Um exemplo que acredito ser válido é o exemplo dos policiais. Muito são
“lançados” na rua sem o mínimo de preparo, muitas vezes pela
necessidade de patrulhamento, e conseqüência disso, são as ações
realizadas por eles que em alguns casos, acabam de forma desastrosa, pois
sem um preparo adequado, eles acabam agindo no impulso, e assim, gerão
consequências graves, como por exemplo, um policia do BOPE confundiu
uma furadeira com uma arma e atirou em um homem que estava pregando
uma lona no terraço de sua casa.

Nesse caso, a falta de treinamento acarretou na morte de um pai de


família e certamente trouxe transtornos para a vida desse policial, que se
tivesse sido treinado com mais prudência, sendo passado à ele as
instruções corretas de como agir em casos semelhantes, não cometeria
brutal erro.

Tipos de treinamento que destaquem os princípios da organização e


valorizem seus funcionários

Dentre vários tipos de treinamentos, podemos destacar alguns:

a) Treinamento para o serviço – é a capacitação voltada para as


competências dos diversos cargos e ambientes organizacionais que
compõem o quadro da empresa, que tem como objetivo, suprir
carências nos conhecimentos e nas habilidades dos funcionários;

b) Desenvolvimento humano – busca potencialização das habilidades e


atitudes de cada um dos funcionários para um melhor desempenho
de suas competências pessoais e profissionais;

2
c) Gerencial – objetiva aprimorar os conhecimentos, habilidades e
atitudes na área gerencial, visando a atualização permanente e
incorporação de novas tendências de gestão.

Vantagens competitivas obtidas pelas organizações por meio do


treinamento e desenvolvimento adequado de seus funcionários

Quando uma organização se propõe a oferecer à seus funcionários


treinamentos e desenvolvimentos adequados, certamente ela irá ter
ganhos.

Primeiro de tudo, deixando claro os objetivos do treinamento e do


desenvolvimento, ela estará levando à todos os seus funcionário os ideais,
princípio, sonhos, metas, a visão e a missão da empresa, deixando todos
em total sintonia com o que a empresa é e quer.

Certamente ela irá desenvolver as competências e habilidades já


existentes em seu grupo e que por motivos inúmeros não são usadas como
deveriam ser, assim, sua equipe passará a ser melhor do que já se
encontra.

Além disso, o treinamento e o desenvolvimento ajuda e muito a se


questionar e repensar no ambiente de trabalho, no comportamento de cada
membro com sua equipe e vice-versa.

Um treinamento adequando muda o comportamento de toda uma


equipe, faz com que o trabalho renda mais, melhora o nível de
comunicação e integração entre todos da equipe.

Certamente uma empresa que investe no treinamento e


desenvolvimento de seus colaboradores obtém resultados que ultrapassam
as barreiras financeiras.

Conclusão

No atual contexto, uma empresa que não investe na capacitação de seus


funcionários ou faz de forma errônea, certamente terá prejuízo no futuro.

3
Quando não se treina ou se faz de forma inadequada, as competências
existentes dentro de uma empresa se sentem preteridas e buscam espaço
para crescer, e certamente esse espaço será encontrado em uma empresa
que treina, que desenvolve.

Conclui-se que para fazer com que seus funcionários cresçam e por
consequência cresça junto, a empresa deve investir sempre em
treinamento de suas competências e no desenvolvimento pessoal de cada
um de seus funcionários, gerando assim uma visão uniforme dentro da
organização.

Referências bibliográficas

COELHO, Monica. T&D: Um Diferencial Competitivo. Disponível em:


http://www.rhportal.com.br/artigos/wmview.php?idc_cad=j2ghapjdv.
Acesso em: 16 de dez. de 2010.

MANCIOLA, Carolina. Como desenvolver um treinamento aplicável e conectado.


Disponível : http://www.rhportal.com.br/artigos/wmview.php?
idc_cad=8tudf3uvr. Acesso em: 17 de dez. de 2010.

MARTINS, Debora. Treinamento e desenvolvimento: a quem interessa? Disponível


em: <http://deboramartins.blogspot.com/2006/06/treinamento-e-
desenvolvimento-quem.html>. Acesso em: 03 jan. 2008.

PERES, Angelo. Treinamento e desenvolvimento de pessoas. Disponível em:


<http://internativa.com.br/artigo_rh_03.html>. Acesso em: 08 dez. 2006.

SANTOS, Rafael Favil. Gestão de pessoas: o papel de Treinamento e


Desenvolvimento. Disponível em: <http://institutojetro.com.br/lendoartigo.asp?
t=5&a=173>. Acesso em: 03 jan. 2008.

SILVA, Ângela. Treinamento Produtivo. Disponível em:


http://www.rhportal.com.br/artigos/wmview.php?idc_cad=zglbrjj0h. Acesso em:
17 de dez. de 2010.

*Esta matriz serve para a apresentação de trabalhos a serem desenvolvidos segundo ambas as linhas de
raciocínio: lógico-argumentativa ou lógico-matemática.