Você está na página 1de 13

1

UFERSA - Universidade Federal Rural do Semiárido


PROPPG - Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação

PROCESSO SELETIVO 2016-1 (Prova de Inglês)


IDENTIFICAÇÃO DO CANDIDATO
NOME COMPLETO

DOCUMENTO - TIPO
NUMERAÇÃO
ORGÃO EXPEDITOR

INSTRUÇÕES SOBRE A PROVA


 Este Caderno de Prova contém trinta questões objetivas, com quatro alternativas cada: (A), (B), (C) e (D).
 Verifique se o número de questões está correto e se o caderno apresenta algum tipo de irregularidade.
Caso identifique algum defeito, chame o Fiscal e solicite a sua substituição. Observe que nenhuma
reclamação será aceita após 30 minutos do início da prova.
 Escreva seu nome e os dados de seu documento de identificação nos locais reservados para tal fim, na
Capa e Folha de Respostas deste caderno. Assine cada folha do caderno no espaço reservado no rodapé.
 A prova tem duração de 3 (três) horas. Ao concluí-la, devolva este Caderno de Provas ao Fiscal.
FOLHA DE RESPOSTAS
 Leia atentamente as instruções na Folha de Resposta no final deste Caderno de Prova.
 Após ler cuidadosamente cada questão, assinale a resposta correta na Folha de Respostas. Observe que
existe uma única resposta correta para cada questão objetiva.
 A correta marcação na Folha de Respostas é de sua inteira responsabilidade. Apenas as respostas
marcadas na Folha de Respostas serão corrigidas e qualquer rasura anulará a resposta da questão.
ATENÇÃO
 Durante a prova, é vedado o empréstimo ou troca de materiais de qualquer natureza entre os
candidatos. A consulta de dicionário Inglês-Português impresso (próprio do candidato) é permitida.
 Celulares não são permitidos, devendo ser desligados e acondicionados em sacos plásticos mantido sob
a carteira.
 A fraude ou sua tentativa, bem como a indisciplina ou o desrespeito às autoridades responsáveis pela
condução dos trabalhos são fatores suficientes para eliminar o candidato do Processo Seletivo.
 Mantenha sempre consigo o seu Documento de Identidade Oficial, apresentando-o quando for
solicitado.
 Nenhum candidato poderá entregar a Prova antes de uma hora de sua realização e ao final os dois
últimos candidatos a entregar a prova deverão fazê-lo simultaneamente.

CADERNO DE QUESTÕES
2
TEXTO 01

On Characteristic Parameters Involved in Dynamic Fragmentation Processes

1 A unified probabilistic framework has been introduced to model dynamic fragmentation of brittle and
2 ductile materials. It is based upon Poisson point processes whose intensities depend on Weibull
3 parameters. The governing equations account for random inceptions, which may be inhibited by
4 growing cracks or voids. By analyzing ramp loadings, two sets of characteristic parameters are
5 obtained. The first one is related to single fragmentation, and the second one to multiple
6 fragmentation. In both cases, the condition used to derive the characteristic parameters are related
7 to the discrete inception (and growth) event.

8 By resorting to Monte Carlo simulations, it was possible to validate simple expressions for the
9 fragment distribution in ring expansion, and the change of the ultimate tensile strength of brittle
10 materials with the stress rate. This last result has been used to discuss modeling issues when
11 implementing such fragmentation models in finite element codes. In particular, the size of the
12 elements has to be carefully chosen, and the characteristic parameters can be used to propose
13 guidelines in terms of damage models to be chosen. In particular, the measure of the horizon and
14 its change with time is the key quantity to choose between local and nonlocal, deterministic or
15 probabilistic descriptions of damage models.

16 Last, experimental data obtained in plate impact tests on high purity tantalum have been used to
17 identify two exponents that appear in the characteristic dynamic parameters when applied to the
18 analysis of ductile spallation. It has been shown that the power-law dependencies with respect to
19 stress and stress rate predicted with the introduced characteristic parameters are in good
20 agreement with experimental observations.

21 It is worth noting that this type of scaling also applies to quasi-static loading conditions when
22 studying the gradual degradation of composite materials (Henstenburg and Phoenix, 1989; Curtin,
23 1991; Neumeister, 1993; Hild et al., 1994; Hui et al., 1995), of rocks when analyzing CO 2
24 sequestration in deep reservoirs (Guy et al., 2012), or thermal striping in stainless steels (Malésys et
25 al., 2006, 2009). In all these cases, stable crack networks are formed and then grow with the
26 applied stress, time, or number of cycles.

Trecho extraído e adaptado do artigo: HILD, F. On Characteristic Parameters Involved in


Dynamic Fragmentation Processes. Mechanics of Materials, Vol. 80B, p. 340-350, 2015.

CADERNO DE QUESTÕES
3
As questões de número 01 a 10 deverão ser respondidas com base nas
informações contidas no texto 01.

QUESTÃO 01 – Assinale a alternativa correta.

(A) A estrutura probabilística unificada foi introduzida para modelar a fragmentação


dinâmica de materiais cimentícios e dúcteis, baseada em processos de
Poisson cujas intensidades dependem de parâmetros de Weibull.
(B) A estrutura probabilística unificada foi introduzida para modelar a fragmentação
dinâmica de materiais cimentícios e maleáveis, baseada em processos de
Poisson cujas intensidades dependem de parâmetros de Weibull.
(C) A estrutura probabilística unificada foi introduzida para modelar a fragmentação
dinâmica de materiais quebradiços e maleáveis, baseada em processos de
Poisson cujas intensidades dependem de parâmetros de Weibull.
(D) A estrutura probabilística unificada foi introduzida para modelar a fragmentação
dinâmica de materiais frágeis e dúcteis, baseada em processos de Poisson
cujas intensidades dependem de parâmetros de Weibull.

QUESTÃO 02 – Na linha 3 do texto, a palavra sublinhada which se refere a:

(A) inícios aleatórios.


(B) às equações que governam.
(C) inibidos.
(D) crescimento de fissuras ou vazios.

QUESTÃO 03 – Em relação ao texto, é CORRETO afirmar que:

(A) Dois conjuntos de parâmetros característicos são estudados: um está


relacionado à fragmentação discreta e o outro à fragmentação de rampa.
(B) Dois conjuntos de parâmetros característicos são estudados: um está
relacionado à fragmentação dinâmica e o outro à fragmentação quase-estática.
(C) Dois conjuntos de parâmetros característicos são estudados: um está
relacionado à fragmentação única e o outro à fragmentação múltipla.
(D) Dois conjuntos de parâmetros característicos são estudados: um está
relacionado à fragmentação de Poisson e o outro à fragmentação Weibull.

QUESTÃO 04 – De acordo com o texto, é possível afirmar que:

(A) Recorrendo a simulações de Monte Carlo, foi possível validar expressões


simples para a distribuição fragmento na expansão do anel, e a mudança da
resistência à ruptura de materiais frágeis com a taxa de tensão.
(B) Recorrendo a simulações de Monte Carlo, foi possível validar expressões
simples para a distribuição fragmento na expansão do anel, e a mudança da
resistência à ruptura de materiais cimentícios com a taxa de deformação.
(C) Recorrendo a simulações de Monte Carlo, foi possível validar expressões
simples para a distribuição fragmento na expansão do anel, e a mudança da
resistência à ruptura de materiais cimentícios com a taxa de tensão.
(D) Recorrendo a simulações de Monte Carlo, foi possível validar expressões
simples para a distribuição fragmento na expansão do anel, e a mudança da
resistência à ruptura de materiais frágeis com a taxa de deformação.

CADERNO DE QUESTÕES
4
QUESTÃO 05 – Assinale a assertiva CORRETA.

(A) O texto considera o tamanho dos elementos tem que ser cuidadosamente
escolhido, e os parâmetros característicos podem ser usados para propor
guias em termos de modelos de dano a serem escolhidos.
(B) O autor do texto afirma que o tamanho dos elementos tem que ser
cuidadosamente escolhido, e os parâmetros característicos podem ser usados
para propor orientações em termos de modelos de dano a serem escolhidos.
(C) O texto afirma o tamanho dos elementos tem que ser cuidadosamente
escolhido, e os parâmetros característicos podem ser usados para propor
variações em termos de modelos de dano a serem escolhidos.
(D) Segundo o texto, o tamanho dos elementos tem que ser cuidadosamente
escolhido, e os parâmetros característicos podem ser usados para determinar
o modelo de dano a ser escolhido.

QUESTÃO 06 – É uma ideia presente no texto:

(A) Os modelos de dano podem ser determinísticos ou probabilísticos dependendo


do tempo.
(B) Os modelos de dano podem ser descritos como determinísticos ou
probabilísticos dependendo da medida do horizonte e sua mudança com o
tempo.
(C) Os modelo de dano pode ser local ou não-local dependendo da quantidade
chave.
(D) A mudança com o tempo é o parâmetro chave para definir se o modelo de
dano é local ou não-local.

QUESTÃO 07 – Considerando o que foi apresentado no texto, pode-se afirmar


que:

(A) Os dados experimentais foram obtidos nos testes de impacto sobre a placa de
tântalo de alta pureza.
(B) Todos os parâmetros dinâmicos característicos são identificados através dos
testes de impacto.
(C) Foi possível identificar os parâmetros mais importantes através dos dados
experimentais nos testes de impacto sobre a placa de tântalo de alta pureza.
(D) Os dados experimentais nos testes de impacto sobre a placa de tântalo de alta
pureza não serviram para identificar o modelo.

CADERNO DE QUESTÕES
5
QUESTÃO 08 – De acordo com o texto, é possível inferir que:

(A) Foi demonstrado que a lei de potências com relação à deformação e à taxa de
deformação previu com os parâmetros característicos introduzidos que estão
em boa concordância com as observações experimentais.
(B) Foi demonstrado que a lei de potências com relação à deformação e à taxa de
deformação previu com os parâmetros característicos introduzidos que estão
em concordância razoável com as observações experimentais.
(C) Foi provado que a lei de potências com relação à tensão e à taxa de tensão
previu com os parâmetros característicos introduzidos que estão em boa
precisão com as observações computacionais.
(D) Foi demonstrado que as dependências da lei de potências, com relação à
tensão e à taxa de tensão, previstas através dos parâmetros característicos
introduzidos estão de acordo com as observações experimentais.

QUESTÃO 09 – É uma ideia presente no texto:

(A) É possível notar que este tipo de escalada também se aplica às condições de
carga quase-estáticas quando se estuda a degradação gradual de materiais
compósitos.
(B) É difícil notar que este tipo de dimensionamento também se aplica às
condições de carga quase-estáticas quando se estuda a degradação gradual
de materiais compósitos.
(C) Vale a pena notar que este tipo de dimensionamento também se aplica às
condições de carga quase-estáticas quando se estuda a degradação gradual
de materiais compósitos.
(D) Vale a pena notar que este tipo de escalada também se aplica às condições de
carga quase-estáticas quando se estuda a degradação gradual de materiais
compósitos.

QUESTÃO 10 – Assinale a alternativa que melhor expressa a ideia da frase


sublinhada no texto (linhas 25 – 26).

(A) Em todos estes casos, redes de estalos estáveis são formadas e, em seguida,
crescem com a tensão aplicada, tempo, ou o número de ciclos.
(B) Em todos estes casos, redes de quebra estáveis são formadas e, em seguida,
crescem com a tensão aplicada, tempo, ou o número de ciclos.
(C) Em todos estes casos, redes de fratura estáveis são formadas e, em seguida,
crescem com a tensão aplicada, tempo, ou o número de ciclos.
(D) Em todos estes casos, redes de trincas estáveis são formadas e, em seguida,
crescem com a tensão aplicada, tempo, ou o número de ciclos.

CADERNO DE QUESTÕES
6

TEXTO 02

Living supramolecular polymerization


1 Most polymers that we encounter, like those used in grocery bags and soda bottles, are formed
2 from small molecules (monomers) held together by strong covalent bonds. In supramolecular
3 polymerization, monomers bond through weaker reversible interactions, such as hydrogen bonds
4 (H-bonds). Supramolecular polymerization usually proceeds through step-growth mechanisms,
5 where both ends of each monomer are reactive and many smaller oligomers form before long
6 polymers appear. To overcome this problem, a method developed for covalent polymers known as
7 living polymerization has been adopted for supramolecular polymers to achieve better control and
8 uniformity of chain growth and dispersion. Living polymerization is a type of chain growth
9 polymerization in which monomers undergo polymerization only upon reacting with an initiator to
10 generate an active center. The active site regenerates with each monomer addition; it propagates
11 along the polymer strand before transferring the active center to another polymer strand or
12 terminating via mutual coupling. In fact, the last two steps of chain transfer or termination are
13 essentially removed in a living polymerization process. The last monomer unit on a polymeric strand
14 remains active until deliberately terminated, so adding more monomer—or a different monomer—
15 resumes the reaction. Properties like the degree of polymerization (number of monomers in the
16 chain), the chain conformation, and its lifetime (of the propagating chain) can therefore be efficiently
17 controlled if a chain-growth polymerization is realized in such dynamic supramolecular systems. .

Trecho extraído e adaptado de: Mukhopadhyay, R.D.; Ajayaghosh, A. Living


supramolecular polymerization. Science, Vol. 349, p. 241, 2015.

As questões de número 11 a 20 deverão ser respondidas com base nas informações


contidas no texto 02.

QUESTÃO 11 – O texto tem como tema principal


(A) os polímeros usados em sacos de supermercados e garrafas de refrigerante.
(B) uma tecnologia para obtenção de polímeros formados por cadeias de monômeros ligados
através de interações fracas quando comparadas com as ligações covalentes.
(C) um método de controle das propriedades de polímeros após a polimerização.
(D) a polimerização supramolecular que ocorre em organismos vivos.

QUESTÃO 12 – De acordo com o texto, os polímeros usados em sacos de supermercados e


garrafas de refrigerante
(A) são formados a partir de ligações covalentes entre pequenas moléculas.
(B) são obtidos por polimerização supramolecular.
(C) possuem pequenas moléculas.
(D) são formados por monômeros fracamente ligados entre si.

CADERNO DE QUESTÕES
7

QUESTÃO 13 – Segundo o texto é correto afirmar que


(A) na polimerização supramolecular, as interações entre os monômeros são mais fracas
que as ligações covalentes.
(B) na polimerização supramolecular, as ligações entre os monômeros são do tipo ponte de
hidrogênio.
(C) as ligações do tipo ponte de hidrogênio são interações fracas.
(D) na polimerização supramolecular, os monômeros estão unidos por ligações covalentes
reversíveis.

QUESTÃO 14 – Pode-se afirmar, em concordância com o texto, que


(A) na polimerização supramolecular cada monômero apresenta apenas uma extremidade
reativa.
(B) a polimerização supramolecular, comumente, leva à formação de uma grande
quantidade de pequenos oligômeros antes que polímeros longos sejam obtidos.
(C) a polimerização supramolecular apresenta, comumente, alta uniformidade nos polímeros
obtidos.
(D) a polimerização supramolecular apresenta um mecanismo de crescimento em única
etapa.

QUESTÃO 15 – Segundo o texto, a polimerização viva é um método


(A) desenvolvido especialmente para a polimerização supramolecular.
(B) comumente encontrado em organismos vivos e que vem sendo adotado na
polimerização supramolecular.
(C) que produz polímeros supramoleculares com ligações covalentes entre os monômeros.
(D) desenvolvido originalmente para a obtenção de polímeros com ligações covalentes e
que vem sendo usado em polimerização supramolecular.

QUESTÃO 16 – Em relação ao texto, podemos afirmar que este


(A) descreve os problemas associados à polimerização viva.
(B) crítica o uso da polimerização viva na obtenção de polímeros supramoleculares.
(C) descreve os últimos avanços científicos alcançados no campo da polimerização viva.
(D) faz alusão às vantagens da polimerização viva aplicada à obtenção de polímeros
supramoleculares.

QUESTÃO 17 – Segundo o texto, a polimerização viva supramolecular tem como vantagem:


(A) apresentar um mecanismo de crescimento em etapas.
(B) não apresentar os passos de terminação e transferência de cadeia.
(C) permitir o controle eficiente do grau de polimerização.
(D) poder ser usada na obtenção de polímeros de cadeia aberta.

CADERNO DE QUESTÕES
8

QUESTÃO 18 – O texto afirma que na polimerização viva


(A) ocorre polimerização mesmo sem a presença de um iniciador.
(B) os monômeros sofrem polimerização apenas mediante a geração de um centro ativo por
reação com um iniciador.
(C) o iniciador sofre polimerização após a reação com os monômeros.
(D) cada adição de monômero à cadeia polimérica elimina um centro ativo durante a reação.

QUESTÃO 19 – Na linha 12 do texto, a expressão sublinhada “In fact” foi usada para indicar
(A) introdução de fatos ainda não explicitados e que são importantes para a argumentação
textual.
(B) irrelevância dos fatos explicitados anteriormente no texto em comparação com os que
serão citados na sentença que se inicia.
(C) repetição de ideias comunicadas anteriormente no texto.
(D) contraste da sentença que se inicia em relação ao que foi comunicado anteriormente no
texto.

QUESTÃO 20 – De acordo com o texto, o sítio ativo durante a polimerização viva


(A) se extingue com a adição de novos monômeros à cadeia do polímero.
(B) é regenerado após o término da reação de polimerização.
(C) se propaga ao longo da cadeia do polímero até ser transferido para outra cadeia
polimérica ou ser terminado por acoplamento mútuo.
(D) se propaga até ser eliminado da cadeia de transferência do polímero.

TEXTO 03

Spinning top-ology
1 The French philosopher-physicist Pierre Duhem, reviewing Oliver Lodge’s 1889 book on
2 electricity, complained that it was filled less with electromagnetic theory than with cumbersome
3 mechanical models of it: “strings which move around pulleys, which roll around drums, which go
4 through pearl beads, which carry weights”. “We find ourselves”, Duhem grumbled, “in a factory”.
5 This probably seemed to him a tiresome British tendency. Hadn’t Maxwell himself offered a
6 mechanical model of the ether that looked like a network of bedsprings and piano wire, vibrating
7 with light? But mechanical models have stood their ground; if anything, they have had a new lease
8 of life. To Maxwell and Lodge they were analogies, mere aids to thinking. But with an increasing
9 ability to engineer at microscopic and atomic scales, it is feasible to effect a literal translation from
10 handmade components to invisibly small ones. Recently, these correspondences have also been
11 illustrated for topological insulators. In principle, such materials could be used to channel acoustic
12 vibrations in specific directions, say for noise management or sonar invisibility. A mechanical
13 analogue of a topological insulator might offer a useful model for exploring these materials, using
14 nanofabrication of electromechanical systems or using driven molecular gyroscopes (if directionality
15 can be imposed on them).

CADERNO DE QUESTÕES
9
Trecho extraído e adaptado de: Ball, P. Spinning Top-ology. Nature Materials, vol. 15, January,
2016

As questões de número 21 a 30 deverão ser respondidas com base nas informações


contidas no texto 03.

QUESTÃO 21 – É correto afirmar que o título do texto, “spinning top-ology”,


(A) faz referência à fiação frequentemente encontrada em indústrias mecânicas.
(B) é uma crítica à utilização de modelos mecânicos na compreensão de estruturas atômicas
de materiais.
(C) possui um duplo sentido; podendo indicar o estudo de giroscópios (piões) moleculares,
mas, fazendo igualmente referência à manipulação da topologia de materiais.
(D) faz referência à topologia de fiação enquanto tecnologia nascente.

QUESTÃO 22 – Segundo o texto, o físico Pierre Duhem, ao revisar o livro de Oliver Lodge,
(A) realiza elogios à obra do colega inglês.
(B) faz criticas à obra do colega inglês.
(C) faz uma comparação com os textos escritos por Maxwell.
(D) faz comentários que complementam a obra do colega inglês.

QUESTÃO 23 – De acordo com o texto, o físico francês Pierre Duhem considerava que o
trabalho de Oliver Lodge
(A) continha modelos mecânicos que não se aplicavam adequadamente à teoria
eletromagnética.
(B) estava repleto de modelos mecânicos adequados à compreensão da teoria
eletromagnética.
(C) fazia referência a objetos pesados que se aplicavam apenas superficialmente à teoria
eletromagnética.
(D) trazia modelos mecânicos que apenas ajudavam a pensar sobre o conceito de
eletricidade.

QUESTÃO 24 – A única assertiva CORRETA, conforme informações contidas do texto, é:


(A) a utilização de modelos mecânicos para a compreensão da teoria eletromagnética foi
uma tendência britânica na época de Lodge e Maxwell.
(B) os modelos mecânicos foram aplicados à compreensão da teoria eletromagnética mas
que atualmente caíram em desuso.
(C) as analogias de natureza mecânica se mantiveram firmes na descrição do
eletromagnetismo.

CADERNO DE QUESTÕES
10
(D) o trabalho de Pierre Duhem promoveu, ainda mais, o uso de modelos mecânicos na
descrição de fenômenos eletromagnéticos.

QUESTÃO 25 – Analise as assertivas abaixo.


I – Lodge e Maxwell usavam exemplos extraídos da mecânica como simples analogias, algo
que ajudava na compreensão do eletromagnetismo.
II – A habilidade de construção em escala microscópica e atômica tem aumentado e
permitido transposições de conceitos do mundo macroscópico para o mundo do muito
pequeno.
III – Os isolantes topológicos podem ser usados para controle do ruído e para invisibilidade
a sonares
Estão de acordo com o texto, as afirmações:
(A) I e II.
(B) II e III.
(C) I, II e III.
(D) I e III.

QUESTÃO 26 – O texto enfatiza que


(A) as moléculas dos materiais usados como isolantes topológicos atuam como pequenos
giroscópios.
(B) os isoladores topológicos poderão permitir a invisibilidade de objetos no futuro.
(C) motores moleculares estabilizados com giroscópios possibilitarão o desenvolvimento de
isolantes topológicos.
(D) os isolantes topológicos permitem canalizar as ondas acústicas em uma direção
específica.

QUESTÃO 27 – É CORRETO afirmar, de acordo com o texto, que


(A) giroscópios moleculares não poderão ser usados no desenvolvimento de isolantes
topológicos.
(B) os isolantes topológicos não são afetados pelo sentido de rotação dos giroscópios
moleculares usados em sua confecção.
(C) os motores moleculares agem como transposições fiéis de giroscópios macroscópicos
em escala atômica.
(D) a nanofabricação de sistemas eletromecânicos pode permitir a exploração de isolantes
topológicos.

CADERNO DE QUESTÕES
11

QUESTÃO 28 – Na linha 4, o texto cita uma expressão atribuída ao próprio Pierre


Duhem:“We find ourselves in a factory”. Ao utilizar essa citação, o autor do texto pretende
(A) mostrar que a utilização de modelos mecânicos para a compreensão de fenômenos
eletromagnéticos já foi alvo de resistência no passado.
(B) demonstrar o desconhecimento de Duhem quanto à utilização de modelos mecânicos.
(C) defender o uso de modelos mecânicos na compreensão de fenômenos
eletromagnéticos.
(D) destacar a inadequação de analogias mecânicas à compreensão de fenômenos
eletromagnéticos.

QUESTÃO 29 – Na linha 10 do texto, a palavra sublinhada “ones” se refere a


(A) tradução
(B) componentes
(C) escala atômica
(D) pequeno

QUESTÃO 30 – Em relação ao emprego de giroscópios moleculares na exploração de


isolantes topológicos, a sentença entre parênteses “if directionality can be imposed on
them” (linhas 14 - 15) indica
(A) uma vantagem dessa alternativa.
(B) um contra senso no uso dessa possibilidade.
(C) uma desvantagem dessa alternativa.
(D) uma possível dificuldade associada a essa alternativa.

CADERNO DE QUESTÕES
12

UFERSA - Universidade Federal Rural do Semiárido


PROPPG - Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação

PROCESSO SELETIVO 2016-1 (FOLHA DE RESPOSTAS – Prova de Inglês)

IDENTIFICAÇÃO DO CANDIDATO
NOME COMPLETO

DOCUMENTO - TIPO
NUMERAÇÃO
ORGÃO EXPEDITOR

Questões/Respostas Questões/Respostas Questões/Respostas

01 A B C D 11 A B C D 21 A B C D
02 A B C D 12 A B C D 22 A B C D
03 A B C D 13 A B C D 23 A B C D
04 A B C D 14 A B C D 24 A B C D
05 A B C D 15 A B C D 25 A B C D
06 A B C D 16 A B C D 26 A B C D
07 A B C D 17 A B C D 27 A B C D
08 A B C D 18 A B C D 28 A B C D
09 A B C D 19 A B C D 29 A B C D
10 A B C D 20 A B C D 30 A B C D

INSTRUÇÕES – FOLHA DE RESPOSTA


 As respostas deverão ser marcadas de caneta preta ou azul.
 Cada questão admite apenas uma alternativa correta (Marcar duas alternativas anula o resultado da
questão)
 Qualquer forma de marcação que deixe dúvidas quanto à resposta do candidato anulará a resposta.
 A correta marcação na Folha de Respostas é de sua inteira responsabilidade. Apenas as respostas
marcadas na Folha de Respostas serão corrigidas e qualquer rasura anulará a resposta da questão.
 A folha de respostas deverá ser entregue juntamente com o caderno de questões. Não destaque a folha

CADERNO DE QUESTÕES
13
de respostas.

CADERNO DE QUESTÕES

Você também pode gostar