Você está na página 1de 19

TECNOLOGIA DE CONVERSÃO

DE ENERGIA SOLAR
EMC 5486   Energias Renováveis

Jorge Gonçalves Bezerra
Oleno Comelli de Sousa

Esta apresentação
p ç se refere ao artigo
g “Break-Throughs
g and Challengesg in Solar-
Thermal Power Plant Technology” de Hans Müller-Steinhagen publicado em 2004
TECNOLOGIAS DE CONCENTRAÇÃO SOLAR

| Em centrais elétricas baseadas na tecnologia


solar
l térmica
é i a radiação
di i id
incidente é focalizada
f li d
por de espelhos grandes que concentram a
energia nos absorvedores.
absorvedores

| Geralmente é assumido que sistemas de


concentradores solares só são econômicos para
locais com Irradiaçãoç direta acima de
1800kWh/(m²ano)

Fonte:“Break-Throughs and Challenges in Solar-Thermal Power Plant Technology”, 2004


TECNOLOGIAS DE CONCENTRAÇÃO SOLAR

Configuração
g ç de uma Central Termoelétrica Solar:

(a) Geração de eletricidade

(b) Geração Combinada de eletricidade e água com reserva


de energia

Fonte:“Break-Throughs and Challenges in Solar-Thermal Power Plant Technology”,2004


TECNOLOGIAS DE CONCENTRAÇÃO SOLAR

9 Concentradores em linha: Calha


Parabólica e Calha Fresnel

9 Concentradores Pontuais: Torre


Solar e Prato Parabólico

Fonte:“Break-Throughs and Challenges in Solar-Thermal Power Plant Technology”,2004


TIPOS DE CONCENTRADORES SOLARES

Destaque para a Calha Solar:


9 Eficiência demonstrada, com pico de 18%
9 Necessita de menor espaço (m²)para captação

Fonte:“Break-Throughs and Challenges in Solar-Thermal Power Plant Technology”, 2004


SISTEMA DE CALHA PARABÓLICA

Coletor Solar tipo Calha - Almería - Espanha

Fonte:“Break-Throughs and Challenges in Solar-Thermal Power Plant Technology”,2004


SISTEMA DE CALHA PARABÓLICA

Fonte:“Break-Throughs and Challenges in Solar-Thermal Power Plant Technology”,2004


CALHAS FRESNEL

Coletor Calha Fresnel - Solarmundo

Fonte:“Break-Throughs and Challenges in Solar-Thermal Power Plant Technology”,2004


COMPARATIVO DE EFICIÊNCIAS

Eff.SM : Eficiência Calha Fresnel


Eff. SEGS : Eficiência Calha
Parabólica
NDI : Irradiação Direta Normal

9 O Sistema de Calha Fresnel necessita ter uma área 38% maior que um
Si t
Sistema que use Calha
C lh Parabólica
P bóli para captar
t a mesma energia,i
conseqüência da menor eficiência do Sistema Fresnel

Fonte:“Break-Throughs and Challenges in Solar-Thermal Power Plant Technology”,2004


ESTADO DA ARTE
Si t
Sistema Receptor
R t Central
C t l
CENTRAL RECEIVER SYSTEMS

Placas refletoras redirecionam a luz solar incidente para uma torre


central
CENTRAL RECEIVER SYSTEMS

Concentração de energia em um ponto

Alta densidade energética

Temperaturas de 600ºC a 1.200ºC, dependendo do


fluido de trabalho para o gerenciamento térmico

Alta eficiência de conversão de energia


OPERAÇÃO

Ciclos Rankine W = 200MWe

Ciclos Brayton

Ciclos Combinados
OPERAÇÃO

Ciclo combinado Solar – Combustível Fóssil


OPERAÇÃO

Expectativas para o futuro

Centrais termelétricas exclusivamente solares nas


regiões do planeta com alta incidência solar
OPERAÇÃO
| Para garantir a autonomia de uma CTS
y Sistemas de armazenamento térmico
| Espaçoso ambiente
| Isolado termicamente
| Preenchido por materiais com características térmicas especiais
| PCM (phase change material)

| Sal fundido,

| Óleo

| Sílica

| Misturas

| Alta incidência solar: armazenamento de parte da


energia térmica disponível
| Baixa ou nenhuma incidência solar: utilização da
energia térmica armazenada
REQUISITOS DE PROJETO

| Tecnologia ainda inviável economicamente

| Torre Solar:

y Baixo custo para heliostatos com autonomia completa


de auto-regulagem
auto regulagem e alta precisão de reflexão

y Aumento da eficiência óptica


p de reflexão

y Turbinas a gás capazes de operar com bom


desempenho a temperaturas de até 1200ºC.
REQUISITOS DE PROJETO

| Reservatórios térmicos:

| Alta densidade energética em termos de massa e volume


| Alta capacidade de gerenciamento térmico entre o coletor
solar e o armazém
| Estabilidade química e mecânica entre o elemento de
armazenagem e os componentes da planta termelétrica para
evitar corrosão e entupimento de tubulações
| Reversibilidade nos processos de armazenagem para alta
quantidade de ciclos de carga e descarga térmica
| B i
Baixas perdas
d té
térmicas
i
| Baixo risco ambiental
CONSIDERAÇÕES FINAIS

Barreiras tecnológicas ainda por serem vencidas

Estimativa de viabilidade dentro de uma ou duas


décadas

Necessidade de investimentos em P&D e subsídios


por parte do governo