Você está na página 1de 15

Outubro de 2018

Procuradoria Geral do Trabalho


Ministério Público do Trabalho
Coordenadoria Nacional de Defesa do Meio Ambiente do Trabalho

Coordenadoria Nacional de Defesa do Meio Ambiente de Trabalho

PLANO DE PROJETO: Prevenção do câncer ocupacional

1
Documento assinado eletronicamente por LEONARDO OSÓRIO MENDONÇA em 18/12/2018, às 15h14min33s (horário de Brasília).
Endereço para verificação do documento original: https://protocoloadministrativo.mpt.mp.br/processoEletronico/consultas/valida_assinatura.php?m=2&id=2669866&ca=L5JK7DEYV649BAWM
Ministério Público do Trabalho
Procuradoria Geral do Trabalho
Coordenadoria Nacional de Defesa do Meio Ambiente do Trabalho

1. INFORMAÇÕES GERAIS
TÍTULO DO PROJETO:

Endereço para verificação do documento original: https://protocoloadministrativo.mpt.mp.br/processoEletronico/consultas/valida_assinatura.php?m=2&id=2669866&ca=L5JK7DEYV649BAWM


Prevenção do câncer ocupacional

ABREVIAÇÃO DO TÍTULO:

Câncer Ocupacional

GERENTES DO PROJETO

Bruno Martins Mano Teixeira – Procurador do Trabalho da Procuradoria do Trabalho no


Município de Criciúma/SC
André Magalhães Pessoa – Procurador do Trabalho da Procuradoria do Trabalho do Municipio
de Itabuna/BA

Documento assinado eletronicamente por LEONARDO OSÓRIO MENDONÇA em 18/12/2018, às 15h14min33s (horário de Brasília).
PATROCINADOR DO PROJETO:

RONALDO CURADO FLEURY

2
Ministério Público do Trabalho
Procuradoria Geral do Trabalho
Coordenadoria Nacional de Defesa do Meio Ambiente do Trabalho

2. PARCERIAS
2.1 Parcerias Externas

Endereço para verificação do documento original: https://protocoloadministrativo.mpt.mp.br/processoEletronico/consultas/valida_assinatura.php?m=2&id=2669866&ca=L5JK7DEYV649BAWM


PARCEIROS
Instituto Nacional de Câncer - INCA
Ministério da Saúde
Ministério da Previdência Social
Ministério do Trabalho e Emprego
Fundacentro
Hospital de Câncer de Rio Verde
Hospital de Câncer de Barretos
Sociedade Brasileira de Oncologia

Documento assinado eletronicamente por LEONARDO OSÓRIO MENDONÇA em 18/12/2018, às 15h14min33s (horário de Brasília).
2.2 Parcerias Internas

ÁREA
Assessoria de Planejamento e Gestão Estratégica
Secretaria das Coordenadorias Temáticas Nacionais
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Pesquisa e Análise de Informações

3. JUSTIFICATIVA DO PROJETO

3.1 Histórico

A CODEMAT tem atuado através de Grupos de Estudo e de Trabalho se debruçando


sobre o estudo e atuação com contaminantes e ambientes de trabalho associados ao
desenvolvimento de câncer, comprovadas cientificamente.
Em especial destacam-se as ações relacionadas ao Projeto de Banimento do amianto no
Brasil, protagonizado pelo MPT e em parceria com outras instituições e o Grupo de Trabalho da

3
Ministério Público do Trabalho
Procuradoria Geral do Trabalho
Coordenadoria Nacional de Defesa do Meio Ambiente do Trabalho
Sílica que tem como mote a prevenção da exposição de agentes importantes relacionados a
doença.
O MPT, que figura na coordenação do Fórum Nacional de Combate aos Impactos dos
Agrotóxicos e Transgênicos e de alguns Fóruns estaduais da mesma temática, também tem

Endereço para verificação do documento original: https://protocoloadministrativo.mpt.mp.br/processoEletronico/consultas/valida_assinatura.php?m=2&id=2669866&ca=L5JK7DEYV649BAWM


atuado com o intuito de promover ações que visam prevenir o impacto sobre a saúde e o
ambiente decorrentes da utilização dessas substâncias. Nesse tema, o MPT e o Fórum Nacional
tem participado de audiências públicas e reuniões técnicas para debater sobre os impactos das
propostas legislativas em tramitação que visam flexibilizar o registro de agrotóxicos, incluindo,
através da liberação do registro de produtos com maior potencial cancerígeno.

3.2 Justificativa

De acordo com dados do INCA – Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da
Silva, são estimados cerca de 600 mil novos casos de câncer para o ano de 2018 (conforme
Estimativa 2018 – Incidência de Câncer no Brasil).

Documento assinado eletronicamente por LEONARDO OSÓRIO MENDONÇA em 18/12/2018, às 15h14min33s (horário de Brasília).
Com exceção do câncer de pele não-melanoma, os tipos mais frequentes serão o câncer
de próstata (68.220 casos novos) em homens e mama (59.700 casos novos) em mulheres.
Conforme documentos da Organização Mundial da saúde, o câncer ocupacional é
responsável por 4 a 20% dos casos de câncer em todo o mundo e, diferente da maior parte dos
fatores de risco relacionados ao estilo de vida, a exposição é considerada involuntária.
Ainda segundo o INCA , os trabalhadores estão se aposentando mais tarde nos países
em desenvolvimento e, devido à características inerentes aos processos produtivos, são
expostos a misturas de agentes químicos, físicos e/ou biológicos e sob condições de trabalho
desfavoráveis por um longo tempo.
Como diversas formas de câncer têm longo período de latência, ou seja, entre a
exposição e o aparecimento dos primeiros sintomas, mesmo que o trabalhador seja afastado
da fonte de exposição, ele ainda deve ser considerado sob risco.
Os fatores de risco de câncer podem ser externos (ambientais) ou endógenos
(hereditários), estando ambos inter-relacionados e interagindo de várias formas para dar início
às alterações celulares presen-tes na etiologia do câncer. Fatores como a qualidade do ar no
ambiente de trabalho, o tempo de jornada, estresse, estilos de vida, uso de medicamentos,

4
Ministério Público do Trabalho
Procuradoria Geral do Trabalho
Coordenadoria Nacional de Defesa do Meio Ambiente do Trabalho
fatores psicossociais e genéticos, podem interagir e aumentar o potencial cancerígeno de
muitas das substâncias.
Alguns desses fatores, são ainda mais frequentes para alguns grupos de trabalhadores:
os agricultores, operários da indústria química e construção civil, trabalhadores da saúde (que

Endereço para verificação do documento original: https://protocoloadministrativo.mpt.mp.br/processoEletronico/consultas/valida_assinatura.php?m=2&id=2669866&ca=L5JK7DEYV649BAWM


trabalham com subs-tâncias cancerígenas e radiações), laboratório, indústria química e mi-
neração, entre outros.
Segundo estudos do Dr. Luiz Fernando Bouzas, ex-diretor do INCA, de 1999 a 2015 os
gastos com tratamento aumentaram de R$ 470 milhões para R$ 3,3 bilhões e que é mais
importante investir em promoção e prevenção, principalmente nas ações que diminuem ou
evitam a exposição a fatores de risco.
Registre-se, ainda, e nestas considerações iniciais, que além dos custos para o sistema
de saúde, o custo social causado pelo câncer (principal aspecto), e para a previdência
decorrente da doença, assim como a falta de um correto sistema de rastreamento e
identificação que possa precisar, com exatidão, o número de trabalhadoras e trabalhadores

Documento assinado eletronicamente por LEONARDO OSÓRIO MENDONÇA em 18/12/2018, às 15h14min33s (horário de Brasília).
atualmente expostos a substâncias cancerígenas e/ou que foram acometidos a esta maligna
doença em virtude das condições existentes em seu ambiente de trabalho.
Segundo o documento “Vigilância do Câncer Relacionado ao Trabalho e ao Ambiente”,
produzido pelo Instituto Nacional do Câncer José Alencar Gomes da Silva - os agentes mais
comuns causadores de câncer ocupacional são: agrotóxicos, amianto, sílica, radiação ionizante,
radiação solar, benzeno, tolueno e xileno1(BTX).
Por fim, destaque-se que o Ministério Público do Trabalho já tem atuado em diversas
questões relacionadas ao acometimento de câncer nos trabalhadores (amianto, sílica,
agrotóxicos e nanotecnologia), o que justifica a grande preocupação que deve ser dada pela
instituição em relação ao tema. O presente projeto, conforme ao final melhor delimitado,
atuará em outros tipos de agentes cancerígenos e que não são objeto de uma atuação
coordenada ou articulada do MPT.

4. ESCOPO DO PROJETO

1
Principais componentes da gasolina e usados amplamente como solventes pela indústria química
5
Ministério Público do Trabalho
Procuradoria Geral do Trabalho
Coordenadoria Nacional de Defesa do Meio Ambiente do Trabalho

As fontes de informações consultadas serão: estudos científicos consultando bases da


da literatura nacional e internacional; base de dados de registro de câncer, relatórios de
pesquisa e documentos do INCA; dados dos sistemas de informação do DATASUS/Ministério da

Endereço para verificação do documento original: https://protocoloadministrativo.mpt.mp.br/processoEletronico/consultas/valida_assinatura.php?m=2&id=2669866&ca=L5JK7DEYV649BAWM


Saúde como o Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM) e Sistema de Informações
Hospitalares do Sistema Único de Saúde (SIH/SUS); diretrizes e demais documentos da
Organização Mundial da Saúde; bases de dados da Agência Internacional de Pesquisa em Câncer
(IARC) (https://gco.iarc.fr/); recomendações e outros documentos do Instituto Nacional de
Saúde e Segurança Ocupacional (NIOSH) dos Estados Unidos, dentre outras.

Outra base de dados de consulta será a Portaria Interministerial MTE/MS/MPS Nº 9, DE


07 DE OUTUBRO DE 2014 - DOU 08/10/2014 institui a última revisão da Lista Nacional de
Carcinogênicos Humanos (LINACH). Dentre os agente considerados carcinógenos do grupo 1
estão alguns metais pesados como o níquel, arsênio, cádmio e compostos de cromo IV. Esses

Documento assinado eletronicamente por LEONARDO OSÓRIO MENDONÇA em 18/12/2018, às 15h14min33s (horário de Brasília).
compostos estão inseridos em diversas cadeias produtivas como na indústria de reciclagem,
galvanoplastia, metalúrgia, construção civil, recuperação de baterias, dentre outras. Também
encontram-se nesse grupo diversos medicamentos antineoplásicos de uso humano e
veterinário.

• No primeiro ano do projeto pretende-se avaliar os dados relacionados ao câncer


relacionado ao trabalho, buscando identificar atividades laborais com maior associação
ao desenvolvimento da doença. Para isso serão consultadas as bases de dados citadas
anteriormente. As possíveis fragilidades das bases de dados e o modo de contorná-las
serão tratadas juntamente com a SPAI. Essa etapa pretende identificar os
agentes/ocupações que serão alvo do projeto. Além da notificação de casos e das
demais informações obtidas das pesquisas realizadas, o segundo critério de priorização
seriam as atividades que o MPT tenha maior possibilidade de inserção, maior
experiência para definir estratégias de atuação vislumbrando ainda a otimização de
recursos. Essa avaliação será parte de um relatório, que consistirá do produto dessa
etapa.

6
Ministério Público do Trabalho
Procuradoria Geral do Trabalho
Coordenadoria Nacional de Defesa do Meio Ambiente do Trabalho
Para isso, serão realizadas reuniões com o INCA (SP), a Fundacentro (SP) e o Ministério
da Saúde (DF) e os parceiros internos logo nos primeiros 3 meses de projeto que
contribuirão para a definição das ações prioritárias.
No primeiro semestre de 2019 será realizado um Seminário com as instituições

Endereço para verificação do documento original: https://protocoloadministrativo.mpt.mp.br/processoEletronico/consultas/valida_assinatura.php?m=2&id=2669866&ca=L5JK7DEYV649BAWM


parceiras, onde pretende-se realizar um Seminário para a apresentação de pesquisas e
experiências relacionadas a agentes/ambientes relacionados ao câncer.
• Outro objetivo do projeto será a elaboração de conteúdo para os materiais informativos
em parceria com outros parceiros internos e externos ao MPT. Essa elaboração será
transversal aos agentes/ambientes prioritários e será realizada a partir das informações
reunidas no tópico anterior, mas principalmente a partir dos desdobramentos das
demais etapas do projeto (reuniões, seminários, audiências públicas)
• Promover a elaboração de diretrizes sobre os temas prioritários voltadas a setores
envolvidos também será uma atividade transversal e que necessitará de maior
integração e contribuição dos parceiros externos. Nesse caso também será necessário

Documento assinado eletronicamente por LEONARDO OSÓRIO MENDONÇA em 18/12/2018, às 15h14min33s (horário de Brasília).
identificar qual o enfoque setorial das diretrizes sobre prevenção de câncer relacionado
ao trabalho. Essa etapa difere da anterior pois o público será específico (saúde, trabalho,
fiscalização) e o documento elaborado será mais robusto do ponto de vista técnico.
• Articulação junto aos Procuradores do Trabalho é a principal meta do projeto sendo
necessário para isso a apresentação do relatório da avaliação das prioridades de atuação
quanto ao agente/ambiente, a realização de vídeo conferências com especialistas e de
reuniões para definições de atuação estratégica voltadas a prevenção da exposição a
agentes cancerígenos no ambiente de trabalho.
• Serão realizadas visitas técnicas em estabelecimentos relacionados a
agentes/ambientes relacionados ao câncer cujas prioridades foram definidas a partir
das etapas anteriores.

5. OBJETIVO GERAL
O projeto tem como objetivos promover ações de prevenção do cancer relacionado ao
trabalho e fomentar a elaboração de materiais informativos voltados a prevenção do câncer
relacionado ao trabalho, ao diagnóstico precoce e à notificação dos casos.

7
Ministério Público do Trabalho
Procuradoria Geral do Trabalho
Coordenadoria Nacional de Defesa do Meio Ambiente do Trabalho

6. OBJETIVOS ESPECÍFICOS
a) Reunir dados e informações sobre notificação de casos de câncer relacionado ao
trabalho junto aos parceiros externos e a SPAI;

Endereço para verificação do documento original: https://protocoloadministrativo.mpt.mp.br/processoEletronico/consultas/valida_assinatura.php?m=2&id=2669866&ca=L5JK7DEYV649BAWM


b) elaborar relatório a partir dos dados obtidos para detalhar as prioridades e
estratégias de atuação;
c) elaborar conteúdo de materiais informativos voltados a população exposta;
d) elaborar diretrizes voltadas a setores envolvidos (saúde, trabalho, fiscalização etc);
e) promover a articulação junto aos Procuradores do Trabalho em cada localidade, para
a realização de ações voltadas a prevenção da exposição a agentes cancerígenos no
ambiente de trabalho através do envio dos materiais produzidos no projeto;
f) realizar visitas técnicas em locais de exposição a agentes cancerígenos.

7. PLANO DE CUSTOS

Documento assinado eletronicamente por LEONARDO OSÓRIO MENDONÇA em 18/12/2018, às 15h14min33s (horário de Brasília).
Os gastos relacionados ao ano de 2019 referem-se a 2 reuniões realizadas no Rio de
Janeiro, São Paulo ou Brasília, para os dois coordenadores do projeto, com a duração de dois
dias, considerando o valor da diária de R$ 1.100,00 e o custo médio das passagens de R$
1.000,00.
Ainda em 2019 os gastos referem-se ao pagamento de 2 diárias e passagens de 4
procuradores para a realização de seminário com instituições parceiras e ao pagamento de 2
diárias e passagens para dois procuradores relacionadas a visitas técnicas em estabelecimentos
típicos de agentes/ambientes associados ao câncer.

Em 2020 será realizada uma reunião com os coordenadores do projeto para finalização
e apresentação dos produtos do projeto, sendo que serão custeadas duas passagens e duas
diárias para dois membros.

Tabela: Síntese de custos do Projeto de Prevenção do Câncer relacionado ao Trabalho

Valor Breve descrição


2019 R$ 64.000,00 Realização de duas reuniões (RJ, SP ou DF, a
definir) e realização de seminário com
instituições parceiras

8
Ministério Público do Trabalho
Procuradoria Geral do Trabalho
Coordenadoria Nacional de Defesa do Meio Ambiente do Trabalho
2020 (até outubro) R$ 23.400,00 Realização de duas visitas técnicas relacionadas a
agentes/ambientes relacionados ao câncer
Reunião para finalização e apresentação de
relatório e produtos do projeto
TOTAL R$87.400,00

Endereço para verificação do documento original: https://protocoloadministrativo.mpt.mp.br/processoEletronico/consultas/valida_assinatura.php?m=2&id=2669866&ca=L5JK7DEYV649BAWM


8. CRONOGRAMA DO PROJETO

ENTREGAS PERÍODO RESPONSÁVEIS

1. Iniciação do Projeto

1.1 Plano de Projeto elaborado 04/09/2018-19/11/2018 Bruno Martins


Mano Teixeira e
André Magalhães
Pessoa

Documento assinado eletronicamente por LEONARDO OSÓRIO MENDONÇA em 18/12/2018, às 15h14min33s (horário de Brasília).
1.2 Plano de Projeto aprovado 20/11/2018-19/12/2018 APGE

2. Planejamento

2.1 Reunião com a SPAI sobre bancos de 01/12/2018 a Bruno Martins


31/01/2019
dados sobre câncer Mano Teixeira,
André Magalhães
Pessoa, Leonardo
Osório Mendonça e
Juliana Carreiro
Corbal Oitaven

2.2 Reunião com o INCA 01/12/2018 a Bruno Martins


31/01/2019
Mano Teixeira,
André Magalhães
Pessoa, Leonardo
Osório Mendonça e
Juliana Carreiro
Corbal Oitaven

2.3 Reunião com a Fundacentro 09/01/2019 a Bruno Martins


28/02/2019
Mano Teixeira,
André Magalhães
Pessoa, Leonardo
9
Ministério Público do Trabalho
Procuradoria Geral do Trabalho
Coordenadoria Nacional de Defesa do Meio Ambiente do Trabalho
Osório Mendonça e
Juliana Carreiro
Corbal Oitaven

2.4 Reunião com o Ministério da Saúde 01/12/2018 a Bruno Martins


31/01/2019

Endereço para verificação do documento original: https://protocoloadministrativo.mpt.mp.br/processoEletronico/consultas/valida_assinatura.php?m=2&id=2669866&ca=L5JK7DEYV649BAWM


Mano Teixeira,
André Magalhães
Pessoa, Leonardo
Osório Mendonça e
Juliana Carreiro
Corbal Oitaven

2.5 Elaboração de relatos das reuniões e 09/01/2019 a Bruno Martins


28/03/2019
das atividades elencadas como Mano Teixeira,
estratégicas André Magalhães
Pessoa e Karen
Friedrich

2.6 Elaborar relatório contendo as Bruno Martins

Documento assinado eletronicamente por LEONARDO OSÓRIO MENDONÇA em 18/12/2018, às 15h14min33s (horário de Brasília).
prioridades e estratégias de atuação de Mano Teixeira,
01/02/2019 a
acordo com as reuniões realizadas André Magalhães
28/03/2019
Pessoa e Karen
Friedrich

3. Execução

3.1 Levantamento de dados sobre 01/12/2018 a Bruno Martins


28/02/2019
agentes/ambientes associados ao câncer e Mano Teixeira,
elaboração de relatório de prioridades de André Magalhães
atuação Pessoa e Karen
Friedrich

3.2 Lançamento do projeto nas redes de 04/2019 (coincidir com Bruno Martins
ações do Abril Verde)
comunicação do MPT Mano Teixeira,
André Magalhães
Pessoa, Leonardo
Osório Mendonça e
Juliana Carreiro
Corbal Oitaven

3.3 Seminário sobre câncer relacionado ao Últimos seis meses de Bruno Martins
2019
trabalho Mano Teixeira,

10
Ministério Público do Trabalho
Procuradoria Geral do Trabalho
Coordenadoria Nacional de Defesa do Meio Ambiente do Trabalho
ndré Magalhães
A
Pessoa, Leonardo
Osório Mendonça e
Juliana Carreiro
Corbal Oitaven

Endereço para verificação do documento original: https://protocoloadministrativo.mpt.mp.br/processoEletronico/consultas/valida_assinatura.php?m=2&id=2669866&ca=L5JK7DEYV649BAWM


3.4 Definição do tema para a elaboração 01/02/2019 a Bruno Martins
31/10/2019
de diretrizes junto as instituições parceiras Mano Teixeira e
André Magalhães
Pessoa

3.5 Realização de duas visitas técnicas 01/02/2019-01/10/2019 Bruno Martins


Mano Teixeira e
André Magalhães
Pessoa

3.6 Definição do tema para a elaboração 01/02/2019 a Bruno Martins


31/10/2019
dos materiais informativos junto as Mano Teixeira e

Documento assinado eletronicamente por LEONARDO OSÓRIO MENDONÇA em 18/12/2018, às 15h14min33s (horário de Brasília).
instituições parceiras André Magalhães
Pessoa

4. Finalização do Projeto
4.1 Encaminhamento do material 01/10/2020-31/10/2020 Bruno Martins
produzido para os membros do MPT Mano Teixeira,
André Magalhães
Pessoa

4.2 Elaboração, finalização e apresentação 01/10/2010-31/10/2020 Bruno Martins


dos produtos Mano Teixeira,
André Magalhães
Pessoa

4.3 Elaboração do relatório de 01/10/2010-31/10/2020 Bruno Martins


encerramento do projeto Mano Teixeira,
André Magalhães
Pessoa

11
Ministério Público do Trabalho
Procuradoria Geral do Trabalho
Coordenadoria Nacional de Defesa do Meio Ambiente do Trabalho

9. RESULTADOS ESPERADOS
9.1 Indicadores

Endereço para verificação do documento original: https://protocoloadministrativo.mpt.mp.br/processoEletronico/consultas/valida_assinatura.php?m=2&id=2669866&ca=L5JK7DEYV649BAWM


INDICADOR DESCRIÇÃO FONTE

Quantidade de diretrizes elaboradas com CODEMAT, SPAI e parceiros


1
apoio do MPT e instituições parceiras externos

Quantidade de temas para conteúdo de CODEMAT, SPAI e parceiros


2 externos
elaboração de materiais informativos

Quantidade de visitas técnicas realizadas CODEMAT


3 em locais de exposição a agentes
cancerígenos

Quantidade de planos de atuação sobre CODEMAT e regionais


prevenção de câncer relacionado ao
4
trabalho elaborados em parceria com as

Documento assinado eletronicamente por LEONARDO OSÓRIO MENDONÇA em 18/12/2018, às 15h14min33s (horário de Brasília).
regionais

9.2 Metas

INDICADOR DESCRIÇÃO DA META

1 1 diretriz elaborada com apoio do MPT e instituições parceiras

2 2 temas para conteúdo de elaboração de materiais informativos

3 2 visitas técnicas realizadas em locais de exposição a agentes cancerígenos

2 planos de atuação sobre prevenção de câncer relacionado ao trabalho


4
elaborados em parceria com as regionais

10. LEGISLAÇÃO PERTINENTE


BRASIL, 1988. Constitutição Federal. Art. 7. XXII, 196 a 200.
BRASIL, 1990. Lei nº 8.080 de 19 de setembro de 1990.

12
Ministério Público do Trabalho
Procuradoria Geral do Trabalho
Coordenadoria Nacional de Defesa do Meio Ambiente do Trabalho
PORTARIA INTERMINISTERIAL MTE/MS/MPS Nº 9, DE 07 DE OUTUBRO DE 2014 - DOU
08/10/2014. Publica a Lista Nacional de Agentes Cancerígenos para Humanos (LINACH), como
referência para formulação de políticas públicas, na forma do anexo a esta Portaria.

Endereço para verificação do documento original: https://protocoloadministrativo.mpt.mp.br/processoEletronico/consultas/valida_assinatura.php?m=2&id=2669866&ca=L5JK7DEYV649BAWM


11. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
ABC do Câncer Abordagens Básicas para o Controle do Câncer. Ministério da Saúde – Instituto
Nacional de Câncer (INCA) – Rio de Janeiro, 2011.

Vozes pela prevenção: Alimentação e Nutrição, Câncer Relacionado ao Trabalho e Controle do


Tabagismo. Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA) e Centro de
Imprensa, Assessoria e Rádio (CRIAR Brasil)

Diretrizes para a vigilância do câncer relacionado ao trabalho. Instituto Nacional de Câncer José

Documento assinado eletronicamente por LEONARDO OSÓRIO MENDONÇA em 18/12/2018, às 15h14min33s (horário de Brasília).
Alencar Gomes da Silva (INCA), 2012.

Lista Nacional de Agentes Cancerígenos para Humanos, 2014. Disponível em:


http://www.normaslegais.com.br/legislacao/anexo-port-mps-mte-ms-9-2014.pdf

World Health Organization. Cancer. Disponível em: http://www.who.int/cancer/en/

Guide to cancer early diagnosis. World Health Organization. 2017. Disponível em:
http://apps.who.int/iris/bitstream/handle/10665/254500/9789241511940-
eng.pdf;jsessionid=11D9ED5C1B1BFAC7B5133E4B3CB00C19?sequence=1

Occupational Safety and Health Administration. Safety and Health Topics. Carcinogens.
Disponível em: https://www.osha.gov/SLTC/carcinogens/standards.html

International Agency for Research on câncer. World Health Organization. Disponível em:
https://www.iarc.fr/

13
(Unidade do MPT)

12. ESTRUTURA ANALÍTICA DE PROJETO (EAP) –


Ministério Público do Trabalho
(Área da unidade. Ex: divisão, seção, coordenação)

14
Documento assinado eletronicamente por LEONARDO OSÓRIO MENDONÇA em 18/12/2018, às 15h14min33s (horário de Brasília).
Endereço para verificação do documento original: https://protocoloadministrativo.mpt.mp.br/processoEletronico/consultas/valida_assinatura.php?m=2&id=2669866&ca=L5JK7DEYV649BAWM
Ministério Público do Trabalho
(Unidade do MPT)
(Área da unidade. Ex: divisão, seção, coordenação)

13. APROVAÇÃO DO PROJETO

Documento Aprovado por:

Endereço para verificação do documento original: https://protocoloadministrativo.mpt.mp.br/processoEletronico/consultas/valida_assinatura.php?m=2&id=2669866&ca=L5JK7DEYV649BAWM


Assinatura:________________________ Data: ____________

Documento Aprovado por:

Assinatura: ________________________ Data: ____________

Documento Aprovado por:

Assinatura: ________________________ Data: ____________

Documento assinado eletronicamente por LEONARDO OSÓRIO MENDONÇA em 18/12/2018, às 15h14min33s (horário de Brasília).
Documento Aprovado por:

Assinatura: ________________________ Data: ____________

15

Você também pode gostar