1-COMO É A ESTRUTURA DO DNA E RNA? DÊ QUE MANEIRA ELES ESTÃO ASSOCIADOS?

O DNA é um dos ácidos nucléicos, moléculas que contêm informações na célula (o ácido ribonu u RNA, é o outro ácido nucléico). O DNA é encontrado no núcleo de toda célula humana. As in ormações no DNA: orientam a célula (junto com o RNA) na fabricação de novas proteínas que determinam todos os nossos traços biológicos passam (são copiados) de uma geração para outra A explicação para todas essas funções é encontrada na estrutura molecular do DNA, conforme descrito por Watson e Crick. Embora possa parecer complicado, o DNA em uma célula é simplesmente um padrão feito de quatro partes diferentes, chamadas nucleotídeos. Imagine um conjunto de blocos qu e possui somente quatro formas, ou um alfabeto com apenas quatro letras. O DNA é u ma longa fileira desses blocos ou letras. Cada nucleotídeo consiste de um açúcar (deso xirribose) ligado a um lado para um grupo de fosfato e ligado ao outro lado para uma base de nitrogênio. O RNA é o outro ácido nucléico. Ele difere do DNA de três formas principais: o açúcar é a ribose em vez da desoxirribose há apenas um filamento em vez de dois o RNA possui uracila (U) em vez de timina. Assim, os pares de base no RNA são citos ina com guanina e adenina com uracila. Em uma célula procariótica (sem organelas internas ligadas na membrana, como uma bac téria), o DNA e o RNA são encontrados no citoplasma. Em uma célula eucariótica (com orga nelas internas ligadas na membrana, como os seres humanos), o RNA pode ser encon trado no núcleo e no citoplasma, enquanto o DNA, somente no núcleo.

2-O QUE É UM GENE E QUAL É O SEU PAPEL? sequencia de nucleotideos do dna que pode ser transcrito em rna o gene e uma seg mento de um cromossomo a que corresponde um codigo distinto uma informação para prod uzir uma determinada proteina ou controlar alguma caracteristica po exemplo a co r dos olhos.(quando ativada) O gene é uma parte do DNA que contém a informação necessária para a fabricação de uma prote expressa uma proteína). Ele é a unidade tranferida de geração para geração, que controla ca acterísticas do organismo.

3- EXPLIQUE O QUE E UMA TRANSCRIÇÃO E UMA TRADUÇÃO. Transcrição cópia da sequência de bases do DNA para uma cadeia complementar de RNAm, que é passado ao citoplasma. Esta etapa decorre no núcleo, mais exactamente no nucléolo. Apenas uma cadeia de DNA é usada como molde para síntese de RNAm, segundo a regra do emparelhamento de bases. Esta síntese é comandada pela enzima RNA-polimerase, que d esliza ao longo de um troço de DNA, abrindo a cadeia e iniciando a síntese, sempre n o sentido 5 à 3 . Após a passagem da RNA-polimerase a cadeia de DNA volta fechar, forma ndo-se as pontes H entre as bases. Após a síntese deste RNA-pré-mensageiro inicial oco rrem alterações: sequências não codificantes intrões são cortadas e as sequências codif restantes exões são unidas entre si, formando o RNAm funcional, que migra para o ci toplasma; Tradução produção da proteína, segundo a sequência de codões do RNAm, com a ajuda dos RNA NAr. Esta etapa decorre no citoplasma, em eucariontes quase sempre nas membranas do retículo endoplasmático rugoso, onde os ribossomas estão inseridos. Neste caso, as proteínas sintetizadas são enviadas para o interior das cisternas do RER, sendo dep ois distribuídas por toda a célula. Em procariontes, que não apresentam sistemas membr anares, os ribossomas estão dispersos no citoplasma. O processo tem 3 etapas, por sua vez: Iniciação o RNAm liga-se ao ribossoma na subunidade grande (através do RNAr). O RNAt i niciador transporta o aminoácido metionina até à subunidade menor do ribossoma; Alongamento sequencialmente, um novo RNAt transporta um novo aminoácido até ao ribos soma, ligando-se ao codão. Há formação de uma ligação peptídica entre o aminoácido que cheg s anteriores e o ribossoma avança 3 bases no RNAm. O estabelecimento destas ligações r equer energia, fornecida, como sempre, por degradação de moléculas de ATP; Finalização os codões de finalização já referidos não têm anticodão complementar, pelo qu

No fin al da metáfase. O RNA.Apenas 10% de todo material celula r esta descondensado e dentro desses 10% nem todas as bases codificam uma prote ina 5. presos às fibras do fuso. geralmente. os centrômeros se duplicam e se partem longitudinalmente.Ele atua na condesação do material genetico 6. o tamanho cumulativo dos exons é muito menor que o de íntrons.É responsável pela transferência de informação do ADN até ao local de síntese de proteínas. plano médio da célula. A condensação ocorre com o auxilio de 5 histonas h1 h2a h2b h3 e h4. migram para o equador do fuso. 8. onde os cromossomos apresentam o máximo grau de condensação.QUANDO O DNA ESTA NA FORMA DE SOLENOIDE . embora no gen oma humano existam grandes sequências não codificantes. As sequências codificantes são c hamadas de éxons. a síntese acaba. Em muitos genes. Cada solenóide é formado por 6 nucleossomas. qualquer processo de mo dificação . essas histonas formam um octamero que é envolvido por duas voltas da fita de dna prso posteriormente pela histona h1 formado assim o nucleossomo. As subunidades do ribos soma separam-se e ficam livres para iniciar nova síntese.O QUE É PRE RNA? É a fita que ao sair do nucleo recebe o nome de rna mensageiro RNA mensageiro é o intermediário chave na expressão gênica atua na tradução do DNA em amino dos para "fazer" as proteinas de todos os seres vivos da terra. chamadas de íntrons. pod endo sofrer transformações posteriores no retículo e no Golgi. que são inicialmente transcritas em RNA no núcleo.aliás. não sendo representada no produto protéico final. Na intérfase. ou seja a c opia do dna.EXPLIQUE COMO OCORRE A CONDENSAÇÃO DO MATERIAL GENETICO E EM QUAL ETAPA DA VIDA CELULAR ELA OCORRE A condensação do material genetico ocorre durante a divisão celular tem inicio Na prof ase condensação total na meiose. para isso é necessario que a fita esteje aberta ou seja descondensada pois em solenoide a fita se torna extremamente compacta conjuntos de nucleossomas dispõem-se helicoidalmente. 7. Os cromossomos.o ribossoma atinge um deles. O nucleossomo e formado por um octamero de histonas envolvido por duas voltas dE fitas de dna . Sim todo gene possui introns e exons . o material genetico é formado por uma sequencia de bases algumas estão ativas (co ndensadas) e outras inativas (descondensadas). Elas são intercaladas por regiões não codificantes. o cromossomo e ncontra-se totalmente descondensado. O nucleossomo firma uma a espiral que recebe o nome de solenoide . de modo a deixar livres as cromátides irmãs. trata-se da fase de maior condensação do material genetico Metáfase . 4-TODO MATERIAL GENETICO PRESENTE NO NUCLEO CODIFICA UMA PROTEINA ?EXPLIQUE Não. formando um cilindro flexível com cerca de 30 hm de diâmetro. os introns sao as sequencias de bases alt amente repetitivas que podem ou não ser copiadas para formação de uma das fitas de rna . Já na metáfase ele encont ra-se máximo de sua condensação. formando a cromatina. Nos procariotas o ARNm não sofre. mas não estão presentes no mRNA fina l no citoplasma. designada ARN-polimerase faz a cópia de um gene do DNA p ara o RNA-m.TODO GENE POSSUI INTRONS E EXONS? O QUE REPRESENTAM? O gene é um segmento de uma molécula de DNA que contém um código para a produção dos aminoá os da cadeia polipeptídica e as sequências reguladoras para a expressão. OCORRE SINTESE PROTEICA? EXPLIQUE] Não so ocorre sintese proteica quando é possivel a formação da fita de rna . uma enzima. 9. Du te a transcrição. a cadeia polipeptídica destaca-se. é a fase mais propícia para estudos da morfologia dos crom ossomos.Ou fase do meio.DO QUE É COMPOSTO O NUCLEOSSOMO E QUAL SEU PAPEL? Os nucleossomos ajudam no enovelamento do cromossomo. a síntese das proteínas chega a ocorrer enquanto a transcrição ainda est contecer. na célula.

o RNA também é uma molécula grande. outra enzima c hamada polimerase liga um grupo de nucleotídeos que se pareiam com os nucleotídeos d a molécula-mãe.Massa semilíquida que preenche o núcleo. A replicação do DNA é o processo de auto-dupl icação do material genético. forma os cromossomos durante a divisão celular. filamen tos de cromatina e nucléolos. por complementaridade de bases. formada por várias partes menores chamadas nucl eotídeos. isto é. porção inerte ou pouco ativa e bem visível.O RNA ao ser sintetizado pelo pelo DNA. Nucléolo . Cariolinfa . os nucleotídeos livres e xistentes no núcleo ligam-se. Carioteca . A enzima liga-se à cadeia de DNA e desliza sobre esta. e a heterocromatina. quebrando as ligações entre as duas cadeias de nucleótidos .Corpúsculo constituído por RNA ribossômico e proteínas. pois cada dupla hélice fil ha contém um filamento antigo e outro recém-sintetizado.Filamentos formados por DNA e proteínas. Da mesma forma que o DNA. De um a cadeia original de DNA formam-se duas. RNA transportador (RNAt): Encaminha os aminoácidos dispersos no citoplasma ao loca l onde ocorrerá a síntese das proteínas. lipoprotéica. Em seguida. lig a-se a proteínas e em seguida forma o nucléolo. Núcleo Interfásico . É geralmente único e aproximadamente esférico Apresenta membrana nuclear (ou carioteca). Cada cadeia do DNA é duplicada formando uma fita híbrida.ligações de hidrogênio ficando então as duas cadeias de DNA separadas. Ao mesmo tempo em que a DNA helicase vai abrindo a molécula de DNA. . porção ativa e pouco visível. Por isso diz-se que tanto DNA como RNA são polinucleotídeos. que é um corpo denso que fabrica os ri bossomos. Cada DNA recém formado possui uma das cadeias da molécula-mãe. A replicação (duplicação) é semiconservativa.que podem ou não codificar as proteinas. mantendo o padrão de herança ao longo das gerações. ou seja. suco nuclear (ou cariolinfa). Além da capacidade de duplicação.Período de síntese de RNA e duplicação do DNA. de uma molécula de DNA formam-se duas ou tras iguais a ela. As fitas do DNA se abrem e servem como molde para a síntese se novas fitas de DNA. Acontece durante a fase S da interfase. A duplicação do DNA explica a grande semelhança existente entra as várias gerações de uma d terminada espécie. RNA ribossômico (RNAr): Faz parte da estrutura dos ribossomos (organelas citoplasmát icas) onde a síntese de proteínas ocorre. o exon são sequencias de bases que codific am uma proteina em toda formação de rna elas sim serão copiadas 10-O RNA JA ESTA FORMADO NO NUCLEO? EXPLIQUE Estrutura do Núcleo O núcleo é como se fosse o cérebro da célula.Membrana dupla. O RNA é formado através da transcrição do DNA. ou seja ele é formado no núcleo da célula a tir de um DNA. Existem 3 tipos de RNA: RNA Mensageiro (RNAm): Transporta as informações do código genético do DNA para o citopl asma.uma vez que o equipamento genético-representado basicamente pelo c onjunto de moléculas de DNA que um organismo possui-mantém-se mais ou menos inaltera do ao se transferir de pais para filhos. a cadeia velha parei a com a cadeia nova formando um novo DNA. compreende a eucromatina. Dentro do nucleo celular existem moleculas de rna que irão formar a fita para a co ntituição de uma proteina e ao mesmo tempo existem moleculas de rna livres no bucleo celular O RNA pode ser localizado tanto no citoplasma quanto no núcleo. Cromatina . à cadeia de DNA. o DNA também é responsável pela síntese de outro ácido nu o muito importante para a célula: o ácido ribonucleico ou RNA. formando novamente uma dupla hélice idêntica a original. interrompida por poros. é necessária a at uação de uma enzima. por isso o nome semi-conservativa. Esse tipo de replicação é do tipo semiconservativa. a DNA helicase. 11-COMO OCORRE A DUPLICAÇÃO DO DNA? EM QUE MOMENTO ISSO OCORRE? O DNA não se replica sozinhoPara que o processo de replicação se inicie. presente no núcleo inter ico. determina as seqüências dos aminoácidos na construção das proteínas.

O QUE É TATA box .ligamento das bases nitrogenadas correspondente (após a retirada dos p rimers) Ribossomos atuam colocando os aminoacidos certos nas bases nitrogenadas compativ eis Rna polimerase coloca as bases de Rna 15. Por isso uma uma signifi cativa proporção de DNA recém sintetizado existe como pequenos fragmentos. Considerada a sequência promotora do núcleo.CRIE UMA PROTEINA (A PARTIR DOS AMINOACIDOS DA TABELA ) FAÇA SEU RNAm TRANSPOR TADOR DE SEU DNA TRADUÇÃO (início)--->AUG-UUU-ACA-UGA<--.fenilalanin a . cerca de 24% dos genes humanos conter uma caixa TATA dentro o promotor do núcleo. A seqüência de aminoácidos especificada por esse pequeno RNAm é: metionina . ele tende a se tornar superelicoidizado.inserir os primers Dna ligase.No processo de duplicação do DNA as ligações de hidrogênio entre as bases se rompem e as d uas cadeias começam a se separar. estes fragmentos tornam-se covalentemente unidos pela DNA ligase para formar um dos f ragmentos filhos.QUAIS AS ENZIMAS ENVOLVIDAS E SEU PAPEL NA DUPLICAÇÃO DO DNA E NA TRANSCRIÇÃO DO RNA ? Helicase. A seqüência correspondente de anti-códons do RNAt será: UAC-AAA-UGU Não há RNAt correspondente para os códons de terminação.descondensa Topoisomerase. A enzima DNA POLIMERASE adiciona nucleotídeos à nova fita sempre no sentido 3 --> 5 .(fim) Todas as moléculas de RNAm começam com AUG (o códon de iniciação). A enzima responsáv el pela formação dessa forquilha é uma HELICASE. 13. UAA e UAG são códon e terminação. formando a FORQUILHA DE REPLICAÇÃO. possivelmente originários de um organismo eucariótico antigahist ona e vice-versa) e . Po r isso uma das fitas sintetizadas tem polimerização contínua e a outra fita é formada po r polimerização descontínua e são chamados de fragmentos de Okasaki. São chamados de fragmentos de Okazaki no sentido 5'-3'. CAT box.treonina 14. e ENHANCER? São os formadores da região controladora da expressao genica A TATA box (também chamado Goldberg-Hogness caixa) é uma seqüência de DNA (elemento cis-regulatórias) encontrada na região promotora de genes em archaea e euc ariotas. 12-O QUE SÃO OS FRAGMENTOS OKAZAKI? Sao apenas as sequencia de bases nitrogenadas que ficam entre um primer e outro durante a duplicação do dna Um fragmento de Okazaki é um relativamente pequeno fragmento de DNA (com um primer de RNA no termino 5') criado na cadeia atrasada durante a replicação do DNA Fragmentos de Okazaki As DNA polimerases sintetizam somente no sentido 5'-3'.abertura da fita Dna polimerase. que é geralment e seguido por três ou mais bases adenina. códons de terminação não possuem moléculas de RNAt correspondentes (as molécu e RNAm reais possuem centenas de códons). Geralmente é localizada a 25 pares de bases a montante do local de transcrição. A medida que a replicação continua. A dupla hélice retorna a seu estado relaxado pela ação da enzima topoisomerase. A seqüência se acredita ter se mantido consistente durante a ma ior parte do processo evolutivo. À medida que o DNA se desenrola. UGA. é o sítio de ligação de ambos os fatores de transcrição gerais ou histonas (a ligação de um fator de transcrição bloqueia a ligação de A caixa TATA tem o DNA do núcleo seqüência 5'-TATAAA-3 'ou uma variante.

há uma formação de cadeias substitu indo os primers. à fita plástica que prende as pontas dos cadarços. ou durante uma determinada fase do ciclo celular Espacial quando a expressão de determinado gene/proteína é diferente dependendo to tipo celular Ex: proteínas que só são expressas em células nervosas (ex: mielina) ou no tecido muscular (ex: myosina) 17-REPLICAÇÃO DO TELOMERO Telômeros são extremidades dos cromossomos responsáveis pela estabilidade do material genético no decorrer das gerações. como já mencionado. de maneira leviana. estabelece ligação com o DNA e estende a fita molde na direção de 5'para 3' . encurta os telómeros das células. Os telômeros ou telómeros (do grego telos. os telómeros podem ser considerados sofisticados relógios biológicos. Os telômeros podem ser compar ados. Temporal quando um determinado gene/proteína só é expresso em um tempo determinado Ex: proteínas que só são expressas no embrião. Os telômeros dos cromossomos humanos são constituídos de repetições de um conjunto de 6 nucleotídeos (seqüência TTAGGG) e a telomerase reconhece a extremidade dessa seqüência. Dessa forma o número de replicações é limitado devido ao encurtamento da fita. 16-COMO O GENE É CONTROLADO DURANTE A EXPRESSAO GENICA? Pode ser controlado por ate 3 intens desta região um deles é o enhancer que é ativada por proteinas enzimas e ions calcio . no entanto a cadeia complem entar da fita de configuração 3 -5 é feita de maneira descontínua. e meros. Os telómeros também protegem os cromossomas. que preenche os trechos d escontínuos. da degradação. final. Assim. A própria palavra telômero já nos dá uma pista de sua lo ização no cromossomo (do grego telos=fim e meros=parte). A fita de DNA que possui a configuração 5 -3 consegue servir de molde formando a cadeia complementar por intermédio da enzima DNA-polimerase. embora existam exceções: existem bactérias com DNA linear e que possuem telómeros Os telómeros funcionam como um protector para os cromossomas assegurando que a inf ormação genética (DNA) relevante seja perfeitamente copiada quando a célula se duplica. uma solução para o problema do encurtamento da cadeia de DNA. Há. Os telómeros estão presentes principalmente em células eucarióticas. parte) são estruturas const ituídas por fileiras repetitivas de proteínas e DNA não codificante que formam as extr emidades dos cromossomas. da recom binação e da translocação robertsoniana. acrescentando uma nova repetição TTAGGG de cada vez. 18-TELOMERO RELOGIO BIOLOGICO Telómero como relógio biológicoToda vez que a célula se duplica ela também duplica os crom ossomas. quanto mais itens na região controladora mai or a importanca da proteina a ser formada. visto o DNA das células procarióticas formar cadeias circulares. entre tanto a última extremidade não é substituída pela cadeia complementar depois da remoção do rimer. ENHANCER parte do DNA que se encontra junto ao gene e aumenta o seu nível de apres entação a olho nu regulação de genes é controlada por seqüências no genoma chamadas de enhancers. logo não têm locais de terminação. Depois que a fita complementar é formada. ou seja. impedindo que eles venham a desfiar. fazendo que as duas fitas complementares fiquem livres para servir de molde para as outras. quantas vezes as células ainda poderão se duplicar antes de o indivíduo morrer. Sua principal função é manter a estabilidade estrutural do c romossoma. Enquanto esta região não e desativada a produção não cessa. portanto . porém. teoricamente pode-se definir com exatidão a expectativa de vida de um ser vivo a nalisando quantos telómeros ainda restam em suas células.está envolvido no processo de transcrição pela RNA polimerase. No processo de replicação a dupla-hélice é rompida por ação da enzima helicase. É a ação das enzim . sendo necessária a ação uências curtas de RNA chamadas de primers (iniciadores). Este processo. de uma forma geral. as quais são ligadas ao resto da cadeia pela enzima ligase.

que acrescentam fragmentos de DNA impedindo que a fita sofra encurtamento. quartos dedos das mãos e dos pés são curtos e as unhas pouco desenvolvidas. atraso intelectual. são encurtados em função de falhas processo de replicação do DNA. amas. a partir desse primer a DNA polimerase faça a replic ação. como est enose ou atresia do duodeno. Língua aumentada e proemin ente. Achatamento da parte de trás da cabeça. Boca pequena. pois têm como função manter a estabilidade das células A importância dos telômeros na manutenção bom funcionamento das atividades da célula permi te relacioná-los diretamente com os processos de envelhecimento e morte celular. 19-TODAS AS CELULAS OCORRERA A REPLICAÇÃO DO TELOMERO? telomerases não estão presentes em todas as células humanas 20. e doença de Hirschsprung. para que. vagina e lábios vaginais sempre imaturos. provocando o encurtamento dos telômeros. A principal função da hemoglo bina é o transporte de oxigênio dos pulmões para os tecidos.tórax largo com mamilos bem separados. embora em testes de inteligência verbal sejam norma . e portanto esta nunca é duplicada.chamadas de telomerases.c oarctação da aorta. e tendem a apresentar uma má pontuação em teste s que exigem destreza e cálculo. Orelhas menores. Distancia entre primeiro e segundo dedo do pé aumentada. Para que a duplicação possa ser iniciada é necessária a intr dução do primer de RNA. mas muitas meninas com síndrome de Turner apresentam dific uldade para orientar-se espacialmente. GENOTIPO 45. Podem ocorrer dois tipos de defeitos na produção da hemoglobina: Anormalidades estruturais. defeitos renais. e de gás carbônico dos tecido s aos pulmões para assim ser liberado. a cada divisão. Ponte nasal achatada. baixa estatura . pálpebras caídas. -------S Tuneer. com quantidades anormais das cadeias de globina --------------------------CITOGENETICA CLINICA -S indrome de down GENOTIPO: 47.O retardo mental ocorre em raros casos.amenorréia. Palma da mão com uma linha cruzada (linha simiesca). Mãos e pés peq Pele na nuca em excesso. que pode acarretar em hipertensão arterial. Porém. presente nas hemácias. ocasionadas por alterações na produção de aminoácidos constitui ntes das cadeias de globina Síntese desbalanceada. em uma das fitas do DNA essa primer nunca é adicionado na região telomérica.pequenos hemangiomas (proliferação de vasos sangüíneos). Problemas de visão. Perda auditiva condutiva.XY +21 ORG: autossomica corpusculos 0 QCLIN: Pequenas dobras de pele no canto interno dos olhos.IMPORTANCIA CLINICA DOS TELOMEROS acredita-se que estejam ligados diretamente ao envelhecimento das células. X0 ORG: SEXUAL CORPUSCULO: NENHUM QCLIN:baixa estatura.pescoço alado unido aos ombros por uma extensa porção de pele. 21-HEMOGLOBINOPATIA O termo hemoglobinopatia refere-se à uma gama de doenças ocasionadas por defeitos nu ma proteína denominada hemoglobina. imperfuração anal.muitas saliências cobertas por pêlo s escuros sobre a pele.ovários sem óvulos em desenvolvimento.bai xa implantação do cabelo na nuca. os telômeros chegam em um tamanho tal que não são mais capaze s de cumprir as suas funções e o material genético perde sua principal proteção e entra em colapso. Após uma cer ta quantidade de divisões. E ssa relação existe porque os telômeros. Ligamentos soltos. Mal-formações do trato gastrointestinal. Tônus muscular diminuído.

geralmente. grau acentuado d e retardo mental. XXY ORG: SEXUAL CORPUSCULO: 1 QCLIN: atraso intelectual. -----S KLINEFELTER. palato fendido.testículos sempre pequenos. São estéreis e não menstruam. Sua vagina é pequena e termina em fundo cego.baixa densidade óssea -----S DE PATAU A síndrome de Patau é uma doença genética que afeta em maior número os bebês co mães que engravidaram depois dos 35 anos de idade GENOTIPO 47. intelectual. alta estatura . dedos das mãos e dos pés sobrepostos. cujas gônadas são constituídas por testículos e os genitais externos são geralmente f emininos no momento do nascimento. braços longos.síndrome de Edwards ou trissomia do 18 é uma síndrome genética que é mais c omum em meninas GENOTIPO 47. olhos. ----------PSEUDO-HEMAFRODITA FEMININO GENOTIPO ***46. problemas de coração. têm testículos alojados ou na região in guinal ou. labio leporino. XY FENOTIPO EXTERNO*** MULHER FENOTIPPO INTERNO ***HOMEM CARACTERISTICAS O pseudo-hermafroditismo masculino implica a presença de uma anoma lia dos genitais externos. ainda.mamas ligeiramente volu mosas esterelidade. mas que exibem graus variados de masculinização da genitália exte rna -------------------PSEUDO-HEMAFRODITA MASCULINO GENOTIPO ***46.iris imcompleta Os bebês nascem com mal formação no sistema nervoso central causando retardo mental e mal formaçõe físicas.A síndrome Klinefelter afeta apenas bebês do sexo masculino GENOTIPO 47. orelhas mais abaixo do que o normal . O bebê apresenta fenda labial. No entanto. rins e nos genitais . pernas arquea das orelhas mais baixas do que o normal. cromossômica e inter namente são femininos.i nferteis problemas de fala ou de leitura. nos grandes lábios. punhos cerrados . atrofiados testiculos . ------------ . punhos cerrados. não de acordo com o sexo genético. problemas graves no coração.pilificação facial rara.. pernas arqueadas. planta dos pés arredondados.XY +18 ORG: AUTOSSOMICA CORPUSCULO: NENHUM QCLIN: atraso intelectual . XY+13 ORG:AUTOSSOMICA CORPUSCULO: NENHUM QCLIN: atraso . ---------S DE EDWARDS.is ou superiores ao normal. são indivíduos com cariótipo XY. cerebro bem reduzido. XX FENOTIPO EXTERNO ***HOMEM FENOTIPO INTERNO ***MULHER CARACTERISTICAS Em casos como esse os indivíduos são. e outros.

No hermafroditismo verdadeiro a maioria das p essoas são geneticamente do sexo feminino (cromossomos XX) e a formação dos órgãos sexuais masculinos é atribuída a causas ainda não totalmente conhecidas.HEMAFRODITA Hermafroditas são indivíduos que possuem tecidos ovulares e testiculares ao mesmo te mpo respectivamente representantes dos gêneros masculino e feminino) um ser ou animal que possui órgãos sexuais dos dois sexos. útero. mas geralmente por um processo teratológico.[1] --------------- . em que normalm ente os sexos se encontram em indivíduos separados) podem aparecer indivíduos hermaf roditas. por uma má formação embri onária. numa espécie dioica (ou seja. ou seja. possuindo os orgãos sexuais internos e externos de ambos os sexos. incluindo o vários. No hermafroditismo verdadeiro as crianças nascem com os dois órgãos sexuais bem formad os. vagina. testículos e pênis.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful