Você está na página 1de 4

Protocolos X.

25 e Frame Relay
Daniel Belém, Daniel Carvalho e Vinícius Neves

RESUMO
O protocolo X.25 permite o acesso a redes públicas ou privadas operando com a
comutação de pacotes sendo orientado a bit. É baseando em uma estrutura analógica e sua
função é gerenciar pacotes organizando as informações. O protocolo X.25 garante a entrega de
dados, porém com o passar do tempo se tornou obsoleto por causa da baixa velocidade.
O protocolo de rede chamado Frame-Relay, veio para substituir o protocolo X25 e trouxe
diversos benefícios em comparação a este. O Frame Relay é um protocolo mais rápido em
relação ao X.25, e possui um excelente esquema de priorização e controle de congestionamento.
Permite que uma grande variedade de aplicações utilize essa tecnologia, aproveitando-se de sua
confiabilidade e eficiência no uso de banda.

ABSTRACT
The X.25 protocol allows access to public or private networks operating with packet
switching is driven by bit. It is based on an analogical structure and its function is to
manage packages organizing information. The X.25 protocol guarantees delivery ofdata,
but over time became obsolete because of the low speed.
The network protocol called Frame-Relay, came to replace the X25 protocol and has
brought several benefits compared to this. Frame Relay is a faster
protocol over theX.25, and has an excellent scheme for prioritization and congestion
control. Allows awide variety of applications using this technology, taking advantage of its
reliability andefficiency in bandwidth usage.

1. INTRODUÇÃO
O X.25 é um protocolo de rede que surgiu no ano de 1970 e dominou claramente as
comunicações WAN durante muitos anos. O protocolo X.25 é baseando em uma estrutura
analógica e sua função é gerenciar pacotes organizando as informações. Na década de 1980, as
redes X.25 começaram a ser substituídas por um novo protocolo de rede chamado Frame-Relay,
que trouxe diversos benefícios em comparação ao X.25, como por exemplo a eliminação dos
controles de erros e fluxo existentes no X25, diminuindo o overhead e permitindo a utilização de
um protocolo mais simples.
Além disso, o Frame Relay é um protocolo mais rápido em relação ao X.25, possuindo
assim um excelente esquema de priorização e controle de congestionamento, muito utilizado para
comunicação de Voz e Vídeo.
Neste artigo será abordado os principais pontos destes protocolos de rede, suas vantagens
e características.

2. X.25
O protocolo X.25 permite o acesso a redes públicas ou privadas operando com a
comutação de pacotes sendo orientado a bit.
O nível físico é especificado pela interface: DTE (Data terminal Equipment) e DCE (Data
Circuit Terminating Equipment). A comunicação de dados, entre os equipamentos como
computadores, terminais e portas de computador são chamados de (DTEs) e os modems, switch,
roteadores e outros dispositivos de comunicação são conhecidos como (DCEs).
O X.25 trabalha com três camadas do modelo OSI:
 Camada Física: define as características mecânicas e eléctricas da interface do
Terminal e da Rede
 Camada de Enlace: responsável por iniciar, verificar e encerrar a transmissão dos
dados na ligação física entre o DTE e o DCE. Responsável pelo sincronismo, detecção
e correcção de erros durante a transmissão.
 Camada de Rede: responsável pelo empacotamento dos dados. Define se a
transmissão será realizada por Circuito Virtual Comutado ou por Circuito Virtual
Permanente.
No protocolo de rede X.25 as ligações podem ocorrer em dois tipos de canais lógicos
(logical channels) sendo eles o (SVCs) e o (PVCs).
(SVCs) - Circuito Virtual Comutado: Os SVCs funcionam de uma forma semelhante às chamadas
telefónicas; é estabelecida uma ligação, os dados são transferidos e a ligação é terminada. Ou
seja, SVC é uma conexão temporária, estabelecida somente no momento da comunicação.
(PVCs) - Circuito Virtual Permanente: Um PVC é semelhante a uma linha alugada/dedicada dado
que a ligação está sempre ativa. A ligação lógica é estabelecida de uma forma permanente. Por
esta razão, os dados podem ser sempre transmitidos sem necessidade de estabelecer a ligação.
Ou seja, PVC é uma conexão permanente, não existe a necessidade de realizar uma chamada
para estabelecer conexão.
No Brasil, as redes X.25 são administradas e operadas por empresas de telefonia,
operadoras de telecomunicações.Os serviços X.25 perderam espaço devido aos sistemas de
interligação baseados em Frame Relay e ADSL, pois a maioria das redes X.25 possuem
velocidades de até 64 Kbps, o que as tornam obsoletas nos dias de hoje.

3. Frame Relay
O Frame Relay é uma eficiente tecnologia de comunicação de dados de alta velocidade
usada para transmitir a informação digital de maneira rápida e com baixo custo, através de uma
rede de dados, dividindo essas informações em frames. Essa tecnologia é usada em muitas redes
ao redor do mundo para interligar aplicações do tipo LAN, SNA, Internet e Voz. Seu
desenvolvimento teve inicio no fim da década de 80 e início da década de 90.
O frame-relay é uma técnica de comutação de quadros efetuada de maneira confiável,
considerando as seguintes caractéristicas: Redes locais com um serviço orientado a conexão,
operando no nível 2 do modelo OSI, com baixo retardo e sem controle de erro nos nós.
Sua tecnologia utiliza uma forma simplificada de chaveamento de pacotes, que é
adequada para computadores, estações de trabalho e servidores de alta performance que operam
com protocolos inteligentes, tais como SNA e TCP/IP.
Isto permite que uma grande variedade de aplicações utilize essa tecnologia, aproveitando-
se de sua confiabilidade e eficiência no uso de banda. Permitindo que um ponto se comunique
com vários outros e, ao invés de alocar uma faixa fixa da banda, o frame relay toma toda a banda
para realizar transmissões curtas.
Permite também o compartilhamento de largura de banda por muitos usuários, criando
largura instantânea, de acordo com a demanda, num processo chamado „anexação‟.
Estes pacotes são chamados quadros (ou frames) e cada quadro possuem as informações
necessárias para ser enviado ao destino correto.
Embora não confiável, principalmente por não oferecer confirmação de entrega foi
desenvolvida visando exclusivamente a velocidade.
O frame relay é muito utilizado e de grande aceitação, devendo isso à confiabilidade das
redes atuais e a existência de camadas superiores de softwares que podem oferecer a
confiabilidade faltante no frame relay.
O serviço frame-relay é oferecido normalmente como:
 Frações de canais T1/E1
 Taxas completas de T1/E1
 Canais T1 velocidade de 1,544 Mbps, padrão usado nos Estados Unidos
 Canais E1 velocidade de 2 Mbps, padrão usado no Brasil e na Europa
 Alguns vendedores oferecem frame relay até taxas T3: 45 Mbp.
4. X.25 x Frame Relay

O protocolo X.25 é confiável, sendo estável e seguro. É um protocolo que numera,


confirma e supervisiona cada pacote transportado fazendo até com que os pontos de comutação
da rede transmitam novamente os pacotes que se perdem pelo caminho até os destinatários
finais. Esta característica protege os dados, mas também exige comprometimento de recursos de
computação e comunicação, que são caros.
Ao contrário do X.25, o frame relay acredita na confiabilidade e na ausência de ruídos dos
sistemas de comunicação atuais, diminuindo o código extra armazenado para organização do
programa (overhead), aumentando assim a taxa de rendimento (throughput), tudo isso a um custo
mais baixo, sem comprometimento desnecessário dos dados.
A preocupação maior quando implementando uma rede de arquitetura frame relay é
minimizar a perda dos quadros transmitidos. Isto porque, mesmo sendo possível que os terminais
possam recuperar os quadros perdidos, a retransmissão destes pacotes só agravará os
problemas de congestionamento, no caso da perda dos quadros ser ocasionada devido a um
congestionamento na rede.

5. Vantagens x Desvantagens do Frame Relay em relação ao X.25


Vantagens do Frame Relay

Este protocolo, seqüencia o processo de comunicação. Uma redução na funcionalidade do


protocolo ao nível de interface usuário-rede, bem como no processamento interno da rede
resultam uma menor espera e maior vazão.
Com relação ao X.25, as principais vantagens do Frame Relay são a possibilidade de obter
maiores taxas de tráfego em aplicações que requerem a transferência de grandes volumes de
tráfego e a oferta de menores valores de delay de trânsito, com a consequente redução dos
tempos de resposta requerida por algumas aplicações interativas conversacionais. Em relação ao
modo circuito, a preferência pelo Frame Relay é basicamente de ordem financeira, requerendo
sempre uma análise prévia da configuração e das características e valores de tráfego da
aplicação a ser atendida.
O uso do Frame Relay reduz os custos de renovação das ferramentas e dos recursos de
acesso à Internet, pois aumenta a eficiência do equipamento já instalado, bem como do acesso às
informações. Como o Frame Relay é um protocolo no qual os dados são enviados em forma de
pacotes (de tamanho variável), isso garante ampla flexibilidade e grande eficiência no uso da
“largura da banda”, além de maior confiabilidade nos serviços de conexão, pois desenvolveu-se o
Frame Relay com base nos recursos da rede WAN e nas capacidades adicionais para complexos
ambientes de Internet.
As redes Frame Relay são utilizadas para conectar diversas redes LAN entre si, com
velocidades que podem variar de 2 a 45 Mbps. Temos como principais vantagens do uso do
Frame Relay tem-se o seguinte:
 Permite a integração de dados e voz;
 Facilidade de migração e interoperabilidade com o ATM;
 Capacidade flexível de multipontos;
 Custos mais baixos de conexões entre redes, pois pode-se obter múltiplas conexões
lógicas em um único meio físico;
 Os custos de equipamentos e de acesso são mais baixos - melhor desempenho, maior
acesso e menor complexidade da rede.
 A transmissão de dados ganha em desempenho;

Desvantagens do Frame Relay

A impossibilidade de se fazer um controle de fluxo de erro nó a nó (vale ressaltar que esta


funcionalidade pode ser implementada em um nível mais alto). Além disso, a falta de
confiabilidade é minimizada pelo aumento da confiabilidade de transmissão e roteamento. Outra
desvantagem é que o Frame Relay exige investimentos em uma estrutura de rede bastante
confiável, haja vista a inexistência de mecanismos intrínsecos de controle de erro durante o
envio/recebimentos dos pacotes de dados.
Vantagens do X.25

 Permite estabelecer comunicação simultânea com grande número de


outros equipamentos ligados a rede de pacotes (até 4095);
 A infra-estrutura do X.25 garante velocidade de até 2 mbps nas transmissões com acesso
dedicado;
 Alto grau de segurança.

Desvantagens do X.25

 Alto custo computacional;


 Alto custo de comunicação;
 Relativamente lento a transmitir pacotes;
 Pouco escalável.

6. Conclusão
Através deste trabalho pudemosperceber o grande avanço que houve do X.25 para o Frame
Relay, considerado por muitos o seu legítimo substituto. Graças as linhas mais confiáveis e aos
protocolos inteligentes das camadas superiores, foi possível estabelecer um protocolo simples de
camada de enlace, visando ganhar velocidade na transmissão. Esta possibilidade foi essencial na
união dos serviços oferecidos na área da comunicação, pois ajuda a diminuir a parte mais cara
dos projetos de rede, que é o meio físico.

7. Referências Bibliográficas

TORRES, GABRIEL, Redes de Computadores Curso Completo. Rio de Janeiro -2001

WIKIPEDIA (X25) disponível em: http://pt.wikipedia.org/wiki/X.25

WIKIPEDIA (Frame-Relay) disponível em: http://pt.wikipedia.org/wiki/Frame_relay

GTA UFRJ – http://www.gta.ufrj.br/~valentim/Relay.html

ANGELFIRE - http://www.angelfire.com/pro2/trc-unimonte/fernando/Unimonte-Aula6.pdf

TUTORIALS FRAME RELAY: http://www.logicengenharia.com.br/alunos/framerelay.pdf


http://teleco.com.br/tutoriais/tutorialfr/pagina_1.asp