Você está na página 1de 2

A Zona Franca de Manaus é considerada zona de livre comércio, as vendas efetuadas para os clientes que estão localizados

nesta área são acobertadas por isenções e suspensão de impostos, sendo:

1. ICMS
1.1. Produtos nacional e destinado à comercialização ou industrialização - ISENTO DE ICMS CONF. ART. 5 INCISO 46
DO RICMS/ES - Decreto 1.095/5 de 2002."
2002

OBS:: Mas é necessário fazer o cálculo do produto como se tivesse o ICMS e conceder
concede um desconto comercial na NF
no valor do ICMS incluso no preço do produto.

Nos dados adicionais da nota fiscal incluir: "ISENTO


ISENTO DE ICMS CONF. ART. 5 INCISO 46 DO RICMS/ES - Decreto
1.095/5 de 2002."

1.2. Produto estrangeiro é tributado pelo ICMS com a alíquota


al de:

• 7% (fornecedores
fornecedores localizados na região sul e sudeste exceto o Estado do ES);
• 12% (fornecedores
fornecedores localizados na região, nordeste, centro oeste e o Estado do ES).

2. IPI

2.1. SUSPENSO CONF. ART. 71 DO REGULAMENTO DO IPI - Decreto nº 4.544 de 26/12/2002.

• Nos dados adicionais incluir: IPI SUSPENSO CONF. ART. 71 DO REGULAMENTO DO IPI e apor o número
do SUFRAMA do destinatário.

3. PIS E COFINS
3.1. A alíquota fica reduzida
da a zero para as vendas de mercadorias destinadas a consumo ou à industrialização na
Zona Franca de Manaus, que tenham como destinatários pessoas jurídicas.

• LEI 10.996 de 15/12/2004 Art. 2º Parágrafo 1º.

PROCEDIMENTOS P/ EMISSÃO NOTA FISCAL

• Natureza de operação: Venda de mercadorias adquiridas


a ou recebidas de terceiros, destinadas à Zona Franca de
Manaus ou Área de Livre Comércio;
• CFOP: 6110;
• Se for produto nacional: Não destacar o ICMS e inserir nos dados adicionais: "ISENTO
"ISENTO DE ICMS CONF. ART. 5º 5
INCISO 46 DO RICMS/ES - Decreto 1.095/5 de 2002.";
2002
• Se for produto estrangeiro: saídas do ES destacar a alíquota do ICMS de 12% e o valor do ICMS;
• IPI NÃO DESTACAR,, inserir nos dados adicionais: "IPI Suspenso conforme Art. 71 do RIPI;
• Dados adicionais/informações complementares: Informar o número do SUFRAMA do cliente (destinatário).

É obrigatório o CADASTRO EMITENTE NF

• É necessário fazer o cadastro (p/ emitente da NF) no site


(http://www.suframa.gov.br/servicos_wssinal_orientacoes.cfm
.suframa.gov.br/servicos_wssinal_orientacoes.cfm)
• E baixar o programa Sistema WS SINAL e SINAL 6.0
• WS SINAL Remetente - Passo-a-Passo
Passo -
(http://www.suframa.gov.br/download/documentos/wssinal/passo_a_passo_remetente_100810.pdf
frama.gov.br/download/documentos/wssinal/passo_a_passo_remetente_100810.pdf)
Obs.: Quais são minhas responsabilidades como fornecedor (remetente)?
- Verificar a situação cadastral do cliente junto à SUFRAMA;
- Gerar arquivo XML com os dados da nota(s) fiscal;
- Importar o arquivo para o WS SINAL;
- Gerar o PIN;
- Informar ao transportador o número do PIN gerado para as notas fiscais transmitidas, no Momento da saída da mercadoria e
da nota fiscal;
- Acompanhar o trâmite do PIN e a situação da nota fiscal até a conclusão do
- Internamento (emissão da Declaração de Ingresso), por meio da rotina "PIN" do WS SINAL e das "Consultas Online"
(disponíveis no menu de serviços do Portal SUFRAMA).

Atenciosamente,

KASD Organização Contábil Ltda


Eduardo Moura
www.kasdcontabil.com.br
Av. Augusto Emílio Estelita Lins, 501
Jardim Camburi – Vitória-ES – 29.090-590
Tel: 27 3145-1200 / Fax: 27 3145-1201
Dept° Fiscal / Skype: moura.dudu