Você está na página 1de 5

Disposição sobre armaduras

Disposições sobre armadura

Cobrimento

Cobrimento da armadura
O cobrimento da armadura nada mais é do que a camada de concreto que terá como finalidade proteger a
armadura. Essa camada cobre toda a face externa da barra de aço e alcança até a superfície externa. Tanto em
vigas como em pilares é comum que essa camada de cobrimento se inicie na face externa dos estribos da
armadura transversal, como podemos verificar na figura abaixo.

Figura. Cobrimento da armadura de estrutura de concreto armado.


Disposições sobre armadura

Cobrimento

Conforme a NBR 6118, temos que o cobrimento mínimo da armadura é o menor valor que se deve levar em
consideração para todo o elemento.

A fim de garantir que o cobrimento seja respeitado tanto no projeto quanto na execução, leva-se em
consideração um cobrimento nominal que nada mais é do que o cobrimento mínimo adicionado de uma
tolerância de execução (∆c), com isso, ao se dimensionar armadura, deve-se levar em consideração o
cobrimento nominal.

Normalmente, o valor atribuído ao ∆c é de 10 mm, podendo ser utilizado 5 mm em obras onde o controle de
qualidade e limites de tolerância rígidos estejam sendo utilizados.
Disposições sobre armadura

Flexão simples com armadura dupla para seção retangular


Na tabela, abaixo, podemos visualizar melhor os valores do cobrimento nominal com tolerância de execução
(∆c) de 10 mm, conforme a classe de agressividade ambiental.

Tabela . Correspondência entre classe de agressividade ambiental e cobrimento nominal.


Classe de agressividade ambiental (CCA)

Tipo de estrutura Componente ou elemento I II III IV

Cobrimento nominal (mm)

Laje2 20 25 35 45

Viga/Pilar 25 30 40 50
Concreto Armado1
Elementos estruturais em contato
30 40 50
com o solo

1. Cobrimento nominal da armadura passiva que envolve a bainha ou os fios, cabos e cordoalhas, sempre superior ao especificado para o elemento de concreto armado,
devido aos riscos de corrosão fragilizante sob tensão.
2. Para a face superior de lajes e vigas que serão revestidas com argamassa de contrapiso, com revestimentos finais secos tipo carpete e madeira, com argamassa de
revestimento e acabamento tais como pisos de elevado desempenho, pisos cerâmicos, pisos asfálticos, e outros tantos.

Fonte: Associação Brasileira de Cimento Portland, 2010.


Obrigada!

Você também pode gostar