Você está na página 1de 9

CARNIFICINA BIBLICA

Dias passados um padre estava num programa de TV (parabólica)


debatendo sobre tema evangelização e violência. Afirmou o padre que é
dever dos pais dar toda atenção aos filhos, instrução, boa alimentação,
cuidados com a saúde, entrosamento social e familiar, etc.

Ressaltou, todavia, que mesmo com todos estes cuidados se os pais não
derem uma orientação cristã a seus filhos eles não passarão da condição
semelhante a de um bichinho de estimação. Segundo o padre, é o ensino
religioso cristão que molda o ser humano de forma diferente da dos
bichinhos de estimação; que faz dos homens verdadeiros filhos de Deus e
que o manual que mostra o caminho certo da vida é a Bíblia. Acrescentou
que esta á a única forma de combater a crescente violência e as tragédias
humanas que assolam nosso país e nosso mundo.

Acedendo parcialmente com as justas e próprias instruções do culto padre


resolvi dar uma lida na Bíblia para selecionar algumas passagens. Ora, se o
padre disse que a Bíblia é um bom caminho, é porque a Bíblia realmente é,
ou deveria ser, um bom caminho. Para tanto basta ver dentre os pregadores
dela o número pedófilos já descobertos, pastores presos por falsidade
ideológica, lavagem de dinheiro, etc. Por outro lado, se o padre disse que os
ensinamentos bíblicos resultarão na redução da violência, com certeza o
padre sabe o que está dizendo. Será?

Mas comecei a seguir os aconselhamentos do padre lendo alguns capítulos


da Bíblia, que seguem literalmente transcritos de uma Bíblia digital, que vão
colados a seguir:

Deuteronômio,13: “...(...)...6 Quando teu irmão, filho da tua mãe, ou teu


filho, ou tua filha, ou a mulher do teu seio, ou teu amigo que te é como a
tua alma, te incitar em segredo, dizendo: Vamos e sirvamos a outros
deuses!-deuses que nunca conheceste, nem tu nem teus pais, 7 dentre os
deuses dos povos que estão em redor de ti, perto ou longe de ti, desde uma
extremidade da terra até a outra 8 não consentirás com ele, nem o ouvirás,
nem o teu olho terá piedade dele, nem o pouparás, nem o esconderás, 9
mas certamente o matarás; a tua mão será a primeira contra ele para o
matar, e depois a mão de todo o povo; 10 e o apedrejarás, até que morra,
pois procurou apartar-te do Senhor teu Deus, que te tirou da terra do Egito,
da casa da servidão. 11 Todo o Israel o ouvirá, e temerá, e não se tornará a
praticar semelhante iniqüidade no meio de ti. 12 Se, a respeito de alguma
das tuas cidades que o Senhor teu Deus te dá para ali habitares, ouvires
dizer: 13 Uns homens, filhos de Belial, saindo do meio de ti, incitaram os
moradores da sua cidade, dizendo: Vamos, e sirvamos a outros deuses!-
deuses que nunca conheceste, 14 então inquirirás e investigarás,
perguntando com diligência; e se for verdade, se for certo que se fez tal
abominação no meio de ti, 15 certamente ferirás ao fio da espada os
moradores daquela cidade, destruindo a ela e a tudo o que nela houver, até
os animais. 16 E ajuntarás todo o seu despojo no meio da sua praça; e a
cidade e todo o seu despojo queimarás totalmente para o Senhor teu Deus,
e será montão perpétuo; nunca mais será edificada...(...)...”.

Deuteronômio 20: “...(...)...10 Quando te aproximares duma cidade para


combatê-la, apregoar-lhe-ás paz. 11 Se ela te responder em paz, e te abrir
as portas, todo o povo que se achar nela será sujeito a trabalhos forçados e
te servirá. 12 Se ela, pelo contrário, não fizer paz contigo, mas guerra,
então a sitiarás, 13 e logo que o Senhor teu Deus a entregar nas tuas mãos,
passarás ao fio da espada todos os homens que nela houver; 14 porém as
mulheres, os pequeninos, os animais e tudo o que houver na cidade, todo o
seu despojo, tomarás por presa; e comerás o despojo dos teus inimigos, que
o Senhor teu Deus te deu.15 Assim farás a todas as cidades que estiverem
mais longe de ti, que não são das cidades destas nações. 16 Mas, das
cidades destes povos, que o Senhor teu Deus te dá em herança, nada que
tem fôlego deixarás com vida; 17 antes destruí-los-ás totalmente: aos
heteus, aos amorreus, aos cananeus, aos perizeus, aos heveus, e aos
jebuseus; como Senhor teu Deus te ordenou...(...)...”.

Êxodo 32,”...(...).. 27 Então ele lhes disse: Assim diz o Senhor, o Deus de
Israel: Cada um ponha a sua espada sobre a coxa; e passai e tornai pelo
arraial de porta em porta, e mate cada um a seu irmão, e cada um a seu
amigo, e cada um a seu vizinho.28 E os filhos de Levi fizeram conforme a
palavra de Moisés; e caíram do povo naquele dia cerca de três mil
homens.29 Porquanto Moisés tinha dito: Consagrai-vos hoje ao Senhor;
porque cada um será contra o seu filho, e contra o seu irmão; para que o
Senhor vos conceda hoje uma bênção...(...)...”.

Levítico 26; “...(...)...6 Também darei paz na terra, e vos deitareis, e


ninguém vos amedrontará. Farei desaparecer da terra os animais nocivos, e
pela vossa terra não passará espada.7 Perseguireis os vossos inimigos, e
eles cairão à espada diante de vós.8 Cinco de vós perseguirão a um cento
deles, e cem de vós perseguirão a dez mil; e os vossos inimigos cairão à
espada diante de vos...(...)...”.
Juízes 3:“...(...)... 15 Então os filhos de Israel clamaram ao Senhor, o Senhor
levantou-lhes um libertador, Eúde, filho de Gêra, benjamita, homem
canhoto. Por seu intermédio, os filhos de Israel enviaram tributo a Eglom, rei
dos moabitas.16 Ora, Eúde fez uma espada de dois fios, do comprimento de
um côvado, e cingiu-a por baixo das suas roupas, a sua coxa direita.17
Apresentou o tributo a Eglom, rei dos moabitas, que era muito gordo:18
Acabando Eúde de entregar o tributo, despediu a gente que o trouxera.19
Porém voltou das imagens de escultura que estavam ao pé de Gilgal, e
disse: Tenho uma palavra secreta para ti ó rei, o qual disse: cala-te. Então
todos os que lhe assistiam saíram da sua presença.20 Eúde entrou numa
sala de verão que o rei tinha para si só, onde estava assentado e disse:
Tenho para ti uma palavra de Deus, quando Eglom levantou-se de sua
cadeira, 21 então Eúde, estendendo a mão esquerda, puxou a espada de
sobre a coxa direita, e lha cravou no ventre 22 de tal maneira que entrou
também o cabo com a lâmina. Eude não tirou a espada do ventre, e a
gordura se fechou sobre ela. 23 Então Eúde, saindo ao pórtico, cerrou as
portas do quarto e as trancou...(...)...”.

Juízes 3: “...(...)... 27 E assim que chegou, tocou a trombeta na região


montanhosa de Efraim; e os filhos de Israel, com ele à frente, desceram das
montanhas. 28 E disse-lhes: Segui-me, porque o Senhor vos entregou nas
mãos os vossos inimigos, os moabitas. E desceram após ele, tomaram os
vaus do Jordão contra os moabitas, e não deixaram passar a nenhum deles.
29 E naquela ocasião mataram dos moabitas cerca de dez mil homens,
todos robustos e valentes; e não escapou nenhum. 30 Assim foi subjugado
Moabe naquele dia debaixo da mão de Israel; e a terra teve sossego por
oitenta anos.31 Depois dele levantou-se Sangar, filho de Anate, que matou
seiscentos homens dos filisteus com uma aguilhada de bois; ele também
libertou a Israel...(...)...”.

Juízes 9: “...(...)...49 Tendo, pois, cada um cortado o seu ramo, seguiram a


Abimeleque; e, pondo os ramos junto da fortaleza, queimaram-na a fogo
com os que nela estavam; de modo que morreram também todos os de
Migdol-Siquém, cerca de mil homens e mulheres...(...)...”.

Juízes 12: “...(...)...5 E tomaram os gileaditas aos efraimitas os vaus do


Jordão; e quando algum dos fugitivos de Efraim dizia: Deixai-me passar;
então os homens de Gileade lhe perguntavam: És tu efraimita? E dizendo
ele: Não; 6 então lhe diziam: Dize, pois, Chibolete; porém ele dizia: Sibolete,
porque não o podia pronunciar bem. Então pegavam dele, e o degolavam
nos vaus do Jordão. Cairam de Efraim naquele tempo quarenta e dois mil...
(...)...”.

Juízes 15: “...(...)... 14 Quando ele chegou a Leí, os filisteus lhe saíram ao
encontro, jubilando. Então o Espírito do Senhor se apossou dele, e as cordas
que lhe ligavam os braços se tornaram como fios de linho que estão
queimados do fogo, e as suas amarraduras se desfizeram das suas mãos.15
E achou uma queixada fresca de jumento e, estendendo a mão, tomou-a e
com ela matou mil homens.16 Disse Sansão: Com a queixada de um
jumento montões e mais montões! Sim, com a queixada de um jumento
matei mil homens...(...)...”.

Juízes 21: “...(...)...6 E os filhos de Israel tiveram pena de Benjamim, seu


irmão, e disseram: Hoje é cortada de Israel uma tribo.7 Como havemos de
conseguir mulheres para os que restam deles, desde que juramos pelo
Senhor que nenhuma de nossas filhas lhes daríamos por mulher? 8 Então
disseram: Quem é que dentre as tribos de Israel não subiu ao Senhor em
Mizpá? E eis que ninguém de Jabes-Gileade viera ao arraial, à assembléia. 9
Porquanto, ao contar-se o povo, nenhum dos habitantes de Jabes-Gileade
estava ali. 10 Pelo que a congregação enviou para lá doze mil homens dos
mais valorosos e lhes ordenou, dizendo: Ide, e passai ao fio da espada os
habitantes de Jabes-Gileade, juntamente com as mulheres e os pequeninos.
11 Mas isto é o que haveis de fazer: A todo homem e a toda mulher que
tiver conhecido homem, totalmente destruireis. 12 E acharam entre os
moradores de Jabes-Gileade quatrocentas moças virgens, que não tinham
conhecido homem, e as trouxeram ao arraial em Siló, que está na terra de
Canaã...(...)...”.

I Samuel 22, “...(...)...18 Então disse o rei a Doegue: Vira-te e arremete


contra os sacerdotes. Virou-se, então, Doegue, o edomeu, e arremeteu
contra os sacerdotes, e matou naquele dia oitenta e cinco homens que
vestiam éfode de linho.19 Também a Nobe, cidade desses sacerdotes,
passou a fio de espada; homens e mulheres, meninos e criancinhas de
peito, e até os bois, jumentos e ovelhas passou a fio de espada...(...)...”.

Josué 6: “...(...)...19 Contudo, toda a prata, e o ouro, e os vasos de bronze e


de ferro, são consagrados ao Senhor; irão para o tesouro do Senhor. 20
Gritou, pois, o povo, e os sacerdotes tocaram as trombetas; ouvindo o povo
o sonido da trombeta, deu um grande brado, e o muro caiu rente com o
chão, e o povo subiu à cidade, cada qual para o lugar que lhe ficava
defronte, e tomaram a cidade: 21 E destruíram totalmente, ao fio da
espada, tudo quanto havia na cidade, homem e mulher, menino e velho,
bois, ovelhas e jumentos...(...)...”.

Josué 8, “...(...)...24 Quando os israelitas acabaram de matar todos os


moradores de Ai no campo, no deserto para onde os tinham seguido, e
havendo todos caído ao fio da espada até serem consumidos, então todo o
Israel voltou para Ai e a feriu a fio de espada. 25 Ora, todos os que caíram
naquele dia, assim homens como mulheres, foram doze mil, isto é, todos os
de Ai...(...)...”.

Josué 10: “...(...)...38 Então Josué, e todo o Israel com ele, voltou a Debir,
pelejou contra ela,39 e a tomou com o seu rei e com todas as suas cidades;
feriu-as a fio de espada, e a todos os que nelas havia destruiu totalmente,
não deixando nem sequer um. Como fizera a Hebrom, e como fizera
também a Libna e ao seu rei, assim fez a Debir e ao seu rei.40 Assim feriu
Josué toda aquela terra, a região montanhosa, o Negebe, a baixada, e as
faldas das montanhas, e a todos os seus reis. Não deixou nem sequer um;
mas a tudo o que tinha fôlego destruiu totalmente, como ordenara o
Senhor, o Deus de Israel...(...)...”.

Josué 11: “...(...)...10 Naquele tempo Josué voltou e tomou também a Hazor,
e feriu à espada ao seu rei, porquanto Hazor dantes era a cabeça de todos
estes reinos. 11 E passaram ao fio da espada a todos os que nela havia,
destruindo-os totalmente; nada restou do que tinha fôlego; e a Hazor ele
queimou a fogo. 12 Josué, pois, tomou todas as cidades desses reis, e a eles
mesmos, e os passou ao fio da espada, destruindo-os totalmente, como
ordenara Moisés, servo do Senhor.13 Contudo, quanto às cidades que se
achavam sobre os seus altos, a nenhuma delas queimou Israel, salvo
somente a Hazor; a essa Josué queimou.14 Mas todos os despojos dessas
cidades, e o gado, tomaram-nos os filhos de Israel como presa para si;
porém feriram ao fio da espada todos os homens, até os destruírem; nada
deixaram do que tinha fôlego de vida.15 Como o Senhor ordenara a Moisés,
seu servo, assim Moisés ordenou a Josué, e assim Josué o fez; não deixou de
fazer coisa alguma de tudo o que o Senhor ordenara a Moisés...(...)...”.

I Reis, 15: “...(...)...29 E logo que começou a reinar, feriu toda a casa de
Jeroboão; a ninguém de Jeroboão que tivesse fôlego deixou de destruir
totalmente, conforme a palavra do Senhor que ele falara por intermédio de
seu servo Aías, o silonita, 30 por causa dos pecados que Jeroboão cometera,
e com que fizera Israel pecar, e por causa da provocação com que
provocara à ira o Senhor Deus de Israel...(...)...”.

Resolvi parar por aqui, mas existem dezenas de outras passagens da mais
sangrenta carnificina. A frase “passar a fio de espada” está escrita 37 vezes
em 25 capítulos da Bíblia. Logo, não é demais se concluir que a Bíblia está
manchada de sangue e está muito mais para incitar a violência do que para
diminuí-la, como disse o equivocado padre.

Pelos relatos bíblicos não se matavam uma ou duas pessoas. Eram sempre
oitenta, quatrocentas, mil e por ai vai. Sempre a mando do justo e
misericordioso “Senhor Deus”.

Com certeza o padre não sabe o que está dizendo. Se sabe, engana o povo
ao omitir estas passagens sangrentas da Bíblia.

A Bíblia é o livro mais vendido de todos os tempos. É também um dos


menos lidos. A imagem que se tem da Bíblia é de um livro santo, que prega
o amor, a bondade, a humildade. Ledo engano. A Bíblia, principalmente o
Antigo Testamento, tem passagens sangrentas e cruéis, de fazer inveja aos
piores filmes de horror.

Quando Moisés desceu do Monte Sinai com as tábuas da lei percebeu que
seus seguidores faziam orgias e adoravam um

bezerro de ouro (Êxodo, 32:27-8). Furioso, vociferou: "Ponde cada um de


vós a espada a seu lado. Percorrei o acampamento e voltai, de portão a
portão, e matai cada um o seu irmão, e cada um o seu próximo, e cada um
o seu conhecido próximo". "E os filhos de Levi passaram a fazer o que
Moisés dissera, de modo que naquele dia caíram do povo cerca de três mil
homens".

Em Deuteronômio 20:10 e sgs., encontramos trechos horripilantes. Jeová, o


Deus do Antigo Testamento, o mesmo que dissera "não matarás", aconselha
aos hebreus que, ao encontrarem outro povo, façam proposta de paz. Se
aceitarem a paz, deverão ser escravizados para fazer trabalho forçado. Se
recusarem a proposta de paz, Jeová os entregará nas mãos dos hebreus,
que deverão matar todos os homens com o fio da espada. Em seguida,
deverão saquear todos os despojos, inclusive as mulheres, as

criancinhas e os animais domésticos.

No mesmo livro, cap. 7, Jeová diz que seu povo escolhido deverá aniquilar
sete povos que lhes serão oferecidos. "E tens que consumir todos os povos
que Jeová, teu Deus, te dá. Teu olho não deve ter dó deles".

Jeová não brinca em serviço. Em II Crônicas 15:13, sentencia: "...todo


aquele que não procurar por Jeová, o Deus de Israel, seja jovem ou velho,
homem ou mulher, deverá ser morto". Em Êxodo 22:20, demonstra sua
absoluta intolerância: "Quem oferecer sacrifícios a quaisquer deuses, e não
somente a Jeová, deverá ser completamente destruído".

Em Deuteronômio 22:22-23: "Caso um homem seja encontrado deitado com


uma mulher que não tenha dono, ambos têm que morrer juntos..." E
continua: "...tendes que levá-los para fora do portão daquela cidade e
tendes de matá-los a pedradas, e eles têm que morrer".

Em Deuteronômio 21:18, Jeová ordena que, se um homem tiver um filho


obstinado e rebelde, ele e a mãe devem levá-lo para fora da cidade, chamar
os anciãos e dizer-lhes que o filho deverá morrer. Todos os homens da
cidade deverão atirar pedras nele até morrer.

Em Êxodo 31:14-15, Jeová ordena que o sábado tem que ser guardado, e
quem fizer qualquer obra no sábado deverá ser morto. Sendo assim, toda a
cristandade, com a possível exceção dos adventistas (que guardam o
sábado), deveria ser exterminada da face da terra.

Olho por olho - a pena de talião - é a lei do Antigo Testamento. Não há lugar
para perdão nem piedade. No entanto, Jesus, o mesmo Jesus que mandou
dar a outra face, no Novo Testamento, também tem momentos de furor,
como em Mateus 10:34: "Não penseis que vim estabelecer paz na terra; vim
estabelecer, não a paz mas a espada. Pois vim causar divisão; o homem
contra seu pai, e a filha contra sua mãe. Deveras, os inimigos do homem
serão pessoas de sua própria família. Quem tiver maior
afeição pelo pai ou pela mãe maior que por mim, não é digno de mim; e
quem tiver maior afeição pelo filho ou pela filha que por mim não é digno de
mim".

Quem duvidar, que confira!

Para quem gosta de histórias de horror, a Bíblia é um prato cheio. Escondido


no meio de milhares de versículos, podemos topar com cenas de arrepiar os
cabelos.

Em Gênesis, por exemplo, encontramos um episódio, no mínimo, bizarro.


Como todos sabem, Abraão foi o patriarca dos Hebreus. Com seu pai, sua
mulher e seu sobrinho Lot, Abraão saiu da cidade de Ur, no baixo Eufrates.
Encaminharam-se para Harrã, nas cabeceiras do mesmo rio, uma cidade
santa dedicada ao culto de Sin, o deus-lua, o mais importante do panteão
sumeriano.

Depois, Lot se separou de Abraão e foi morar em Sodoma, a cidade do


pecado.

Conta a Bíblia que, certa vez, Lot hospedou dois anjos em sua casa. À noite,
alguns homens de Somorra bateram à porta de Lot e disseram-lhe que
sabiam que ele tinha dois hóspedes e que eles, os homens de Sodoma,
queriam ter relações sexuais com os visitantes. Quem duvidar que confira:
Gênesis 19.

Lot ficou apavorado. Para acalmar os tarados, disse que tinha duas filhas
virgens e que as daria para os homens, a fim de poupar seus hóspedes.
Poderiam fazer o que quisessem com suas filhas.

Os homens de Sodoma não aceitaram a proposta e invadiram a casa. Então,


os anjos cegaram os homens e mandaram Lot fugir de Sodoma, que seria
destruída por Deus.

Os horrores continuam. Depois que fugiram de Sodoma, as filhas de Lot


disfarçaram-se de prostitutas, embebedaram o pai com vinho e tiveram
relações sexuais com ele, a fim de "preservar sua raça". Das relações
incestuosas nasceram Moab e Amon, patriarcas dos moabitas e dos
amonitas, tribos árabes vizinhas de Israel.

Antes deste espetáculo grotesco, encontramos outra cena curiosa. O Deus


bíblico de então, que ainda não tinha revelado seu nome aos hebreus (Iavé),
disse a Abraão que iria destruir Sodoma. Assustado com a ameaça divina,
Abraão pergunta a Deus o que faria se houvesse em Sodoma cinqüenta
homens de bem. Deus disse que não destruiria a cidade, em respeito aos
cinqüenta homens de bem. Abraão anima-se e começa a pechinchar com
Deus. Pergunta o que Deus faria se houvesse apenas quarenta e cinco
homens de bem. Deus atende à pechincha e diz que pouparia a cidade.
Depois Abraão baixa para quarenta, e Deus concorda. No fim, Deus
concorda em não destruir a cidade se encontrasse apenas dez homens de
bem.

O que é assustador nesta conversa é a noção antropomórfica do Deus do


Antigo Testamento. O Deus dos primeiros capítulos da Bíblia, embora seja
todo-poderoso, criador dos céus e da terra, é uma figura humana, com
pernas e braços, cabeça, e certamente uma respeitável barba.
Possivelmente tem uma esposa e até uma residência que, de acordo com o
velho testamento, é o Templo de Salomão, que, aliás, foi destruído por Tito
Flávio Vesásiano há quase dois milênios.

Em outro local, depois que Adão e Eva cometeram o pecado original,


sentem vergonha de Deus. Quando pressentem que Deus se aproxima,
escondem-se dele atrás de um arbusto. Diz o texto sagrado que Deus
estava aproveitando "a fresca da manhã".

Este é o livro mais vendido no mundo, e o mais respeitado. Consta que foi
escrito sob inspiração divina, como se o próprio Deus o tivesse escrito. Ele é
tão respeitado que, em alguns tribunais, as pessoas fazem juramento com
as mãos sobre a Bíblia. A explicação é simples. Embora a Bíblia seja livro
mais vendido de todos os tempos, é também o menos lido.