Você está na página 1de 17

Estudo de caso: queda de tensão no circuito de CC segu... https://canalsolar.com.br/estudo-de-caso-queda-de-tensa...

Quem Somos Parceiros Forum 11 de novembro de 2021

Entre em Contato Privacidade Minha Conta     

Receber No Brasil
Email * Boletim
Buscar no Canal Solar 
Hoje LOGIN

GC
4.47GW

Estudo de caso:
HOME NOTÍCIAS ARTIGOS queda
ESPECIAIS de
 tensão
GUIA noSOLAR
DO CONSUMIDOR
 circuito

GUIA DE EMPRESAS REVISTA WEBINÁRIOS PODCASTS
de CC segundo a NBR 16690 CURSOS

Entenda a queda de tensão no circuito de corrente contínua explorando


um caso real

Autor: Marcelo 25 de julho de Artigos


Villalva 2020 técnicos

A concepção do sistema fotovoltaico deve considerar diversos aspectos técnicos


como a bitola e o comprimento do cabo, a queda de tensão no circuito e as 
di�culdades que podem ser encontradas na realização da obra física.

1 of 17 11/11/21, 11:51
Estudo de caso: queda de tensão no circuito de CC segu... https://canalsolar.com.br/estudo-de-caso-queda-de-tensa...

fotovoltaicos ou ao lado do ponto de alimentação da propriedade?

Uma análise de perdas indica que a melhor solução seria o posicionamento dos
inversores perto do ponto da entrada da propriedade. Isso minimiza as perdas
de geração, pois encurta o cabeamento de corrente alternada e faz as distâncias
maiores serem percorridas pelo circuito de corrente contínua, no qual a tensão é
mais elevada e a corrente é reduzida.

O sistema fotovoltaico foi instalado em uma propriedade rural onde existe uma
distância considerável da área de construção até o ponto de alimentação.
Preferiu-se não realizar a conexão do sistema fotovoltaico no circuito interno da
construção, por ser uma instalação antiga.

A conexão de sistemas fotovoltaicos em quadros de distribuição existentes,


sobretudo em instalações antigas ou mal dimensionadas, frequentemente
incorre em problemas de variação de tensão e desligamento indesejado dos
inversores.

Figura 1: Situação do sistema fotovoltaico e trajeto a ser percorrido


para a conexão à rede elétrica

2 of 17 11/11/21, 11:51
Estudo de caso: queda de tensão no circuito de CC segu... https://canalsolar.com.br/estudo-de-caso-queda-de-tensa...

Figura 2: Disposição das strings sobre o telhado da construção

Na Figura 2 observamos o posicionamento das strings sobre o telhado. Foi


empregado um inversor com 12 entradas de MPPT. O circuito mais longo,
denominado MPPT1, tem um comprimento total (considerando os cabos positivo
e negativo) de 920 metros. É sobre este circuito que vamos realizar nossa análise
de queda de tensão. As distâncias de cada string até o inversor são mostradas na
Tabela 1, logo a seguir.

Tabela 1 – Distâncias das strings ao inversor:

O problema da queda de tensão

3 of 17 11/11/21, 11:51
Estudo de caso: queda de tensão no circuito de CC segu... https://canalsolar.com.br/estudo-de-caso-queda-de-tensa...

As duas se complementam, sendo que a norma NBR 16690 diz respeito mais
propriamente aos circuitos de corrente contínua, cujas especi�dades não eram
abordadas na primeira norma citada. A queda de tensão percentual em um
circuito de corrente contínua é calculada como:

Queda (%) = Delta_V / U

Delta_V = R x I

R=r*C

Delta_V é a queda de tensão no circuito (V), U é a tensão da fonte (V), R é a


resistência do condutor (ohms), I é a intensidade da corrente elétrica (A), C é o
comprimento total do circuito (m) e r é a resistência por unidade de
comprimento (ohms/m) do cabo encontrada no catálogo do fabricante.

4 of 17 11/11/21, 11:51
Estudo de caso: queda de tensão no circuito de CC segu... https://canalsolar.com.br/estudo-de-caso-queda-de-tensa...

Qual seria o problema de uma elevada queda de tensão no circuito CC? A


resposta é apenas uma: perda de geração. Quedas de tensão ocasionam perdas
de energia que acompanham o sistema fotovoltaico em toda a sua vida útil.
Entretanto, perdas sempre vão existir e só podem ser minimizadas com a
ampliação das bitolas dos cabos, o que consequentemente onera e di�culta as
instalações.

Premissas do projeto
Duas opções de bitola eram possíveis: 6 mm2 ou 10 mm2. Com a bitola de 6 mm2
as conexões seriam facilitadas, pois as entradas do inversor empregado no

projeto possuem receptáculos para conectores de até 6 mm2, como mostra a


ilustração da Figura 4.

Na Figura 4 vemos que o inversor possui 6 MPPTs e 12 entradas para a conexão


de circuitos, sendo duas entradas por MPPT. Neste projeto cada string foi ligada
a uma das 12 entradas. Os conectores MC4 são padronizados em duas versões:

bitolas de 1,5 e 2,5 mm2, 4 e 6 mm2 e 10 mm2, como se pode ver na Tabela 2 a
seguir.

5 of 17 11/11/21, 11:51
Estudo de caso: queda de tensão no circuito de CC segu... https://canalsolar.com.br/estudo-de-caso-queda-de-tensa...

Figura 4: Ilustração da área de conectorização dos circuitos de


corrente contínua do inversor MAX 75KTL3 LV

Tabela 2 – Bitolas padronizadas dos conectores MC4:

6 of 17 11/11/21, 11:51
Estudo de caso: queda de tensão no circuito de CC segu... https://canalsolar.com.br/estudo-de-caso-queda-de-tensa...

de 6 mm e r = 1,95 ohms/km para o cabo de 10 mm .

Neste projeto, com 20 módulos em série, com tensão de máxima potência


individual de 40,3 V em STC, totaliza-se a tensão de 806 V. A queda de tensão
admissível seria, portanto: 3% x 806 = 24,18 V. Na condição de carga máxima a
corrente de cada string é I = 11 A.

Esse número foi encontrado pela divisão da corrente total (132 A, conforme  a
Figura 5) pelo número de strings, que é 12. A condição de carga máxima foi
obtida a partir do dimensionamento do sistema no PVSyst.

7 of 17 11/11/21, 11:51
Estudo de caso: queda de tensão no circuito de CC segu... https://canalsolar.com.br/estudo-de-caso-queda-de-tensa...

Com todos os dados em mãos podemos proceder ao cálculo da queda de tensão

para o cabo de 6 mm2:

r = 3,39 ohms/km ; C = 0,92 km ; I = 11 A ; U = 806V

8 of 17 11/11/21, 11:51
Estudo de caso: queda de tensão no circuito de CC segu... https://canalsolar.com.br/estudo-de-caso-queda-de-tensa...

9 of 17 11/11/21, 11:51
Estudo de caso: queda de tensão no circuito de CC segu... https://canalsolar.com.br/estudo-de-caso-queda-de-tensa...

10 of 17 11/11/21, 11:51
Estudo de caso: queda de tensão no circuito de CC segu... https://canalsolar.com.br/estudo-de-caso-queda-de-tensa...

11 of 17 11/11/21, 11:51
Estudo de caso: queda de tensão no circuito de CC segu... https://canalsolar.com.br/estudo-de-caso-queda-de-tensa...

12 of 17 11/11/21, 11:51
Estudo de caso: queda de tensão no circuito de CC segu... https://canalsolar.com.br/estudo-de-caso-queda-de-tensa...

13 of 17 11/11/21, 11:51
Estudo de caso: queda de tensão no circuito de CC segu... https://canalsolar.com.br/estudo-de-caso-queda-de-tensa...

14 of 17 11/11/21, 11:51
Estudo de caso: queda de tensão no circuito de CC segu... https://canalsolar.com.br/estudo-de-caso-queda-de-tensa...

15 of 17 11/11/21, 11:51
Estudo de caso: queda de tensão no circuito de CC segu... https://canalsolar.com.br/estudo-de-caso-queda-de-tensa...

16 of 17 11/11/21, 11:51
Estudo de caso: queda de tensão no circuito de CC segu... https://canalsolar.com.br/estudo-de-caso-queda-de-tensa...

17 of 17 11/11/21, 11:51

Você também pode gostar