Você está na página 1de 11

Centro Universitário Newton Paiva

Artigo de ética, informação e sociedade

Belo Horizonte 25 de abril 2011


Ética, Informação e Sociedade

LOURENÇO, Conceição
RODRIGUES, Elisângela
MOREIRA, James
CARVALHO, Julieta
ROCHA, Rodrigo

RESUMO

Este artigo aborda a aplicação da ética nas empresas. Mostra de forma simples
a diferença entre Ética e Moral, a moral descreve os atos e conduta dos seres
humanos, a ética cria meios para justificar a aplicação das regras impostas
pela moral.
O código de ética é um conjunto de normas de conduta que deve ser seguida
para o bom desempenho do profissional e para o desenvolvimento da empresa.
É papel de qualquer profissional manter a confidencialidade de quaisquer
informações da empresa a qual faz parte. Em geral devem ser estabelecidas
normas mais elaboradas para o profissional de TI, pois os mesmos possuem
acesso diferenciado a todas as informações da empresa.

Palavras-chave: ética e moral; código de ética; confidencialidade e


integridade; profissionais de TI.
INTRODUÇÃO

Desde cedo somos educados de forma que possamos diferenciar o certo


do errado, isto nos garante além da sobrevivência, o bom convívio social.
A educação esta ligada a moral e a ética, que é um conjunto de regras e
normas que visa justificar as regras impostas pela moral. No meio profissional,
nos deparamos com regras e limites no qual somos obrigados a seguir para
que aja um caráter normativo de conduta e até jurídico para todos os
profissionais da empresa. Conforme Trajano colunista da Revista TI, o
crescimento descontrolado da computação esta contribuindo para a falta de
ética:
“A falta de ética que existe hoje em dia é resultado do rápido e não
controlado processo de evolução da computação.” (Revista TI - 2002- Trajano
Leme Filho).
No setor de TI, mais especificamente no Brasil, uma grande parte dos
profissionais da área ainda não são disciplinados por lei no que diz respeito à
ética profissional. O crescimento rápido e constante da tecnologia gerou uma
perda de controle na disciplina (ética) dos profissionais da área de TI.
Esses profissionais tem acesso a informações sigilosas quase todos os
dia na empresa, e muitos deles não são orientados quanto a forma de uso
dessas informações.
O Instituto para Ética da Computação criou um pequeno código de
conduta conhecido como "Os Dez Mandamentos para Ética na
Informática"…
São eles:
• O computador não deverá ser usado para produzir danos a
outra pessoa;
• Não interferir no trabalho de computação de outra pessoa;
• Não interferir nos arquivos de outra pessoa;
• Não usar o computador para roubar;
• Não usar o computador para dar falso testemunho;
• Não usar software pirateado;
• Não usar recursos de computadores de outras pessoas;
• Não se apropriar do trabalho intelectual de outra pessoa;
• Ter cuidados com as consequências sociais do que
escrever;
• Usar o computador de maneira que mostre consideração e
respeito ao interlocutor.
Cada empresa deve construir suas normas de conduta, não há um
padrão especificado para TI.
A ÉTICA E A MORAL

A maioria das pessoas não consegue diferenciar Ética de Moral. Trata-


se de duas ciências diferentes, mas com profunda ligação.
A moral descreve os atos e conduta dos seres humanos, esses mesmos
atos dão as eles uma identidade na sociedade, muitos possuem ou procuram
possuir os mesmos princípios morais a fim de poder garantir sua sobrevivência
ou sua participação em um grupo. Cada grupo estabelece regras próprias de
conduta, para fazer parte do grupo o indivíduo deverá seguir essas regras.
A ética é um estudo amplo que visa a descrição do que é bom, justo e
correto. Seu objetivo é buscar justificativas que tornem viável o cumprimento
das regras impostas pela moral. O que a difere da moral é a não imposição de
regras. A palavra ética no grego “éthos” significa bom costume e propriedade
de caráter. No meio profissional pode ser traduzida como um conjunto de
regras, princípios e maneiras de pensar que tendem a orientar as ações de
uma equipe.
O CÓDIGO DE ÉTICA

Como não há uma regulamentação para o código de ética, cada


empresa procura definir seu próprio código, de forma que seus funcionários
obtenham o costume de resguardar as informações relacionadas à empresa.
Todos os funcionários ligados a empresa deverão seguir estas normas.
Conforme o professor Antônio Lopes da USP, a Ética é um conjunto de
normas de conduta que dever ser seguida em qualquer profissão:
"Um Código de Ética é um acordo explicito entre os membros de um
grupo social. E deve descrever um modelo de conduta para seus membros."
(Antônio Lopes - USP).
Geralmente, como já fora dito, os CIOs das empresas costumam
construir e implantar um código de ética para a empresa. Em geral esses
códigos de ética são baseados em outros já conhecidos de no setor de TI,
porém, podem ocorrer mudanças, para que os mesmo atendam as
necessidades e a cultura da empresa.
O CIO da empresa no momento de concepção do código de ética busca
apoio judicial para a inclusão de certas determinações no código. A construção
de um código de ética passa a representar a cultura da empresa, suas
políticas, normas e costumes. O processo de implantação de quaisquer novas
regras numa empresa gera descontentamento e cabe ao gestor gerenciar os
fatos. Espera-se sempre que os profissionais sigam as normas já pré-
estabelecida da empresa, sem as quais o processo de colaboração entre as
equipes não ocorrerá de forma sucinta.
Muitas empresas costumam tomar medidas severas quanto ao não
cumprimento das regras e normas, podendo até chegar a demissão de
funcionários, medidas como esta provavelmente já devem estar pré-
estabelecida no código de ética da empresa.
CONFIDENCIALIDADE E INTEGRIDADE

Toda informação deve ser garantida e protegida com total sigilo sendo
acessível apenas por pessoas autorizadas, visando proteger intencionalmente
ou acidentalmente toda informação contra alterações.
A perda da confidencialidade e da integridade é uma forte ameaça a
segurança das informações da empresa.
A Perda de Confidencialidade: acontece quando há uma quebra de
sigilo de uma determinada informação, fatos como esse causam exposição de
informações restritas que em sua maioria são de extrema importância para a
empresa. (Ex: senhas de administrador de um determinado sistema da
empresa). Essa quebra de sigilo, na maioria das vezes causam perdas
financeiras para a empresa, além da perda de credibilidade por parte da
empresa como funcionário.
A Perda de Integridade: acontece quando uma determinada informação fica
exposta, de forma que um individuo não autorizado faça o manuseio delas,
esse individuo pode eventualmente efetuar possíveis alterações que não foram
aprovadas e não estão sob o controle do proprietário da informação, seja ele
corporativo ou privado.
A Integridade e confidencialidade garante que a informação manipulada
mantenha as características estabelecidas pelo proprietário da informação,
controle otimizado de mudanças e garantindo seu ciclo de vida.
PAPEL DO PROFISSIONAL DE TI

Qual é o seu papel na empresa? Existe um código de ética? Você segue


este código de ética?
Responsabilidade:
É de responsabilidade de qualquer profissional da empresa manter sigilo
em relação às informações confidenciais da empresa e dos seus clientes. Em
geral os profissionais de TI são os que mais manipulam essas informações,
são eles que possuem acesso quase ilimitado a dados que muitas vezes os
próprios donos da empresa desconhecem tudo isso gera um peso no
julgamento, ou seja, são os profissionais que devem ser tratados com mais
seriedade na questão da ética.
Problemas envolvendo aspectos éticos na área de computação estão
aparecendo com muita frequência e vem ganhando largo espaço nos jornais e
na televisão. Isto mostra que existe alguns casos estão sendo julgados,
divulgados na imprensa e que o número de casos está aumentando cada dia
mais.
Um exemplo famoso de falta de ética aconteceu recentemente na
Europa. Hackers acessam os sistemas bancários, roubam informações
sigilosas e utilizam para extorquir dinheiro dos bancos. A notícia foi veiculada
em grandes jornais mundiais e foi informado que os bancos estavam sendo
extorquidos, mas ai vem a pergunta: e as pessoas que tiveram os dados
roubados ? Eles serão ressarcidos dos danos causados pelos Hackers ?
O governo deveria agir com mais eficiência nos casos de falta de ética,
mas existem tantos outros problemas que são colocados como prioridade que
os crimes virtuais são deixados em segundo plano. Estamos evoluindo e
grande parte dos serviços está entrando para o meio virtual.
É de interesse da empresa que todos os profissionais atuem com
integridade, ou seja, agindo da forma adequada ao código de ética, sempre
observando as leis, os regulamentos e os padrões descritos nas politicas e
normas da mesma.
Informações relativas aos clientes:
Os clientes devem ser tratados com cordialidade, honestidade,
dignidade e respeito. A divulgação de seus dados é restrita exceto quando for
autorizado judicialmente.
CONCLUSÃO

Informações são consideradas vitais para uma organização, com isso,


conclui-se que todo e qualquer funcionário, que se dispõem a prestar serviços
em uma empresa deverá tomar conhecimento e estar de acordo com suas
normas, regras e costumes, deverá também assumir toda e qualquer
responsabilidade que esteja ligada ao seu cargo.
O código de ética deve ser considerado um ativo da empresa, pois sem
o mesmo a empresa corre sérios riscos de manter funcionários indisciplinados
em seu ambiente, perdendo assim a credibilidade junto a seus clientes.
Toda empresa que tem interesse em implantar um código de ética deve
trazer a consciência de seus profissionais que normas e padrões são
importantes para a boa convivência das equipes.
Segundo Korte autor do livro Iniciação a ética, o estudo da ética permite
corrigir os vícios e acentuar as virtudes, de tal forma que, em cada opção,
escolha ou ação, podemos obter resultado mais justo, próprio e oportuno.
REFERÊNCIAS

MASIERO, Paulo Cesar. Etica Em Computaçao - 216 páginas. Editora Edusp.


2000
KORTE, Gustavo. Iniciação a ética - 232 páginas. Editora Juarez de Oliveira.
ARAUJO, Nonata Silva. Segurança da Informação (TI).
Disponível: http://www.administradores.com.br/informe-se/artigos/seguranca-
da-informacao-ti/23933. Acesso em 22 abril 2011.
FILHO,Trajano Leme. A ética das palavras e ações. Disponível:
http://www.timaster.com.br/revista/colunistas. Acesso em 25 abril 2011.