Você está na página 1de 2

Compensação de CO2 com Plantio de Florestas

Através do plantio de árvores, é possível a empresa ou pessoa física compensar toda a


emissão de carbono ou parte dela. O IBFLORESTAS, em parceria com profissionais
especializados é feito o inventário de emissões de GEE e quantificado o número de
árvores a serem plantados para neutralizar a atividade.

É possível também neutralizar parte das emissões, pois muitas vezes a elaboração do
inventário é complexa e inviabiliza a ação ambiental, neste caso é proposto o plantio de
árvores, compensando parte da atividade com a quantidade de carbono capturada pelas
árvores, em média 1 ton a cada 6 árvores plantadas.

É importante lembrar que além de atuar no combate ao Aquecimento Global, ao


capturar o carbono (um dos principais GEE causador do Efeito Estufa), o plantio de
árvores contribui na preservação dos recursos hídricos e na proteção da biodiversidade.

Cada brasileiro emite por ano 10


toneladas de gás carbônico, informa
Inpe
Cada brasileiro é responsável pela emissão de 10 toneladas de gás carbônico (CO2) por
ano, em média. O número é duas vezes maior do que a média mundial. Os dados são
da Rede-Clima, ligada ao Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

“Somos o país em desenvolvimento com a maior média mundial”, disse Carlos Nobre,
um dos coordenadores da Rede-Clima, ao participar de comissão geral na Câmara para
discutir a Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP-15). O
encontro será realizado em dezembro, em Copenhague (Dinamarca).

A meta é de que a média mundial de emissão de CO2 seja de 1,2 tonelada por ano até
2050, para que a temperatura global não aumente 2 graus Celsius (°C). “Ela já subiu
0,8°C nos últimos 100 anos. Falta 1,2°C. Já chegamos muito próximo do limite”, disse
Carlos Nobre.

Na avaliação do diretor executivo da Confederação Nacional da Indústria (CNI), José


Augusto Coelho Fernandes, a estratégia brasileira para reduzir a emissão de gases de
efeito estufa deve partir de dois pontos básicos: do uso de uma matriz energética limpa e
da redução do desmatamento, principal fonte de emissão de CO2 no país.

“Temos de buscar o abatimento das emissões que seja o mais barato. O Brasil tem
condições de implantar mitigação de baixo custo. O combate ao desmatamento deve ser
a decisão número um”, defendeu.

O embaixador extraordinário para Mudanças Climáticas do Ministério das Relações


Exteriores, Sérgio Serra, disse que a meta brasileira de redução de gases de efeito estufa
foram recebidas com tranquilidade na reunião que antecedeu a COP-15. “Acho que
daqui até Copenhague vamos ter de fazer muitas consultas para saber o que se espera,
mas o Brasil está muito tranquilo. O anúncio dos números foi muito bem recebido”,
afirmou.

A meta brasileira de redução dos gases é de 36,1% a 38,9%, até 2020.

Por: Agência Brasil

http://www.forumseculo21.com.br/

Muito se fala em emissão de CO2, dióxido de carbono, e seus problemas para o ser
humano e para a natureza, mas como medir, saber quanto está sendo emitido?

Quanto você emite de CO2?

Nesse site tem uma fórmula que te informa o quanto você emitiu, e o número de árvores
nativas de Mata Atlântica que serão necessárias seu plantio para compensar sua
emissão.

Você sabe quantas toneladas de CO2 já foram emitidas no mundo desde que você
começou a ler este texto?

Considerando Mil toneladas de CO2 por segundo, você levou 25 segundos até chegar
nessa linha do texto, nesse tempo, está morrendo 1 pessoa e nascendo 3 no Brasil. Nesse
site você consegue visualizar o que está acontecendo com as emissões de CO2, e outros
números interessantes. Em 25 segundos foram emitidos 25 mil toneladas de CO2, morre
1 pessoa no Brasil, enquanto outras 3 estão nascendo. Em Portugal morre 1 pessoa a
cada 4,6 minutos, enquanto a cada 4,7 minutos nasce uma pessoa. No Japão a cada 26,8
segundos morre uma pessoa, enquanto nasce outra a cada 31,5 segundos. Esses números
estão nesse mesmo site.

Aquela pergunta de sempre: e eu com isso?

Todos queremos um mundo melhor para viver, e mantê-lo assim para nossos filhos e
netos, controlando a emissão do dióxido de carbono, para melhorar o ar que respiramos,
até mesmo diminuir o número de mortes, com melhoras na qualidade de vida. Esses
sites ajudam a alertar sobre esse problema, e é nosso dever acompanhar e ver como
estará a situação no futuro, se nos próximos anos esses números serão mais otimistas,
esperamos que sim, estaremos aqui para controlar e analisar no Pesquisas e Números.

Para mais informações clique aqui:


http://www.pesquisasenumeros.com/2010/05/emissao-de-co2.html#ixzz1MiEm1jQT