Você está na página 1de 9

CENTRO UNIVERSITÁRIO CLARETIANO

Curso: PROGRAMA DE FORMAÇÃO PEDAGÓGICA – MATEMÁTICA


Disciplina: DIDÁTICA GERAL
Tutor: LUCELIA TAVARES GUIMARAES RA: 1076670
Turma
Aluno: DIOGO CHADUD MILAGRES DGRM1101SJCC
:
Data de início do
Projeto:
Data de término
do Projeto:
UNIDADE: CADERNO DE PRÁTICA

Percepções dos Professores da Educação Básica a Respeito da Avaliação


dos Processos de Ensino-aprendizagem

São José dos Campos, abril de 2011


Sumário

INTRODUÇÃO – RESENHA DA LEITURA DIRIGIDA................................................3

ESCOLHA DO PROFESSOR A SER ENTREVISTADO.............................................4

QUESTIONÁRIO...........................................................................................................5

ANÁLISE DAS QUESTÕES RECEBIDAS...................................................................8

CONCLUSÃO – UMA ABORDAGEM PESSOAL.......................................................9

A PARTIR DAS RESPOSTAS ENVIADAS PELA DOCENTE E, DE ACORDO


COMA ANÁLISE DAS RESPOSTAS, VERIFICA-SE QUE, APESAR DA
LINGUAGEM UM POUCO DIFERENTE DO QUE CONSTA NA UNIDADE 5, A
MAIORIA DOS CONCEITOS AVALIATIVOS TRABALHADOS PELA
PROFESSORA CONDIZ COM O CONTEXTO APRESENTADO NOS TÓPICOS
QUE CONSTITUEM A UNIDADE 5, QUE TANGE SOBRE OS PROCESSOS
AVALIATIVOS NO CONTEXTO DO ENSINO-APRENDIZAGEM...............................9
Introdução – Resenha da Leitura Dirigida

Introduzir a resenha da Unidade 5 principalmente. Introduzir a resenha da Unidade 5


principalmente. Introduzir a resenha da Unidade 5 principalmente. Introduzir a resenha da
Unidade 5 principalmente. Introduzir a resenha da Unidade 5 principalmente. Introduzir a
resenha da Unidade 5 principalmente. Introduzir a resenha da Unidade 5 principalmente.
Introduzir a resenha da Unidade 5 principalmente. Introduzir a resenha da Unidade 5
principalmente. Introduzir a resenha da Unidade 5 principalmente. Introduzir a resenha da
Unidade 5 principalmente. Introduzir a resenha da Unidade 5 principalmente. Introduzir a
resenha da Unidade 5 principalmente. Introduzir a resenha da Unidade 5 principalmente.
Introduzir a resenha da Unidade 5 principalmente. Introduzir a resenha da Unidade 5
principalmente. Introduzir a resenha da Unidade 5 principalmente. Introduzir a resenha da
Unidade 5 principalmente. Introduzir a resenha da Unidade 5 principalmente.
Escolha do professor a ser entrevistado

A professora escolhida para a entrevista foi Patrícia S. Lima da Rocha Milagres.


Formada em Biologia – Licenciatura Plena – pela Universidade Federal de Mato Grosso do
Sul (UFMS) em 2001, veio para São José dos Campos – SP em 2003 para fazer o concurso
para professor PEB II do Estado de São Paulo. Conseguir a classificação, mas, em sua área de
formação, as vagas não atingiram todos os classificados. Desde então começou a atuar como
professora eventual primeiramente na Escola Maj Av José Mariotto Ferreira, passando por
mais de 20 escolas estaduais, além de particulares e municipais, conhecendo todos os tipos de
alunos das mais diferentes realidades e classes sociais, e por essa vasta experiência foi
considerada apta a fornecer respostas bastante polarizadas e condizentes com a realidade
educacional.
Questionário

Tão logo a professora foi escolhida, ela foi abordada e, em uma conversa amigável foi
lhe oferecida a proposta de responder a um questionário sobre sua formas de avaliar o
processo de ensino-aprendizagem. Ela prontamente aceitou. O questionário foi entregue em
uma folha de sulfite, digitado e impresso nos mesmos moldes recomendados no Caderno de
Prática. A professora preferiu responder digitalmente, ou seja, em arquivo do Word. A seguir
estão as respostas escritas pela professora Patrícia, bem como sua identificação, seguindo o
roteiro do caderno de prática:

**Centro Universitário Claretiano – Curso: Licenciatura em Matemática (modalidade


R2). Trabalho de Prática: “Percepções dos Professores do Ensino Básico a Respeito da
Avaliação do Processo de Ensino-aprendizagem”.

Estimado professor: viemos, por meio deste, requerer a sua participação no trabalho de
Prática intitulada “Percepções dos Professores do Ensino Básico a Respeito da Avaliação dos
Processos de Ensino-aprendizagem”, que faz parte da disciplina Didática Geral, do curso de
Licenciatura em Matemática. Para isso, solicitamos que responda ao questionário a seguir e o
entregue até o dia: 01/04/2011. Agradecemos por socializar o seu conhecimento conosco.

Parecer quanto à aceitação da atividade: favorável

Observação: as questões podem ser respondidas nesta folha. ( ) Sim ( X ) Não

Caso a resposta seja não, indique como responderá: formato digital (arquivo do
Word)

Identificação do professor

Idade
R: 33 anos e cinco meses.
Formação acadêmica
R: UFMS – Universidade Federal de Mato Grosso do Sul – Curso de
Licenciatura Plena em ciências Biológicas. – Início (ano): 1998 – Término (ano): 2001
Há quanto tempo é docente?
R: Desde 1999 (há doze anos)
Em qual etapa de ensino ministra aulas?
R: Ensino Fundamental II (6º ao 9º ano) e Ensino Médio

Questões a respeito da avaliação dos processos de ensino-aprendizagem

1) O que significa “avaliar”?


R: Avaliação é uma forma de conhecer o potencial do seu aluno, o que ele aprendeu de
fato. Ainda não é a forma perfeita de conhecer o potencial deles, mas sempre se tenta
chegar ao melhor do aluno. Para isso, a avaliação deve ser feita de modo contínuo, de
vários tipos, como somativa, objetiva, subjetiva, entrevistas e outros métodos que sejam
aplicados continuamente, até exercícios em sala de aula, com posterior visto do professor
contam como avaliação.

2) Qual a função da avaliação dos processos de ensino-aprendizagem na


instituição em que você trabalha?
R: Deve ter uma ideia abrangente e dar ao docente as informações sobre
aprendizagem e se as metas do ensino foram cumpridas. Logicamente não é um processo
final, mas concomitante com o dia-a-dia do aluno, de forma que ele não o perceba a
avaliação como uma vilã, a temida “prova”, nada disso tem valor prático hoje em dia.

3) Ao colocar em prática a avaliação dos processos de ensino-aprendizagem, o(a)


senhor(a) utiliza algum embasamento teórico? Qual?
R:  HOFFMANN, J.M.L. Avaliação: mito e desafio: uma perspectiva construtivista.
20.ed. Porto Alegre: Editora Mediação, 1996.

 HOFFMANN, J.M.L. Avaliação mediadora: uma prática em construção da pré-


escola à universidade. Porto Alegre: Liberdade & Realidade, 1996.

 Parâmetros curriculares nacionais- ciências da natureza. MEC, 1996.

 PERRENOUD, P. Avaliação: da excelência à regulação das aprendizagens. Porto


Alegre: ARTMED Editora, 1999.

4) O(a) senhor(a) já fez algum curso relacionado à avaliação? Se sim, qual foi?
R: Não.
5) Seus alunos são avaliados em diferentes momentos? Se sim, em quais os
momentos?
R: Na minha prática pedagógica avaliar é fazer inicialmente uma sondagem dos
conhecimentos prévios dos alunos para depois iniciar a abordagem sistêmica e integrada
dos mesmos (avaliação diagnóstica). Após a sondagem, o planejamento deve ser focado
nas lacunas e de forma a retificar e transpor os conteúdos de forma integralizada e
sistêmica (avaliação formativa). Continuamente os alunos são avaliados por suas
produções e ou participações e atitudes (avaliação contínua e participativa). No final
será feita a avaliação somativa a fim de verificar o aproveitamento do aluno e analisar se
os objetivos iniciais foram alcançados. Se mesmo assim o aluno ainda apresentarem
lacunas é importante fazer uma avaliação de recuperação paralela a fim de saná-las.

6) Quais os instrumentos de avaliação utilizados em sua sala de aula?


R: leitura e interpretação de textos, tabelas, gráficos, imagens; debates sobre
assuntos polêmicos; arguições orais; construção de textos construindo alternativas,
mudanças de atitudes para as resoluções de problemas de ordem ecológica e social;
construção de murais e painéis informativos à comunidade escolar do que aprendeu;
feiras de ciências e experiências; avaliação escrita.
Análise das questões recebidas

Tão logo a professora enviou as respostas, por e-mail, em 02/04/2011, a análise pôde
ser feita de acordo com as orientações contidas no Caderno de Prática. Vejamos a análise a
seguir:

1) O que significa “avaliar”? Analisar se o significado da avaliação vai ao encontro


de uma avaliação classificatória, formativa, participativa, somativa ou diagnóstica (ver o
estudo da Unidade 5, especificamente o Tópico 4, Tipos de Avaliação). Qual a função da
avaliação dos processos de ensino-aprendizagem na instituição em que você trabalha?
Analisar se a função da avaliação significa apoio à aprendizagem, se avalia só o aluno ou a
prática pedagógica do professor (ver a Unidade 5, especialmente o Tópico 3, Concepção e
Importância da Avaliação).

2) Ao colocar em prática a avaliação dos processos de ensino-aprendizagem, o(a)


senhor(a) utiliza algum embasamento teórico? Qual? Analisar se o professor utiliza algum
embasamento teórico e se esse embasamento tem coerência com o que ele respondeu nas
outras questões.

3) O (a) senhor(a) já fez algum curso relacionado à avaliação? Se sim, qual foi?
Relacionar a importância da formação pedagógica do professor com o processo de avaliação.

4) O(a) senhor(a) já fez algum curso relacionado à avaliação? Se sim, qual foi?
R: Segundo as orientações do Caderno de Prática, este item não carece de análise.
5) Seus alunos são avaliados em diferentes momentos? Se sim, em quais os
momentos? Analisar se o aluno é avaliado apenas no final ou em todos os momentos e fazer
uma relação com a questão 1. Se, por exemplo, o professor fala que avalia em todos os
momentos, ele deve ter uma prática formativa, diagnóstica.

6) Quais os instrumentos de avaliação utilizados em sua sala de aula? Analisar se o


professor percebe a diferença entre tipos e instrumentos de avaliação (ver a Unidade 5,
especialmente o Tópico 4, Tipos de Avaliação, e o Tópico 5, Instrumentos de Avaliação).
Conclusão – uma abordagem pessoal

A partir das respostas enviadas pela docente e, de acordo coma análise das respostas,
verifica-se que, apesar da linguagem um pouco diferente do que consta na Unidade 5, a
maioria dos conceitos avaliativos trabalhados pela professora condiz com o contexto
apresentado nos tópicos que constituem a Unidade 5, que tange sobre os processos avaliativos
no contexto do ensino-aprendizagem.