Você está na página 1de 3

Savings

O objetivo final da qualidade é o aumento da lucratividade. Os clientes satisfeitos


retornam e estimulam os seus colegas de trabalho, amigos e familiares a fazerem o
mesmo. É o voto dos clientes, e não dos comitês de premiação ou dos organismos
certificadores, que conta. No competitivo ambiente de negócios dos dias de hoje, as
iniciativas devem justificar a si mesmas economicamente.
De acordo com Peter Drucker, apud Bisgaard, Freiesleben (2004) “O lucro não é
a explicação, causa ou razão física do comportamento e das decisões do negócio, mas o
teste de sua validade”. Este teste também pode ser adotado ao avaliar os benefícios das
iniciativas da qualidade em um sentido econômico amplo. O Seis Sigma tornou-se
popular precisamente porque aplica este teste e fornece benefícios econômicos
mensuráveis e tangíveis. Os gerentes das companhias empenhadas em atividades de
Seis Sigma podem produzir dados sólidos mostrando que a melhoria da qualidade
conduz a custos reduzidos, maior satisfação do cliente e à melhoria da lucratividade
final.
Os projetos de Seis Sigma são classificados por tipo de problema e pelas
categorias de redução de custos nas quais os benefícios são notados. Há dois tipos de
redução de custos: “hard-savings” e “soft-savings”.
Os “hard-savings” podem ser encontrados por meio da análise financeira do
gasto ano a ano e da observação de maneiras para reduzir as variações nas despesas e no
orçamento. Mudanças significativas na lucratividade podem ser vistas em projetos que
afetam a quantidade de produtos vendidos. As categorias de “hard-savings” são
reduções de custo e aumento de lucratividade

Tipo de Categoria de Definição Exemplo


economias economias
Redução de Hard-savings Diminuição no gasto a partir das A otimização do uso de
custo bases anuais anteriores. Estes combustível em um aquecedor
valores podem ser normalizados resultou em uma economia de
por meio de mudanças na 10% ao ano.
produção.
Intensificação da Hard-savings Capacidade de produção qualquer Um projeto de Seis Sigma foi
lucratividade processo acima do nível esperado implementado em uma
para cumprir maiores demandas. operação química na qual cada
Isso é alcançado sem grandes quilograma produzido além do
recursos de capital. O cálculo da previsto pode ser vendido. O
economia é baseado na produção resultado do projeto foi o
acima do esperado multiplicada aumento da produtividade em
pela margem total dos produtos. 15%.
Melhoria no Soft-savings Redução na quantidade de caixa Devido a questões relacionadas
fluxo de caixa referente ao inventário, ao planejamento do laboratório
recebimentos atrasados ou e da produção, os níveis do
pagamentos adiantados. inventário não eram
otimizados. Um projeto de Seis
Sigma aplicado desde o
laboratório até o processo
permitiu uma redução no
inventário.
“Cost Soft-savings Gastos futuros eliminados ou Um teste de laboratório com
avoidance” deferidos. Este gasto nunca grande taxa de repetição devido
ocorreu – não há valor previsto. à fraca capacidade de medição
exige que um gerente de
laboratório adquira materiais
extras para suportar a carga.
Um projeto Seis Sigma
melhorou a capacidade do
teste, reduzindo
conseqüentemente a taxa de
repetição. Nenhum custo
adicional foi necessário.
Redução de Soft-savings Capital futuro eliminado ou Um processo de manufatura
investimentos deferido. Este capital foi possui uma grande tendência a
futuros especificamente orçado para o produzir efluentes que precisa
ano; faz parte do plano de capital. ser remediada. Um sistema
estava em uso, mas um
segundo iria ser construído.
Um projeto Seis Sigma
otimizou o sistema em uso
dentro dos limites ambientais e
permitiu que o segundo sistema
fosse removido do plano de
investimento.
Tabela 2.1 Exemplos de hard e soft-savings - Snee e Rodebaugh (2004)
Os “soft-savings” são mais difíceis de quantificar. Estas economias envolvem
redução do investimento ligado ao inventário, e podem também envolver a diminuição
do uso do capital. Elas afetam o orçamento futuro e incorporam os requerimentos do
fluxo de caixa. As categorias de “soft-savings” são a melhorias do fluxo de caixa e a
diminuição da necessidade do capital de giro e dos custos.

Área do projeto Tipo do projeto Definição Tipo de economias

Melhoria na Taxa de Aumento da capacidade de Aumento da lucratividade


capacidade para produção produção sobre a lucratividade
Alcance de demandas futuras Redução de investimentos
aumentar vendas
com equipamento idêntico futuros?
Melhoria na Qualidade Aumento dos níveis de Cp/CpK Redução de custos ou não
qualidade e satisfação há economias quantificáveis
Entrega no prazo Melhoria no prazo de Não há economias
do cliente
atendimento ao pedido quantificáveis
Redução de custos Matérias-primas Substituição por matérias-primas Redução de custos
de menor preço ou de melhor
aplicação
Yield Aumento do rendimento do Redução de custos
produto final (aumento na
produtividade)
Utilidades Diminuição nos custos das Redução de custos
utilidades
Manutenção Redução nos custos de Redução de custos
manutenção, principalmente
pelo menor uso de peças de
substituição
Aumento no fluxo de Caixa/estoque Redução dos níveis de estoque Melhoria do fluxo de caixa
caixa ou melhoria no processo de
recebíeis
Pesquisa e Questões ligadas a tempo de “Cost avoidance”
desenvolvimento ciclo e eficiência do laboratório
de laboratórios
Tabela 2.2 Exemplos de Soft Savings - Snee e Rodebaugh (2004)

Você também pode gostar