Você está na página 1de 14

Escola Secundária Alberto Sampaio

A vida por um canudo


(com espelhos)
Trabalho realizado no âmbito da disciplina Aplicações Informáticas por:
João Coroas nº11
João Carlos nº13
Magda Araújo nº18
Mário Silva nº21

Data da realização: 14/12/2010 Tema: Construção de um telescópio


Construção de um telescópio “A vida por um canudo (com espelhos) ”

Introdução

A proposta a apresentar do nosso grupo de trabalho vai ao encontro daquilo que


delineámos no início do ano lectivo, após as directivas apresentadas pelo professor na
disciplina. À partida foi um pouco complicado em escolher um tema definitivo. Ocorreu-nos
diversas ideias, tendo por base as matérias leccionadas da disciplina de Física. Pensámos em
circuitos eléctricos, relógios de pêndulo, entre outros, assim como a Lei de Faraday e a Lei da
Termodinâmica. O grupo discutiu e reflectiu sobre estes temas tendo em conta as sugestões
do professor, que nos ajudou a tomar uma decisão. Um projecto sobre a construção do
telescópio seria uma boa proposta a desenvolver.

Consideramos ser um projecto bastante original dentro da área de Física, pois aborda
a Astronomia e este é sem dúvida um dos temas mais interessantes desta disciplina. A nossa
opção por este projecto teve também em conta o facto de não termos conhecimento que
outros grupos de trabalho tivessem abordado o mesmo assunto.

As tarefas foram distribuídas e cada elemento do grupo procedeu a diversas


pesquisas sobre a história, a construção e tipos de telescópios. Começou-se a estabelecer
contactos com instituições relacionadas com Astronomia, como a ORION, sobre custos da
produção e um possível local onde poderemos dar forma ao nosso projecto.

Simultaneamente fizemos um requerimento à Directora da Escola a solicitar uma


pequena verba para financiar o projecto, uma vez que o nosso objectivo seria oferecer à escola
o nosso telescópio como instrumento de investigação ao serviço dos alunos.

Enquanto esperamos que haja novidades a favor da concretização do projecto,


continuamos nas nossas pesquisas, de forma a mantermo-nos atentos a novas informações.
Esperamos concretizar a nossa tarefa e, por isso, prevemos que a construção do telescópio
terá início no 2º Período.

João Coroas Magda Araújo


Ano lectivo: 2010/2011 2 João Carlos Mário Silva
Construção de um telescópio “A vida por um canudo (com espelhos) ”

“A vida por um canudo (com espelhos)”

1)
(Fundo Preto)

Aparece a frase "Como é que vocês vão fazer uma história sobre o telescópio? Não
dá para fazer nada com o telescópio ... Estão lixados .."

- José Diogo, nº 14
30/11/10

http://www.youtube.com/watch?v=3aTgINExt2w
http://www.youtube.com/watch?v=8Mck8BZ8zSA

ou assim

( A intervenção do Zé Diogo serve como um click ao início da nossa história. A


razão de ser desta fala está relacionada com o início do nosso projecto. Reproduzimos

João Coroas Magda Araújo


Ano lectivo: 2010/2011 3 João Carlos Mário Silva
Construção de um telescópio “A vida por um canudo (com espelhos) ”

exactamente aquilo que ele questionou quando pensamos em estruturar o nosso trabalho
sobre o telescópio. Aquilo que queremos provar é que com originalidade podemos dar a volta
a qualquer assunto, mesmo sobre aqueles assuntos parece que não dão espaço à originalidade.)

2) A observar o céu (em 1609)

(o fundo passa a deixar de ser preto e torna-se uma imagem real do ceu visto a olho
nu, o fundo é azul com estrelas) (2 segundos)

Enquanto Galileu observa o céu, começa um monólogo consigo próprio a ponderar


sobre o que vê no céu, pois não sabe nada a respeito de tal. Ele gostava de ter algo que lhe
permitisse observar de perto e saber o que são aquelas luzinhas, porque se “ligam” à noite e
“desligam” de dia. Acha muito frustante não poder conhecer e perceber o que está mesmo por
cima de si, e cada vez mais se questiona sobre o que são as estrelas (apesar de ainda não lhes
terem sido atribuido o nome de estrelas). (40 segundos)

(durante a fala de Galileu, pode-se usar a vantagem de se estar a filmar mesmo o céu
e de o explorar, ampliando em algumas zonas quando Galileu diz que tal constelação parece-se
com isto e aquilo.)

3) Na relva (em 1609)

De repente mostra uma imagem (pode ser uma animação) de Galileu (este pode ser
um boneco estilo Stick-Man, com cabeça de Galileu) cujo exemplo mostramos asseguir)

João Coroas Magda Araújo


Ano lectivo: 2010/2011 4 João Carlos Mário Silva
Construção de um telescópio “A vida por um canudo (com espelhos) ”

deitado na relva à frente da sua casa a observar as estrelitas coçando a sua barba de mel)

- Só gostava de ter uma daquelas engenhocas que esse tal Hans Lippershey que agora
toda a gente fala criou.. (4 segundos)

- Dava-me mesmo um jeitasso para ver estudar as estrelitas enquanto coçava a minha
barba de mel eheheh (5 segundos)

(Pondo-se de pé e olhando o horizonte, com a casa dele no fundo (isto seria uma
imagem nova)) - Como será que ele fez essa "genhoca"?

4) Holanda – em 1608 (Durante a passagem para o sonho)

Música (em tom baixo) : I like to hit things

http://www.newgrounds.com/audio/listen/124697

(Agora passava-se um som do tipo de vento a esvoaçar e mostrava o Galileu a imaginar como
teria sido a primeira construção da luneta)

João Coroas Magda Araújo


Ano lectivo: 2010/2011 5 João Carlos Mário Silva
Construção de um telescópio “A vida por um canudo (com espelhos) ”

PS: Passam-se umas imagens de guerra naquele momento (tudo em animação, nada
real obviamente), várias imagens com efeitos de Sépia e de efeitos de Retroprojetores antigos,
algumas imagens de soldados mortos no chão, tudo ao som da músiquinha agradável. E
mostra-se esta foto aqui em cima em último e aponta-se para a tenda com a Cruz no topo, o
Hans está lá. A fazer o qué? Vamos descobrir ehehehe (20 segundos)

5) Oficina desarrumada (em 1608)


Nesta parte, vamos mostrar esta imagem e Hans vai mostrar o seu
descontentamento, não com o número de soltados mortos mas sim pela lixeira e
desarrumação que deixaram (uma piadeca). E sempre que Hans falar vai aparecer uma imagem
em castanho com letras em preto a mostrar o que ele disse. Será um take mudo, mas haverá
legendas e elas aparecerão desta forma, como se tratasse de um filme mudo.

João Coroas Magda Araújo


Ano lectivo: 2010/2011 6 João Carlos Mário Silva
Construção de um telescópio “A vida por um canudo (com espelhos) ”

(Ao fim de 80 segundos de diálogo, o Hans enerva-se e cria uma engenhoca para
ajudar os soldados a obterem vantagem na guerra, enganando-os, pois ele não quer saber
quem ganha a guerra, ele não quer é mais mortos na sua tenda senão começa a cheirar muito
mal)

( A música muda completamente, agora passa esta


http://www.youtube.com/watch?v=4reinKAY4Rk e tanto o Hans como o resto dos
desenhos passam a ter um ar mais sombrio e vingativo (a maneira como ele começa a
construir o telescópio é da mesma que "Light" começa a escrever no caderno no vídeo, o
mesmo tipo de fúria) (10 segundos)

6) Quando acaba de construir, a música para, passa um fundo castanho com letras pretas
a dizer:
«E assim surgiu uma lenda
(com espelhos)»

(e mostra agora as fotos da guerra mas com Hans todo contente a ajudar os soldados
e a levá-los há vitória. Serão 6 imagens e cada uma durará 6/7 segundos)

Música épica: http://www.youtube.com/watch?v=prrv6_CUyF0 (Lord of the Rings,


versão Vuvuzela)

7) De novo na relva (em 1609)


(Voltamos ao Galileu, para por uns segundos a música enquanto se dá a passagem para
Galileu (outra vez usando o vento como som de passagem) e a música das vuvuzelas continua)
(7 segundos)

(Ele começa a correr para casa, sem falar, com a pica toda para começar a trabalhar
no seu primeiro protótipo de telescópio)

(Começa aos poucos a tirar pelças da sua casa para a construção do mesmo, canos da

João Coroas Magda Araújo


Ano lectivo: 2010/2011 7 João Carlos Mário Silva
Construção de um telescópio “A vida por um canudo (com espelhos) ”

sanita, lavatórios, lentes dos seus próprios óculos, papel higiénico, entre outros..)

(15 segundos)

8) Na oficina (em 1609)

(e finalmente põe MÂOS A OBRA!! (Agora a música das vuvuzelas fica no máximo)

(8 segundos)

9) (Quando acaba, vemos a imagem do telescópio em cima da mesa, e a casa aos poucos
a desfazer-se e a cair aos poucos ao chão, pois ele usou bastante peças da sua própria casa para
a construção deste e esta já não se aguentava em pé) (9 segundos)

Música: http://www.youtube.com/watch?v=XbtqmAOwfS0

10) Sala de aula (em 2010)


(O nosso protagonista começa a coçar a barbicha de mel olhando para a sua obra até
que começa a ouvir vozes do fundo:
"KEKO!!
ÓH KEKO ACORDA CACHOPO!!" ( 4 segundos)

(de repente a música pára, e ouve-se outra vez o som do ventinho e viajamos para a
"vida real" ou seja na sala de aula, onde, ele estava a dormir e este tinha sido o seu sonho)

11) Sala de aula (em 2010)

João Coroas Magda Araújo


Ano lectivo: 2010/2011 8 João Carlos Mário Silva
Construção de um telescópio “A vida por um canudo (com espelhos) ”

O Keko achou que o seu sonho com a história do telescópio era uma óptima ideia. A
construção de um telescópio podia ser o projecto para eles desenvolverem na disciplina Área
de Projecto. Mas quando estava prestes a contar ao grupo da sua ideia e do sonho que tivera, é
interrompido pelo professor que diz exactamente a sua ideia - a construção de um telescópio
era um bom projecto. (10 segundos)

12) Sala de aula (em 2010)


O Keko nem queria acreditar no que tinha acontecido. Ficou chocado e bastante
aborrecido, pois de uma certa maneira, o professor tinha-lhe roubado a ideia. Os seus colegas
adoraram-na e ficou então decidido o projecto a desenvolver na disciplina. (4 segundos)

João Coroas Magda Araújo


Ano lectivo: 2010/2011 9 João Carlos Mário Silva
Construção de um telescópio “A vida por um canudo (com espelhos) ”

13) Sala de aula (em 2010)


Iludidos com a construção de um telescópio, os alunos começaram a dispersar sobre
as vantagens e inúmeras formas de como utilizar um telescópio. No entanto, não se
aperceberam do tempo em que ficaram a dispersar… (3 segundos)

(ao passar para um sonho, a transição dá-se com o inicio um fundo branco que vai
desvanecendo)

14) Sonho de descobrir fenómenos celestes - sala de aula (em 2010)


Uma das formas de aproveitar o telescópio era utilizá-lo para fins astronómicos, como
tinha feito o Galileu. Assim poderiam descobrir novos fenómenos celestes, como planetas,
novas constelações, etc. (6 segundos)

15) Sonho de salvar o planeta - sala de aula (em 2010)


Entretanto, um outro devaneio era que através da observação pelo telescópio
conseguissem avistar um asteróide gigante a aproximar-se da Terra a tempo de conseguir
evitar o impacto e salvar o planeta. (25 segundos)

http://www.youtube.com/watch?v=HPfVcmK6lqs&feature=related

16) Sonho de espiar - na sala de aula (em 2010)


Um deles congeminava que com o telescópio poderia espiar aquela sua vizinha da
frente… (5 segundos)

João Coroas Magda Araújo


Ano lectivo: 2010/2011 10 João Carlos Mário Silva
Construção de um telescópio “A vida por um canudo (com espelhos) ”

17) Sala de aula (em 2010)


Continuando encantados com o telescópio, tentaram imaginar outra perspectiva:
como seria a vida sem a invenção do telescópio. (3 segundos)

18) Sonho sem o telescópio – sala de aula (em 2010)


Ora, sem o telescópio os alunos iriam estar ali desanimados e sem um bom projecto
para desenvolver. (4 segundos)

19) Sonho do fim do planeta – sala de aula (em 2010)


E muito provavelmente o asteróide iria atingir a Terra, dando-se o aniquilamento da
raça humana… (10 segundos)

http://www.youtube.com/watch?v=0D0F8m8DmsA

20) Interrupção do professor – sala de aula (em 2010)

Enquanto os alunos fantasiavam sobre o telescópio, o professor os interrompe:

«Não se esqueçam que a apresentação do trabalho é já para a semana.» (8 segundos)

21) Sala de aula (em 2010)


Os alunos ficam em choque, pois passaram o tempo todo a devanear.

João Coroas Magda Araújo


Ano lectivo: 2010/2011 11 João Carlos Mário Silva
Construção de um telescópio “A vida por um canudo (com espelhos) ”

(O vídeo termina em suspense, com um aumento de zoom repentino para caras


assustadas dos alunos, assim que o professor acaba de falar) (4 segundos)

FIM

João Coroas Magda Araújo


Ano lectivo: 2010/2011 12 João Carlos Mário Silva
Construção de um telescópio “A vida por um canudo (com espelhos) ”

Conclusão

A estruturação do nosso trabalho passou por várias fases. As tarefas atribuídas a cada
um sofreram algumas alterações visto que o grupo partilhava as informações, discutia sobre o
caminho que deveria tomar o nosso projecto até chegarmos a algumas linhas que nos
orientassem. Houve alturas em que tivemos alguma dificuldade em dar seguimento ao nosso
projecto, mas, com a ajuda que prestamos entre o grupo de trabalho conseguimos finalizar a
nossa ideia inicial.

A nossa história é puramente ficcional, nada do guião aconteceu realmente, apesar de


em alguns momentos se assemelhar à realidade.

João Coroas Magda Araújo


Ano lectivo: 2010/2011 13 João Carlos Mário Silva
Construção de um telescópio “A vida por um canudo (com espelhos) ”

Bibliografia

http://pt.wikipedia.org/wiki/Telesc%C3%B3pio
http://www.youtube.com/watch?v=3aTgINExt2w
http://www.youtube.com/watch?v=HPfVcmK6lqs&feature=related
http://www.youtube.com/watch?v=BUZ0q87S9FQ
http://www.youtube.com/watch?v=0D0F8m8DmsA

João Coroas Magda Araújo


Ano lectivo: 2010/2011 14 João Carlos Mário Silva