Você está na página 1de 2

UNIVERSIDADE EDUARDO MONDLANE

Escola Superior de Negócios e Empreendedorismo de Chibuto (ESNEC)

3º Ano; 22/07/21
Cursos: Agronegócios; Finanças; Gestão Comercial; e Gestão Empresarial.
Grupo de disciplina: Álvaro Novela e Chelsea Sitõe

Nome; Helena Vasco Eusébio


Código;

Teste de

1R;Indo de encontro com a questão em alusão, sanção é uma condenação dada a um individuo
que infringiu alguma norma estabelecida na legislação da sociedade em que se encontra, ou seja,
quando cometeu um ato ilícito/ ilegal. Ao passo que, coação consiste na ação de coagir, ou seja,
forçar alguém a fazer algo contra a sua vontade. Todavia, no âmbito jurídico, o crime de coação
é caracterizado como o ato de agir com pressão ou violência(física ou verbal) perante outra
pessoa, com o intuito de obter algo contra a vontade desta.

B); Direito compreende um conjunto de normas jurídicas, que visam regular o comportamento
positivo e negativo do homem na sociedade, tem em vista a coercibilidade. Ao passo que, ética é
um conjunto de padrões e valores morais de um determinado grupo ou individuo.

2R; O caso em apreso, remete –nos, a matéria inerente a direito penal, todavia, importa mi
realçar, que o objecto negocial do Bento é ilícito, pois a venda de estupefacientes é nocivo a
ordem publica, aos bons costumes, contrario a lei. Em suma, é proibido a venda desses produtos.
Conforme consagra o artigo 223 do CP, pois substância um delito contra a saúde publica.
Portanto, o mesmo carece de uma responsabilidade penal, conforme consagra o artigo 23 do CP,
entretanto, de frisar que, o Bento e o empregado serão responsabilizados pelo delito de
homicídio agravado, conforme consagra alínea" c "do artigo 160 do CP. Por estes, terem sido
encontrados em flagrante delito a enterrar o cadáver do Carlinhos. E pelo facto do empregado
ter sido cúmplices do patrão, será sancionado, nos termos do artigo 25 do CP. E pelo delito de
sonegação ou ocultação de cadáver, conforme consagra o artigo 186 do CP. Contudo, a conduta
dos vizinhos para com o Bento, é procedente, pois estavam a clamar pela segurança e
tranquilidade, visto que o Bento apresentava uma conduta duvidosa ou seja, um comportamento
lesivo na sociedade.

3.R; Antes demais, importa mi tecer o seguinte comentário; o homem pela sua natureza é
maquiavélico, visto que houve a necessidade de se criar instituições, para limitar o homem na
medida em que, o mesmo infringi os preceitos legais ou quando comente uma irregularidade,
pois si não existissem essas instituições, penso eu, que não teríamos uma organização, padrões
numa determinada sociedade ou espaço geográfico, ou seja, não existiria aquilo que chamamos
hoje em dia, de estado de direito, a própria democracia, a liberdade, a igualdade. Direitos
fundamentais , Pois o homem faria da vida oque bem intendesse. Nesta senda, a existência das
instituições não cinge-se no ipso facto, ou seja, vezes há em que as mesmas instituições criadas
pelo homem, vem para proteger o mesmo, defender, reintegrar, disciplinar o homem na
sociedade.

4.R; com relação a questão em apreso, de referir que, direito material procura definir que matar
alguém é delito, passível de deferentes tipos de pena, de acordo com a gravidade e as
circunstâncias na qual este delito ocorreu. Todavia, estas regras são definidas pelo direito
material, nas leis que fazem parte do direito penal. Ao passo que, o direito formal define como o
criminoso responsável pela morte de alguém será acusado e julgado, assim como define como
este cidadão poderá se defender, quais são e como se desenvolvem os recursos aos quais ele
recorrer. contudo, o direito formal não esta preocupado com a matéria do crime ocorrido, em si,
mas com a forma como esse crime será tratado por todas as partes judicialmente envolvidas com
ele. E por está razão que titula se o tribunal com o lugar de refúgio..

Você também pode gostar