Você está na página 1de 4

Para Além das Palavras Actividades não realizadas

 Dia das Línguas


Desde cedo o nosso grupo demonstrou um enorme desejo em participar no Dia das
Línguas, evento que se realiza anualmente na nossa escola e que tem o propósito de dar a
conhecer a toda a comunidade escolar várias línguas e culturas que existem no nosso Mundo.

Sendo a Língua Gestual Portuguesa uma língua reconhecida, fazia todo o sentido para
nós juntarmo-nos às “celebrações”.

Inicialmente, o grupo pretendia realizar jogos e outras actividades do género


relacionadas com a Língua Gestual Portuguesa, mas, entretanto, por sugestão da Dr.ª
Deolinda Ilhéu, ficou acordado que neste dia estariam presentes na nossa escola alguns alunos
surdos da Escola Secundária Alexandre Herculano.

Ficámos felicíssimas com esta oportunidade! Quem melhor para representar a


comunidade surda que as próprias pessoas surdas? A nosso ver, seria, sem dúvida, uma
experiência muito interessante para todos os envolvidos.

Contudo a nossa satisfação foi de curta duração… Surgiram alguns contratempos e


problemas e acabámos por nos ver forçadas a pôr esta actividade completamente de parte.

Em primeiro lugar, soubemos com pouco mais de uma semana de antecedência que a
data do Dia das Línguas tinha sido alterada para dia 13 de Maio e que este ano se realizaria em
conjunto com outras actividades da escola.

A professora Margarida Miranda informou-nos também, que para a participação neste


dia, o horário ideal para concretizarmos a referida actividade era da parte da manhã, pelo que
deduzimos de imediato que nesse tempo os alunos da ESAH não estariam disponíveis.

Infelizmente, a Dr.ª Deolinda confirmou as nossas suspeitas. Efectivamente, os


estudantes tinham aulas da parte da manhã pelo que estaríamos dependentes da boa vontade
de um aluno disponibilizar uma das suas tardes livres.

Todavia, ainda não estávamos preparadas para descartar esta actividade e com a
ajuda da professora Margarida Miranda encontrámos uma nova solução: propusemo-nos a
convidar os estudantes da ESAH para num outro dia ir, por exemplo, declamar um poema em
LGP à sala dos professores ou a uma turma.
Para Além das Palavras Actividades não realizadas

Porém, também esta solução teve que ser deixada de parte. Primeiramente,
necessitávamos da autorização dos pais para o menor se deslocar à nossa escola e depois
estávamos muito dependentes da boa vontade de um jovem em disponibilizar uma das suas
tardes livres. Para além disso, é preciso não esquecer que o ano de escolaridade em que se
encontram os alunos é um ano de exames que requer muito estudo e dedicação. Como é
óbvio, não poderíamos interferir com tal!

Aliado a estes factores, tínhamos como obstáculo à concretização desta actividade a


curta duração do terceiro período. Também iria ser muito difícil para nós conciliarmos testes,
trabalhos e ainda mais esta actividade…
Para Além das Palavras Actividades não realizadas

 Hora do Conto
Uma das grandes surpresas do segundo período foi um novo contacto que adquirimos
com uma outra professora (também de Línguas). Através da professora Margarida Miranda, a
doutora Margarida Portela tomou conhecimento do nosso projecto e demonstrou, de
imediato, imenso interesse pelo trabalho feito.

Por isso, a professora Margarida Portela tomou ela própria a iniciativa e fez-nos uma
proposta: como sabia que temos contactos com estudantes surdos propôs que houvesse, para
a Hora do Conto uma interacção entre alunos surdos e alunos ouvintes.

Assim, gostaria que alunos surdos viessem à nossa escola contar uma história em
Língua Gestual Portuguesa e que alunos ouvintes fossem à escola deles fazer o mesmo (só
que desta vez, não em Língua Gestual Portuguesa). Sugeriu que se estabelecesse, portanto,
um intercâmbio entre surdos e ouvintes.

Esta actividade pareceu-nos interessante, no entanto de difícil concretização. Visto


que não a referimos no Anteprojecto, não tínhamos urgência em concretizá-la. Seria
considerada um suplemento para o nosso projecto.

Infelizmente, com o avançar do projecto denotamos a impossibilidade em realizar a


actividade proposta pela professora Margarida Portela, uma vez que se tornaria muito difícil
conciliar horários de todas as partes envolvidas.