Você está na página 1de 12

GRUPO SER EDUCACIONAL

CENTRO UNIVERSITÁRIO MAURÍCIO DE NASSAU


CURSO DE GRADUAÇÃO EM PEDAGOGIA
ANGELICA FERREIRA DA SILVA

PROJETO DE PESQUISA – TCC1

A IMPORTÂNCIA DE JOGOS E BRINCADEIRAS PARA O DESENVOLVIMENTO


DA CRIANÇA DA EDUCAÇÃO INFANTIL

Autazes/AM
2022
SUMÁRIO

1INTRODUÇÃO........................................................................................................ X
1.1Tema ................................................................................................................... X
1.1.2Delimitação do Tema ....................................................................................... X
1.2 Problema de Pesquisa ....................................................................................... X
1.3 Justificativa ......................................................................................................... X
2 OBJETIVOS .......................................................................................................... X
2.1 Objetivo Geral .................................................................................................... X
2.2 Objetivos Específicos ......................................................................................... X
3 FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA ............................................................................ X
4 PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS ............................................................. X
4.1 Caracterização do estudo .................................................................................. X
4.2 Universo da pesquisa.......................................................................................... X
4.3 Instrumentos de coleta de dados ....................................................................... X
5 REFERÊNCIAS ..................................................................................................... X
1 INTRODUÇÃO
A presente pesquisa tem como tema Jogos e Brincadeira na Educação
Infantil, que através do lúdico a criança se desenvolve de forma integral nos
aspecto emocional e cognitivo, adquirindo habilidades, autonomia e valores, além
desses recursos didáticos serem divertida e prazerosa para se obter uma
aprendizagem significativa.
O problema de pesquisa investigada neste trabalho concentra-se na
seguinte pergunta: Como se dá a inserção de jogos e brincadeiras nos processos
de ensino-aprendizagem na Educação Infantil?
A Educação Infantil é um espaço privilegiado para falar desse assunto,
afinal, dentro do sistema de ensino, a Educação Infantil, é um dos poucos lugares
onde o lúdico ainda é visto como apropriado, vale ressaltar a importância de jogos e
brincadeira na educação infantil, para que se ampliem as oportunidades e se torne
cada vez mais evidente os benefícios que os jogos e brincadeiras podem oferecer.
O tema proposto é de fundamental relevância, pois no artigo 29 da LBD
9394/96 diz que:
A educação infantil, primeira etapa da educação básica, tem como
finalidade o desenvolvimento integral da criança até 5 anos, em seus
aspecto físico, psicológico, intelectual e social, completando a ação da
família e da comunidade (BRASIL, 1996).

Diante da proposta da LBD para a educação infantil, temos que


reformular a prática pedagógica, transformando o cotidiano escolar num momento
prazeroso e, ao mesmo tempo, quando a criança se depara com jogos e
brincadeiras que vão levar ao desequilíbrio e, automaticamente, a uma
reconstrução do conhecimento. Já as Referencias Curriculares Nacionais da
Educação Infantil (1998), entendemos que o brincar é um processo expressivo para
o incremento de informações, de novidade nas aprendizagens e descobertas
infantis, como o brincar de construções de regras e o de faz-de-conta, esta última é
uma brincadeira que emprega extremamente a concentração da criança,
consentimento reviver período já existente, copiar adultos, criar narrativas,
permitindo o aumento da autonomia na realidade e criação da brincadeira, e o
Estatuto da Criança e do Adolescente confirma esses direitos na educação infantil.
A importância do brincar está ligada ao desenvolvimento da imaginação,
na fundamentação de afetos, exploração de habilidades e na medida em que
assumem vários papéis, concebem competências cognitivas e interativas, o brincar
faz parte da infância da criança e o lúdico deve estar inserido no processo
educativo principalmente na educação infantil.
As brincadeiras devem ser pensadas pelo o professor para possibilitar a
criança diversas maneiras de lidar com situações do cotidiano, sendo um mediador,
tendo clareza de sua posição e considerar o ato de brincar como meio de vivenciar
descobertas é o direito das crianças, reconhecida em leis e declarações, que não
reduzam o ato de brincar como perca de tempo, mas como abordagem de
experiências para a possibilidade do desenvolvimento integral das crianças.
A preocupação em alfabetizar na educação infantil é muito grande, é
comum na educação infantil preparar a criança para a primeira série, os
professores deixam de lado o lúdico ou trabalham jogos e brincadeiras de maneira
equivocada, devemos resgatar o prazer de aprender, pois a criança quando brinca,
deixa refletir não só sua formula de pensar ou sentir, mas também como ela
organiza a realidade.
Para o desenvolvimento de uma boa educação, essa pesquisa visa
apresentar os benefícios que os jogos e brincadeiras trazem para aprendizagem na
vida das crianças, ajudando os professores para contribuição de um ensino de
qualidade.
E para essa pesquisa falaremos sobre como se dá a inserção de jogos e
brincadeiras nos processos de ensino-aprendizagem, a importância de jogos e
brincadeira, analisar os vínculos a partir da inserção e examinar a prática do
professor no cotidiano da educação infantil.
O objetivo desse trabalho é ajudar as escolas juntamente com os
professores da educação infantil métodos, que possam agregar dentro do ensino-
aprendizagem, mostrando que os jogos e brincadeiras auxiliam para o
desenvolvimento das crianças.
A metodologia utilizada será de pesquisa bibliográfica qualitativa, tendo
como base da à fundamentação teórica, os livros de autores, Rosele Crepaldi
“Jogos e Brincadeiras” e Lucena “ Jogos brincadeira na educação infantil”, além de
artigos e sites, que falam sobre a importância dos jogos e brincadeiras para o
desenvolvimento da criança.
Esse trabalho esta organizado da seguinte forma: tema, delimitação do
tema, problemas de pesquisas, justificativas. Serão apresentados os objetivos geral
e específicos, logo após falaremos sobre s fundamentação teórica que possui os
seguinte subtítulo: O papel dos jogos e brincadeiras no desenvolvimento da
criança.

1.1 TEMA

Jogos e brincadeiras na Educação Infantil

1.1.1 Delimitação do Tema (título)

A importância de jogos e brincadeiras para o desenvolvimento da criança


da educação infantil

1.2 PROBLEMA DE PESQUISA

A necessidade de fazer uma reflexão, que na educação infantil ainda


precisamos melhorar nossos métodos de trabalho, esse projeto visa pesquisar
como se dá a inserção de jogos e brincadeiras nos processos de ensino-
aprendizagem na educação infantil?

1.3 JUSTIFICATIVA

O interesse por esse tema de pesquisa surgiu pela a experiência que


obtive através do estagio supervisionado na educação infantil, em escola pública
tradicional, onde observei que os métodos e a postura que os professores
utilizavam dentro da sala de aula era o método tradicional.
Esse projeto justifica-se pela necessidade de trabalhar de forma lúdica e
de vivências, estimulando o raciocínio lógico, a criatividade, ajudando as crianças
no seu processo de construção de conhecimento, Vygotsky, diz que:

Brincando e jogando, a criança aplica seus esquemas mentais à realidade


que a cerca, aprendendo-a e assimilando-a. Brincando e jogando, a criança
produz as vivências, transformando o real de acordo com seus desejos e
interesses. Por isso, pode-se dizer que, através do brinquedo e do jogo, a
criança expressa, assimila e constrói a realidade (VYGOTSKY, 1989, p. 25).

A importância do lúdico na vida da criança em sala de aula é essencial,


pois é o momento que os jogos e brincadeiras auxiliam as crianças aprender com
prazer, isso não é apenas diversão, mas também uma atividade de aprendizagem
para a criança, proporcionando um conhecimento próprio e a percepção do mundo
por meio das brincadeiras.
Essa pesquisa, portanto pretende contribuir do ponto social, porque é
uma pesquisa que vai trazer reflexões sobre jogos e brincadeiras na educação
infantil, que é um tema bastante recorrente atualmente, sobretudo no âmbito da
educação, todos precisam entender o que é jogos e brincadeiras e, como promover
esses recursos na educação infantil, para o desenvolvimento das crianças.
Acredita-se que essa pesquisa vai contribuir para o engrandecimento
acadêmico, por trazer um tema relevante de maneira clara e objetiva que trata de
um assunto importante no cenário educativo infantil brasileiro.

2 OBJETIVOS

Para se obter o resultado esperado nessa pesquisa, segue abaixo o


objetivo geral e específico para os estudos dessa pesquisa.

2.1 OBJETIVO GERAL

Analisar como se dá a inserção de jogos e brincadeiras nos processos de


ensino-aprendizagem na educação infantil.

2.2 OBJETIVOS ESPECÍFICOS

 Verificar a importância dos jogos e brincadeiras na educação infantil.


 Analisar os vínculos afetivos construídos a partir da inserção de jogos e
brincadeiras na educação infantil.
 Examinar a prática do professor no cotidiano da educação infantil

3 REVISÃO DE LITERATURA OU FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA


Nesse tópico será apresentada a base teórica para a o desenvolvimento
desse projeto, assim como citações de autores que reforçam a importância dessa
pesquisa.

3.1 O papel dos jogos e brincadeiras no desenvolvimento da criança

Quando abordamos assuntos relacionados à educação infantil, sabemos


que se trata da faixa etária de zero a cinco anos de idade, conforme a recente
definição da Lei. 11.114, 16 de maio de 2005.
No Brasil a educação infantil é um direito assegurado pela Constituição
Federal de 1988, assim nesta direção a Lei de Diretrizes e Bases da Educação
Infantil (LBD) Lei n° 9.394/96 na seção II denominada “Da Educação Infantil”
ressalta que, “A educação infantil, primeira etapa da educação básica, tem como
finalidade o desenvolvimento integral da criança de até cinco anos, em seus
aspectos físico, psicológico, intelectual e social, completando a ação da família e
comunidade” (BRASIL, 1996).
Ja Base Nacional Comum Curricular- (BNCC), diz que, na educação
infantil o brincar não é apenas um momento de distração, mas de aprendizado, por
isso essa proposta da BNCC para educação infantil vem recebendo atenção
especial.
As Diretrizes Curriculares Nacionais da Educação Infantil (DCNEI),
Resolução CNE/CEB n°5/2009, em seu Artigo 4/ diz:
A família e a escola precisam ser conscientizadas da importância que a
ludicidade pode trazer na vida da criança, que ali acontece os primeiros processos
de socialização e de aprendizagem.
O lúdico vem do latim e significa brincar, isso é muito amplo, não se trata
apenas do ato de brincar, o brincar é uma ação que possibilita aumentar a
capacidade de informação da criança, proporcionando um conhecimento próprio e a
percepção do mundo através das brincadeiras.

Definem a criança como sujeito histórico e de direitos, que, nas interações,


relações e práticas cotidianas que vivencia, constrói sua identidade pessoal
e coletiva, brinca, imagina, fantasia, deseja, aprende, observa, experimenta,
narra, questiona e constrói sentidos sobre a natureza e a sociedade,
produzindo cultura (BRASIL I; 2010)
A aceitação e a utilização de jogos e brincadeiras como estratégia no
processo de ensinar e do aprender vêm ganhando força entre os educadores e
pesquisadores nestes últimos anos, por considerarem, em sua grande maioria uma
forma de trabalho pedagógico que estimula o raciocínio e favorece a vivência de
conteúdos e a relação situações do cotidiano. A importância de jogos e brincadeiras
na vida da criança fica explicita nas palavras de Queiroz, Maciel e Branco, quando
afirma que:
A partir da brincadeira, a criança constrói sua experiência de se relacionar
com o mundo de maneira ativa, vivencia experiências de tomadas de
decisões. Em um jogo qualquer, ela pode optar por brincar ou não, o que é
característica importante da brincadeira, pois oportuniza o desenvolvimento
da autonomia, criatividade e responsabilidade quanto suas ações
(QUEIROZ, MACIEL E BRANCO, 2006, p. 170).

É pelos os jogos e brincadeiras que a criança se descobre, descobre o


outro, se relaciona com o outro, começar a resolver problemas, aprende a esperar
sua vez, aprende a ouvi, começar a desenvolver seu pensamento crítico,
construindo o seu conhecimento. A criança que brinca livremente, no seu nível, à
sua maneira, não está apenas explorando o mundo ao seu redor, mas também
comunicando sentimentos, ideias, fantasias, intercambiando o real e o imaginário.

Desde muito cedo o jogo na vida da criança é de fundamental importância,


pois quando ela brinca, explora e manuseia tudo aquilo que está a sua volta,
através de esforços físicos e mentais e sem se sentir coagida pelo adulto,
começa a ter sentimentos de liberdade, portanto, dando real valor e atenção
às atividades vivenciadas naquele instante. (CARVALHO, 1992, P.14).

Atualmente os jogos e brincadeiras estão presentes no cotidiano das


crianças, mas infelizmente ainda existem alguns casos que esses recursos ainda
não é valorizado, como deveria ser, deixando muito a desejar, não reconhece a real
importância dos jogos e brincadeira no desenvolvimento da criança na educação
infantil, permanecem com uma gama de atividades repetitivas,
descontextualizadas, tendo finalidade o desenvolvimento da coordenação motora,
através do treinamento manual e conceitos decorados.
Brincar é sem duvida uma forma de aprender, mas é muito mais que isso.
Brincar é experimentar-se, relacionar-se, imaginar-se, expressar-se,
negociar, transformar-se. Na escola, o desrespeito dos objetivos do
professor e do seu controle, a brincadeira não envolve apenas uma
atividade cognitiva da criança. Envolve a criança tola. É prática social,
atividade simbólica, forma interação, com o outro. É criação, desejo,
emoção, ação voluntária (FONTANA; CRUZ, 1997, P.115).

O registro do desenvolvimento da criança não tem como objetivo


promover, selecionar ou classificar o educando para a série seguinte, mesmo que
seja para o ensino fundamental, por isso é preciso que o professor reveja sua
prática pedagógica em sala de aula, pois se o educando só repete que o professor
faz, na verdade ele não assimila o conteúdo, e sim o reproduz, sem saber qual sua
utilidade e como utilizá-lo no seu dia a dia.
Pois a inserção de jogos e brincadeiras nos processos de ensino
aprendizagem na educação infantil, o professor tem um papel fundamental, deve
incluir em seu planejamento os jogos e brincadeiras, precisa enriquecer o brincar,
fazer o intermédio, criando desafios e estimulando o processo de ensino-
aprendizagem de forma prazerosa.
Na escola as atividades devem esta de acordo com a parte do
desenvolvimento que ela se encontra, pois ajudara na construção da aprendizagem
das crianças.
Vale ressaltar que a escola precisa atingir seus objetivos de desenvolver
ações voltadas para suprir as reais necessidades das crianças que envolva
o cuida, o brincar e o educar, poia a criança aprende brincando e
interagindo com o adulto. Esse tripé da educação é essencial para o
desenvolvimento da aprendizagem, uma vez que através da interação com
outras crianças e a mediação do educador com a criança se sinta protegida
e adaptada pelo ambiente. (LACEDA, p.15)

Talvez nem todos os professores não tenham notado como é importante


o brincar para o desenvolvimento físico e psíquico do seu aluno. Nos jogos e
brincadeiras o aluno age como fosse à realidade delas, e isto, contribui de forma
especial para o seu desenvolvimento.
O brincar faz parte da infância à escola deve considerar como uma união
para atuar no processo de ensino aprendizagem, a brincadeira é uma conexão para
imaginação.
A família e a escola precisam ser conscientizadas da importância que a
ludicidade pode trazer na vida da criança, que ali acontece os primeiros processos
de socialização e de aprendizagem.
Uma abordagem teórica considera a criança como um organismo que
cresce como uma planta, com a implicação de quem contem, em si, a
semente do adulto. Nesse caso, a tarefa dos pais e professores consiste
apenas em fornecer o meio adequado para que essa semente possa
florescer. (LUCENA; 2005, p.07)
Por tanto, os jogos e as atividades lúdicas no ambiente escolar é muito
significativo e também necessário, todos precisamos se conscientizar da
importância que os jogos e brincadeiras trazem na vida das crianças, não é só um
passa tempo, é um direto delas e liga todas as áreas do conhecimento, é uma
forma que as crianças usam para descobrir o seu mundo e auxilia na sua
aprendizagem e no seu desenvolvimento.

3 PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS

A seguir será apresenta a caracterização do estudo.

3.1 CARACTERIZAÇÃO DO ESTUDO

A presente pesquisa foi realizada por meio de uma pesquisa


bibliográfica, onde foram feitas consultas em livros, artigos e sites, sobre o tema
abordado, com o objetivo de explorar sobre o assunto a importância dos jogos e
brincadeiras, podem trazer para o desenvolvimento das crianças na educação
infantil e, levantando a situação do problema enfrentando no dia a dia dos
professores de como se dá a inserção de jogos e brincadeira para a aprendizagem
das crianças.
Priorizamos a pesquisa qualitativa por conter abordagens bastante
relevantes, que proporcionam ao pesquisador ter um entendimento mais detalhado
dos significados.
Este estudo foi realizado com leituras de livros dos autores, Vygotsky,
Lacerda, Lucena e Almeida entre outros, que apresentaram muitas contribuições
para a pesquisa, analisamos o que a Lei de Diretrizes e Bases da Educação
Infantil, a Base Nacional Comum Curricular e a Diretrizes Curriculares Nacionais
para a Educação Infantil fala sobre isso, utilizamos também matérias disponíveis na
pagina da internet.

3.2 UNIVERSO PESQUISADO

Para falar sobre o tema abordado, foi preciso ler os livros dos autores
Rosele Crepaldi “ Jogos e Brincadeiras” e Lucena “ Jogos brincadeira na educação
infantil, além de artigos e sites, que falaram sobre a importância dos jogos e
brincadeiras para o desenvolvimento da criança da educação infantil.

3.3 INSTRUMENTOS DE COLETA DE DADOS

Instrumento de Universo pesquisado Finalidade do Instrumento


coleta de
dados
Livros da autora Roselene A importância dos jogos e
Documentos Crepaldi “Jogos, brinquedos e brincadeiras no
brincadeiras”. desenvolvimento da criança
Livro da autora Lucena na educação infantil,
“Jogos brincadeiras na analisando os vínculos
educação infantil” afetivos construídos a partir
Artigos da inserção e fazendo
sites vericação das práticas dos
professores referente a esse
assunto.
Quadro 1- Instrumento de coleta de dados.
Fonte: CAVALCANTI e MOREIRA (2008)

4 REFERÊNCIAS

BRASIL, Lei de diretrizes e Bases da Educação Infantil. Lei no 9.394/96, de 20


de dezembro de 1996.
BRASIL, Ministério da Educação Base Nacional Comum Curricular – BNCC
versão Final Brasília, DF, 2017

BRASIL II DCNEI – Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil –


Brasília: MEC/SEB, 2010

VYGOTSKY, L. A formação social da mente. São Paulo: Martins Fontes, 1989.


QUEIROZ, Norma Lucia Neris de; MACIEL, Diva Morais de Albuquerque;
BRANCO, Angela Uchôa. Brincadeira e desenvolvimento infantil: um olhar
sociocultural construtivista. 2006.

CARVALHO, A.M.A. et al.(Org). Brincadeira e cultura: viajando pelo Brasil que


brinca. São Paulo: Casa do Psicólogo, 1992.

FONTANA, Roseli; CRUZ, Nazaré. Psicologia e trabalho pedagógico. São Paulo:


Atual, 1997.

LACERDA, José Heison Valdevino. Ludicidade: Jogos e brincadeiras na


educação infantil.

LUCENA, R.F; SABINI, M. A. C. Jogos brincadeiras na educação infantil. 2005.

Você também pode gostar