Você está na página 1de 2

Parte 1 – Mecânica

Aula 47. Energia Potencial Gravitacional


1. Trabalho para Levantar um Corpo

Quando se tratar de um corpo extenso (um poste, por


exemplo) num campo de gravidade uniforme, sua energia
Quando elevamos um corpo de peso até uma certa potencial gravitacional estará definida pela altura de seu
altura H, como sugere a figura acima, o trabalho realizado centro de massa.
pela força levantadora pode ser obtido através do
teorema da energia cinética. Observe:

Como são nulas as velocidades inicial e final do corpo, o


trabalho total será nulo. Logo:

+ (–P · H) = 0 Todo corpo homogêneo e com massa uniformemente


distribuída tem seu centro de massa (CM) coincidente
Note que o trabalho realizado pela força levantadora não com seu centro geométrico (baricentro).
depende da trajetória descrita e seria o mesmo se o corpo
fosse erguido em movimento uniforme ( Ec = 0). Resumo
Trabalho num levantamento
2. Energia Potencial Gravitacional
No levantamento de um corpo, sem que ocorra variação
de sua energia cinética, o trabalho realizado pelo Energia potencial gravitacional
operador representa a energia que está sendo doada ao
corpo. Essa energia, associada à posição (altura) do
corpo no campo gravitacional uniforme, denomina-se
energia potencial gravitacional (Epg). Sua medida é Exercícios Resolvidos
dada pelo produto do peso do corpo pela altura em que se 01. Uma bibliotecária apanha um livro do chão e o
posiciona. Isto é: deposita numa prateleira a 2,0 m de altura do solo.
Sabendo que o peso do livro vale 5,0 N e
desconsiderando o seu tamanho, qual o mínimo trabalho,
ou em joules, realizado pela bibliotecária nessa operação?
Resolução
Supondo que no final do levantamento o livro não possua
velocidade ( Ec = 0), temos:
= P · H = 5,0 · 2,0

02. Uma bolinha de massa 0,10 kg, assimilável a um


ponto material, encontra-se sobre uma mesa horizontal de
altura 0,80 m, como indica a figura.

Repare que tal energia potencial é relativa a um nível de


referência (nível onde se adota H = 0 e, portanto, Epg = 0).
Assim, quanto mais alto o corpo estiver, mais energia
potencial o corpo terá em relação ao nível de referência
adotado. Se o corpo estiver abaixo do nível adotado, a
sua energia potencial será negativa (indicando que o
corpo carece de energia para chegar ao nível de Calcule, admitindo g = 10 m/s2, a energia potencial
referência). gravitacional da bolinha:
a) em relação ao plano da mesa;

Paulo Victor Araujo Lopes 1


Parte 1 – Mecânica

b) em relação ao solo.
Resolução
a) h = 0 Epg = 0
b) Epg = m · g · H = 0,10 · 10 · 0,80

03. Um pilar de concreto de massa 1,0 t, deitado sobre o


solo horizontal, é posto verticalmente de pé (como mostra
a figura) usando-se um guindaste. Considere o centro de
massa do pilar coincidente com o seu centro geométrico
(C).

Nessa operação, adotando g = 10 m/s2, quanto de energia


potencial gravitacional foi adicionada ao pilar?
Resolução
O acréscimo ocorrido na energia potencial do pilar de
1000 kg foi promovido pela variação de altura (elevação)
do centro de massa do pilar. Isto é, o seu centro (C)
eleva-se de h1 = 0,20 m (quando deitado) para h2 = 1,40
m (quando de pé).
Dessa forma, temos:
Epg = m · g · H = 1000 · 10 · (1,40 – 0,20)

Epg = 12 · 103J =

Paulo Victor Araujo Lopes 2