Você está na página 1de 4

24/02/2022

Apontamentos sobre o status científico das


técnicas projetivas
O Status Científico das FENSTERSEIFER, L.; WERLANG, B.S.G. Apontamentos sobre o status
Técnicas Projetivas científico das técnicas projetivas. In: Atualizações em Métodos
Projetivos para Avaliação Psicológica. São Paulo: Casa do Psicólogo,
2011.

1 2

Técnicas Projetivas Técnicas Projetivas


• Percepção externa:
• Geram hipóteses interpretativas: – Influenciada e determinada pelo mundo interno.
– Identificação de características e traços de personalidade;
• Seleção dos instrumentos pautada em:
– Sinais e sintomas de quadros psicopatológicos.

Objetivos da avaliação
• Informações:
– Posterior tomada de decisões sobre o indivíduo avaliado; Teoria e preparação do avaliador

– Avaliar com alto grau de precisão e confiabilidade.


Características do sujeito

Profa. MSc. Larissa Leite Barboza Profa. MSc. Larissa Leite Barboza

3 4

Projeção Psicologia Projetiva


• Pautada em três principais fatores:
• Termo introduzido na psicologia por Freud:
– Desenvolvimento da teoria psicanalítica:
– Mecanismo de defesa; • Comportamentos impulsionados por motivações inconscientes;

– Considerado um mecanismo normal (1913), visto que ocorre onde • Significado simbólico das elaborações e projeções dos sujeitos.

não há conflito; – Desenvolvimento das escolas totalistas:


– Lembranças passadas decisivas na compreensão de estímulos • Gestalt: compreensão do ser humano como uma totalidade;

atuais. • Representa mais do que partes que o compõem.

– Psicologia do indivíduo:
• Surgimento da psicologia projetiva. • Adler: personalidade única e indissolúvel.
Profa. MSc. Larissa Leite Barboza Profa. MSc. Larissa Leite Barboza

5 6

1
24/02/2022

Métodos Projetivos Métodos Projetivos

• Necessidade de análise formal e validação: • Existência de apercepção:


– Expressão utilizada pela primeira vez em 1939:
– “Processo pelo qual uma experiência é assimilada e transformada pelo
• L.K.Frank:
resíduo da experiência passada, ou seja, é a interpretação subjetiva da
– Associação de Palavras (Jung), Rorschach e TAT;
percepção, que é apenas a interpretação objetiva de um estímulo”.
– Investigação dinâmica e global da personalidade.
– Utilização de estímulos com estímulos suficientes para eliciar • Duas pessoas podem ter a mesma percepção sobre um objeto, mas
resposta:
nunca a mesma interpretação ou apercepção.
• Estímulos pouco estruturados;
• Apreensão do mundo de forma subjetiva.

Profa. MSc. Larissa Leite Barboza Profa. MSc. Larissa Leite Barboza

7 8

Métodos Projetivos Métodos Projetivos

• Importância de demais conceitos: • Interpretação:


– Regressão a serviço do ego: – Regressão a serviço do ego:
• Interrupção temporária do juízo crítico com relaxamento de censura • Adaptativa ou não adaptativa;
(princípio do prazer); • Não há perda de controle do ego, apenas relaxamento.

• Tarefas de ordem projetiva: – Expressão:


– Manchas de tinta, contar histórias, sonhos, entre outros; • Necessidades e fantasias, não comportamental;

– Redução dos controles do ego; – Caracterizam dinâmica afetiva e habilidades cognitivas do


– Fuga às regras rígidas do princípio da realidade; indivíduo.
– Introdução de elementos simbólicos mais profundos. • Abordagem nomotética: não desconsiderada.

Profa. MSc. Larissa Leite Barboza Profa. MSc. Larissa Leite Barboza

9 10

Controvérsia Contexto Psicanalítico

• Críticas: – Uso fora do contexto psicanalítico:

– Excesso de subjetivismo; • Desvinculação da exclusividade psi-

– Grande influência do ambiente e examinador; canalítica;

– Baixa fidedignidade; • Embasamento em outras teorias justificado

– Poucos trabalhos de validação; pela apercepção:

– Necessidade de dados normativos. – Gestalt;

• Defesa: – Análise de conteúdo;

– Riqueza de informações; – Análise sistêmica

– Grande complexidade dos comportamentos avaliados. » Contos de fada e histórias.

Profa. MSc. Larissa Leite Barboza Profa. MSc. Larissa Leite Barboza

11 12

2
24/02/2022

Status Científico Críticas

• Aumento no uso de técnicas projetivas: • Maior críticas aos testes psicométricos;


– Segunda Guerra Mundial: • Testes projetivos:
• Avaliação de problemas emocionais severos em soldados que voltavam do
– Busca por caracterização científica:
front.
• Modificação das técnicas sem estudos pertinentes.
– Uso clínico extensivo a despeito de apresentação de resultados
– Influência do examinador;
psicométricos adequados:
• Discrepância entre pesquisa e prática.
– Erros estatísticos (grosseiros)em pesquisas vigentes:
• Amostras não representativas;
– Dicotomia quanti e quali:
• Ausência de controle de variáveis.
• Revisão de conceitos, visto os estudos psicométricos e clínicos.

Profa. MSc. Larissa Leite Barboza Profa. MSc. Larissa Leite Barboza

13 14

Críticas Pontos Fortes

• Defesa: • Vantagens:
– Importância das técnicas apenas em contexto clínico. – Reflete funcionamento e estrutura do mundo interno;
• Reação à caracterização simplista de instrumentos objetivos.
• Cautela:
– Rapport:
– Caráter clínico não invalida necessidade de rigor;
• Inexistência de respostas certas ou erradas;
– Não autoriza o profissional a se basear em intuição; • Reduz embaraço e respostas defensivas;
– Ausência de técnicas de pesquisa adequadas: – Avaliação de grupos distintos:
• Ausência de aplicações coletivas; • Crianças e analfabetos.
• Uso extensivo de tempo.
– Ausência de fraude ou dissimulação.

Profa. MSc. Larissa Leite Barboza Profa. MSc. Larissa Leite Barboza

15 16

Propriedades Psicométricas Propriedades Psicométricas

• Dificuldades: • Pontos a considerar:


– Não fornecimento direto de escores, mas de protocolo não – Fidedignidade aparece como ponto de maior relevância que
quantitativo. validade;
– Ausência de sistema único de apuração: – Capacidades e limitações da técnica:
• Dificuldade de categorização dos resultados. • Informação heterogênea;
• Dificuldade de validação para instrumento:
• Pontos a considerar:
– Ausência de resultados que corroborem o uso da técnica não justifica
– Não avalia uma variável única, mas várias; seu uso.
– Verificação de sistema de classificação e interpretação. – Dificuldade de generalização dos resultados.

Profa. MSc. Larissa Leite Barboza Profa. MSc. Larissa Leite Barboza

17 18

3
24/02/2022

Propriedades Psicométricas Fidedignidade e Validade

• Pontos a considerar: • Importância de respostas estáveis (fidedignidade);


– Não utilização das técnicas estatísticas isoladamente; – Consistência das avaliações feitas por diferentes avaliadores.
– Procedimentos sistemáticos de apuração para casos que incluem
• Validade:
transtornos mentais;
• Caracterização teórico contextual; – Validade de critério (clínico ou diagnóstico);
• Visualização além da teorias sistemáticas vigentes (DSM). – Validade convergente pouco informativa;
– Utilização de vários itens no lugar de apenas um; • Importância da entrevista e observação.
– Estímulos que averiguem o que se propõem a avaliar.

Profa. MSc. Larissa Leite Barboza Profa. MSc. Larissa Leite Barboza

19 20

Você também pode gostar