Você está na página 1de 4

Filosofia 10º Ano

KANT DISTINGUE

IMPERATIVO CATEGÓRICO IMPERATIVO HIPOTÉTICO


- INDICA-NOS UNIVERSALMENTE COMO - ORDENA QUE SE CUMPRA DETERMINA-

DEVEMOS AGIR. DA ACÇÃO EM CONCRETO PARA ATIN-

- NÃO NOS DIZ O QUE FAZER EM SITUAÇÕES GIR DETERMINADO FIM DESEJADO.

CONCRETAS (FAZ ISTO SE QUERES AQUILO). -«SE QUERES A, DEVES FAZER B»:

- INDICA-NOS APENAS (de modo absoluto e in- “SE QUERES SER ATLETA, TREINA”.

condicionado) A FORMA A QUE DEVEM OBEDE-

CER TODAS AS NOSSAS ACÇÕES

NÃO INDICA QUAIS OS MEIOS A UTILIZAR (o modo da ação), MAS A FORMA E O


PRINCÍPIO DE QUE ELA PRÓPRIA DERIVA (lei moral).
Exemplo de imperativo categórico

Não conduza a alta velocidade.

Veja que na frase acima, a consciência moral de quem profere


a frase sabe que não conduzir a alta velocidade é um dever; é
uma forma de não arriscar a própria vida e nem a vida dos
outros; é ser responsável consigo próprio e com o próximo.

Importância do imperativo categórico


O conceito de imperativo categórico tem uma grande
importância no ideal de vida harmoniosa em sociedade, pois
defende que todas as pessoas se comportem de forma ética e
moral e ajam sem prejudicar ou tirar proveito do próximo.

A filosofia do imperativo categórico refere que isso deve ser


colocado em prática por uma questão de consciência e dever
moral, e não pelo receio de receber punição caso alguém haja
de forma contrária àquilo que é considerado correto.

O maior benefício da colocação dessa filosofia em prática é


um convívio social pacífico pois a máxima do dia a dia é a de
não fazer com os outros aquilo que não se quer que seja feito
Exemplo de imperativo hipotético
consigo próprio.

Se não quer pagar multa, não conduza a alta


velocidade.

Observe que na frase acima apresentada, o indivíduo tem como


principal preocupação o não pagamento da multa.

A preocupação moral com a própria integridade de quem dirige ou


com a integridade física do próximo não existe. O que o faz ser
“cuidadoso” é a hipótese de ser preso e não o senso de
responsabilidade.
O FORMALISMO MORAL KANTIANO
ÉTICAS MATERIAIS OU DOS FINS ÉTICA KANTIANA

São empíricas (derivam da É a priori (independente da


experiência) – a posteriori experiência.

As suas normas são É autónoma (não depende


Hipotéticas ou condicionais de fins a atingir). O sujeito
(se… então). EX: “Se roubas deve determinar-se a si
então és castigado”. próprio a agir, deve dar-se a
si próprio a lei.
Não valem de modo
absoluto, apenas como meio É racional (deriva ou provem
para atingir um certo fim. da razão).

São heterónomas (não É formal, pois é vazia de


provêm da razão). São conteúdo:
condicionadas pelos desejos
- não nos diz o que devemos
ou inclinações.
fazer, mas como devemos agir;
Têm conteúdo, pois
- não estabelece nenhum
estabelecem um bem
bem ou fim que deva ser
supremo (por exemplo o
perseguido.
prazer).
É universal (válida para
Não são universais.
todos).
 As éticas materiais encontram-se inevitavelmente afectadas,
segundo Kant, por possuírem as deficiências apontadas.
 Uma ética estritamente universal e racional não pode ser material.
Tem de ser formal.
 A ética formal não estabelece, pois, o que devemos fazer: limita-se
a indicar como devemos agir sempre, seja qual for a acção concreta.
Um Homem age moralmente, segundo Kant, quando age por dever.
 A ética Kantiana representa uma autêntica novidade dentro da
História da Ética.
 A ética kantiana é totalmente fundamentada no imperativo
categórico.
 A moral kantiana não tolera atitudes e ações motivadas por
interesses pois baseia-se no dever de agir moralmente.

Immanuel Kant foi um filósofo prussiano. Amplamente considerado


como o principal filósofo da era moderna, Kant operou, na
epistemologia, uma síntese entre o racionalismo continental, e a
tradição empírica inglesa.
Nascimento: 22 de abril de 1724, Königsberg
Falecimento: 12 de fevereiro de 1804, Königsberg
Nacionalidade: Prussiano

Formação: Universidade de Königsberg (1740–1746).

O pai de Kant era conhecido por ser um homem que defendia a


verdade acima de todas as coisas.

É possível perceber por meio dos seus princípios de ética e moral, que este foi
diretamente influenciado pela austeridade ética de seu pai.

Professora: Manuela Cunha Gomes

Material de apoio ao estudo

Você também pode gostar