Você está na página 1de 2

Ana Mae Barbosa, Redesenhando o Desenho: educadores, política

e história. SP:Editora Cortez, 2015

Resumo
Trata-se de uma pesquisa desenvolvida ao longo de mais de dez anos financiada pelo
CNPq sobre a Modernização do Ensino das Artes Visuais e do Desenho no período de
1922 a 1948 no Brasil feita principalmente em jornais Começou antes que os jornais
fossem digitalizados .A primeira parte do livro trata dos antecedentes da modernização
destacando o educador e antropólogo Best Maugard no México (ele forneceu muito
material para Franz Boas), a Designer da Casa
Worth , Elena Izcue no Peru e Theodoro Braga no
Brasil assim como as nuances do nacionalismo
vigente no início do Século XX.

Na segunda parte tratamos dos educadores que


defenderam o ensino do desenho , do cinema e da
apropriação cultural já apontando para a liberdade
de expressão , quase todos ligados à Escola Nova (
Fernando de Azevedo, Cecília Meireles, Edgard
Sussekind de Mendonça e Gerardo Seguell,)
terminando com uma análise cultural das
exposições de desenhos de criança , atração do
modernismo e as exposições de arte para as
crianças introduzidas pelo pós-modernismo.

Na terceira parte analisamos as contribuições


estrangeiras para a modernização do ensino da
Arte no Brasil trazidas pelos estudantes que foram
se especializar no Teachers College da Columbia
University, assim como as contribuições de Marian Richardson através dos Cursos da
Escolinha de Arte do Brasil e a de ViKtor Lowenfeld através das primeiras licenciaturas
em Artes Plásticas e por fim publica-se um artigo inédito de John Dewey sobre
Imaginação e Ideia , muito útil para expandir nosso pensamento sobre técnica ou
tecnologia e criação.

O livro interessa não só a Arte/Educadores, mas aos Educadores em geral, aos


estudantes de Pedagogia, de Artes Visuais e de Design.
Este livro foi produzido graças à bolsa do CNPq que me foi concedida para a pesquisa
que continua.
Ana Mae Barbosa, Redrawing the Drawing: educators, politics,
history. SP: Editora Cortez, 2015

Abstract
The book results of a ten years long research funded by CNPq on the Modernization of
Visual Arts Education and drawing from 1922-1948 in Brazil mainly made in newspapers.
It began before the newspapers were scanned .The first part of the book deals with the
history of modernization highlighting the educator
Best Maugard Mexico ,the Designer Elena Izcue in
Peru , Theodoro Braga in Brazil and the Nationalism
in latin America at the beginning of the XX Century.

In the second part, we deal with the educators who


defended the teaching of design, film and cultural
appropriation already pointing to freedom of
expression. All of them were linked to the New
School Movement (Fernando de Azevedo, Cecilia
Meireles, Edgard Sussekind de Mendonça and
Gerardo Seguell,) ending with a cultural analysis of
the exhibition of children's drawings, a kind of
modernism attraction and art exhibitions for children
introduced by postmodernism.

In the third part It is analyzed the foreign contributions


to the modernization of art education in Brazil brought
by students who have been specializing in the
Teachers College of Columbia University and the
contributions of Marian Richardson through the courses of the Escolinha de Arte do Brazil.
Viktor Lowenfeld influences is another topic studied. Finally, the book brings an
unpublished article by John Dewey on Imagination and Idea, very useful to expand our
thinking about technique or technology and creation.

Você também pode gostar