Você está na página 1de 27

ISCTE-IUL – Instituto Universitário de Lisboa

IBS – ISCTE Business School; Departamento de Contabilidade

GRUPO 1
(SLG4.3./SLG5.3. – CR1)
(5,0 valores)
0,625 valores cada / Cada resposta errada: - 0,15625

1. Em que momento deve ser efetuada a retenção na fonte de IRS aos empregados,
relativamente às férias?
___ No momento do pagamento.
___ No ano anterior, aquando da estimativa dos gastos com férias.
_X_ No momento do processamento.
___ Nenhuma das anteriores.

2. Identifique de entre as afirmações seguintes a que não corresponde a “Diferimentos – gastos


a reconhecer”, à data de 31 de dezembro de N:
_X_ Encargos com férias a reconhecer em N, e a processar e a pagar em N+1.
___ Prémios de reembolso na emissão de obrigações a pagar em N+1.
___ Prémio de seguro pago em junho de N e relativo ao período junho de N a junho de N+1.
___ Nenhuma das anteriores.

3. Em novembro do ano N, ocorreu na empresa Alfa, SA um forte derrame nos seus tanques
de petróleo, com fortes danos ambientais. Em resultado deste acontecimento anómalo,
estimam-se os dispêndios de reparação de dados ambientais no montante de 800.000 euros
no próximo período. A sociedade Alfa, SA, nas suas demonstrações financeiras do ano N,
deve:
___ Não reconhecer qualquer passivo contingente, limitando-se a divulgar a informação no
anexo/notas às demonstrações financeiras no ano N.
___ Reconhecer um passivo contingente, divulgando a informação no anexo/notas às
demonstrações financeiras no ano N.
_X_ Reconhecer uma provisão nas demonstrações financeiras no ano N.
___ Nenhuma das anteriores.

4. Quando uma entidade compra e vende ações próprias:


_X_ Se essas operações gerarem um ganho ou uma perda, este deve ser sempre reconhecido
como uma variação nos capitais próprios da entidade.
___ Se essas operações gerarem um ganho ou uma perda, este deve ser sempre reconhecido
na demonstração dos resultados da entidade.
___ Se essas operações gerarem um ganho ou uma perda, este deve ser sempre reconhecido
na demonstração de resultados e no balanço da entidade.
___ Nenhuma das anteriores.

2 de 13
ISCTE-IUL – Instituto Universitário de Lisboa
IBS – ISCTE Business School; Departamento de Contabilidade

5. A contabilização da locação financeira implica o reconhecimento:


_X_ Do bem locado no Ativo do locatário.
___ Do bem locado no Ativo do locador.
___ De um gasto pelo valor total da renda contratualmente estabelecida (na óptica do
locatário).
___ De um gasto pelo valor total da renda contratualmente estabelecida (na óptica do
locador).

6. Qual dos seguintes ajustamentos contabilísticos envolve um aumento de ativos:


___ Gastos incorridos e não contabilizados.
___ Reconhecimento de provisões.
___ Reconhecimento da amortização de ativos intangíveis.
_X_ Rendas recebidas antecipadamente.

7. Considere as seguintes afirmações: A1 – O Método de Equivalência Patrimonial é aplicável


aos investimentos em subsidiárias e associadas, mas nunca aos investimentos em entidades
conjuntamente controladas; A2 – As listas de clientes geradas internamente nunca podem
ser capitalizadas.
___ A1 é verdadeira e A2 é falsa.
_X_ A1 é falsa e A2 é verdadeira.
___ Ambas são verdadeiras.
___ Ambas são falsas.

8. Regra geral, os contratos de construção determinam a existência de adiantamentos e


pagamentos progressivos ao longo do período da construção. Estes adiantamentos e
pagamentos progressivos:
_X_ Refletem apenas operações financeiras sem qualquer efeito nos resultados do período.
___ Refletem sempre a percentagem de acabamento do contrato.
___ Refletem sempre a proporção do trabalho executado.
___ Afetam o montante do rédito reconhecido em cada período.

3 de 13
ISCTE-IUL – Instituto Universitário de Lisboa
IBS – ISCTE Business School; Departamento de Contabilidade

GRUPO I
(6,75 valores)
FOLHA DE RESPOSTAS

VERSÃO A
Questão Nº A B C D
1 A B C D
2 A B C D
3 A B C D
4 A B C D
5 A B C D
6 A B C D
7 A B C D
8 A B C D
9 A B C D

2 de 11
ISCTE-IUL – Instituto Universitário de Lisboa
IBS – ISCTE Business School; Departamento de Contabilidade

1. A “Substância sobre a forma”, prevista na Estrutura Conceptual do Sistema de


Normalização Contabilística, é um atributo da:
A. Relevância.
B. Fiabilidade.
C. Compreensibilidade.
D. Nenhuma das anteriores.

2. Considere as seguintes afirmações sobre ativos intangíveis: A1 – Os ativos intangíveis


podem não ter vida útil finita. A2 – As despesas de pesquisa devem ser sempre
reconhecidas como gastos.
A. A1 é verdadeira e A2 é falsa.
B. A1 é falsa e A2 é verdadeira.
C. Ambas são verdadeiras.
D. Ambas são falsas.

3. A variação decorrente da adoção do modelo do justo valor na mensuração subsequente


de um terreno, detido para valorização de capital, afeta:
A. O capital próprio.
B. A margem bruta das vendas.
C. O resultado financeiro.
D. Nenhuma das anteriores.

4. Os recebimentos decorrentes da venda de equipamento de transporte, numa empresa que


se dedica à prestação de serviços de transporte de mercadorias, constituem um fluxo de
caixa das atividades:
A. Operacionais.
B. De financiamento.
C. De investimento.
D. Nenhuma das anteriores.

5. Considere as seguintes afirmações: A1 – O método direto de elaboração da Demonstração


dos Fluxos de Caixa é opcional para todas as empresas que aplicam o normativo
contabilístico do IASB. A2 – Os descontos financeiros podem afetar a mensuração inicial de
um ativo fixo tangível.
A. A1 é verdadeira e A2 é falsa.
B. A1 é falsa e A2 é verdadeira.
C. Ambas são verdadeiras.
D. Ambas são falsas.

3 de 11
ISCTE-IUL – Instituto Universitário de Lisboa
IBS – ISCTE Business School; Departamento de Contabilidade

6. O recebimento de um subsídio atribuído pelo Estado Português, para aquisição de uma


patente de fabrico, com o reembolso total a cinco anos, deve ser reconhecido:
A. Como um rendimento.
B. Como um passivo.
C. Como uma variação de capital próprio.
D. Nenhuma das anteriores.

7. Considere a seguinte descrição de pagamentos e recebimentos de determinada empresa,


relativos ao período X: Reembolso de um empréstimo bancário 2.000 u.m.; Cobranças de
dívidas de clientes 5.000 u.m.; Aumento de capital entregue em dinheiro 7.000 u.m..
Na Demonstração de Fluxos de Caixa do ano X:
A. O total dos fluxos das atividades operacionais é de 5.000 u.m. e o total dos fluxos das
atividades de financiamento é de 5.000 u.m..
B. O total dos fluxos das atividades operacionais é de 5.000 u.m. e o total dos fluxos das
atividades de investimento é de 7.000 u.m..
C. O total dos fluxos das atividades operacionais é de 5.000 u.m. e o total dos fluxos das
atividades de financiamento é de -2.000 u.m..
D. Nenhuma das anteriores.

8. Uma empresa tem um equipamento cujo custo de aquisição foi de 3.000 u.m. e cuja
depreciação acumulada no final do período X é de 1.800 u.m.. Na mesma data, o valor de
uso do equipamento está estimado em 1.500 u.m. e o justo valor do mesmo é de 1.400
u.m.. Pressupondo que a empresa adota o modelo de revalorização para mensuração
subsequente do equipamento, no Balanço com referência à data de 31.12.N, a quantia
escriturada do equipamento deve representar o valor de:
A. 1.200 u.m..
B. 1.400 u.m..
C. 1.500 u.m..
D. Nenhuma das anteriores.

9. Considere as seguintes afirmações: A1 – Os dispêndios com financiamentos nunca


influenciam a mensuração inicial de um ativo fixo tangível. A2 – O ganho decorrente da
alienação de um ativo fixo tangível deve ser reconhecido como um rédito do período
económico em que ocorre.
A. A1 é verdadeira e A2 é falsa.
B. A1 é falsa e A2 é verdadeira.
C. Ambas são verdadeiras.
D. Ambas são falsas.

4 de 11
ISCTE-IUL – Instituto Universitário de Lisboa
IBS – ISCTE Business School; Departamento de Contabilidade

GRUPO 1
(SLG4.3./SLG5.3. – CR1)
(5,0 valores)

FOLHA DE RESPOSTAS

Questão
A B C D

1 A B C D
2 A B C D
3 A B C D
4 A B C D
5 A B C D
6 A B C D
71 A B C D
8 A B C D

1
Considerado correto desde que assinalada uma das respostas.

2 de 11
ISCTE-IUL – Instituto Universitário de Lisboa
IBS – ISCTE Business School; Departamento de Contabilidade

1. No início do ano N, foi intentada contra a empresa por um ex-colaborador um processo


judicial. De acordo com o departamento jurídico da empresa, é provável que a empresa
venha a ser condenada ao pagamento e uma indemnização de 10.000 euros. A empresa não
refletiu no seu relato financeiro, até momento, qualquer impacto associado a esta situação.
Assim, no final do ano N, a empresa deve:

A. Reconhecer um Gasto com o Pessoal.


B. Reconhecer uma Perda por Imparidade.
C. Reconhecer uma Provisão.
D. Divulgar um Passivo Contingente.

2. O Gasto resultante do reconhecimento subsequente de um Ativo Fixo Tangível afeta:

A. O EBIT.
B. O Resultado Financeiro.
C. O EBITDA.
D. Nenhuma das anteriores.

3. Considere as seguintes afirmações:


A1: A aquisição de ações/quotas próprias corresponde a um decréscimo do capital próprio,
sem, todavia, implicar a redução do capital pela via de alterações ao contrato de
sociedade;
A2: Existem subsídios que não afetam, direta ou indiretamente, o capital próprio.

A. A1 é verdadeira e A2 é falsa.
B. A1 é falsa e A2 é verdadeira.
C. Ambas são verdadeiras.
D. Ambas são falsas.

4. A contabilização de uma Locação Financeira implica o reconhecimento:

A. De um gasto correspondente ao valor total da renda periódica.


B. Do bem locado no ativo do locador.
C. Do bem locado no ativo do locatário.
D. Nenhuma das anteriores.

3 de 11
ISCTE-IUL – Instituto Universitário de Lisboa
IBS – ISCTE Business School; Departamento de Contabilidade

5. A Estrutura Conceptual do Sistema de Normalização Contabilística considera a


Materialidade:

A. Um atributo da relevância.
B. Um atributo da fiabilidade.
C. Um pressuposto das demonstrações financeiras.
D. Nenhuma das anteriores.

6. O influxo correspondente ao recebimento de dividendos decorrente da participação numa


empresa subsidiária enquadra-se na Demonstração dos Fluxos de Caixa:

A. Nas atividades operacionais.


B. Nas atividades de investimento.
C. Nas atividades de financiamento.
D. Não afeta a demonstração dos fluxos de caixa.

7. Na perspetiva da empresa Alfa, S.A., qual das seguintes afirmações não é verdadeira:

A. Uma imparidade é uma redução do valor do ativo.


B. O capital próprio é sempre inferior ao valor do ativo.
C. Uma provisão é uma obrigação provável, mas de quantia incerta.
D. A depreciação de um ativo traduz-se, por via indireta, num aumento do capital próprio.

8. Considere as seguintes afirmações:


A1: As alterações nas estimativas contabilísticas são sempre de aplicação retrospetiva;
A2: A variação anual nos inventários de produção traduz, substancialmente, um gasto ou
um rendimento.

A. A1 é verdadeira e A2 é falsa.
B. A1 é falsa e A2 é verdadeira.
C. Ambas são verdadeiras.
D. Ambas são falsas.

4 de 11
ISCTE-IUL – Instituto Universitário de Lisboa
IBS – ISCTE Business School; Departamento de Contabilidade

FOLHA DE RESPOSTAS

Questão

1 A B C D
2 A B C D
3 A B C D
4 A B C D
5 A B C D
6 A B C D
7 A B C D
8 A B C D

2 de 14
ISCTE-IUL – Instituto Universitário de Lisboa
IBS – ISCTE Business School; Departamento de Contabilidade

1. Ao contrário das Provisões, e no que respeita à tempestividade e à quantia, os outros


passivos são, regra geral:

A. De tempestividade ou quantia incertas.


B. De tempestividade incerta, mas quantia certa.
C. De tempestividade e quantia certa.
D. Nenhuma das anteriores.

2. A subscrição de capital, representado por ações, com valor de emissão coincidente com o
valor nominal, tem os seguintes efeitos no Balanço (ou Demonstração da Posição
Financeira) da entidade que o emite:

A. Aumento do capital subscrito e aumento do ativo, nomeadamente caixa e/ou depósitos


à ordem.
B. Aumento do capital subscrito e aumento das dívidas de acionistas por subscrições não
realizadas.
C. Aumento dos prémios de emissão e diminuição do capital subscrito.
D. Nenhuma das anteriores.

3. Qual das seguintes afirmações é falsa, no que se refere à Demonstração dos Fluxos de
Caixa:

A. Os fluxos de caixa das atividades operacionais podem ser negativos.


B. Evidencia a variação de caixa e seus equivalentes.
C. Usa o pressuposto do acréscimo na sua elaboração.
D. Os fluxos de caixa das atividades de financiamento podem ser diferentes de zero.

4. Tendo como referência o final do ano N, qual das seguintes transações, ainda não
registadas na contabilidade, envolve um aumento do Passivo?

A. Juros de empréstimo bancário, relativos a prestação trimestral postecipada, a pagar no


final de janeiro de N+1.
B. Reversão de provisão para processos judiciais em curso, constituída em N-2.
C. Adiantamento a fornecedores de investimento, correspondente a 20% da encomenda.
D. Nenhuma das anteriores.

3 de 14
ISCTE-IUL – Instituto Universitário de Lisboa
IBS – ISCTE Business School; Departamento de Contabilidade

5. Tendo por base a observância das características qualitativas da informação financeira, em


particular a comparabilidade, qual das seguintes situações não determina, regra geral, a
necessidade de ajustamento retrospetivo ou reexpressão das contas?

A. Alteração numa política contabilística.


B. Alteração numa estimativa contabilística.
C. Reconhecimento de erros contabilísticos relativos a períodos anteriores.
D. Nenhuma das anteriores.

6. Considere as seguintes afirmações: A1 – No âmbito do SNC, os subsídios nunca se


reconhecem no Passivo; A2 – Regra geral, os investimentos em empresas associadas, são
reconhecidos pelo método da equivalência patrimonial.

A. A1 é verdadeira e A2 é falsa.
B. A1 é falsa e A2 é verdadeira.
C. Ambas são verdadeiras.
D. Ambas são falsas.

7. Na ótica do locatário, o reconhecimento inicial de uma Locação Financeira tem o seguinte


efeito:

A. Aumento de Gastos e diminuição de Caixa e Equivalentes de Caixa, pelo valor


correspondente ao pagamento inicial.
B. Aumento do Ativo e do Passivo, pela quantia correspondente ao justo valor (ou
equivalente) do ativo objeto de locação.
C. Aumento do Ativo Não Corrente e aumento do Capital Próprio, pela quantia
correspondente ao custo de aquisição do ativo objeto de locação.
D. Nenhuma das anteriores.

8. Qual das seguintes transações, no âmbito das regularizações a efetuar no final do período
contabilístico, e antes de apuramento dos resultados, tem efeito numa conta de
rendimentos?

A. Reconhecimento de imparidade em dívidas a receber.


B. Reconhecimento da variação dos inventários de produtos acabados.
C. Regularização de adiantamento a fornecedores.
D. Nenhuma das anteriores

4 de 14
ISCTE-IUL – Instituto Universitário de Lisboa
IBS – ISCTE Business School; Departamento de Contabilidade

GRUPO 1
(5,0 valores)

FOLHA DE RESPOSTAS
VERSÃO A
Questão

1 A B C D
2 A B C D
3 A B C D
4 A B C D
5 A B C D
6 A B C D
7 A B C D
8 A B C D

2 de 14
ISCTE-IUL – Instituto Universitário de Lisboa
IBS – ISCTE Business School; Departamento de Contabilidade

1. Os subsídios governamentais não reembolsáveis, relacionados com ativos intangíveis


amortizáveis, devem ser reconhecidos:

A. No Passivo.
B. Nos Rendimentos.
C. No Capital Próprio.
D. Nenhuma das anteriores.

2. A Empresa X adquiriu um equipamento administrativo pelo preço de 100.000 euros, tendo


obtido um desconto comercial de 10% sobre o preço de compra. Suportou despesas de
transporte de 1.000 euros, despesas de instalação de 3.000 euros e despesas com o seu
financiamento (juros) no valor de 2.000 euros. Este equipamento deverá ser inicialmente
reconhecido no Balanço por:

A. 94.000 euros.
B. 104.000 euros.
C. 106.000 euros.
D. Nenhuma das anteriores.

3. Considere as seguintes afirmações: A1 – As Propriedades de Investimento são sempre


sujeitas a depreciação; A2 – A substância sobre a forma não é um atributo da fiabilidade da
informação.

A. A1 é verdadeira e A2 é falsa.
B. A1 é falsa e A2 é verdadeira.
C. Ambas são verdadeiras.
D. Ambas são falsas.

4. Considere que o “Hotel Tropicalíssimo” adquiriu uma planta exótica natural, no valor de
20.000 euros, para ornamentação de uma das suas salas de reuniões. Contabilisticamente,
esta planta deve estar refletida no Balanço (Demonstração da Posição Financeira) da
entidade como um:

A. Ativo Fixo Tangível.


B. Ativo Biológico.
C. Ativo Intangível.
D. Não deve estar reconhecida na referida demonstração financeira.

3 de 14
ISCTE-IUL – Instituto Universitário de Lisboa
IBS – ISCTE Business School; Departamento de Contabilidade

5. Quais os modelos de mensuração subsequente que podem ser aplicáveis a uma


Propriedade de Investimento?

A. Modelo do Custo ou Modelo da Revalorização.


B. Modelo do Custo ou Modelo do Justo Valor.
C. Modelo do Custo ou Modelo dos Cash Flows Descontados.
D. Modelo da Revalorização ou Modelo do Justo Valor.

6. Qual das seguintes características pode não ser essencial para o reconhecimento de um
Ativo?

A. Estar associado a acontecimentos passados.


B. Ser propriedade da entidade.
C. Gerar benefícios económicos futuros.
D. Todas as anteriores.

7. Considere as seguintes afirmações: A1 – Numa locação financeira, o título de propriedade


pode ou não ser transferido; A2 – Uma perda por imparidade é o excedente da quantia
recuperável de um ativo em relação à sua quantia escriturada.

A. A1 é verdadeira e A2 é falsa.
B. Ambas são verdadeiras.
C. Ambas são falsas.
D. A1 é falsa e A2 é verdadeira.

8. Qual das seguintes afirmações não é verdadeira?

A. A quantia depreciável de um ativo é determinada após dedução do seu valor residual.


B. Quando um ativo fixo tangível for desreconhecido, o excedente de revalorização que
ainda exista no capital próprio deverá ser transferido para resultados transitados.
C. O ganho associado à alienação de um ativo fixo tangível não deve ser reconhecido
como um rédito.
D. Nenhuma das anteriores.

4 de 14
ISCTE-IUL – Instituto Universitário de Lisboa
IBS – ISCTE Business School; Departamento de Contabilidade

Resolução do Grupo I
Nº Descrição V F Justificação (caso aplicável)

Os custos dos empréstimos obtidos só


Os custos de financiamento são, regra são capitalizáveis para os ativos que se
1 geral, incluídos na mensuração inicial X qualificam (§7 NCRF 10) e até ao
dos ativos. momento em que o ativo estiver pronto
para o uso pretendido ou para venda.

O reconhecimento de uma marca como


ativo intangível depende da observância
dos critérios de reconhecimento de ativos
As marcas comerciais são sempre
e da definição de ativo intangível (§18
reconhecidas como ativos intangíveis e
2 X NCRF 6). As marcas desenvolvidas
relevadas no ativo não corrente da
internamente não podem ser
empresa.
reconhecidas como AI (§62 NCRF 6),
estando associada são desenvolvimento
da empresa como um todo.
De acordo com a NCRF 13, NCRF 14 e
NCRF 15, os investimentos financeiros
são inicialmente mensurados pelo
método da compra mas nem todos são
mensurados subsequentemente pelo
método da equivalência patrimonial.
Regra geral, os investimentos em
Todos os investimentos financeiros são
subsidiárias, associadas e
3 valorizados, subsequentemente, pelo X
empreendimentos conjuntos são
método da equivalência patrimonial.
mensurados pelo MEP, procedimento
não aplicável a outros IF como sejam
participações onde não existem controlo
ou influência significativa, ou outros
investimentos (p.e. empréstimos
concedidos; depósitos de maturidade não
corrente, etc.)
As imparidades traduzem reduções de
valores do Ativo e as provisões traduzem
Enquanto as imparidades traduzem aumentos do valor do Passivo. Porém, os
reduções do valor do ativo, os passivos Passivos Contingentes não são
4 X
contingentes traduzem aumentos do reconhecidos como Passivos (§12 NCRF
valor do passivo. 21) pois traduzem obrigações possíveis e
não prováveis. São por isso objeto de
divulgação nas Notas/Anexo.
A quantia recuperável de um ativo é a
quantia mais alta entre o seu justo
5 X
valor, deduzido dos eventuais custos
de alienação, e o seu valor de uso.

Contabilidade Financeira II, 2015/2016


©Proibida a reprodução sem autorização expressa dos autores. Página 2
ISCTE-IUL – Instituto Universitário de Lisboa
IBS – ISCTE Business School; Departamento de Contabilidade

Resolução do Grupo I
Nº Afirmação V F Justificação (Apenas as Falsas)
A conta evidencia o capital subscrito,
No Balanço, o saldo da conta 51– devendo para efeitos de elaboração do
Capital traduz, em quaisquer balanço, ser deduzido do saldo da conta
1 X 261 ou 262. Ou seja, evidencia no
circunstâncias, o valor do capital
Balanço, o valor do capital realizado (cf.
subscrito pelos Sócios/Acionistas. Notas de enquadramento do Código de
Contas).
O custo de um item do ativo não corrente
Na aquisição de ativos não correntes, inclui, entre outros, o seu preço de
o valor dos impostos não dedutíveis compra, incluindo os direitos de
2 X
devem ser sempre reconhecidos importação e os impostos não
como gastos do período. reembolsáveis (ver por exemplo §17 al. a)
NCRF 7).
Um investimento numa associada deve
Um investimento em empresas
ser contabilizado usando o MEP, exceto
associadas pode ser registado pelo se existirem restrições severas e
método do custo ou pelo método da duradouras que prejudiquem
3 X
equivalência patrimonial desde que a significativamente a capacidade de
entidade divulgue os pressupostos transferência de fundos para a empresa
inerentes ao reconhecimento. detentora, caso em que deve ser usado o
método do custo (§42 NCRF 13).
Regra geral, os subsídios ao
investimento reembolsáveis são
reconhecidos no passivo enquanto os
4 X
subsídios ao investimento não
reembolsáveis são reconhecidos no
capital próprio.
A distinção entre locação financeira e
locação operacional depende da
A sub-classificação de uma locação substância da transação e não da forma
como financeira ou operacional do contrato (§10 NCRF 9). Exemplos de
5 X
depende apenas da forma do situações que poderão conduzir à
contrato que lhe está subjacente. classificação de uma locação como
financeira encontram-se nas alíneas a) a
e) do §10 NCRF 9.
A probabilidade de existirem exfluxos
de recursos é uma condição
6 necessária mas não suficiente para o X
reconhecimento contabilístico de
uma provisão.

CONTABILIDADE FINANCEIRA II ANO LETIVO: 2014/2015


©Proibida a reprodução sem autorização expressa dos autores. Página 2
ISCTE-IUL – Instituto Universitário de Lisboa
IBS – ISCTE Business School; Departamento de Contabilidade

GRUPO 1
(5,0 valores)
0,625 valores cada / Cada resposta incorreta: -0,15625

1. A neutralidade é um atributo da:

___ Relevância.
___ Consistência.
___ Prudência.
_X_ Fiabilidade.

2. A subscrição de capital social com valor de emissão coincidente com o valor nominal tem os
seguintes efeitos no Balanço/Demonstração da Posição Financeira da entidade que o emite:

_X_ Aumento do capital subscrito e aumento das dívidas de acionistas por subscrições não
realizadas.
___ Aumento do capital subscrito e aumento da caixa e/ou depósitos à ordem.
___ Aumento dos prémios de emissão e diminuição do capital subscrito.
___ Nenhuma das anteriores.

3. As restrições à informação relevante e fiável, definidas na Estrutura Conceptual do SNC são:

___ Regime do acréscimo; equilíbrio entre benefício e custo; e tempestividade.


___ Equilíbrio entre benefício e custo; tempestividade; e empresa em continuidade.
_X_ Balanceamento entre características qualitativas; tempestividade e equilíbrio entre
benefício e custo.
___ Nenhuma das anteriores.

4. Numa sociedade anónima com um capital social de 500.000 euros, constituído por 200.000
ações e um capital próprio de 1.500.000 euros (inclui 200.000 euros de prémios de emissão),
qual das afirmações seguintes está correta?

___ O valor de subscrição unitário as ações foi de 3,0 euros.


___ O valor contabilístico unitário é de 6,5 euros.
_X_ O valor contabilístico unitário das ações é de 7,5 euros.
___ O valor de subscrição unitário das ações foi de 2,5 euros.

2 de 10
ISCTE-IUL – Instituto Universitário de Lisboa
IBS – ISCTE Business School; Departamento de Contabilidade

5. O reconhecimento inicial de uma locação financeira nas demonstrações financeiras do


locatário movimenta:
___ Uma conta de gastos e uma conta de caixa ou/e depósitos a ordem.
___ Uma conta de passivos correntes e uma conta de caixa ou/ e depósitos à ordem.
___ Uma conta de ativos não correntes e uma conta de caixa ou/e depósitos à ordem.
_X_ Nenhuma das anteriores.

6. Nas vendas, o reconhecimento do rédito exige que:

___ O vendedor mantenha controlo sobre os bens transmitidos.


_X_ Os gastos incorridos inerentes à transação possam ser quantificados com fiabilidade.
___ Os riscos e benefícios inerentes aos bens transmitidos não sejam todos transferidos para
o comprador.
___ Nenhuma das anteriores.

7. Considere as seguintes afirmações: A1 – Uma lista de clientes (base de dados de clientes e


potenciais clientes) adquirida ao exterior deve ser reconhecida como um ativo intangível; A2 – Numa
empresa, um subsídio ao investimento recebido, embora reembolsável, deve ser reconhecido no
capital próprio.

_X_ A1 é verdadeira e A2 é falsa.


___ A1 é falsa e A2 é verdadeira.
___ Ambas são verdadeiras.
___ Ambas são falsas.

8. Considere as seguintes afirmações: A1 – Se uma empresa realizar uma venda a um cliente,


para o qual existe a obrigação legal de garantia de 2 anos, sendo que não é provável que o
cliente venha reclamar durante 2 anos, a empresa deve reconhecer uma provisão. A2 – Os
recebimentos provenientes da alienação de um equipamento básico, traduzem fluxos de
caixa das atividades operacionais.

___ A1 é verdadeira e A2 é falsa.


___ A1 é falsa e A2 é verdadeira.
___ Ambas são verdadeiras.
_X_ Ambas são falsas.

3 de 10
FOLHAS DE RESPOSTAS

GRUPO I A

Questões Respostas

1 D

2 A

3 D

4 C

5 C

Page 1 of 6
ENUNCIADO

GRUPO I - Perguntas de Escolha Múltipla

Só uma das alíneas em cada uma das 5 questões está inteiramente correcta, do ponto de vista
contabilístico. Responda na folha de respostas fornecida na página 7, indicando as hipóteses que considera
certas.

1 Chad é proprietário único e gerente da sua loja de reparações de vidro. Chad


comprou um camião por EUR 30.000 para ser usado no seu negócio. Qual dos
seguintes fundamentos é aplicado para o registo contabilístico do camião ao
preço que foi pago para comprá-lo?

A Pressuposto da entidade separada


B Princípio do reconhecimento de um gasto
C Pressuposto da unidade de medida
D Critério de mensuração ao custo histórico
E Nenhuma das anteriores.

2 Uma empresa tem EUR 80.000 no total do Ativo, EUR 36.000 no total do
Passivo, e um saldo devedor de EUR 12.000 em Resultados transitados. O
Capital Próprio é constituído somente por Capital e Resultados transitados.
Qual é o saldo na conta de Capital?

A EUR 56.000
B EUR 32.000
C EUR 48.000
D EUR 44.000
E Nenhuma das anteriores.

3 Qual a característica da informação financeira que requer que uma alteração


do método de mensuração dos inventários deva ser relatada nas
demonstrações financeiras?

A Compreensibilidade.
B Relevância
C Tempestividade.
D Comparabilidade.
E Nenhuma das anteriores.

Page 2 of 11
4 A empresa Oats oferece um desconto comercial aos seus clientes como uma
recompensa para grandes encomendas. De acordo com o Sistema Nacional de
Contabilidade (SNC) como é que os clientes da empresa Oats devem tratar
contabilisticamente estes descontos comerciais?

A Como um gasto.
B Como um rendimento.
C Como uma redução ao custo dos inventários.
D O SNC permite qualquer uma destas possibilidades de tratamento desde que a
empresa a aplique consistentemente.
E Nenhuma das anteriores.

5 Na realização do capital Social anteriormente subscrito:

A Os dois membros do Balanço não se alteram


B A variação do ativo e passivo equilibram os dois membros do Balanço
C Os dois membros do Balanço variam na mesma medida
D As variações dos ativos e dos passivos são simétricas
E Nenhuma das anteriores.

Page 3 of 11
ISCTE-IUL – Instituto Universitário de Lisboa
IBS – ISCTE Business School; Departamento de Contabilidade



GRUPO 1
(6,75 valores)

FOLHA DE RESPOSTAS

Questão
A B C D




1 A B C D

2 A B C D


3 A B C D


4 A B C D



5 A B C D


6 A B C D


7 A B C D


8 A B C D


9 A B C D

2 de 14
ISCTE-IUL – Instituto Universitário de Lisboa
IBS – ISCTE Business School; Departamento de Contabilidade


1. As demonstrações financeiras de um grupo com títulos admitidos à cotação devem ser
apresentadas de acordo com:

A. As normas IAS/IFRS, obrigatoriamente.
B. As normas IAS/IFRS, opcionalmente.
C. As normas NCRF, obrigatoriamente.
D. Nenhuma das anteriores.


2. De acordo com o normativo nacional (SNC), os pressupostos subjacentes à preparação das
demonstrações financeiras são:

A. Justo Valor e Prudência.
B. Compreensibilidade e Relevância.
C. Regime do acréscimo e Continuidade.
D. Nenhuma das anteriores.

3. No âmbito do apuramento mensal do IVA, qual dos seguintes saldos não deve ser
considerado?

A. IVA regularizações a favor do Estado.
B. IVA regularizações a favor da empresa.
C. IVA a recuperar.
D. Nenhuma das anteriores.

4. Os subsídios governamentais reembolsáveis, relacionados com ativos fixos tangíveis,
depreciáveis ou não, devem ser inicialmente evidenciados:

A. No Passivo.
B. Nos Rendimentos.
C. No Capital Próprio.
D. Nenhuma das anteriores.

5. Quais os modelos de mensuração subsequente que podem ser aplicáveis a uma
Propriedade de Investimento?

A. Modelo do Custo ou Modelo da Revalorização.
B. Modelo do Custo ou Modelo do Justo Valor.
C. Modelo do Custo ou Modelo dos Cash Flows Descontados.
D. Modelo da Revalorização ou Modelo do Justo Valor.

3 de 14
ISCTE-IUL – Instituto Universitário de Lisboa
IBS – ISCTE Business School; Departamento de Contabilidade



6. A Empresa X adquiriu um equipamento industrial pelo preço de 100.000 euros, tendo
obtido um desconto de pronto pagamento de 10% sobre o preço de compra. Suportou
despesas de transporte de 1.000 euros, despesas de instalação de 3.000 euros e despesas
com o seu financiamento (juros) no valor de 2.000 euros. Este equipamento deverá ser
inicialmente reconhecido no Balanço por:

A. 94.000 euros.
B. 104.000 euros.
C. 106.000 euros.
D. Nenhuma das anteriores.


7. Considere as seguintes afirmações: A1 – As Propriedades de Investimento são sempre
sujeitas a depreciação; A2 – A substância sobre a forma é um atributo da fiabilidade da
informação.

A. A1 é verdadeira e A2 é falsa.
B. A1 é falsa e A2 é verdadeira.
C. Ambas são verdadeiras.
D. Ambas são falsas.


8. A quantia mais alta entre o justo valor de um ativo menos os custos de alienação a ele
associados, e o valor de uso daquele ativo, designa-se por:

A. Quantia escriturada.
B. Quantia depreciável.
C. Quantia recuperável.
D. Nenhuma das anteriores.


9. Qual das seguintes características não é essencial para o reconhecimento de um Ativo:

A. Controlo por parte da entidade.
B. Estar associada a acontecimentos passados.
C. Existência de benefícios económicos futuros que fluam para a entidade.
D. Nenhuma das anteriores.

4 de 14
ISCTE-IUL – Instituto Universitário de Lisboa
IBS – ISCTE Business School; Departamento de Contabilidade

GRUPO I
(6,0 valores)

FOLHA DE RESPOSTAS

Questão Nº A B C D
1 A B C D
2 A B C D
3 A B C D
4 A B C D
5 A B C D
6 A B C D
7 A B C D
8 A B C D

Respostas Certas
Respostas Erradas
Questões não respondidas
Grupo I

2 de 12
ISCTE-IUL – Instituto Universitário de Lisboa
IBS – ISCTE Business School; Departamento de Contabilidade

1. O Balanço de uma empresa que adota Normas Contabilísticas e de Relato Financeiro


(NCRF) evidencia:

A. A formação do resultado líquido do período.


B. O total de direitos e obrigações gerados ao longo do período.
C. A posição financeira num determinado momento.
D. Nenhuma das anteriores.

2. Os fluxos monetários provenientes da venda de equipamentos básicos traduzem fluxos de


caixa das atividades:

A. Operacionais.
B. De financiamento.
C. De investimento.
D. Nenhuma das anteriores.

3. Qual dos seguintes fatores não é considerado como indício de perda por imparidade de
um Ativo Fixo Tangível?

A. Aumento das taxas de juro.


B. Desatualização técnica.
C. Desempenho superior ao esperado.
D. Nenhuma das anteriores.

4. A Estrutura Conceptual do Sistema de Normalização Contabilística considera a


Materialidade como:

A. Um atributo da relevância.
B. Um atributo da fiabilidade.
C. Um pressuposto das demonstrações financeiras.
D. Nenhuma das anteriores.

5. Um subsídio à exploração, atribuível para compensar um preço inferior ao custo de


produção de um determinado produto deve ser, regra geral, reconhecido:

A. Como rendimento do período em que seja atribuído.


B. Como capital próprio quando haja certeza da sua atribuição.
C. Como um acréscimo de rendimentos no momento da sua atribuição.
D. Nenhuma das anteriores.

3 de 12
ISCTE-IUL – Instituto Universitário de Lisboa
IBS – ISCTE Business School; Departamento de Contabilidade

6. O reconhecimento inicial de uma propriedade de investimento, para a qual é adotado


subsequentemente o Modelo do Justo Valor deve ser, regra geral, registado:

A. Pelo justo valor.


B. Pelo custo.
C. Pelo justo valor ou custo, dos dois o mais alto.
D. Nenhuma das anteriores.

7. Considere as seguintes afirmações: A1 – Todos os ativos fixos tangíveis são depreciáveis.


A2 – De acordo com o normativo SNC, os ativos intangíveis com vida útil indefinida não são
amortizáveis.

A. A1 é verdadeira e A2 é falsa.
B. A1 é falsa e A2 é verdadeira.
C. Ambas são verdadeiras.
D. Ambas são falsas.

8. Considere as seguintes afirmações: A1 – Os descontos comerciais em compras são refletidos


na contabilidade como um aumento dos rendimentos. A2 – A demonstração de resultados
por naturezas é opcional para todas as empresas, de acordo com o normativo SNC.

A. A1 é verdadeira e A2 é falsa.
B. A1 é falsa e A2 é verdadeira.
C. Ambas são verdadeiras.
D. Ambas são falsas.

4 de 12

Você também pode gostar