Você está na página 1de 17

Nº ENEL Nº Siemens

- ENEL-E-19-MC-001
Título Folha
MEMÓRIA DE CÁLCULO DE CABOS 1 de 17
SUBESTAÇÃO MÓVEL PARA ACOPLAMENTO DE UNIDADE
Projeto

GERADORA
Área
MEDIA E BAIXA TENSÃO

TABELA DE REVISÕES
Rev. Finalidade da Emissão
0a Emissão inicial
0b Conforme comentários

Obs:

Rev. 0a Rev. 0b Rev. 0 Rev. 1 Rev. 2 Rev. 3


Data 23/02/2021 16/03/2021
Executado CEB CEB

Verificado RAS RAS

Aprovado RAS RAS


Nº ENEL Nº Siemens

- ENEL-E-19-MC-001
Título Folha
MEMÓRIA DE CÁLCULO DE CABOS 2 de 17
SUBESTAÇÃO MÓVEL PARA ACOPLAMENTO DE UNIDADE
Projeto

GERADORA
Área
MEDIA E BAIXA TENSÃO

A4-210x297

Unrestricted

ÍNDICE
1. OBJETIVO ......................................................................................................................................... 3
2. DIMENSIONAMENTO DE CABOS EM MÉDIA TENSÃO ................................................................. 3
2.1. DADOS DO SISTEMA ELÉTRICO ............................................................................. 3

2.2. CRITÉRIO DE CÁLCULO .......................................................................................... 4

3. DIMENSIONAMENTO DE CABOS EM BAIXA TENSÃO ................................................................. 7


3.1. CRITÉRIO DE CÁLCULO .......................................................................................... 7

3.2. PARÂMETROS UTILIZADOS .................................................................................... 7

3.3. DIMENSIONAMENTO PELA CAPACIDADE DE CONDUÇÃO DE CORRENTE ...... 8

3.4. DIMENSIONAMENTO PELA QUEDA DE TENSÃO ................................................ 10

3.5. COORDENAÇÃO ENTRE CONDUTORES E DISPOSITIVOS DE PROTEÇÃO

CONTRA SOBRECORRENTE............................................................................................. 11

3.6. DIMENSIONAMENTO PELO CURTO-CIRCUITO................................................... 11

4. VALORES CALCULADOS .............................................................................................................. 13


4.1. CABOS EM MÉDIA TENSÃO .................................................................................. 13

• CIRCUITO MÉDIA TENSÃO (SIMULADO 7KA/1000MS) ...................................... 13

• CIRCUITO MÉDIA TENSÃO (SIMULADO 10KA/500MS) ...................................... 14

• CIRCUITO MÉDIA TENSÃO (SIMULADO 16KA/190MS) ...................................... 15

4.2. CABOS EM BAIXA TENSÃO ................................................................................... 16

• ELETROCENTRO RJ .............................................................................................. 16

• ELETROCENTRO GO ............................................................................................. 17
Nº ENEL Nº Siemens

- ENEL-E-19-MC-001
Título Folha
MEMÓRIA DE CÁLCULO DE CABOS 3 de 17
SUBESTAÇÃO MÓVEL PARA ACOPLAMENTO DE UNIDADE
Projeto

GERADORA
Área
MEDIA E BAIXA TENSÃO

1. OBJETIVO

Esta memória de cálculo tem por objetivo apresentar os critérios para o dimensionamento dos cabos em média
tensão a serem utilizados no projeto do sistema elétrico do eletrocentro para a Subestação Móvel para Acoplamento
de Unidade Geradora da ENEL.

2. DIMENSIONAMENTO DE CABOS EM MÉDIA TENSÃO

2.1.DADOS DO SISTEMA ELÉTRICO

Tensão Nominal: 13,8kV

Corrente Nominal: (Conforme Projeto)

Frequência: 60Hz

Fator de Potência: 0,92

Comprimento do circuito: (Conforme Projeto) Temperatura Ambiente: 40°C

Corrente de curto-circuito presumida no condutor: 7/10/16kA max

Tempo corrente curto-circuito presumida no condutor: 190/500/1000ms Tempo


informado apenas para efeito de Cálculo. Para valores definitivos ver Estudo de Curto-
Circuito e Seletividade

Número de condutores por fase: (Conforme Projeto)

Seção nominal do condutor: (Conforme Projeto)

Isolação do cabo: 8,7/15kV

Tipo de Cabo: Cabo de Cobre Unipolar– (EPR) 105

Temperatura Máxima no condutor:


- 105°C serviço contínuo;
- 140°C em sobrecarga;
- 250°C em curto-circuito;
Nº ENEL Nº Siemens

- ENEL-E-19-MC-001
Título Folha
MEMÓRIA DE CÁLCULO DE CABOS 4 de 17
SUBESTAÇÃO MÓVEL PARA ACOPLAMENTO DE UNIDADE
Projeto

GERADORA
Área
MEDIA E BAIXA TENSÃO

Maneira de Instalar: (Conforme Projeto)

Disposição dos cabos: (Conforme Projeto)

2.2.CRITÉRIO DE CÁLCULO

Método de Referência: (Tabela 25 da NBR 14039)

Temperaturas Características dos condutores: (Tabela 27 da NBR 14039) Capacidade de condução

de corrente: (Tabela 28 a 31 da NBR 14039)

Fator de correção temperatura ambiente (ft): (Tabela 32 e 33 da NBR 14039) Fator de agrupamento

(fa): (Tabela 34 e 38 da NBR 14039)

Critérios de dimensionamento:

- Capacidade de Corrente:

- Nível de Curto-Circuito no condutor: (Ver gráfico 1 na folha 7)

SIMBOLOGIA:

Wtot – perda total de potência no cabo (W/km);

Wj – perdas por efeito joule (W/km);

Wd – perdas no dielétrico (W/km);

Rca – parte real impedância de linha (Ω/km);

In - corrente nominal (A);

Uo – tensão fase-terra do sistema (V);

Tgδ – fator de perdas no dielétrico;

Xc – reatância capacitiva (Ω.km);

∆t – acréscimo de temperatura na canaleta devido a perdas no cabo (°C);

p – perímetro enterrado da canaleta em (m);


Nº ENEL Nº Siemens

- ENEL-E-19-MC-001
Título Folha
MEMÓRIA DE CÁLCULO DE CABOS 5 de 17
SUBESTAÇÃO MÓVEL PARA ACOPLAMENTO DE UNIDADE
Projeto

GERADORA
Área
MEDIA E BAIXA TENSÃO

fc – fator de correção da capacidade de condução de corrente devido ao acréscimo de temperatura na canaleta;

Tc – máxima temperatura admissível no condutor em regime normal de operação (°C);

Ta – máxima temperatura ambiente da canaleta, antes da energização dos cabos (°C);

Parâmetros Elétricos do condutor em função da seção do cabo adotada (ref. Fabricante Prysmian – Cables &
Systems)

Tgδ para cabo isolado em (EPR) → 0,040

Rca = (Ω/km)

Xc = (Ω.km)

Dimensões da Canaleta: (L)m x


(P)m

p = (Px2) + L

Perdas por efeito joule:

Wj = ∑Rca x In² (W/km)

Perdas no dielétrico:

Wd = ∑(Uo² x Tgδ) / Xc (W/km)

Uo = 13800/√3 = 7967,43V

Wtot = Wj + Wd W/km

Acréscimo de temperatura no interior da canaleta

∆t = (Wtot / 3 x p) x 10-³ (°C)

(fc) fator de correção temperatura:

fc = √ (Tc - Ta - ∆t) / Tc - Ta
Nº ENEL Nº Siemens

- ENEL-E-19-MC-001
Título Folha
MEMÓRIA DE CÁLCULO DE CABOS 6 de 17
SUBESTAÇÃO MÓVEL PARA ACOPLAMENTO DE UNIDADE
Projeto

GERADORA
Área
MEDIA E BAIXA TENSÃO

GRÁFICO 1

Correntes Máximas de Curto-circuito no condutor em função do tempo

Gráfico fornecido pela Prysmian Cables & Systems, Fabricante dos cabos de Média Tensão utilizados como
referência nesse memorial.
Nº ENEL Nº Siemens

- ENEL-E-19-MC-001
Título Folha
MEMÓRIA DE CÁLCULO DE CABOS 7 de 17
SUBESTAÇÃO MÓVEL PARA ACOPLAMENTO DE UNIDADE
Projeto

GERADORA
Área
MEDIA E BAIXA TENSÃO

3. DIMENSIONAMENTO DE CABOS EM BAIXA TENSÃO

3.1.CRITÉRIO DE CÁLCULO

O dimensionamento dos circuitos será efetuado obedecendo aos seguintes critérios, conforme estabelecido pelas
normas NBR 5410 da ABNT – Instalações Elétricas de Baixa Tensão:

Determinação da corrente de projeto;


Determinação da seção dos condutores pelo critério da seção mínima;
Determinação da seção dos condutores pela capacidade de condução de corrente;
Determinação da seção dos condutores para atender a queda de tensão;
Seleção das proteções e coordenações entre condutores e dispositivos de proteção contra sobrecorrente e curto-
circuito.

O critério de seleção será a seção normalizada que corresponda à maior das seções determinadas pelos critérios acima.
No dimensionamento dos cabos serão utilizadas as seguintes tolerâncias:
Capacidade de condução de corrente em regime: 0%;
Queda de tensão: 4%;
Curto circuito: 0%.

3.2.PARÂMETROS UTILIZADOS

Características do Sistema Elétrico


Suprimento em corrente alternada: Circuitos de Força:
Tensão: (V); Frequência: 60 Hz;
Esquema de aterramento: TN-S.

Características dos Cabos


Tensão Nominal: 0,6/1kV
Condutores: Cabo de cobre nú, tempera mole, encordoamento classe 5
Isolação: Composto termofixo em dupla camada de borracha HEPR
Cobertura: Composto termoplástico com base poliolefínica não halogenada
Temperatura: 90º (Máxima em serviço contínuo), 250º (Curto Circuito)
Norma Especifica: NBR 13248; NBR 13570
Tipo: Prysmian Gsette – 0,6/1kV
Seção Mínima: 2,5mm²
Formação: (Conforme Projeto)
Temperatura Ambiente: Solo:30ºC; Ar: 40ºC
Nº ENEL Nº Siemens

- ENEL-E-19-MC-001
Título Folha
MEMÓRIA DE CÁLCULO DE CABOS 8 de 17
SUBESTAÇÃO MÓVEL PARA ACOPLAMENTO DE UNIDADE
Projeto

GERADORA
Área
MEDIA E BAIXA TENSÃO

Instalação
Tipo de instalação: (Tab. 33 da NBR 5410:2004):
Cabos unipolares ou cabo multipolar em leito.
(Método de instalação nº 16, referência E – multipolar e F – unipolares);

Cabos unipolares em canaleta fechada encaixada no piso ou no solo.


(Método de instalação nº 33, referência B1);

Cabo multipolar em canaleta fechada encaixada no piso ou no solo.


(Método de instalação nº 34, referência B2);

Cabos unipolares em eletroduto aparente ou embutido em alvenaria.


(Método de instalação nº 3 ou 7, referência B1);

Cabo multipolar em eletroduto aparente ou embutido em alvenaria;


(Método de instalação nº 4 ou 8, referência B2).

Cabos unipolares ou cabo multipolar em eletroduto enterrado.


(Método de instalação nº 61 ou 61A, referência D).

3.3.DIMENSIONAMENTO PELA CAPACIDADE DE CONDUÇÃO DE CORRENTE

Determinação da Corrente de Projeto


A corrente de projeto será determinada pela expressão: Iprojeto = f · In
Onde:

Iprojeto = corrente de projeto [A];


In = corrente nominal do circuito [A];
f = fator para compensar eventuais variações de carga, desequilíbrio de fases e capacidade de sobrecarga dos
transformadores.

Os valores adotados para o fator “f” são os seguintes:

Tipo de Carga Fator f


Motores 1,15
Transformadores 1,00
Quadros CA 1,10
Armários QL - Alimentação CA 1,25
Nº ENEL Nº Siemens

- ENEL-E-19-MC-001
Título Folha
MEMÓRIA DE CÁLCULO DE CABOS 9 de 17
SUBESTAÇÃO MÓVEL PARA ACOPLAMENTO DE UNIDADE
Projeto

GERADORA
Área
MEDIA E BAIXA TENSÃO

Determinação da Capacidade de Condução de Corrente Requerida


A capacidade de condução de corrente requerida para os cabos será determinada pela expressão:

=
Onde:
IC = corrente de condução requerida para o cabo [A];
Iprojeto = [A];
K = fator de agrupamento, de acordo com as condições da instalação.

Capacidade de Condução de Corrente dos Cabos

As capacidades de condução de corrente dos cabos utilizados, para a temperatura ambiente de 30ºC (ar), 20ºC (solo) e
de acordo com o tipo de instalação, são dadas pela norma NBR 5410:2004 da ABNT, tabelas 37 e 39.
Estes valores, corrigidos para as temperaturas ambientes consideradas (solo: 30ºC – kt=0,93; ar: 40ºC – kt=0,91),
estão indicadas nas tabelas descritas a seguir:

TABELA 37 da NBR 5410 - Capacidade de condução de corrente, em amperes, para os métodos de referência B1, B2 e D
Condutores isolados, cabos unipolares e multipolares – cobre, isolação EPR;
Temperatura de 90ºC no condutor;
Valores corrigidos para a temperatura ambiente de 40°C (ar) e 30°C (solo).

TABELA 39 da NBR 5410 - Capacidade de condução de corrente, em amperes, para os métodos de referência E e F
Condutores isolados, cabos unipolares e multipolares – cobre, isolação EPR;
Temperatura de 90ºC no condutor;
Valores corrigidos para a temperatura ambiente de 40ºC. Métodos de Instalação: (Tabela 33 da NBR 5410)
Temperaturas características dos condutores: (Tabela 35 da NBR 5410)

Fatores de Agrupamento
Os fatores de correção para agrupamento dos cabos (K) são dados nas tabelas nºs 42 e 43 da norma NBR 5410.

TABELA 42 da NBR 5410 - Fatores de correção aplicáveis a condutores agrupados em feixe (em linhas abertas ou
fechadas) e a condutores agrupados num mesmo plano, em camada única.

TABELA 43 da NBR 5410 - Fatores de correção aplicáveis a agrupamentos consistindo em mais de uma camada de
condutores – Métodos de referência C (tabelas 36 e 37), E e F (tabela 38 e 39)

Os fatores de correção de agrupamento deverão ser determinados para cada aplicação específica.
Nº ENEL Nº Siemens

- ENEL-E-19-MC-001
Título Folha
MEMÓRIA DE CÁLCULO DE CABOS 10 de 17
SUBESTAÇÃO MÓVEL PARA ACOPLAMENTO DE UNIDADE
Projeto

GERADORA
Área
MEDIA E BAIXA TENSÃO

3.4.DIMENSIONAMENTO PELA QUEDA DE TENSÃO

A queda de tensão entre a origem da instalação e os pontos de consumo será de, no máximo, 4% em regime.
Será considerado como origem da instalação os terminais BT do secundário dos transformadores ou painéis
alimentadores;

Nos circuitos com corrente de partida elevada a queda de tensão poderá ser superior aos valores indicados acima, desde
que sejam garantidas as condições de operação dos equipamentos.
Cálculo da Queda de Tensão
Para o cálculo de queda de tensão, serão utilizadas as seguintes expressões:

Onde:

∆U = queda de tensão no circuito [V];


∆U% = percentual de queda de tensão;
∆Upu = queda de tensão unitária, para a corrente de 1A e comprimento do circuito de 1 km; Un = tensão nominal
[V];
Iprojeto = corrente de projeto do circuito [A];
L = comprimento do circuito [km];
r = resistência do condutor [ohm/km];
x = reatância do condutor [ohm/km];
ϕ = ângulo, cujo cosseno é o fator de potência da carga.

Os valores de resistências e reatâncias dos condutores utilizados são os seguintes:

Seção do Condutor [mm2] Resistência do Reatância do


Condutor a 90ºC Condutor a 90ºC
r [ohm/km] x [ohm/km]

2,5 10,1753 0,148


4 6,3117 0,138
6 4,2078 0,129
10 2,4355 0,119
Nº ENEL Nº Siemens

- ENEL-E-19-MC-001
Título Folha
MEMÓRIA DE CÁLCULO DE CABOS 11 de 17
SUBESTAÇÃO MÓVEL PARA ACOPLAMENTO DE UNIDADE
Projeto

GERADORA
Área
MEDIA E BAIXA TENSÃO

16 1,5430 0,112
25 0,9948 0,110
35 0,7068 0,105
50 0,4929 0,102
70 0,3478 0,099
95 0,2641 0,096
120 0,2072 0,095
150 0,1669 0,094
185 0,1381 0,094
240 0,1061 0,092
300 0,0866 0,092
400 0,0685 0,090
500 0,0568 0,090

3.5.COORDENAÇÃO ENTRE CONDUTORES E DISPOSITIVOS DE PROTEÇÃO CONTRA SOBRECORRENTE

Deverão ser atendidas as condições de:


IB ≤ In ≤ IZ e
I2 ≤ 1,45 · IZ

Onde:
IB = corrente de projeto do circuito (Iprojeto) [A];
In = corrente nominal do dispositivo de proteção ou corrente de ajuste, para os dispositivos ajustáveis [A];
IZ = capacidade de condução de corrente dos condutores, nas condições previstas para sua instalação [A];
I2 = corrente convencional de atuação, para disjuntores, ou de fusão, para fusíveis [A].

A primeira condição será atendida pela escolha e ajuste adequados dos disparadores dos disjuntores e dos reles térmicos
dos contatores.
A segunda condição já é atendida pelas próprias características dos disparadores dos disjuntores e relés térmicos
utilizados.

3.6.DIMENSIONAMENTO PELO CURTO-CIRCUITO

7.1 Curto-Circuito na Origem dos Cabos Deverá ser atendida a seguinte expressão:

Onde:
J = integral de Joule que o disjuntor ou fusível deixa passar [A2·s];
Nº ENEL Nº Siemens

- ENEL-E-19-MC-001
Título Folha
MEMÓRIA DE CÁLCULO DE CABOS 12 de 17
SUBESTAÇÃO MÓVEL PARA ACOPLAMENTO DE UNIDADE
Projeto

GERADORA
Área
MEDIA E BAIXA TENSÃO

S = seção do condutor [mm2];


Smin = seção mínima do condutor [mm2] protegido pelo disjuntor ou fusível;
k = 143 (condutores de cobre com isolação em EPR).

“Calculo apresentado referenciando aos cabos Prysmian, porém é valido para quaisquer cabos com as características
normatizadas conforme indicado neste documento. A aquisição dos cabos deverá ser feita de acordo com o documento de
compra de cabos”.
Nº ENEL Nº Siemens

- ENEL-E-19-MC-001
Título Folha
MEMÓRIA DE CÁLCULO DE CABOS 13 de 17
SUBESTAÇÃO MÓVEL PARA ACOPLAMENTO DE UNIDADE
Projeto

GERADORA
Área
MEDIA E BAIXA TENSÃO

4. VALORES CALCULADOS

4.1.CABOS EM MÉDIA TENSÃO

• Circuito MÉDIA TENSÃO (Simulado 7kA/1000ms)

Dados de entrada
Maneira de instalar: Em bandejas
Tensão de serviço: 13.8 kV
Classe de tensão: 8.7/15
Cabo: CABO EPROTENAX CU
Material Condutor: Cobre
Temperatura de Regime do Condutor : 90 ºC
Temperatura ambiente: 40 °C
Queda de tensão máxima: 4.00 %
Corrente de projeto: 15.7 A
Fator de potência: 1.00
Resistividade térmica do solo: 2.0
Circuito comprimento: 50 m
Corrente curto circuito no condutor: 7.00 kA
Tempo corrente curto circuito no condutor: 1.0000 s
Tipo de conexão: Prensada
Fator de correção de agrupamento : Automático
Número de condutores por fase imposto : 1
Seção nominal do condutor : Automática
Tipo de Cabo Selecionado Cabo Unipolar
Disposição dos Cabos Trifólio
Numero de Ternas ou Cabos 1
Numero de Bandejas 1
Disposição dos Circuitos Instalação Horizontal

Valores calculados
Seção nominal dos condutores: 1 x 50 mm²
Critério de dimensionamento: Curto circuito
Método de Referencia da Instalação (Tabela 25 NBR 14039): A
Capacidade de condução de corrente: 1 x 201 A
Fator de correção de agrupamento: 1.00
Fator de correção da temperatura: 0.91
Reatância capacitiva: 12099 ohm.km
Resistência máxima em corrente alternada: 0.4950 ohm/km
Reatância indutiva: 0.1550 ohm/km
Queda de tensão efetiva: 0.0049 %
Integ. de Joule condutor (regime adiabático): 5.04E+007 A²s
Nº ENEL Nº Siemens

- ENEL-E-19-MC-001
Título Folha
MEMÓRIA DE CÁLCULO DE CABOS 14 de 17
SUBESTAÇÃO MÓVEL PARA ACOPLAMENTO DE UNIDADE
Projeto

GERADORA
Área
MEDIA E BAIXA TENSÃO

• Circuito MÉDIA TENSÃO (Simulado 10kA/500ms)

Dados de entrada
Maneira de instalar: Em bandejas
Tensão de serviço: 13.8 kV
Classe de tensão: 8.7/15
Cabo: CABO EPROTENAX CU
Material Condutor: Cobre
Temperatura de Regime do Condutor : 90 ºC
Temperatura ambiente: 40 °C
Queda de tensão máxima: 4.00 %
Corrente de projeto: 15.7 A
Fator de potência: 1.00
Resistividade térmica do solo: 2.0
Circuito comprimento: 50 m
Corrente curto circuito no condutor: 10.00 kA
Tempo corrente curto circuito no condutor: 0.5000 s
Tipo de conexão: Prensada
Fator de correção de agrupamento : Automático
Número de condutores por fase imposto : 1
Seção nominal do condutor : Automática
Tipo de Cabo Selecionado Cabo Unipolar
Disposição dos Cabos Trifólio
Numero de Ternas ou Cabos 1
Numero de Bandejas 1
Disposição dos Circuitos Instalação Horizontal

Valores calculados
Seção nominal dos condutores: 1 x 50 mm²
Critério de dimensionamento: Curto circuito
Método de Referencia da Instalação (Tabela 25 NBR 14039): A
Capacidade de condução de corrente: 1 x 201 A
Fator de correção de agrupamento: 1.00
Fator de correção da temperatura: 0.91
Reatância capacitiva: 12099 ohm.km
Resistência máxima em corrente alternada: 0.4950 ohm/km
Reatância indutiva: 0.1550 ohm/km
Queda de tensão efetiva: 0.0049 %
Integ. de Joule condutor (regime adiabático): 5.04E+007 A²s
Nº ENEL Nº Siemens

- ENEL-E-19-MC-001
Título Folha
MEMÓRIA DE CÁLCULO DE CABOS 15 de 17
SUBESTAÇÃO MÓVEL PARA ACOPLAMENTO DE UNIDADE
Projeto

GERADORA
Área
MEDIA E BAIXA TENSÃO

• Circuito MÉDIA TENSÃO (Simulado 16kA/190ms)

Dados de entrada
Maneira de instalar: Em bandejas
Tensão de serviço: 13.8 kV
Classe de tensão: 8.7/15
Cabo: CABO EPROTENAX CU
Material Condutor: Cobre
Temperatura de Regime do Condutor : 90 ºC
Temperatura ambiente: 40 °C
Queda de tensão máxima: 4.00 %
Corrente de projeto: 15.7 A
Fator de potência: 1.00
Resistividade térmica do solo: 2.0
Circuito comprimento: 50 m
Corrente curto circuito no condutor: 16.00 kA
Tempo corrente curto circuito no condutor: 0.1900 s
Tipo de conexão: Prensada
Fator de correção de agrupamento : Automático
Número de condutores por fase imposto : 1
Seção nominal do condutor : Automática
Tipo de Cabo Selecionado Cabo Unipolar
Disposição dos Cabos Trifólio
Numero de Ternas ou Cabos 1
Numero de Bandejas 1
Disposição dos Circuitos Instalação Horizontal

Valores calculados
Seção nominal dos condutores: 1 x 50 mm²
Critério de dimensionamento: Curto circuito
Método de Referencia da Instalação (Tabela 25 NBR 14039): A
Capacidade de condução de corrente: 1 x 201 A
Fator de correção de agrupamento: 1.00
Fator de correção da temperatura: 0.91
Reatância capacitiva: 12099 ohm.km
Resistência máxima em corrente alternada: 0.4950 ohm/km
Reatância indutiva: 0.1550 ohm/km
Queda de tensão efetiva: 0.0049 %
Integ. de Joule condutor (regime adiabático): 5.04E+007 A²s
Nº ENEL Nº Siemens

- ENEL-E-19-MC-001
Título Folha
MEMÓRIA DE CÁLCULO DE CABOS 16 de 17
SUBESTAÇÃO MÓVEL PARA ACOPLAMENTO DE UNIDADE
Projeto

GERADORA
Área
MEDIA E BAIXA TENSÃO

4.2.CABOS EM BAIXA TENSÃO

• ELETROCENTRO RJ

Dados de entrada
Maneira de instalar: Bandeja perfurada horizontal
Sistema: Trifásico (3F)
Cabo: Cabo AFUMEX 0,6/1kV unipolar
Número de condutores por fase imposto : 3
Seção nominal do condutor : Automática
Seção mínima de cada condutor: 2.5 mm2
Temperatura ambiente: 40 oC
Dispositivo de proteção : gG Tipo NH
Comprimento do circuito 15.0 m
Queda de tensão máxima admitida : 4.00 %
Tensão fase/fase : 220 V
Fator de correção de agrupamento : Automático
Corrente c.c. presumida (Ikmax): 50.0 kA
Número de camadas de cabos Uma
Tipo de arranjo Genérico
Número de circuitos ou de cabos multipolares 1
Disposição dos cabos Contíguos
Cargas não motor consideradas

Número de Potência ativa Fator de Fator de


cargas iguais (W) potência demanda

1 375.000,00 1,00 1,00

Corrente do circuito : 984.1 A


Fator de potência do circuito : 1.00
Fator de demanda : 1.00

Valores calculados
Seção nominal dos condutores : 3 x 185 mm2
Critério de dimensionamento: Proteção contra sobrecarga
Capacidade de condução de corrente : 3 x 397.7 A
Fator de correção de agrupamento : 0.82
Fator de correção de temperatura : 0.91
Resistência em CA de cada condutor : 0.1276 ohm/km
Reatância indutiva de cada condutor : 0.1689 ohm/km
Queda de tensão efetiva : 0.49 %
Corrente nominal do dispositivo de proteção : 3 x 355 A
Verificar capacidade de interrupção (ruptura)
do dispositivo de proteção.
Icc presumida mínima ponto extremo (Ikmin) : 1.93e+004 A
I2t de cada condutor para Ikmax : 7.10e+008 A
I2t de cada condutor para Ikmin : 7.28e+008 A
Tempo máximo para atuação da proteção para Ikmax : 2.84e-001 s
Nº ENEL Nº Siemens

- ENEL-E-19-MC-001
Título Folha
MEMÓRIA DE CÁLCULO DE CABOS 17 de 17
SUBESTAÇÃO MÓVEL PARA ACOPLAMENTO DE UNIDADE
Projeto

GERADORA
Área
MEDIA E BAIXA TENSÃO

• ELETROCENTRO GO

Dados de entrada
Maneira de instalar: Bandeja perfurada horizontal
Sistema: Trifásico (3F)
Cabo: Cabo AFUMEX 0,6/1kV unipolar
Número de condutores por fase : Automático
Seção nominal do condutor : Automática
Seção mínima de cada condutor: 2.5 mm2
Temperatura ambiente: 40 oC
Dispositivo de proteção : gG Tipo NH
Comprimento do circuito 15.0 m
Queda de tensão máxima admitida : 4.00 %
Tensão fase/fase : 380 V
Fator de correção de agrupamento : Automático
Corrente c.c. presumida (Ikmax): 50.0 kA
Número de camadas de cabos Uma
Tipo de arranjo Genérico
Número de circuitos ou de cabos multipolares 1
Disposição dos cabos Contíguos
Cargas não motor consideradas

Número de Potência ativa Fator de Fator de


cargas iguais (W) potência demanda

1 375.000,00 1,00 1,00

Corrente do circuito : 569.8 A


Fator de potência do circuito : 1.00
Fator de demanda : 1.00

Valores calculados
Seção nominal dos condutores : 2 x 150 mm2
Critério de dimensionamento: Proteção contra sobrecarga
Capacidade de condução de corrente : 2 x 371.6 A
Fator de correção de agrupamento : 0.88
Fator de correção de temperatura : 0.91
Resistência em CA de cada condutor : 0.1591 ohm/km
Reatância indutiva de cada condutor : 0.1694 ohm/km
Queda de tensão efetiva : 0.31 %
Corrente nominal do dispositivo de proteção : 1 x 630 A
Verificar capacidade de interrupção (ruptura)
do dispositivo de proteção.
Icc presumida mínima ponto extremo (Ikmin) : 2.83e+004 A
I2t de cada condutor para Ikmax : 4.66e+008 A
I2t de cada condutor para Ikmin : 4.71e+008 A
Tempo máximo para atuação da proteção para Ikmax : 1.87e-001 s

Você também pode gostar