Você está na página 1de 5

A INCOMPARÁVEL COMPAIXÃO DE JESUS

Marcos 6. 30 - 44
Culto Vespertino – 12/03/2022
Pr. Marcos Conceição

30
Voltaram os apóstolos à presença de Jesus e lhe relataram tudo quanto
haviam feito e ensinado.
31
E ele lhes disse: Vinde repousar um pouco, à parte, num lugar deserto;
porque eles não tinham tempo nem para comer, visto serem numerosos os
que iam e vinham.

35
Em declinando a tarde, vieram os discípulos a Jesus e lhe disseram: É
deserto este lugar, e já avançada a hora;
36
despede-os para que, passando pelos campos ao redor e pelas aldeias,
comprem para si o que comer.
37
Porém ele lhes respondeu: Dai-lhes vós mesmos de comer. Disseram-lhe:
Iremos comprar duzentos denários de pão para lhes dar de comer?
38
E ele lhes disse: Quantos pães tendes? Ide ver! E, sabendo-o eles,
responderam: Cinco pães e dois peixes.
39
Então, Jesus lhes ordenou que todos se assentassem, em grupos, sobre a
relva verde.
40
E o fizeram, repartindo-se em grupos de cem em cem e de cinquenta em
cinquenta.
41
Tomando ele os cinco pães e os dois peixes, erguendo os olhos ao céu, os
abençoou; e, partindo os pães, deu-os aos discípulos para que os
distribuíssem; e por todos repartiu também os dois peixes.
42
Todos comeram e se fartaram;
43
e ainda recolheram doze cestos cheios de pedaços de pão e de peixe.
44
Os que comeram dos pães eram cinco mil homens.

PRIMEIRO a Incomparável Compaixão de Jesus pelos Cansados – v. 30 –


33
30
Voltaram os apóstolos à presença de Jesus e lhe relataram tudo quanto
haviam feito e ensinado.
31
E ele lhes disse: Vinde repousar um pouco, à parte, num lugar deserto;
porque eles não tinham tempo nem para comer, visto serem numerosos os
que iam e vinham.

1) Os discípulos estão voltando de sua missão – Mar. 6. 7 – 13


a) Foram enviados de dois a dois
b) Receberam autoridade sobre espíritos imundos
c) Foram orientados a não levar nada
d) Foram advertidos quanto a possibilidade da rejeição que sofreriam
e) Eles realizam essa tarefa e agora estão de volta.

2) Jesus não se mostra insensível para com cansaço de seus discípulos


– Mar. 6. 30, 31 cf. Mat. 11. 28 – 30
“30
Voltaram os apóstolos à presença de Jesus e lhe relataram tudo quanto
haviam feito e ensinado. 31E ele lhes disse: Vinde repousar um pouco, à
parte, num lugar deserto; porque eles não tinham tempo nem para comer,
visto serem numerosos os que iam e vinham”.

Mat. 11. 28 – 30
“28Vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu
vos aliviarei. 29
Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque
sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para a vossa
alma. 30Porque o meu jugo é suave, e o meu fardo é leve”.

3) Essa é uma característica da compaixão divina – oferecer descanso


ao cansado – Sal. 23. 2, 3a
“2
Ele me faz repousar em pastos verdejantes. Leva-me para junto das
águas de descanso; 3refrigera-me a alma...”

SEGUNDO a Incomparável Compaixão de Jesus pelos Perdidos – v. 34


Ao desembarcar, viu Jesus uma grande multidão e compadeceu-se deles,
porque eram como ovelhas que não têm pastor . E passou a ensinar-lhes
muitas coisas.

1) A multidão reconheceu Jesus e os seus discípulos e chegaram antes


dele – v. 33
“Muitos, porém, os viram partir e, reconhecendo-os, correram para lá, a
pé, de todas as cidades, e chegaram antes deles”.

2) Jesus não se mostra insensível para com a condição em que a


multidão está vivendo – sem direção – perdida – v. 34
“Ao desembarcar, viu Jesus uma grande multidão e compadeceu-se
deles, porque eram como ovelhas que não têm pastor. E passou a
ensinar-lhes muitas coisas”.

3) Essa é outra característica da compaixão divina – dar direção,


sentido, orientação – Sal. 23. 3b
“...Guia-me pelas veredas da justiça por amor do seu nome”.

TERCEIRO a Incomparável Compaixão de Jesus pelos Necessitados – v. 36


– 44

1) O ensino se alongou e o tempo passou, agora já era tarde e a


multidão não tinha se alimentado – v. 35, 36
“35
Em declinando a tarde, vieram os discípulos a Jesus e lhe disseram: É
deserto este lugar, e já avançada a hora; 36
despede-os para que,
passando pelos campos ao redor e pelas aldeias, comprem para si o que
comer”.

2) Jesus não se mostra insensível à necessidade da multidão – v. 37


“Porém ele lhes respondeu: Dai-lhes vós mesmos de comer. Disseram-
lhe: Iremos comprar duzentos denários de pão para lhes dar de comer?”

3) Essa é mais uma característica da compaixão divina – a provisão,


suprir a necessidade humana – Deut. 8. 3
“Ele te humilhou, e te deixou ter fome, e te sustentou com o maná, que
tu não conhecias , nem teus pais o conheciam, para te dar a entender
que não só de pão viverá o homem, mas de tudo o que procede da
boca do Senhor viverá o homem ”.

CONCLUSÃO

1) Os que foram alcançados pela incomparável compaixão de Jesus devem


espalhar essa mesma compaixão;
2) Os que foram alcançados pela incomparável compaixão de Jesus devem
viver com paixão (devotado) por Ele;
3) Os que foram alcançados pela compaixão de Jesus devem ter compaixão
dos perdidos, necessitados e famintos.

Você também pode gostar